O modelo foi desenvolvido para substituir os populares Palio Fire e Uno Fire, que deixaram de ser produzidos.

Todo brasileiro é realmente apaixonado por carros e quando o assunto é algum lançamento automobilístico logo já se deseja saber todos os detalhes do possante.

Se você se inclui nesse grupo de brasileiros que adora saber tudo sobre os zero quilômetros do momento, continue lendo este artigo e conheça o Fiat Mobi do ano de 2018.

O modelo foi desenvolvido para substituir os populares Palio Fire e Uno Fire, que deixaram de ser produzidos. A proposta inicial era de que ele tivesse um preço acessível, como o de seus antecessores, porém para ter um lado mais moderno, o preço final acabou saindo mais alto, o que desagradou a muitos.

Contudo, aos poucos o Mobi tem ganhado a preferência dos brasileiros, uma vez que se inclui entre os mais baratos da marca e com bastante qualidade.

O objetivo da Fiat é fazer com que o Mobi alcance o lugar dos compactos mais vendidos do país e tem trabalhado para isso, pois desde o seu lançamento tem feito diversas modificações para que seu valor saia mais em conta no Mobi 2018.

O Fiat Mobi 2018 será disponibilizado em quatro versões, sendo elas:

– Versão Easy 1.0 Fire;

– Versão Like 1.0 Fire;

– Versão Way 1.0 Fire;

– Versão Drive 1.0 Firefly.

Apesar de ter subtraído vários itens que o encarecia, a versão de entrada ainda sofre um aumento no preço.

Veja abaixo os preços de todas as versões:

  • Easy 1.0 Fire: vendido por R$ 33.700;
  • Like 1.0 Fire vendido por R$ 39.190;
  • Way 1.0 Fire: vendido por R$ 40.650;
  • Drive 1.0 Firefly: vendido por R$ 40.650.

O Mobi da Fiat possui fabricação brasileira na cidade de Betim, no estado de Minas Gerais.

A versão de entrada, o Mobi Easy é constituída de airbag duplo frontal, Freios ABS, banco traseiro bipartido, calotas integrais e rodas de aço de 13”. Além disso, há um moderno quadro de instrumentos iluminado com LED e um display de 3,5 polegadas.

Conforme as versões são acrescentados novos equipamentos como ar condicionado, vidros elétricos, regulagem de altura para o volante, entre outros.

O Fiat Mobi é um compacto que aos poucos irá conquistar um grande público brasileiro, pois oferece a já renomada qualidade dos veículos da marca.

Por Sirlene Montes

Fiat Mobi 2018


Modelo terá valores a partir de R$ 87.900, e podem chegar a R$ 124.900 na versão top.

A Honda apresentou oficialmente ao mercado brasileiro o Honda Civic 2017. O modelo chega para brigar com o Audi A3 Sedan na versão Civic Touring, com mais potência e motor turbo. O novo Honda Civic começa a ser comercializado em agosto com valores a partir de R$ 87.900, e podem chegar a R$ 124.900 na versão top.

Serão oferecidas 5 versões do modelo para 2017. Nas versões Sport MT6, Sport CVT, EX CVT e EXL CVT, o motor será de 2.0, e os itens e equipamentos disponíveis variam de versão para versão. Já o Civic Touring possui motor de 1.5 turbo, e mais de 170 cavalos.

O modelo de entrada, Sport, possui câmbio manual de seis marchas e 155 cavalos, e também será oferecido na versão com transmissão automática CVT. A versão possui ar-condicionado digital, direção e vidros elétricos, freio de estacionamento eletrônico, 6 airbags, faróis de neblina, central multimídia com Bluetooth, câmera de ré, e outros itens.

As versões EX e EXL deverão competir com os modelos da Toyota Corolla XEi e Altis e com o novo Cruze LTZ1 e LTZ 2. Nestas versões, a Honda oferece apenas a opção de motor 2.0 e câmbio CVT. Entre os itens de série do EX estão os mesmos equipamentos da versão Sport acrescidos de bancos em couro, painel de instrumentos digital, acabamento cromado, e outros itens. Para a EXL, o pacote inclui, além dos itens da versão anterior, central multimídia de 7 polegadas sensível ao toque, navegador e compatibilidade com os aplicativos CarPlay, da Apple, e Android Auto, do Google.

Já a versão topo de linha, que deve competir com modelo Audi A3 Sedan, o Civic Touring traz 173 cv de potência e uma lista de equipamentos extensa, incluindo câmera sob o retrovisor direito, alerta de saída de faixa de rolamento, controle de cruzeiro adaptativo, partida por botão, ajuste elétrico para os bancos dianteiros com 8 opções, sensor de chuva, teto solar elétrico, faróis full LED, e outros.

Confira os valores de cada versão do Honda Civic 2017:

– Sport 2.0 MT6: R$ 87.900

– Sport 2.0 CVT: R$ 94.900

– EX 2.0 CVT: R$ 98.400

– EXL 2.0 CVT: R$ 105.900

– Touring 1.5 Turbo CVT: R$ 124.900

Por André Barbirato

Honda Civic 2017

Honda Civic 2017

Fotos: Divulgação


Modelo tem previsão de ser lançado no Brasil em 2018, após o início da produção na Argentina.

Foi lançada recentemente a Alaskan, um automóvel bastante importante na história da Renault, haja vista ser a primeira picape média da montadora francesa. O visual da picape é bastante semelhante ao conceito apresentado pela Renault em 2015. O modelo já se encontra disponível em alguns mercados latino-americanos, como é o caso da Colômbia. No Brasil, no entanto, a Alaskan só deve chegar em 2018, após o início da produção na Argentina.

Vale ressaltar que a Alaskan é o segundo lançamento deste segmento, pois a Renault já havia apresentado à compacta Duster Oroch no final de 2015. O grande objetivo da montadora francesa é tornar-se um forte concorrente global nesta área.

Um detalhe bastante interessante é que a Alaskan foi desenvolvida através de uma parceria com a Nissan. Com isso, a nova picape da Renault apresenta a mesma arquitetura da nova geração da Nissan Frontier.

Como trata-se de uma picape média, a Alaskan é capaz de carregar 1,2 tonelada. Outro destaque deste lançamento é a sua versatilidade, pois a mesma foi desenvolvida tanto para o trabalho quanto para a cidade. Dessa forma, o automóvel dispõe de suspensão traseira de eixo rígido com cinco pontos de ancoragem e seletor para configuração da tração entre 4×4 e 4×2.

A parte interna da Alaskan é bastante semelhante ao Nissan Frontier, sendo que as diferenças ficam por conta apenas do painel de instrumentos e volante. Além disso, saiba que este lançamento também possui um pacote de itens recheados de tecnologia, dentre os quais: sistema multimídia com tela sensível ao toque de sete polegadas, bancos dianteiros com tecnologia para aquecimento, botão de partida, computador de bordo com tela digital, ar-condicionado digital de duas zonas, volante multifuncional e GPS integrado.

Um grande destaque da Alaska é a visão em 360º que visa auxiliar o motorista durante as manobras e balizas. Tal visão é possível graças às quatro câmeras que foram posicionadas ao redor do veículo. Além disso, saiba que a segurança também foi uma das prioridades da Alaska: o automóvel possui controles eletrônicos de tração e estabilidade, assistente de partida em campa e decida, além de piloto automático.

O motor, por sua vez, é o 2.3 dCi movido a diesel e acompanhado de quatro cilindros com dois turbocompressores. Trata-se da mesma motorização utilizada na nova geração da Frontier. A picape da Renault contará com opções com 160 cv e 190 cv. O câmbio é manual de seis marchas ou automático com sete marchas.

Por Bruno Henrique

Renault Alaskan

Renault Alaskan

Fotos: Divulgação


Mudanças e novidades do novo Volvo S90.

Logo de cara o Sedan Volvo S90 chega ao mercado para bater de frente com modelos já conhecidos como o Mercedes-Benz Classe E, BMW Série 5 e o Audi A6.

A novidade vem pouco depois do utilitário-esportivo XC90 aparecer. Agora a Volvo decidiu lançar os outros dois modelos que têm como base a mesma plataforma. A curiosidade nesse ponto é que a montadora sueca decidiu apresentar tanto o sedan S90 quanto a perua V90. Os dois chegam ao mercado com o objetivo de concorrer em um nicho tido por muitos especialistas com sofisticado e exclusivo. Ou seja, o campo é para poucos.

João Oliveira, o diretor comercial da Volvo Cars aqui no Brasil reafirmou à imprensa que o S90 deverá mesmo trabalhar para dividir espaço com a chamada trinca alemã, aqueles três modelos que citamos no início dessa matéria.

De acordo com as informações dadas por Oliveira o segmento é bem restrito a ponto de que as expectativas de vendas não devam passar da faixa de 1.000 unidades por ano. A Volvo, por sua vez quer “meter a mão” em cerca de 10% da fatia do mercado. Ou seja, 100 carros por ano.

De acordo com as informações divulgadas até o momento a previsão de chegada da novidade aqui no Brasil está marcada ainda para o primeiro semestre de 2017.

Ainda assim, alguns especialistas já fizeram seus testes e divulgaram o que acharam. Então vamos a uma síntese dom o que saiu na mídia.

A primeira coisa a chamar a atenção foi o tamanho e o peso do sedan. Afinal, são 4,96 metros de comprimento e 1.900 quilos. Olhando assim dava para suspeitar que seria muita carga para o bloco 2.0 de quatro cilindros. Mesmo assim há a combinação de turbo com o compressor mecânico que faz com que o carro se comporte bem. Apesar de não ter o mesmo “jeitão” esportivo do BMW os 320 cv de potência aliados ao torque de 40,8 mkgf que ficam disponíveis a partir de 2.200 rpm é possível obter respostas satisfatórias do carro.

O carro também ganha velocidade de uma forma rápida. A sonoridade não chega a ser um incômodo.

Já na parte interna o S90 chama muito a atenção pelo luxo apresentado juntamente com um bom acabamento. A marca se orgulha do design seguindo os padrões escandinavos presentes no carro.

O S90 também apresenta uma boa dose de autonomia. Ele consegue andar um bom pedaço sem que o motorista precise interferir. Em termos comparativos o XC90 que saiu no ano passado, nesse sentido de automação, era capaz de ficar nos limites da faixa por um trajeto de até 50 km/h. Os seus irmãos caçulas conseguem fazer a mesma coisa só que com até 130 km/h.

Bom, já sobre os preços e demais detalhes técnicos ainda vamos ter que esperar um pouco até que fabricante defina alguns questões a respeito.

Por Denisson Soares

 

Volvo S90

Volvo S90

Fotos: Divulgação


Novo projeto de lei busca autorizar a fabricação e a venda de carros leves a diesel no Brasil.

Essa semana pode ser decisiva para o setor de automóveis. Isso porque está em tramitação e, ao que tudo indica, vai à votação nesta semana, um projeto de lei que autoriza a fabricação e venda de carros leves a diesel no Brasil. Após inúmeros anos de tentativas, pareceres negativos em comissões técnicas e muitas opiniões contrárias da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, e de alguns empresários, citando a Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio, a ideia voltou à tona. Dessa forma, o combustível, tido como poluente, seria utilizado por veículos leves.

Segundo alguns especialistas ambientalistas, os utilizadores do diesel, até o momento, são caminhões, ônibus e carros comerciais. Somente pela utilização deste, poderia-se observar uma grande poluição do ar. Com a aprovação do projeto, o número de doenças poderia aumentar, causando a morte precoce de pessoas pelo material.

O óleo diesel é derivado do refinamento do petróleo, sendo uma fonte limitada e não renovável. Constituído de hidrocarbonetos de carbono, este possui incontáveis impurezas de enxofre, nitrogênio e oxigênio. O tema sobre a sua utilização voltou à pauta em 2015, em reunião da Câmara criada pelo presidente da Casa na época, Eduardo Cunha. Se aprovado, o projeto de lei vai para plenário no Senado.

Em audiências públicas que ocorreram entre outubro de 2015 e março de 2016, especialistas da fabricação de automóveis e peças, produtores de combustíveis, pesquisadores de saúde, além dos Ministérios do Meio Ambiente e Minas e Energia, Agência Nacional de Petróleo (ANP), Petrobrás e fabricantes de etanol e biodiesel se posicionaram sobre a questão. De maneira geral, estes foram contra o projeto devido aos problemas que ele poderá causar, como doenças respiratórias e cardíacas. Além disso, por sermos um país importador de diesel, o aumento de sua utilização geraria um desequilíbrio na balança do Brasil, gerando altos custos.

O relator, deputado Evandro Romam (PSD-PR), porém, pediu a aprovação da Lei, alegando ser favorável, uma vez que “o consumidor tem que ter a opção de escolher um destes veículos, pois os números são surpreendentes. Se você gasta hoje em torno de R$ 0,40 ou R$ 0,50 no Brasil para rodar com um carro movido a gasolina ou etanol, você gastaria em torno de R$ 0,15 para rodar com um carro a diesel”.

Em contrapartida, para Bruno Covas (PSDB-SP), “O único argumento favorável se limita à escolha do consumidor, quando há repercussões negativas econômicas, energéticas, ambientais”. Além disso, este ressalta que a Europa está discutindo a abolição destes carros, culpando estes pela poluição nas regiões metropolitanas. “E nós vamos receber o lixo tecnológico que vai ser proibido lá?", completa.  

A votação será, provavelmente, nesta terça ou quarta-feira. As informações são do jornal O Estado de São Paulo.

Por Kellen Kunz

Carro a diesel

Foto: Divulgação


JAC reafirmou que lançará o modelo compacto T5 no Brasil.

Faz cerca de um ano que conhecemos o T6 que chegava ao mercado com linhas claramente inspiradas no Hyundai ix 35. Pois bem, agora é hora de outra novidade: a JAC já havia dados sinais, porém, recentemente a fabricante tornou a reafirmar que está mesmo planejando lançar por aqui o compacto T5. Esse fato acaba contribuindo para fechar ainda mais o círculo chinês que vem crescendo cada vez mais no mercado de SUVs.

Sobre o carro em si, suas linhas lembram bastante (até porque são parecidas) com a do Ford Ecosport que, por sinal, é um dos principais concorrentes. De qualquer forma a informação é de que a estreia chegará em três versões. Todas elas serão equipadas com um motor 1.5 de 16v, os modelos contarão ainda com câmbio manual de seis marchas. Um detalhe que chama a atenção nesse ponto é que serão diferenciadas devido a presença do pacote de equipamentos, os quais, usando os termos da JAC são chamados de Packs.

Como sempre tem um porém, a JAC não quis ficar de fora disso. Um dos motivos é o fato de que o primeiro lote composto por 500 unidades será restrito e infelizmente a versão mais cara do modelo.

De acordo com as informações divulgadas pela companhia até o presente momento a expectativa é de que o T5 Pack 1 e 2 deverão chegar por aqui em dois meses no mais tardar.

A produção do modelo irá acontecer na já famosa fábrica de Camaçari, estado da Bahia. A produção somente deverá começar lá pelo primeiro trimestre do ano de 2017. Já as unidades que acabarem a sair da linha de montagem estão com previsão de serem homologados até o final deste ano.

A JAC, por sua vez, está bastante otimista sobre o modelo. A fabricante chegou a afirmar que espera efetivamente que o T5 chegue a representar a metade da cota mensal de importação. Essa por sua vez gira em torno das 400 unidades.

Saiba mais:

A versão automatizada que conta com CVT continuará sendo mantida na linha, pelo menos até o mês de agosto. Já com relação aos preços há uma ligeira alteração sendo que os valores vão de R$59,9 mil podendo chegar até R$69,9 mil. Pode parecer uma má ideia, mas anteriormente a expectativa era de que os valores ficassem entre R$59 mil e R$72 mil.

Por Denisson Soares

JAC T5

JAC T5

Fotos: Divulgação


Equus 2016 é um dos mais luxuosos modelos encontrados no mercado na linha dos sedans.

A montadora nascida na Coreia do Sul, Hyundai, está realizando o lançamento de mais uma versão do Hyundai Equus e consequentemente muitas novidades estão por vir, melhorando cada vez mais o veículo. O Novo Hyundai Equus 2016, assim também como as outras versões anteriores, é para quem procura por um carro de luxo.

Este carro é bem diferente dos outros modelos que a marca já desembarcou em terras brasileiras, além de ser muito bem equipado com diversos acessórios. Um ponto não tão bom assim para os amantes do veículo, é o seu custo elevado, o que acaba assustando diversos clientes da marca, porém para quem procura por sofisticação e luxo, esse é o modelo, sendo um dos mais luxuosos encontrados no mercado na linha dos sedans.

O Hyundai Equus não possui muitas vendas e seus clientes sabem que o carro não é nem um pouco econômico, ou seja, possui um consumo elevado de combustível e suas manutenções são caras.

A empresa da Coreia do Sul ainda não publicou as informações técnicas deste lançamento, portanto abaixo seguem algumas previsões:

– Motor 4.6 com 366 cv; Volante e painel em couro; Bancos também em couro; Automática A8LR1 de 8 marchas Shiftronic; ABS e EBD de quatro canais de última geração; Rodas em liga leve 7,5 J x 18″, com pneus de 245 / 50 / 18; Controle Eletrônico de Estabilidade – ESP; Conexão sem fio Bluetooth; Controle do freio em curvas – CBC.

Por essa ficha técnica é possível ver o quão luxuoso é o veículo e saber o porque do preço alto.

A Hyundai ainda não informou o valor oficial do Equus 2016,  até porque ainda levará um tempo até que a montadora traga esse veículo para o Brasil.

Apenas podemos fazer uma comparação com a última versão lançada aqui no Brasil, onde teria um valor mais elevado do que R$ 320 mil, o que pode ser considerado um preço bem salgado para os clientes do carro.

Por Nádia Neves 

Hyundai Equus

Hyundai Equus

Fotos: Divulgação


Preços das versões Comfortline e Highline serão, respectivamente, R$ 144.500 e R$ 151.300.

A Volkswagen apresentou o oitavo Passat há uma semana, em São Paulo. O sedan da linha 2016 terá as venda iniciadas no primeiro mês do próximo ano. Os preços das duas versões – Comfortline e Highline – serão respectivamente R$ 144.500 e R$ 151.300 sem os opcionais.

Exteriormente, o veículo ficou mais largo, aumentando a capacidade do porta-malas para 586 litros. Consequentemente, o espaço interno cresceu e a dianteira ficou baixa para um design mais esportivo.

O modelo Comfortline não mudou no interior, mas vem, como no 2015, bem equipado. O ar-condicionado digital tem três zonas. O computador de bordo possui tela touchscreen com 6,5 polegadas e GPS. O painel conta com entradas para cartão SD e USB. A direção é elétrica e multifuncional. O Passat tem os sistemas de comandos por voz, partida sem chave, start-stop, sensores de chuva e de estacionamento dianteiros e traseiros, abertura de porta-malas por sensor de movimento dos pés e freio de estacionamento eletrônico. Os bancos são totalmente ajustáveis, aquecíveis e em couro. O único opcional é o teto solar elétrico.

Nos quesitos segurança e potência, o Comfortline vem com controle de tração e estabilidade, seis airbags, controle automático de aceleração e frenagem – com distribuição da ação dos freios, assistente de partida em rampa e detectores de fadiga e pressão dos pneus. O motor é um 2.0 turbo que gera 220 cavalos de potência. As rodas são de 18 polegadas.

O Highline tem como adição o sistema easy-entry, que recua o banco para a entrada do motorista e o coloca em posição original após a sentada, apoio lombar com massageador para quem guia, câmera traseira e retrovisores elétricos com memória de posição. Por fora, os adicionais são faróis de LED com assistente de luz alta. O motor é o mesmo que na versão mais barata, bem como os itens de segurança e potência.

Os opcionais do Highline fazem parte do chamado Pacote Premium. Abrange teto solar elétrico panorâmico, sistema Dyscover Pro composto por rádio com DVD e tela de 8 polegadas touchscreen, App Connect, HD de 60GB, ajuste elétrico dos bancos e mais entradas de USB e SD. O sistema Pro-Active traz proteção proativa dos passageiros, assistente de estacionamento e piloto automático de velocidade com frenagem independente.

Por Bruno Klein

Volkswagen Passat

Volkswagen Passat

Fotos: Divulgação


Novo modelo será vendido no Brasil apenas por encomenda em duas versões: a Standart e a Nismo.

O presidente da Nissan no Brasil, François Dossa e José Valls – presidente na América Latina, anunciaram no último dia 30 que iniciará em 2016 a venda oficial do modelo GT-R no Brasil.

Por ser um carro de alta performance e alto custo, o carro será para poucos, pois o modelo que custa cerca de cem mil dólares nos Estados Unidos, com a moeda altamente valorizada e altos impostos, no Brasil poderá chegar perto de um milhão de reais, todavia o valor correto ainda não foi definido, assim como a data exata para início das vendas, que serão apenas por encomenda.

As vendas do modelo no Brasil visa atender aos pedidos de clientes apaixonados pelo veículo, que será trazido em duas versões, sendo a Standart que seria para as ruas e a Nismo que é preparada para as pistas. O modelo Standart tem motor 3.8 litros V6 biturbo e 64 kgfm de torque, com 553 cavalos, enquanto o modelo Nismo tem motor 3.8 litros V6 biturbo e 66,5 kgfm, chega a 600 cavalos e atinge 100 km/h em apenas 2,6 segundos e velocidade máxima de 315 km/h. Não é à toa que o GT-R é conhecido no Japão como Godzilla.

Com tração integral, câmbio de dupla embreagem, seis marchas, suspensão independente, freios a disco nas quatro rodas; direção elétrica; pneus desenvolvidos especialmente para ele. Por dentro conta com bancos de couro com ajuste elétrico e aquecimento, sistema multimídia touchscreen, GPS e tela com as informações sobre a dinâmica do carro, ajuste da altura e da profundidade da direção, sistema de som com 11 alto-falantes e dois subwoofers, 6 airbags, ar condicionado automático. Além de ter sistema Bose de cancelamento de barulho que através de sua configuração faz com que o barulho do V6 biturbo fique agradável aos ouvidos.

O modelo, além do desempenho de um esportivo, proporciona aos proprietários extremo conforto. 

Por Andréia Carbone Peres

Nissan GT-R

Nissan GT-R

Nissan GT-R

Fotos: Divulgação


Nova linha conta com modificações visuais e mecânicas e novos acessórios. Preços partem de R$ 38.995 e podem chegar a R$ 63.535.

A grande e renomada fabricante de veículos automotores Hyundai lançou o novo HB20. Além de algumas modificações visuais e mecânicas, essa novidade também ganhou novos acessórios em todas as suas versões, contudo, os principais destaques somente serão ofertados na versão premium, a topo de linha. Infelizmente, nessa linha 2016 o HB20 será ainda mais caro e será comercializado por valores que vão de R$ 38.995 até R$ 63.535.

Após ter declarada a guerra da fabricante contra o MyLynk, sistema de multimídia utilizado no concorrente Chevrolet Onix, a principal atrativo que a Hyundai inseriu nesse novo HB20 foi a nova central de multimídia chamada blueMedia. A presença do sistema CarLink, permitirá que os smartphones que utilizam como sistema operacional o Android da marca Samsung e LG sejam espelhados, o que inclui Waze, contudo, o detalhe que irá desagradar muitos consumidores é o fato de que celulares de outras marcas poderão não funcionar. A fim, de contemplar um número maior de smartphones, a partir do ano que vem a central multimídia também terá a presença do Apple CarPlay.

Este hatch da fabricante coreana continua sendo ofertado aos consumidores com dez configurações distintas, sendo que em todas houve reajuste nos valores.

As versões ofertadas pela fabricante serão as seguintes: Comfort, Comfort Plus, Comfort Style e a topo de linha Premium. Na versão mais básica, a Comfort os principais itens de série são ar-condicionado, direção hidráulica, rádio com entrada auxiliar para Bluetooth e USB, comandos integrados no volante, travas e vidros elétricos na parte dianteira.

Como versões intermediárias temos a Comfort Plus e a Comfort Style. Já a versão topo de linha, a Premium traz como novidade airbags, faróis com luzes diurnas de LED e ar-condicionado automático. Os demais acessórios são frisos dos vidros laterais cromados, acendimento automático dos faróis, maçanetas cromadas, revestimento de couro no volante e na alavanca de marchas, banco traseiro bipartido e sensores de ré, esta versão ainda conta com opcional de revestimento dos bancos em couro na cor marrom.          

Por Adriano Oliveira

Hyundai HB20 2016

Hyundai HB20 2016

Fotois: Divulgação


Novo modelo traz um novo design e um aumento na sua eficiência aerodinâmica.

Após muitas especulações, a grande fabricante de veículos automotores Honda fez a revelação do novo Honda Civic que será destinado ao mercado norte-americano. Nesta nova versão o Civic, que é um dos modelos mais comercializados da fabricante japonesa, trouxe, além de um novo design, um aumento na sua eficiência aerodinâmica.  

Dentro as novidades estão também o lançamento de dois novos propulsores, sendo que um deste será o primeiro motor turbo a ser lançado pela marca nos Estados Unidos. Com o lançamento dessa nova versão do Civic, a Honda tem como objetivo primordial conseguir atrair mais consumidores em âmbito mundial, uma vez que o carro teve uma melhoria na sua performance e no seu acabamento.

Está será a décima geração do Civic, sendo que nos Estados Unidos o veículo agora terá uma aparência de fastback. O coeficiente aerodinâmico do veículo sofreu alteração e consegui ter uma melhora de 12%.

Em todas as versões este novo Civic irá trazer lanternas traseiras em LED e luzes diurnas. Em comparação geração anterior, este novo Civic teve um acréscimo no seu tamanho de cerca de 5,1 cm na largura, bem como outros 3 cm na distância entre-eixos. O porta-malas dessa  versão ganhou 73,6 litros e foi considerado com um dos entraves desta nova versão. Essa nova geração do Civic terá carrocerias Coupé, hatchback de cinco portas e os esportivos Sl e Type-R, bem como a famosa versão sedan.

Com relação ao design interior, o Civic ganhou vida nova, pois no seu painel foi inserido um novo modelo, contudo o belíssimo velocímetro digital foi mantido. O freio de estacionamento é elétrico e o console central possui dois andares, já a central de multimídia do veículo já vem com sistema de conexão para aparelhos que possuam como sistema operacionais os programas iOS ou Android.

Duas novas motorizações serão comercializadas neste novo Civic, sendo que nas versões mais básicas que são as LX e LX CVT o veículo virá equipado com um novo propulsor 2.0 16V DOHC i-VTEC. Já nas versões  EX-L e EX-T o carrão terá o motor 1.5 16V DOHC Turbo que será o pioneiro dotado com essa tecnologia da fabricante nos EUA.

Por Adriano Oliveira

Novo Honda Civic

Novo Honda Civic

Fotos: Divulgação


Novas versões chegarão ao Brasil com as motorizações Drive-E T3 e T4, capazes de produzir 152 cv e 190 cv, respectivamente.

Após ter sido lançado no Brasil no ano de 2013, o veículo Volvo V40 se tornou o principal modelo da Volvo no segmento para fazer concorrência ao renomado trio alemão aqui no país, trio este que é composto pelos seguintes veículos: o Mercedes-Benz Classe A, o Audi A3 e a BMW Série 1.

Para a linha 2016, a fabricante sueca fez o anúncio oficial da chegada de duas novas versões do V40 aqui no Brasil, sendo estas denominadas Kinetic e Momentum, estas versões irão estrear as inéditas motorizações da empresa que serão as chamadas Drive-E T3, que é 1.5 dotada de turbo e que tem a capacidade de produzir uma potência máxima de 152 cv, e a T4, que é 2.0 também dotada de turbo e que tem a capacidade de produzir uma potência máxima de 190 cv.

O V40 T3 na versão Kinetic passa a ser a que possui o valor mais competitivo para concorrer com o VW Golf, pois neste primeiro momento esta versão será comercializada pelo preço promocional de R$ 99.950. O motor utilizado nesta versão é o Drive-e 2.0 que é 1.5 turbo com injeção direta e com capacidade de gerar uma potência máxima de 152cv. A aceleração deste carro de 0 a 100 Km/h é feita em 8,3 segundos.

Estes novos motores de quatro cilindros que serão utilizados pela Volvo chegarão para substituir os antigos propulsores de cinco cilindros que antigamente eram utilizados na gama V40, nas versões Dinamic e Comfort, as quais saíram de linha e deixaram de ser comercializadas.

Já a versão Momentum está um patamar acima e traz consigo o novo propulsor T4 Drive-E, o qual é 2.0 turbo de quatro cilindros e possui a capacidade de gerar uma máxima de 190cv, sendo que este hatch consegue acelerar de 0 a 100 Km/hem apenas 6,9 segundos.

Nas duas versões o veículo é dotado de tração dianteira e utiliza transmissão automática de seis velocidades.

Vale a pena conferir maiores detalhes a respeito deste carrão, uma vez que, segundo dados estatísticos divulgados na mídia, ele foi considerado como o hatchback premium mais seguro do mundo.

Por Adriano Oliveira

Volvo V40 2016

Volvo V40 2016

Fotos: Divulgação


Modelo tem motor V8 4.0 biturbo com torque de 81,5 mkgf, capaz de gerar 600 cv de potência e chegar a 300 km/h.

A montadora alemã Mercedes-Benz, também conhecida como a “estrela da tecnologia”, não para de fazer projetos de novos lançamentos, criando carros clássicos ou esportivos marcados pela potência, velocidade e inovação. Carros que chegam ao mercado sempre para causar frisson em quem gosta de um automóvel lindo e cheio de recursos tecnológicos. Foi com essa proposta que o Mercedes-AMG C63 S foi elaborado, objetivando proporcionar não apenas conforto como muita potência aos seus proprietários.  

O Mercedes-AMG C63 S é um sedan simplesmente perfeito, com dimensões dignas de um grande carro e, agora, com o incremento de ter 600 cv de potência, todo o seu conforto virá acompanhado de uma velocidade que pode chegar até 300 km/h.

Antes, sem esses 600 cv de potência, a máxima velocidade alcançada pelo C63 S é de 250 km/h, o que também não é nada mal, não é mesmo?  

O motor desse novo Mercedes é V8 4.0 biturbo com torque de 81,5 mkgf, com isso em apenas 3,8 segundos a 100 Km/h – tudo com a melhor aceleração através do sistema Race Start. Como se pode observar, não veio para “brincar em serviço”, essa grande novidade da Mercedes, com o ideal de unir potência, conforto e muita tecnologia em uma única máquina.

O conforto na parte interna do carro é de fazer com que seja um verdadeiro prazer dirigir o carro. Bancos de couro, injeção eletrônica, travas elétricas, ar condicionado, vidros elétricos, computador de bordo, airbag para a segurança de todos os ocupantes do carro, rodas de 40 polegadas, e um design que faz dele um dos carros mais charmosos e cobiçados do mundo.  

O preço do Mercedes-AMG C63 S com 600 cv também é de causar suspiros, pois, em dólares, ele custa em média U$$ 209.900,00, o que convertendo em reais, custa cerca de R$ 620.000,00. Com uma informação dessas, dá para se perceber que só mesmo os milionários podem cogitar tomar posse do Mercedes-AMG C63 S com 600 cv de potência.         

Por Michelle de Oliveira

Mercedes-AMG C63 S

Mercedes-AMG C63 S

Fotos: Divulgação


Novo modelo terá novos itens de série e será vendido por preços que partem de R$ 65.590.

Foi lançada a nova linha da Fiat para o Doblò 2016. O modelo vai chegar ao mercado brasileiro com alguns novos itens de série. Ele, porém, não vai apresentar alterações em termos de visual ou de motor.

De acordo com dados da Fiat, o Fiat Doblò Attractive, que é a versão de entrada, contará agora com ar-condicionado vindo de fábrica. Outro item que agora estará presente no modelo é o volante com a regulagem de altura.

Na versão mais top, a Adventure, o Doblò chegará com o sistema rádio Connect e o sensor traseiro de estacionamento. O modelo Cargo, utilizado para trabalho, a novidade será apenas nos seus faróis que agora conta com uma máscara negra. Essa versão tem os motores 1.4 ou 1.8 litros como opções.

O Doblò Attractive sai por um preço de R$ 65.590 com motor 1.4 Flex. Para o modelo Essence com propulsor 1.8 de 16 válvulas, o custo é de R$ 69.990. O modelo Adventure que conta com uma motorização 1.8 16 válvulas Flex, o preço aumenta para R$ 76.550. Ainda há a opção Cargo com motor 1.4 ou 1.8 com preços variando entre R$ 52.080 e R$ 58.090, respectivamente.

Carro camuflado da Fiat chama atenção em São Paulo:

Um carro da marca italiana, com várias camuflagens, logo chamou a atenção de vários curiosos na Avenida Paulista, em São Paulo, neste dia 25 de agosto.

O carro estava coberto com uma camuflagem na cor preta e a placa era da cidade de Betim, em Minas Gerais. Ele foi visto circulando na avenida e pode ser que seja um novo lançamento da Fiat para o nosso mercado.

Muitos detalhes do carro estavam escondidos e não deu para nenhum curioso fazer algum palpite sobre o modelo. Porém, como o veículo estava rodando com uma placa verde, que é utilizada por veículos que estão passando por fase de teste para verificar o desempenho em ruas, é bem provável que se trate mesmo de um novo modelo da Fiat. 

Fiat Doblo 2016

Fiat Doblo 2016

Fiat Doblo 2016

Fotos: Divulgação


Carro de luxo irá custar R$ 3.778.000,00 e terá 200 unidades produzidas.

O veículo Aston Martin Lagonda quando foi desenvolvido tinha o foco exclusivo nos clientes milionários do Oriente Médio, a fim de expandir os seus negócios, a fabricante do veículo que é uma empresa inglesa, resolveu mudar os planos e comercializar este veículo também no Reino Unido, contudo mesmo com esta expansão ainda o valor do carro não será muito acessível. Na Inglaterra, o bólido irá custar nada mais nada menos que R$ 3.778.000,00, valor este que para um veículo automotor é realmente astronômico.

Para o padrão britânico, este valor é realmente alto, porém os consumidores que quiserem adquirir este veículo por lá terão de adquiri-los sob encomenda, uma vez que a fabricante já anunciou que a fabricação deste carro para o mercado britânico será feita em apenas um lote que conterá apenas 200 unidades.

Todavia, este veículo realmente tem alguns diferenciais mesmo quando comparado aos outros carros de luxo existentes no mercado, um exemplo disso é o fato da carroceria dele ser toda confeccionada por meio de trabalhos manuais.

Este veículo possui o incrível comprimento de 5,4 metros e vem de fábrica com um propulsor V 12 que tem a impressionante capacidade de produzir uma potência máxima de 550 cavalos.

O fabricante de Gaylon oferta ainda para os seus clientes um pacote de acessórios para a personalização da divisão Q do veículo, fator este que faz com que cada unidade dele tenha ainda mais individualidade e, além de exclusividade, pois pode se tornar mais caro conforme o gosto do cliente e o valor que ele queira disponibilizar para personalizar o seu carrão.

Segundo as intensões do fabricante, em breve, outro mercado que já é um alvo da empresa é o da África do Sul.

Como este veículo é uma verdadeira preciosidade e raridade no mundo, a Aston Martin mantém em segredo os dados a respeito das vendas destes exemplares, sendo que ela não divulga nem a quantidade de veículos que já foram comercializados em cada mercado, dados estes que são um verdadeiro mistério e são guardados como segredo e debaixo de sete chaves.

Por Adriano Oliveira

Aston Martin Lagonda

Aston Martin Lagonda

Aston Martin Lagonda

Fotos: Divulgação


Novo modelo foi apresentado no Los Angeles Country Museum of Art e, possivelmente, será o substituto do Genesis Coupe.

Após muito mistério e muita expectativa, finalmente, nesta última quarta-feira, dia 12 de agosto de 2015, a fabricante de veículos Hyundai fez a divulgação oficial do veículo HCD-16 Vision G Coupe Concept, este veículo foi apresentado em um evento exclusivo organizado no Los Angeles Country Museum of Art.

Este carro é o resultado de um trabalho que foi liderado pelo centro de design da Hyundai que fica localizado na Califórnia, contudo neste projeto a empresa contou com a colaboração de diversos outros estúdios da montadora espalhados por todo o mundo.

Quando uma pessoa olha este veículo pela primeira vez, ela irá provavelmente se recordar do Genesis e não é por coincidência, uma vez que a ideia principal da Hyundai é lançar o Vision Coupe Concept na linha de produção, a fim de que, possivelmente, ele seja o substituto do Genesis Coupe.

Conforme as informações que foram repassadas pela própria montadora, este carrão será um protótipo balanceado, que não precisará de acessórios exagerados para ser efetivamente considerado como um carro de luxo. Ao olhar este carro, contudo, é possível verificar que há certas ousadias no seu projeto, tais como, faróis bastante afilados, lanternas em tamanhos compactos, grade frontal em tamanho avantajado e em formato de colmeia, bem como um interior totalmente futurista.

Com relação à motorização , o Vision G Coupe Concept traz consigo o já conhecido propulsor 5.0 V8 Tau, o qual é capaz de desenvolver uma potência máxima de nada mais nada menos que 420 cavalos e um torque de 51,9 mkgf. Este carro também possui tração traseira, sendo que este é considerado o seu ponto negativo por muitos especialistas e muitos acreditam que esse detalhe ainda poderá ser revisto pela montadora quando o veículo, talvez inserindo o sistema de tração integral como opcional.

O mais interessante de tudo é lembrar que este modelo não é o primeiro carro-conceito que a montadora Hyundai produziu com ousadia, agora só nos resta aguarda, pois no futuro mais novidades a respeito deste veículo virão.  

Por Adriano Oliveira

Hyundai HCD-16 Vsion G Coupe Concept

Hyundai HCD-16 Vsion G Coupe Concept

Hyundai HCD-16 Vsion G Coupe Concept

Fotos: Divulgação


Novo modelo chega ao Brasil com novidades na parte mecânica, tecnológica e estética.

Muito diferente do que acontece com os veículos automotores fabricados e comercializados aqui no País, em que as inovações ficam somente por conta da parte estética, o sedan executivo A6 da Audi chega ao Brasil com uma extensa lista de novidades, as quais foram feitas na parte mecânica, tecnológica e estética do carro.

Em princípio, este veículo será comercializado aqui no País apenas em duas versões, a Ambiente que possui o propulsor 2.0 litros modelo TFSi e a versão Ambition dotada de um propulsor 3.0 litros de seis cilindros em V. O sedan A6 ainda traz consigo diferentes modelos de carrocerias, tendo como opcionais a  carroceria A6 sedan, que além de ser a mais clássica é a mais tradicional do modelo, e a S6 que equipa a versão mais apimentada deste veículo, a Avant RS6, que é a perua esportiva do modelo, juntamente com a perua todo terreno Allroad.

Esta nova versão do Audi A6 chega ao País medindo quase incríveis 5 metros de cumprimento e outros 3 metros de entre-eixos, dimensões estas que sem sombra de dúvidas são capazes de oferecer conforto de sobra não só para os condutores do veículo, mas também para os passageiros, além do prazer imensurável de se dirigir um veículo da marca das quatro argolas.

Na motorização 2.0 este veículo será capaz de produzir uma potência máxima de 252 cavalos e na V6 inacreditáveis 333 cavalos, configurações estas que trabalham juntamente com uma transmissão do modelo S Tronic que é dotada de um sistema de dupla embreagem e sete velocidades.

Como não podia ser diferente, todos os tipos de controles eletrônicos possíveis e esperados em um carro deste nível estão presentes neste novo A6, sendo que o outro diferencial deste veículo está no quesito segurança, uma vez que nele o consumidor encontra de série seis airbags que servem para fazer a absorção das forças resultantes de uma possível colisão.

Ainda este carrão traz acessório de altíssima qualidade, tais como, sistema de som com conforto acústico de primeira linha, na versão Ambiente faróis de gás xenônio, na versão Ambition eles são de LED o que substitui com muita qualidade as lâmpadas convencionais.

Com relação aos demais detalhes este veículo dispensa comentários, uma vez que tanto no acabamento, os materiais utilizados e os acabamentos são sensacionais.   

Por Adriano Oliveira

Audi A6

Audi A6

Audi A6

Fotos: Divulgação


Algumas manias do motorista podem afetar a conservação do carro, por isso, algumas dicas são válidas para que o carro tenha uma vida útil maior.

O simples fato de você usar o seu carro, já resulta no desgaste do veículo: bateria, pneu, embreagem, freio e mais uma série de outras peças. Este desgaste é natural, mas o que muitos não sabem é que podemos evitar o desgaste em excesso do veículo, para isso basta tomarmos alguns cuidados simples, como veremos agora, que teremos nossocarro conservado por muito mais tempo.

Com a alta do petróleo, tem muito motorista andando por aí com o combustível na reserva e isso causa vários problemas para o veículo. A "reserva" somente poderá ser utilizada em uma situação de emergência. No dia a dia, jamais deixe a gasolina chegar a este nível, pois vai reduzir a vida útil de seu veículo.

Outro erro muito comum dos motoristas é manter o pé sobre o pedal da embreagem e muitos até alegam que não estão apoiando o pé, mas acabam apoiando sim, porque durante o percurso o carro passa por trepidações devido ao solo irregular e o pé vai forçando a embreagem de forma desnecessária. Se você tem essa mania, saiba que o desgaste da embreagem será muito grande, então se acostume a não deixar o pé sobre a embreagem, a não ser no momento da troca de marcha.

E os erros não param por aí, é só observar os motoristas passando sobre os "quebra-molas", muitos acham que passando com o veículo na diagonal, estarão reduzindo o tempo perdido, mas na verdade estão reduzindo é a vida útil do veículo, pois este movimento vai torcionar de forma excessiva toda a estrutura do carro. Ruídos, desalinhamento e outros problemas surgirão com o tempo, por isso sempre passe sobre os quebra-molas em linha reta.

E boa parte dos motoristas ainda tem o costume de deixar o carro em "ponto morto" nas descidas, achando que com isso estarão economizando combustível, mas é um grave erro porque esta atitude impede a ação do motor, sobrecarrega o sistema de freios do veículo e pode vir a causar um grave acidente!

No mais, é ficar atento à reposição da água, verificar o óleo e fazer a troca nos períodos recomendados e calibrar os pneus ao menos 1 vez por semana, assim você estará evitando o desgaste desnecessário do veículo.

Por Russel

Manutenção do carro

Foto: Divulgação


Novo modelo terá 500 unidades produzidas e contará com 740 cv de potência.

Você é apaixonado por carros? Então, vai adorar saber desta novidade: chegou ao mercado a nova versão do SuperVeloce (SV) para o Aventador Roadster, que é fabricado pela Lamborghini. O novo carro será equipado com o super motor 6.5 V12 e ainda conta com 740 cavalos de potência. O anúncio foi realizado no Festival de Velocidade Goodwood e este será o carro mais rápido que a Lamborghini já produziu.

O Aventador Superveloce foi apresentado aos interessados no Salão de Genebra, que está localizado na Suíça, no mês de março. Além disso, o novo carro da marca italiana vai contar com freios de cerâmica, um novo sistema de escape, nova grade dianteira, difusor em fibra de carbono, além da presença de uma asa traseira maior que tem três tipos de ajustes diferentes.

O carro também impressiona, sendo capaz de percorrer 100 Km/h em apenas 2,8 segundos, alcançando uma velocidade máxima de 350 km. Além disso, somente 500 unidades do SuperVeloce serão produzidas.

A Lamborguini também anunciou outra novidade: a fabricação do novo utilitário esportivo Urus, que será lançado no ano de 2018 primeiramente na China, Alemanha, Rússia, Estados Unidos e Oriente Médio. O novo automóvel será fabricado em Sant’Agara Bolognese, na Itália.

Desta forma, se as vendas estiverem dentro do esperado pela empresa, o automóvel passará a ser vendido em outras localidades,  também. O Urus tem uma boa aceitação dentro da empresa. Além disso, o Urus será montado sobre a plataforma PL73, que é a mesma utilizada para a nova geração do Porshe Cayenne e Audi Q7.

O design do novo Urus é bem parecido com o protótipo que foi apresentado no ano de 2012, no Salão de Pequim. Portanto, resta-nos esperar pela chegada do novo SuperVeloce ao mercado – apenas 500 unidades serão produzias- e pelo lançamento do novo utilitário esportivo, Urus.

Gostou das novidades? Que tal repassar essa notícia para os seus amigos? 

Por Babi

Lamborghini Aventador SV Roadster

Lamborghini Aventador SV Roadster

Fotos: Divulgação


Modelo será comercializado no Brasil por preços que partem de R$ 111.880.

Apesar de ter guardado a nova geração do C4 Picasso debaixo de sete chaves, finalmente a Citroën, quase um ano depois da apresentação deste veículo, iniciará as vendas deste modelo aqui no Brasil, contudo as notícias não são as melhores para quem estava esperando este lançamento por aqui para adquiri-lo, uma vez que com a elevação na cotação do dólar o valor de comercialização deste veículo também aumentou sobremaneira e agora este veículo tem o valor de R$ 111.880 na sua versão mais básica que é a Seduction.

Na versão Intense, que é a topo de linha, este carro sairá das concessionárias pelo valor de R$ 117.970, ao que tudo indica as primeiras já estão confirmadas para ocorrerem no mês de outubro e têm como prazo máximo o início do mês de novembro, para os clientes que já se anteciparam e fizeram a reserva deste carro.

Para quem for fazer a reserva, vale a pena pesquisar, notícias dão conta que está havendo uma diferença de R$ 3 a R$ 6 mil entre as concessionárias, valores este que estão sendo cobrados com taxa somente para reservar o veículo, há ainda concessionárias que estão pedindo cerca de 10% do valor total.

Comparando-se as duas versões citadas acima, a diferença entre elas fica somente em alguns apetrechos e em alguns itens de série, como por exemplo, na versão Seduction não há disponibilidade de ar-condicionado com duas zonas, central multimídia com tela de 7 polegadas, bem como teto solar panorâmico.

No quesito motorização as versões são idênticas e vêm equipadas com o propulsor 1.6 THP, o qual tem a capacidade de fornecer ao veículo uma potência máxima de 165cv e 24,5 Kgfm de torque, juntamente com um câmbio automático de seis marchas.

As rodas desse carro são muito chamativas, tendo em vista que são no tamanho aro 17 e no modelo Anaconda em ambas as versões.

Realmente esse veículo ficou muito bonito, porém é uma pena que, pelos valores de comercialização, este será um carro que poucos poderão tê-lo em suas garagens.

Por Adriano Oliveira

Citroen C4 Picasso

Citroen C4 Picasso

Citroen C4 Picasso

Fotos: Divulgação


Modelo teve poucas modificações, mas conta com um painel mais moderno e bem mais equipado e motor mais eficiente e potente.

No início do mês de maio, mas precisamente no dia 7, a marca espanhola Seat resolveu matar a curiosidade dos interessados e revelou o Seat Ibiza 2016. E é exatamente sobre ele que vamos falar hoje. O modelo, que é oferecido em terras europeias com carroceria hatch e perua, recebeu apenas leves modificações no que diz respeito ao estilo.

Já na parte de dentro do veículo podemos dizer que a história é ligeiramente diferente já que de equipamento completamente novo vamos encontrar o painel que está mais moderno e também bem mais equipado. De antemão podemos ainda destacar os motores que estão mais eficientes e potentes.

Como foi dito anteriormente as alterações feitas pelo pessoal da Seat foram bem leves. Os faróis que são novos trazem agora também luzes de LEDs diurnas. Um efeito visual que deixa os mesmos com uma cara mais moderna também foi agregado. Podemos contar entre as novidades as rodas de liga leve de aro 16 e 17. A marca também disponibilizou novas opções de pintura para a carroceria. Neste caso, como exemplos podemos citar o vermelho pimenta e o cinza com um nome bem curioso, o Moonstone Grey.

De qualquer forma temos que voltar a falar das mudanças. Mesmo simples elas se fazem presentes e a grande parte delas se encontra exatamente no interior do Ibiza 2016. Em poucas palavras podemos dizer que o carro subiu um degrau nesse ponto. Citamos o painel, pois bem, ele foi completamente redesenhado, agora tem mais detalhes bem perceptíveis. O plástico usado para a confecção do mesmo também tem mais qualidade. Isso fica mais fácil de perceber quando se toca o mesmo e se sente uma certa maciez.

O volante também é novo, os mostradores do painel também. De novidades podemos apresentar o sistema multimídia. Câmera de ré e sensores de estacionamento traseiros e dianteiros estão presentes.

Os motores do Ibiza 2016 são novos. A versão de entrada, para exemplificar, chegará ás lojas com um bloco 1.0 de três cilindros com capacidade para gerar 75 cv de potência. Também vamos encontrar uma opção turbo com 95 cv ou 110 cv. De torque, respectivamente serão 16 kgfm a 20 kgfm.

Por Denisson Soares

Seat Ibiza 2016

Seat Ibiza 2016

Seat Ibiza 2016

Fotos: Divulgação


Novo modelo será apresentado na Inglaterra, enquanto isso, o novo teaser revelou como será a lanterna, o farol e o velocímetro do carro.

A Peugeot resolveu revelar recentemente um novo teaser do já muito comentado e esperado 308 GTi. De acordo com as informações oficiais o modelo está previsto para ser apresentado durante a realização do Festival de Velocidade de Goodwood. O evento em questão tem data marcada para acontecer a partir do dia 26 de junho na Inglaterra. Voltando a falar do teaser temos um vídeo que nos mostra bem mais detalhes do chamado hot hatch. Como exemplo, podemos citar a lanterna, o farol e o velocímetro. Nas imagens ainda é possível perceber certa parte do equipamento que a primeira vista será mesmo a central multimídia do novo veículo.

Até agora a companhia de origem francesa não revelou nenhum detalhe técnico significativo. Isso, claro, faz com que as especulações em torno do lançamento fiquem com proporções cada vez maiores.

De qualquer maneira a expectativa geral e não apenas dos mais otimistas (ou pessimistas conforme o ponto de vista) é de que o modelo chegue ao mercado automobilístico equipado com um bloco 1.6 turbo. A título de curiosidade esse motor é o mesmo que se encontra presente no já conhecido RCZ R.  A possibilidade de ter um bloco que oferece mais ou menos 270 cv de potência atrai muitos olhares tanto de curiosos, da crítica e, claro, dos futuros compradores.

Além dos aspectos já citados ainda temos a informação de que o motor será alinhado a uma transmissão manual que contará com seis marchas.

E ainda tem mais. De acordo com algumas informações que já circulam em sites especializados no setor o 308 GTi contará também com rodas bicolores desenvolvidas em liga leve de 19 polegadas. As pinças de freio serão na cor vermelho. O carro também deverá ter um escapamento com saída dupla. Por fim, ainda há a informação de que o acabamento interior do 308 GTi receberá um tratamento diferenciado. É esperar para ver!

E ainda sobre a Peugeot, vale lembrar que o 308 reestilizado está com data marcada para aparecer no Salão de Buenos Aires em junho.

Por Denisson Soares

Peugeot 308 GTi

Peugeot 308 GTi

Fotos: Divulgação


Rumores sobre o novo modelo dizem que o carro terá mais espaço interno e novidades no design.

A nova geração da Skoda Roomster ainda permanece um mistério, mas alguns modelos foram visualizados durante uma avaliação. Tudo indica que os novos carros serão bem diferentes da última geração. Além disso, a expectativa é que o modelo seja o Candy da Volkswagen e que ele apresenta poucas alterações e conta com o logo da marca.

Entre algumas mudanças, parece que o novo carro vai ter mais espaço interno, o que vai proporcionar mais conforto para os passageiros e motoristas. O desenho também parece que traz novidades e alguns detalhes farão a diferença no novo furgão tanto na parte externa quanto na interna.

Parece que o novo carro também vai manter o mesmo motor e terá opções de diesel, gasolina, câmbio manual ou DSG de dupla embreagem e tração integral. Entretanto, outras informações ainda não foram disponibilizadas e também ainda não foi definida a data de lançamento do carro.

Outra novidade do setor automobilístico é que a Mitsubishi apresentou os novos detalhes do modelo L200 Triton 2015. A expectativa é que o carro seja lançado no fim deste ano e ele é inspirado no Chevrolet Colorado, Ford Ranger e Nissan Navara. O novo carro da Mitsubishi terá muito conforto para dirigir e será ainda mais seguro que o seu antecessor. Além disso, o valor do automóvel será competitivo.  

A Ford também está apresentando novidades como, por exemplo, as mudanças estéticas previstas para o Focus. A marca vai atualizar o visual das versões hatch e sedan, que terão a dianteira inspirada no Aston Martin. O Ford Fiesta Sport também ganhará atualizações como um design esportivo, com a presença de rodas, grade dianteira, retrovisor com cor preta e brilhante e também banco de couro com costura avermelhada, além de saias laterais, spoiler dianteiro e aerofólio traseiro.  A expectativa é que o carro chegue ao mercado no primeiro trimestre.

Gostou das novidades do setor automobilístico? Deixe a sua opinião!

Por Babi

Skoda Roomster

Skoda Roomster

Fotos: Divulgação


Novo modelo conta com chassi mais robusto e resistente à torção, ganhando mais espaço na carroceria e na cabine traseira de passageiros.

A Nissan, famosa montadora japonesa, conhecida mundialmente, traz ao mercado o seu mais novo veículo automotor: Frontier NP 300 2016.

A nova geração da Nissan Frontier NP 300 2016 foi lançada no México e promete um design mais chamativo e robusto. O carro, aparentemente, está sensacional.

A Nissan, desde 2007, não apresentava grandes inovações em seus modelos e, consequentemente, saía um pouco atrás dos seus concorrentes. Atualmente, os modelos, a cada ano, surpreendem mais por seu design inovador e futurístico.

Os designers da marca buscaram um estilo de atleta no qual a Nissan Frontier NP 300 2016 devia se inspirar. E qual foi a categoria escolhida por esses profissionais? O Halterofilista. Fica um pouco difícil compreender e entender esses conceitos de design para quem não é um profissional da área, contudo, podemos dizer que a Nissan Frontier NP 300 2016 ficou com uma cara bem interessante e tende a agradar o público consumidor.

A robustez tão explorada pelo marketing na Nissan Frontier NP 300 2016 não é só questão de propaganda. A Nissan empreendeu no modelo um chassi mais robusto e resistente à torção. Esse fato permitiu que a caminhonete ganhasse mais espaço na carroceria e na cabine traseira de passageiros, fato que permite mais espaço para as pernas e, consequentemente, oferece um pouco mais de conforto ao usuário. Por enquanto, a Nissan anunciou apenas modelos de cabines duplas.

A versão mais cara da Nissan Frontier NP 300 2016 vem com pintura “bedliner”, que possui maior resistência contra choques menores e corrosão.

Apesar da robustez, por dentro o carrão não deixa a desejar. O painel ganhou um tom de preto fosco de bom gosto. Os bancos oferecem conforto. Além disso, a Nissan Frontier NP 300 2016 conta com ABS, vidros, travas e nos modelos mais caros, possui uma central multimídia que faz diferença para os mais apaixonados por tecnologia.

A caminhonete, ainda, não está nos planos da marca para ser vendida no Brasil, haja vista utilizar um motor a diesel Euro 5, um tipo de diesel mais puro. Contudo, o Chile se adequa a esse padrão e deve ser o primeiro país da América do Sul a receber a Nissan Frontier NP 300 2016.

Ficaremos na expectativa!

Por Daniel Alves

Nissan Frontier NP 300

Nissan Frontier NP 300

Fotos: Divulgação


Novo modelo será compacto e será lançado, primeiramente, no mercado indiano.

Foi anunciado pela fabricante de veículos automotores Hyundai, no dia 2 de junho, que a empresa irá trabalhar na produção de um novo utilitário esportivo, porém compacto. Este modelo já tem até nome, o veículo foi batizado com o nome de Hyundai Creta e a montadora já adiantou que ele terá fabricação nos diversos mercados globais que a empresa trabalha, contudo, ao que tudo indica, chegará primeiro ao mercado indiano, local onde a montagem será iniciada já neste segundo semestre do ano de 2015, o que demonstra que a ideia da empresa é apostar bastantes fichas neste novo modelo.

Para aqueles que ficaram curiosos a respeito de mais detalhes com relação a este veículo, ainda não foi divulgado pela montadora nenhum detalhe técnico de maneira oficial a respeito do Creta, todavia, segundo notícias advindas dos bastidores da Hyundai, este carro está em compasso com direção da empresa globalmente.

Os representantes da Hyundai adiantaram também que este nome “Creta” foi escolhido devido ao fato dele ser de fácil aprendizado, bem como por gerar associações mentais positivas, além de ser uma referência à maior e mais populosa ilha da Grécia, a qual no ano de 2014 fazia a ligação do comércio entre os continentes Asiático, Africano e Europeu.  

Independente de como for ficar este veículo, com a fabricação deste carro, fica totalmente comprovado que a Hyundai se tornou mais uma das empresas do ramo automobilístico a estar disposta a explorar também o segmento dos veículos SUVs de pequeno porte, segmento este que está em ascensão em todo o mundo.

Além do Creta, a Hyundai também já fez o lançamento na China do novo ix25, todavia o certo é que o Creta foi lançado pela Hyundai para fazer frente a alguns modelos renomados e que já estão bem estabelecidos no mercado dos SUVs de pequeno porte, tais como, o Honda HR-V, o Ford EcoSport, o Jeep Renegade  e o Renault Duster.

Por Adriano Oliveira

Hyundai Creta

Desenho do Hyundai Creta

Fotos: Divulgação


Edição limitada terá apenas 160 unidades fabricadas.

Uma montadora global está lançando modelo novo este mês de junho. Trata-se da BMW, que acabou de introduzir no mercado uma edição limitada do Série 5 do seu clássico, porém o evento aconteceu no Japão. A série foi denominada de Grace Line, algo como “linha graciosa”, em uma tradução livre, e será um privilégio possui-la, pois a fabricação da versão se limitará a apenas 160 veículos. Imagine qual será a nata que poderá adquirir esse modelo?

O requinte da série está garantido: na parte exterior, o Grace Line vem na cor cinza, as rodas têm 18 polegadas, os faróis vêm com lâmpadas adaptativas de LED e também foram incluídos os faróis de neblina.

Interiormente, o modelo traz bancos esportivos em couro da linha Nappa, volante em “M”. Mas nesse quesito, o diferencial é a possibilidade de se controlar a velocidade, aliado ao sistema de aviso de mudança de faixas. Isso tudo, claro, com o suporte de um painel completamente digital.

E por falar em tecnologia, não é possível deixar de falar nos pacotes inclusos, chamados BMW Live e o BMW Apps. São sistemas que, quando conectados à rede mundial de computadores, proporcional ao condutor, passa informações preciosas para qualquer itinerário, tais como clima, redes sociais, agenda do condutor, notícias e sinal de rádio, por streaming.

No sistema de marchas, mais tecnologia aparece, com o sistema Connected Shift. Este recurso permite a troca de marchas de modo eficiente, economizando os recursos do veículo e aumentando o seu desempenho. Resultado final: mais economia de combustível e mais aceleração.

O BMW Grace Line será mesmo um carro de elite, e isso é facilmente perceptível pelo preço a ser praticado pelas concessionárias. Será comercializado nas versões 523i e 523d nos valores que oscilam entre US$ 57.900 para o motor a gasolina e US$ 59.700 para motor a diesel.

Por Alberto Vicente

BMW Série 5 Grace Line

BMW Série 5 Grace Line

Fotos: Divulgação


Queda nas vendas de veículos fez com que a idade média dos modelos em circulação subisse.

Depois de terminados os incentivos governamentais para a compra de veículos novos no Brasil, o país agora tem observado, segundo dados estatísticos, que está havendo uma queda do número de vendas de veículos automotores, fator este que, consequentemente, está fazendo subir a idade média dos veículos em circulação no território nacional.

Foi verificado que a idade média da frota de veículos automotores no país voltou a subir no ano de 2014, idade esta que obteve uma queda nos anos passados e depois se manteve estável durante um ano. Essas pesquisas estão sendo realizadas pelo Sindicato das Indústrias de Autopeças (Sindipeças), pesquisas nas quais foi constatado que a média da idade dos automóveis comerciais leves, ônibus e caminhões que estão em circulação no território nacional é de 8 anos e 8 meses.

Só no ano de 2014, foi detectada uma queda nas vendas de 7,15%, fator este que acabou maximizando a queda de quase 1% mensurada no ano de 2013, ano em que foi encerrado o ciclo de um decênio de altas nos resultados.

Com este decréscimo nas vendas, a idade média da frota dos veículos automotores brasileiros em circulação retornou ao patamar que foi mensurado no ano de 2010. Outra constatação obtida através dos dados destas pesquisas foi a de que a relação existente entre o número de habitantes com o número de veículos caiu 40% na última década, tendo em vista que no ano de 2004, este percentual era de 8,1 habitantes para cada veículo e no ano de 2014 este índice foi de apenas 4,9 habitantes para cada veículo.  

O único índice individualizado que teve um aumento, mas mesmo assim muito reduzido foi o do número de motocicletas comercializadas no país no ano de 2014, pois foi verificado um acréscimo de apenas 0,5% em relação ao ano de 2004, dados estes que dão conta de que a frota de motocicletas em circulação no país em 2014 era de 13,12 milhões de unidades, contudo com este avanço muito reduzido a tendência natural é que a frota de motocicletas também tenha um envelhecimento rápido na sua idade média.

Por Adriano Oliveira

Carros

Foto: Divulgação


Perda acumulada no setor da autoindústria é de 19,4%. Os problemas vão além da queda na produção de veículos, pois há influência e recuo em outros setores.

Um dos setores que mais vem enfrentando problemas em 2015, haja vista o atual cenário econômico brasileiro é, sem sombra de dúvidas, a autoindústria. Mas o problema não é exclusivo de 2015, pois novos dados destacam que, pelo sexto mês consecutivo, a produção de veículos obteve um recuo. Os dados são referentes ao mês de março. Com tais resultados negativos, o setor já possui uma perda acumulada de 19,4% na atividade.

Vale destacar que o setor de veículo tem sido um dos maiores impactos negativos para toda a indústria há vários meses. Com isso, o setor vem enfrentando alguns tipos de problemas, como a atuação com estoques acima do habitual. Outras consequências diretas dos problemas enfrentados pelo setor são as férias coletivas, bem como a dispensa em massa de trabalhadores e a diminuição da jornada de trabalho.

Além disso, é importante ressaltar que o atual cenário é bastante preocupante. O quadro negativo em si não atinge apenas uma determinada parcela dos produtos que fazem parte da autoindústria. Se levarmos em consideração o acumulado do ano, 92% dos itens já registram queda na produção. Portanto, a atual situação deste setor, que é bastante importante para nossa economia, é muito preocupante.

Um dos principais motivos para a atividade de veículos sempre estar no topo dos impactos negativos é que esta atividade traz consigo uma série de outras atividades do setor de nossa economia. Além dos próprios problemas relacionados à autoindústria, ainda temos o cenários de ajustes fiscais, aumento na conta de energia, inflação alta e etc.

É importante destacar que os problemas não se resumem ao recuo de produção, pois especialistas já alertam que os mesmos vão desde os automóveis e caminhões até o setor de autopeças. Em consequência direta do mau momento deste setor, também temos a queda na produção de borracha e materiais plásticos, metalurgia e produtos de metal. Juntamente com a autoindústria, todos esses setores citados acumulam queda durante 2015.

Por Bruno Henrique

Produção de veículos

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: