SUV chega ao país para disputar espaço com o Porsche Macan e BMW X4.

A fabricante de automóveis de luxo da empresa indiana Tata Motors, a Jaguar, anunciou o lançamento do F-Pace para o mercado brasileiro. Ele é esperado para começar a ser vendido em setembro com preço inicial de R$ 309.300. O modelo SUV da fabricante já está em pré-venda. Há uma versão limitada a 19 unidades com a cor azul Caesium Blue, que custará R$ 416.400.

A Jaguar desembarcará o F-Pace em três modelos de motorização. O primeiro será equipado com um motor diesel 2.0 Ingenium, com 182 cv e 43,8 kgfm. A segunda opção de motor, muito mais potente, é um 3.0 V6 movido a gasolina, com 344 cv e 45,8 kgfm. O terceiro modelo também conta com um V6 com 385 cv e 45,8 kgfm. De acordo com a Jaguar, o F-Pace em sua versão mais potente consegue chegar a 100 km/h em apenas 5,1 segundos. Em todos os modelos o câmbio é automático e há oito velocidades com trocas realizadas no volante. A tração do veículo é integral.

O Jaguar F-Pace Prestige 2.0 180 cv diesel custará R$ 309.300. Nesta versão haverá sistema de navegação via GPS, farol de xenon, rodas aro 18", teto solar panorâmico e bancos dianteiros de couro com ajuste elétrico.

Outro modelo que será comercializado é o Jaguar F-Pace R-Sport 3.0 V6 340 cv gasolina. Esta versão sairá por R$ 360.500. Os clientes que adquirirem o veículo contarão com rodas aro 20", bancos esportivos, teto solar elétrico, faróis em LED, sistema multimídia inTouch Control Pro, painel de instrumentos com tela TFT, tampa do porta-malas acionável por gestos e sistema de som Meridian de 380 W.

O modelo Jaguar F-Pace S 3.0 V6 380 cv gasolina custará R$ 405.900. Ele oferece bancos de couro esportivos, sistema Adaptative Dynamics, pinças de freio esportivas, banco dianteiro elétrico com 14 ajustes, kit visual "S" e sistema de som Meridian de 825.

Por último, o modelo mais caro e com versão limitada a 19 unidades custará R$ 416.400. Ele é o Jaguar F-Pace First Edition 3.0 V6 380 cv gasolina. Além da cor azul Caesium Blue, ele oferece bancos esportivos em couro Windsor, luz ambiente interior configurável, acabamento exclusivo e soleiras iluminadas. O F-Pace oferece de série a tração integral, faróis com assinatura LED, vetorização de torque, sistema multimídia com tela touchscreen, start-stop, sensores de estacionamento, ar-condicionado, bancos dianteiros com ajustes elétricos e 8 airbags.

Nos modelos mais completos, haverá o Activity Key, uma pulseira que funciona como a chave do veículo.

Com o lançamento no Brasil, a Jaguar pretende inserir o F-Pace para brigar com o Porsche Macan e o BMW X4, que são vendidos a gasolina. Em sua versão em diesel, o modelo deverá ser uma boa alternativa para os clientes de carros de luxo.

Por William Nascimento


Novo veículo deve se chamar I-Type ou I-Pace. Carro deve ser lançado em 2018.

As empresas dos mais diversos setores há algum tempo investem no mercado sustentável, por vários motivos, como a preocupação com o meio-ambiente, passar uma boa imagem para o público ou para firmar acordos e para outros tantos.

Seguindo esse conceito, a fabricante de carros luxuosos, a inglesa Jaguar, está seguindo esse preceito ao anunciar que está trabalhando para o desenvolvimento do seu primeiro carro elétrico, com previsão de lançamento para o ano de 2018.

O grande benefício dos carros elétricos é que eles não são poluentes, não emitem nenhum tipo de gás que prejudicaria o ambiente. Além, é claro, de não emitirem nenhum tipo de som, dessa maneira evitam os ruídos, muitas vezes prejudicais à saúde das pessoas.

Faz parte do imaginário da população possuir entre seus bens um carro luxuoso e a montadora inglesa ao unir o luxo ao sustentável, dá um salto em seus negócios, pois a preocupação com vertentes sustentáveis é um quesito que muitas pessoas valorizam. Até o Governo está incentivando as pessoas a adquirirem carros classificados como verdes, que quase não agridem o meio ambiente. A prova disso é que o Governo está zerando impostos de importação para carros elétricos e a hidrogênio. Vale lembrar que com essa isenção o preço do automóvel cai em 35%.

A montadora não divulgou mais detalhes sobre o projeto, as únicas informações obtidas até o presente momento é que ela já registrou dois possíveis nomes (I-Type e I-Pace) para os automóveis. Também não se sabe se os carros serão modelos totalmente originais ou um aprimoramento de algum modelo já existente.

Quem sabe ao apostar nesse novo setor de criação a montadora inglesa não consiga ser a quarta representantes do setor automobilístico a participar da tradicional lista das “100 empresas globais mais sustentáveis” publicada pela revista canadense “Corporate Knights”. As empresas que participam desse ranking são em 6º lugar a Bayerische Motoren Werke (BMW/ montadora alemã); em 60º lugar a Daimler (empresa alemã) e em 81º lugar a Renault (fabricante francesa).

Por Isabela Castro





CONTINUE NAVEGANDO: