Tesla Model X provoca Novo Acidente nos EUA



  

Acidente com carro autônomo pode ter ocorrido por falhas no sistema Autopilot.

Esta já é a segunda vez em que um Tesla se envolve em um típico acidente de trânsito nos Estados Unidos. A fama da companhia veio justamente por projetos inovadores no setor de desenvolvimento de carros autônomos. E como não poderia ser diferente, é justamente sobre esse tipo de sistema autônomo para condução que recaíram as suspeitas. Vamos aos fatos do aconteceu e entender melhor a situação.

Bom, como apontamos antes, este vem a ser o segundo acidente que pode (ainda sob suspeita) estar ligado ao chamado sistema Autopilot, nome dado pela Tesla para o mesmo. De acordo com as informações divulgadas, o acidente em si ocorreu ainda na primeira semana deste mês. Porém, as investigações se encontram meio que estagnadas uma vez que até agora não foi achada pelos analistas nenhuma espécie de evidência que aponte para que algo errado possa ter acontecido com o dispositivo responsável pela direção autônoma do veículo.

Segundo o noticiário internacional, no momento do acidente o motorista Albert Scaglione dirigia seu veículo em uma estrada na Pensilvânia (EUA), um Tesla Modelo X Autopilot e foi aí que o acidente ocorreu.

Conforme o que foi relatado sobre o ocorrido, o crossover do motorista acabou por atingir o guard-rail que ficava situado no lado direito da rodovia pela qual seguia o motorista. Após atingi-lo o automóvel ainda atravessou a pista e terminou por acertar a barreira de concreto que tinha a finalidade de dividir as duas mãos da estrada.

Mesmo que à primeira vista o acidente pareça ter sido um pouco grave, a imprensa internacional informou que tanto o motorista quanto o seu enteado, Tim Yabke, que o acompanhava como passageiro, saíram ilesos da ocorrência dramática.





A Tesla, por sua vez, também comentou sobre o ocorrido afirmando que até o momento não haviam sido encontradas nenhuma evidência de que no momento do acidente o motorista estivesse fazendo uso do sistema de condução autônoma disponibilizado pela empresa. Além disso, a Tesla também divulgou um comunicado no qual aponta e ressalta a questão de que o sistema Autopilot não estaria sendo usado na hora da colisão.

A montadora informou ainda que sempre que ocorre um acidente em que o sistema esteja envolvido automaticamente ela recebe um alerta a respeito. E diz que quando isso ocorre logo entra em contato com o cliente para verificar sua situação e ver se está bem.

No caso do acidente ocorrido com Scaglione, existe a suspeita de que as condições no momento do ocorrido eram bem diferentes daquelas encontradas por ocasião da outra colisão que envolveu um Tesla Modelo S e que, infelizmente, terminou por ocasionar a morte do motorista do carro.

O acidente que matou o motorista Joshua Brown ocorreu simplesmente porque o sistema Autopilot do carro fez confusão entendendo que a claridade do dia ensolarado à época era a lateral branca de um caminhão que poderia estar cruzando a pista. O carro bateu sem sequer acionar os freios.

Por Denisson Soares



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *