Modelos apresentados contam com motorização flex.

No dia 03 de agosto de 2016, a Toyota apresentou as novas versões da Hilux e da SW4, ambas com motorização flex. É importante destacar que os dois automóveis já eram disponibilizados com opções de motor diesel, sendo que o utilitário esportivo também era acompanhado do V6 4.0 a gasolina. Confira outros detalhes na continuação desta matéria.

Um dos principais destaques fica por conta da Hilux flex, que será acompanhada de nada menos que três versões, todas com motor 2.7 e câmbio automático de seis marchas. A versão SR conta com tração 4×2 e possui preço sugerido de R$ 111,7 mil. Já a versão SRV ainda possui mais duas variações, uma com tração 4×2 no valor de R$ 120,8 mil e outra com tração 4×4 com preço sugerido de R$ 131,2 mil. Em relação à versão flex da geração anterior, podemos destacar um aumento médio no preço de R$ 6.650.

A Toyota SW4, por sua vez, também vem acompanhada do motor 2.7 que roda a gasolina ou etanol. A mesma só possui uma versão, a SR, que dispõe de três configurações diferentes. A configuração mais básica possui câmbio manual e tem como objetivo a venda direta. A mesma não sai por menos de R$ 146.550. Já para o público considerando comum, a opção é a configuração com câmbio automático, sendo ela de 5 lugares (R$ 159,6 mil) ou 7 lugares (R$ 164,9 mil).

Apesar da Hilux e da SW4 contarem com o mesmo motor flex da geração anterior, é importante destacar as melhorias encontradas na motorização desta nova geração. A grande novidade fica por conta do duplo comando de válvulas, capaz de funcionar tanto na admissão como no escape.

Segundo Roger Armellini, gerente de produto e marketing, o grande objetivo deste lançamento e das melhorias no motor foi a otimização do consumo de combustível. Além disso, ainda podemos destacar o novo sistema de partida a frio, bem como a redução no atrito de partes móveis. A fabricante afirma que o consumo ficou até 7% melhor.

Os itens de série comuns a todas as versões são: controle de velocidade de cruzeiro, ar-condicionado, vidros e travas elétricas, central multimídia com TV digital e GPS, direção hidráulica e airbag de joelho para motorista.

Por Bruno Henrique

Toyota Hilux flex 2017

Toyota SW4 flex

Fotos: Divulgação


Chegará em breve ao Brasil o novíssimo Sportage Flex da Kia Motors. O recente modelo do crossover está disponível em cinco versões, sendo o primeiro veículo do gênero a poder rodar tanto com etanol, como com gasolina, graças ao motor bicombustível de 2000 centímetros cúbicos de 4 cilindros e com 179 cavalos.

Entre os pontos fortes do Kia Sportage Flex contam-se a direção elétrica de série (incluída em todos os modelos), os freios ABS, os retrovisores e bancos com ajuste eletrônico e um controle de estabilidade (ESP). Destacam-se, ainda, o sistema de áudio e o ar-condicionado que equipam todas as versões do SUV. À escolha do comprador ficam as transmissões que podem ser manuais ou automáticas, mas sempre com seis marchas.

No Brasil, o crossover coreano pode ser adquirido por um valor a partir de R$ 90.900. No entanto, há que ter em conta que alguns extras e componentes só estão disponíveis nas versões mais caras. A tração integral, por exemplo, só está incluída num modelo que custa mais de R$113.000.

É também consensual o fato que este é um modelo muito bonito, o que conta sempre muito na hora de alguém comprar um carro novo.





CONTINUE NAVEGANDO: