Renault Fluence – Versões e Ficha Técnica



  

O Fluence é vendido em 2 versões no Brasil, a Dynamique e a Privilège.

O sedan Fluence da Renault é repleto de qualidades, itens de segurança e conforto, boa motorização, e câmbio automático – o CVT X-TRONIC – que também equipa alguns carros da parceira Nissan, e tem um design atual, detalhe que não pode ser ignorado em tempos de mudanças rápidas como os de hoje. Mas, ele tem um problema: está em um dos segmentos mais concorridos da atualidade no mercado automotivo brasileiro – o dos Sedans Médios – que só perde em disputa e novidades para o dos SUVs.

Concorrentes com mais tempo de mercado, e maior volume de vendas prometem não dar trégua para o francês. O novo Corolla da Toyota e sua fama de "inquebrável", o Honda Civic com seu design incrível, o Ford Focus Fastback e sua renomada dirigibilidade, o Chevrolet Cruze, que carrega a admiração por boa parte do público brasileiro pela marca GM, o Nissan Sentra, que depois de reestilizado passou a chamar a atenção nas ruas, e o Jetta da Volkswagen, que sempre marcou presença desde seu propulsor cinco cilindros de ronco inconfundível e hoje segue entre os líderes com versões TSi e o elogiado câmbio automático DSG são apenas alguns exemplos do tamanho da briga que o Fluence precisa enfrentar para ganhar mercado.

Há esperança, pois os veículos da Renault possuem uma aceitação crescente, ainda que discreta (no melhor estilo francês), no País, graças a sua confiabilidade mecânica. E o Fluence mantém tais características. Disponível apenas em duas versões atualmente, pode ser comprado por R$ 99.350 na versão Dynamique, ou por R$ 108.300 na Privilège. A motorização é a mesma para ambas – o 2.0 16v Hi-Flex de 143cv no etanol (e 140cv na gasolina), potência máxima designada pelo fabricante, e atingida aos 6.000rpm.

A versão top de linha do sedan francês supera em número itens de segurança e conforto se comparada à versão Dynamique. No Fluence Privilège são seis airbags no total (dois a mais, inclusive com formato cortina nas laterais), rodas 17 polegadas, controle eletrônico de estabilidade e tração, teto solar com sistema antiesmagamento, faróis de Xénon, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro com câmera de ré, rebatimento elétrico dos retrovisores, entre outros mimos. Onde a diferença ganha importância é no recurso de controle de estabilidade (ESP), tecnologia que amplia a segurança em situações adversas durante a condução do veículo. Os faróis de Xénon possuem regulagem automática de altura, outro item indisponível na versão mais "humilde".

Com uma lista extensa de itens de segurança e conforto, as duas versões do Fluence merecem uma avaliação criteriosa antes da decisão de compra. O que pode parecer irrelevante para um cliente, pode ser a decisão de outro. Teto solar ou rodas 16 polegadas ao invés de rodas 17, podem parecer detalhes de pouca importância, mas mudam a aparência do sedan médio, o que pode representar maior ou menor desvalorização no mercado de seminovos. A diferença de preço nas duas versões, na formatação "padrão" de cada uma, é de R$ 8.950. Talvez compense o investimento adicional para sair rodando com um carro mais completo e bonito. De qualquer maneira é uma decisão muito pessoal.

Veja aqui www.renault.com.br/veiculos/conheca-nossa-gama/fluence.html mais detalhes do sedan, no site oficial do fabricante.

Fato é que ao rodar com um Fluence, o conforto estará sempre presente. Sensores de luz e chuva fazem o trabalho automaticamente, colocando os limpadores do parabrisa em ação quando começa a chuva e acendendo os faróis quando escurece. O regulador e limitador de velocidade, mais conhecido como Piloto Automático também está lá, à disposição do motorista, e convenhamos, é um ótimo recurso para as estradas.

Ainda temos muitos recursos: painel digital nas duas versões, cinto de segurança de três pontos central no banco traseiro, que também possui três encostos de cabeça, Ar-condicionado digital Dual Zone, Chave-cartão "hands free" com walk away closing (fechamento do veículo quando você se distancia dele com a chave-cartão), alerta do uso de cinto de segurança para motorista e passageiro e volante com revestimento em couro natural e sintético.





Saúde para brigar no segmento dos sedans médios não falta ao Fluence, e a Renault com certeza sabe disso. Que vença o melhor.

Versões

Dynamique CVT Plus

Motor: 2.0 16v Hi-Flex

Potência: 143cv (etanol) a 6.000rpm

Preço: R$ 99.350

Privilège

Motor: 2.0 16v Hi-Flex

Potência: 143cv (etanol) a 6.000rpm

Preço: R$ 108.300

Por Uirá Fernando Lopes Fernandes

Renault Fluence



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *