Nesta quarta-feira, dia 19 de dezembro de 2012, Guido Mantega anunciou de forma preliminar o aumento no preço de combustíveis no Brasil para o ano de 2013.

E mais tarde neste mesmo dia ele detalhou este aumento informando que a gasolina irá ter uma alta, principalmente, pela necessidade da Petrobrás de reduzir seus prejuízos e gerar caixa para os investimentos no pré-sal.

Assim, esta será a primeira vez que o aumento da gasolina e do diesel irão chegar ao consumidor que foi poupado em anos anteriores pela que de imposto.

Outra notícia veiculada pelo ministro da fazenda foi a redução de 20% na tarifa de energia elétrica a partir do mês de fevereiro que será mantida pelo governo frente à recusa de diversas empresas de energia em renovar suas concessões.

Por Ana Camila Neves Morais


Levantamento feito pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), por meio do Índice de Preços ao Consumidor (IPC), indica que o preço médio do álcool combustível, nos postos situados na capital paulista, terminou abril com baque superior a 11,1%, queda superior à registrada em março, quando o mesmo percentual foi de quase 10,2%.

Mesmo assim, avalia a entidade, o preço do álcool está em retração menor se relacionado à pesquisa da terceira quadrissemana do mês passado, pois na ocasião a contração foi de 15,33%.

Segundo o portal de notícias do Estadão, o preço médio da gasolina, por outro lado, obteve queda de quase 1,1% ao final do mês passado ante recuo de 1,53% na terceira quadrissemana do mês igual. Apesar disso, nos últimos 12 meses, até abril, a gasolina aglomera elevação de 2,7%.

Fonte: Estadão

Por Luiz Felipe Erdei





CONTINUE NAVEGANDO: