Koenigsegg Agera RS tem 1.160 cv de potência



  

A Koenigsegg anunciou imagens e detalhes oficias a respeito do Agera RS recentemente. O grande objetivo do modelo é a aerodinâmica com base no semelhante maior One:1.

De acordo com a empresa, este objetivo encaminha o Agera a novos níveis de desempenho, continuando os recursos as antigas versões R e S. As alterações possibilitam uma ampliação importante de downforce, de 450 kg a 250 km/h. São novas saias laterais, splitter dianteiro, spoiler traseiro dinamicamente ativo, como também um novo sistema para passagem de ar na parte inferior do veículo. De forma opcional, o Agera RS pode ter sistema de suspensão ativo e entradas de ar no capô.

O motor que move o supercarro é o já famoso 5.0 V8, entretanto, através de um processo de reconfiguração, ele passa a fornecer 1.160 cavalos de potência e possui o limite de giro ampliado. Somente 25 unidades do Agera RS serão fabricadas, onde 10 já foram comercializadas antes mesmo da divulgação do veículo. É importante considerar que, embora o objetivo seja para as pistas, o modelo está disponível para uso nas ruas.

A empresa também divulgou oficialmente o Koenigsegg Regera, megacarro híbrido superior a 1.500 cv. De acordo com a companhia, o modelo foi produzido para ser um carro de grande lucro e como opção aos modelos leves e de derivados de bólidos de disputa da sua gama. No total, somente 80 unidades serão fabricadas.

O fator principal do modelo é sua unidade de potência, que possui um motor 5.0 litros V8 e mais três blocos elétricos que, unidos, possibilitam “bem mais” do que 1.500 cv. O valor exato não foi informado. Através da tecnologia Koenigsegg Direct Drive, o carro não tem uma transmissão tradicional, direcionando a potência diretamente nas rodas traseiras do motor a combustão. De acordo com a Koenigsegg, seu sistema diminui em 50% as perdas de energia na utilização em estradas.





Por Felipe Couto de Oliveira

Koenigsegg Agera RS

Koenigsegg Agera RS

Koenigsegg Agera RS

Fotos: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *