Vendas de automóveis importados caíram em maio de 2012



  

A Associação Brasileira de Empresas Importadoras de Veículos Automotores (ABEIVA), em um balanço divulgado nesta segunda-feira (11/06), informou que as vendas de automóveis importados caíram 35,6% em maio deste ano, em comparação com o mesmo mês do ano passado.

Em números, a quantidade de vendas de automóveis importados caiu em 6.889 unidades. A ABEIVA atribui a queda nas vendas graças às medidas protecionistas nacionais, ou seja, à redução de impostos para veículos produzidos no Brasil, medida anunciada pelo governo federal no início do mês passado.

Entretanto, o protecionismo não pode ser considerado o único culpado pela redução da importação. Graças à conturbação do mercado externo, a moeda norte-americana vem ganhando força, fazendo com que o Real sofra um processo de desvalorização, que já representa 11% desde o início do ano. O "encarecimento" do dólar é outro fator que reflete na diminuição do número de importados comercializados no país.





Flávio Padovan, presidente da ABEIVA e diretor da Jaguar Land Rover no Brasil, comentou estar aflito com a situação do setor, o que poderá ocasionar em demissões. Hoje, as concessionárias que trabalham com a comercialização de automóveis importados empregam cerca de 35.000 pessoas.

Em contrapartida, a indústria automobilística nacional não tem do que reclamar: utilizando o mesmo período de comparação, as vendas de automóveis produzidos no Brasil cresceram 12,1%.

Por Rodrigo Alves de Oliveira



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *