Carros franceses se tornaram referência para o setor automobilístico



  

Ousadia, inovação e criatividade fazem parte do jeito francês de conceber carros

Quem conhece ao menos um pouco da mecânica dos automóveis franceses sabe que eles são fabricados de maneira única e exótica. Tanto que, é comum afirmar que os engenheiros franceses não têm medo de ousar na produção de seus veículos.

É exatamente essa característica que instiga a busca por novos design e tecnologias, desvencilhando-se do comum e dos padrões já estabelecidos.

O Citroën 2CV é um bom exemplo disso. Fabricado entre 1948 e 1990, o modelo foi um sucesso de vendas, alcançando a incrível meta de 5 milhões de unidades vendidas. O diferencial do modelo? Todo o chassi e carroceria estavam unidos em um único bloco, enquanto a suspensão era independente.

Hoje a solução utilizada no modelo pode parecer banal, pois foi muito explorada nos últimos anos. No entanto, durante a época houve certa agitação entre a mídia e as demais fabricantes que utilizavam um sistema onde a lataria e chassi eram independentes, enquanto a suspensão era ligada por um eixo rígido.

O 2CV dividiu opiniões, mas acabou surpreendendo por se tratar de um veículo bastante estável em altas velocidades, o que lhe rendeu o título de “impossível de capotar”. Isso se deve graças à suspensão, que mantinha o veículo sempre em contato com o solo, independente do movimento realizado pela lataria. O modelo contava com um propulsor de dois cilindros e refrigerado a ar, com 345cc e 9 cv de potência, que atingia incríveis 115 km/h.





Outro veículo da montadora que chamou a atenção foi o Traction Avant, o qual foi o comercializado durante 1934 a 1957. Vale lembrar, que o automóvel foi o primeiro a contar com a suspensão monobloco e tração nas rodas dianteiras.

Os modelos franceses contam com soluções inovadoras em seu design, como o Peugeot 402, onde as portas abrem no sentindo contrário e a capota dobradiça em aço pode ser acionada eletricamente. O primeiro modelo a utilizar essa tecnologia foi o Peugeot 401, lançado em 1934.

É impossível falar em veículos sem citar a Renault, que revolucionou o mercado ao lançar o modelo R-16, em 1965. O veículo contava com design moderno e inovador, tendo como diferencial o seu imenso porta-malas.

Outros modelos franceses também auxiliaram no desenvolvimento de novas tecnologias, como: Citroen DS e o Alpine A110. Não há dúvidas que as fabricantes francesas são responsáveis por importantes tecnologias utilizadas em veículos atuais e revolucionaram o mercado automobilístico.

Por Wendel George Peripato



1 comentário em “Carros franceses se tornaram referência para o setor automobilístico

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *