Novo Ford Ka 2015 deve ser exportado para mercado asiático e europeu



  

Apesar de pensarmos que nossos profissionais não são valorizados, principalmente na área de engenharia automotiva, os brasileiros têm mais um motivo para comemorar, pois mais um modelo nacional deve ser exportado para o mercado asiático e europeu. Estamos falando da segunda geração do Ford Ka Nacional, que foi projetado pela filial brasileira da montadora. 

Feito semelhante aconteceu com o EcoSport. Em flagra pela imprensa automotiva internacional, o modelo já foi visto pelo site britânico Auto Express passeando pelas ruas do Reino Unido sem nenhum tipo de camuflagem. Em 2013, o modelo já havia sido exibido como conceito em outras terras.

Foto: divulgação

Apesar de seguir as mesmas linhas em termos de design, o novo Ka que será vendido lá fora deve passar por algumas adaptações para se adequar às exigências do mercado europeu, como a introdução de novos equipamentos: suspensão adaptada, airbags laterais, além de uma estrutura mais rígida e um acabamento mais refinado.





Na parte mecânica, também haverá algumas alterações, como motor 1.5 a diesel de 75 cv, o mesmo modelo do novo Fiesta britânico. Também estão previstas versões com motores da linha EcoBoost, que está se tornando popular entre os novos veículos da Ford. Nesse caso, ainda terá uma versão EcoBoost com turbo.

Porém, mesmo já contando com diversas informações, ainda não existe uma data de lançamento do Ka nacional na Europa, nem no mercado asiático. O que se sabe, por enquanto, é que o novo hatch deve entrar nesses mercados em meados de 2016. Assim como a data, também ainda não foram informados os valores que deve sair o Ka nesses mercados.

Independente das modificações que possa sofrer o Ka nacional no modelo que deve desembarcar fora do país, essa já é uma grande conquista para os engenheiros brasileiros, que muitas vezes não têm seus projetos aprovados pelas montadoras, mesmo sendo para atingir o próprio mercado nacional.

Por Felipe Villares

Foto: divulgação



Compartilhar:

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *