Queda na produção de veículos em março



  

Perda acumulada no setor da autoindústria é de 19,4%. Os problemas vão além da queda na produção de veículos, pois há influência e recuo em outros setores.

Um dos setores que mais vem enfrentando problemas em 2015, haja vista o atual cenário econômico brasileiro é, sem sombra de dúvidas, a autoindústria. Mas o problema não é exclusivo de 2015, pois novos dados destacam que, pelo sexto mês consecutivo, a produção de veículos obteve um recuo. Os dados são referentes ao mês de março. Com tais resultados negativos, o setor já possui uma perda acumulada de 19,4% na atividade.

Vale destacar que o setor de veículo tem sido um dos maiores impactos negativos para toda a indústria há vários meses. Com isso, o setor vem enfrentando alguns tipos de problemas, como a atuação com estoques acima do habitual. Outras consequências diretas dos problemas enfrentados pelo setor são as férias coletivas, bem como a dispensa em massa de trabalhadores e a diminuição da jornada de trabalho.

Além disso, é importante ressaltar que o atual cenário é bastante preocupante. O quadro negativo em si não atinge apenas uma determinada parcela dos produtos que fazem parte da autoindústria. Se levarmos em consideração o acumulado do ano, 92% dos itens já registram queda na produção. Portanto, a atual situação deste setor, que é bastante importante para nossa economia, é muito preocupante.

Um dos principais motivos para a atividade de veículos sempre estar no topo dos impactos negativos é que esta atividade traz consigo uma série de outras atividades do setor de nossa economia. Além dos próprios problemas relacionados à autoindústria, ainda temos o cenários de ajustes fiscais, aumento na conta de energia, inflação alta e etc.





É importante destacar que os problemas não se resumem ao recuo de produção, pois especialistas já alertam que os mesmos vão desde os automóveis e caminhões até o setor de autopeças. Em consequência direta do mau momento deste setor, também temos a queda na produção de borracha e materiais plásticos, metalurgia e produtos de metal. Juntamente com a autoindústria, todos esses setores citados acumulam queda durante 2015.

Por Bruno Henrique

Produção de veículos

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *