Carro novo: como evitar que as emoções atrapalhem na hora da compra



  

O momento de comprar um carro novo envolve emoções, como a empolgação e a ansiedade de que o automóvel esteja o quanto antes nas suas mão. Porém, é preciso ter cuidados nessa compra que envolve tantos aspectos, entre eles, o fato de ser uma compra grande (valor financeiro), o custo-benefício, o que a pessoa busca e precisa num carro, o porte e até outros aspectos como o design, por exemplo. Até porque, depois de fazer negócio não tem mais volta.

Comprar carro à vista é bem melhor do que financiar, pois os juros no Brasil ainda são bastante altos e o consumidor perde muito dinheiro a cada parcelamento. E isso se torna ainda mais visível quando consideramos o ganho com o rendimento desse valor se fosse investido antes de adquirir o bem.

Portanto, o ideal seria guardar o valor de cada parcela mensalmente em uma poupança, até que se tenha o dinheiro suficiente para comprar o carro.

No fim das contas, se o consumidor esperar um pouco mais para comprar à vista, ele acaba comprando por um preço muito abaixo do financiamento e em menos tempo. Isso porque se leva mais tempo para quitar um parcelamento do que para juntar o valor do produto economizando na poupança.

Mas é evidente que essa é uma escolha difícil para se fazer, principalmente considerando as emoções que surgem no momento da possibilidade de compra e as tentações de antecipação dessa compra, como o financiamento.

Segundo psicólogos, muitos pacientes que apresentam distúrbios emocionais têm como a raíz de seus problemas psicológicos os problemas financeiros, normalmente gerados pelo mal uso do dinheiro em compras mal efetuadas.

Seja com o procedimento dessa compra (financiamentos, entre outros), seja com aquisições exorbitantes e desnecessárias, provenientes de tentações consumistas, onde a pessoa gasta o que não devia para comprar o que não precisava. O que parecia uma boa oferta, na verdade é uma armadilha. 

Até quem é mais disciplinado com isso precisa ficar atento, pois não faltam tentações e armadilhas direcionadas aos consumidores. E na hora de comprar um carro novo esse risco  não é diferente. 

Sempre existem diversas ofertas, de vários tipos e procedimentos, que querem convencer o consumidor de que determinada opção é a melhor para o cliente, mas que, na verdade, acaba sendo mais vantajoso para quem consegue vender.

Isso ainda gera prejuízos posteriores à aquisição do bem e muita dor de cabeça por um tempo muito maior do que o consumidor levou para decidir realizar sua compra.

Normalmente são ofertas fantásticas, mas que tem detalhes quase ocultos antes da compra, como o prazo da oferta, para deixar o cliente tendo pouco tempo para decidir e, consequentemente, para refletir sobre a decisão antes de fechar o negócio, além de taxas e prazo para entrega do veículo, por exemplo. E que vão surgir depois que o consumidor estiver convencido de que fez um grande negócio.





As duas principais dicas para esse momento tão especial na vida de qualquer pessoa, principalmente quem vai fazer sua primeira compra de um carro, são:

1- Defina o modelo de automóvel que você considera ideal para as suas necessidades

Vá até concessionárias de veículos e primeiro faça uma visita e escolha o tipo de carro que vai querer. Lembrando que nenhum automóvel terá tudo que você precisa, normalmente se abre mão de um aspecto ou recurso (economia, potência, espaço, etc.) para se adquirir outro.

E, quando decidir, procure esquecer do que abriu mão de ter, pois ficar pensando nisso pode atrapalhar na hora de fechar negócio.

2- Faça uma boa pesquisa de mercado

Vá em uma concessionária e pergunte qual melhor preço que podem fazer, anote tudo, inclusive as ofertas "fantásticas". Fale com outra concessionária e quando achar um preço menor veja se a outra concessionária pode cobrir.

Faça isso algumas vezes com lojas diferentes. Compare e pense com calma, sem pressa. Depois de alguns dias você vai ter analisado as opções e vai encontrar a melhor para a sua compra.

Por João Calvet

Foto: divulgação



Compartilhar:

1 comentário em “Carro novo: como evitar que as emoções atrapalhem na hora da compra

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *