Novo Honda HR-V 2019 tem muitos detalhes surpreendentes.

O novo Honda HR-V 2019 é um carro muito bonito e com detalhes que não passam despercebidos. Seu design externo é bem esportivo e moderno ao mesmo tempo. Uma mistura que pode agradar ou não a maioria dos consumidores de carro. Além desses detalhes, ele possui espaço e conforto, o que funciona muito bem na prática. O seu valor de mercado está dentro do esperado e as análises de suas funções estão bem positivas entre os usuários brasileiros. Esse resultado é bem positivo para um carro que ainda não chegou ao Brasil. Então vamos falar um pouco mais sobre as características do Honda HR-V 2019.

Carro com itens de segurança bem significativos

Muitas pessoas que estão em busca de um novo carro procuram muitas informações sobre ele até chegar a decisão de compra. E uma dessas informações é sobre a segurança do carro. Ela é realmente importante para o dia a dia de qualquer condutor e seus respectivos ocupantes do carro. Nesse modelo especificamente falando vamos encontrar:

– Piloto automático

– Reconhecimento de placa de trânsito

– Assistente de permanência em faixa

– Detecção de pedestres

– Frenagem pós-colisão

Com essas funções o motorista se sente mais confiante ao pilotar o carro e consequentemente as viagens irão ocorrer sem grandes problemas.

Tecnologia avançada na parte interna do carro

Outra informação que vem agradando a muitas pessoas que estão pesquisando sobre o novo modelo da Honda. É a tecnologia que existe no carro. Lá dentro o usuário vai encontrar: Tela TFT de 4,2 polegadas, painel de instrumentos com duas telas iniciais, central multimídia Display Áudio com botão físico para volume e compatível com smartphones Apple e Android.

Informações sobre o motor desse carro

O motor do Honda HR-V 2019 é o 1.8 i-VTE que pode ser abastecido com gasolina. Sua potência máxima é de 143 cv e seu torque máximo é de 17,5 kgfm. O câmbio é automático CVT que ajuda a diminuir as vibrações de transmissões e ruídos. A indícios que as versões do Brasil vão ter tração integral.

Valor desse carro no Brasil

O valor em real do novo lançamento da Honda não foi anunciado, mas se avaliarmos pelo Dólar, vamos chegar ao preço inicial de R$ 74.000,00. Esse valor pode variar para mais ou menos, depende da cotação da moeda. Mas já tem como ter uma base de quanto pode custar esse modelo no Brasil.

Veja detalhes da parte externa desse modelo

Alguns detalhes desse carro são bem chamativos e se tornam pontos atrativos para possíveis vendas. Entre eles estão: Faróis com formatos novos, Faróis de neblina em LED, para-choque dianteiro com formato novo, detalhes externos no tom preto brilhante e rodas de 17 polegadas em tom escuro. Esses detalhes mostram que a marcar vai trazer um modelo para concorrer com seus maiores concorrentes não só na parte funcional do carro, mas também com seu designe.

Carro espaçoso

Tudo indica que a versão que vai ser vendida no Brasil será muito espaçosa. Pois em diferentes pesquisas de mercado, fica explícito que a maioria dos consumidores de carro precisam de espaço interno. Isso traz conforto e bem-estar para todos os usuários. E como a Honda é uma marca que pensa muito em seus consumidores, ela não vai errar nesse detalhe. O ideal é aguardar o lançamento do carro aqui no País.

A versão brasileira será a mesma da que foi lançada no EUA?

Infelizmente não tem como afirmar ou negar essa informação. Mas a indícios que se houver alguma mudança de estilo, será mínima. E como a versão americana agradou em cheio, isso já é um grande motivo para os usuários brasileiros comemorarem.

Vamos torcer para o Honda HR-V 2019 ser lançado logo aqui no Brasil!

Escrito por Cristiane Amaral


Sem perder o luxo e a sofisticação da marca Honda na sua linha do Civic, o novo modelo Si aproveita a mesma carroceria dos seus primos Sedans e traz uma carroceria com duas portas.

De nada adiantou a Honda manter em segredo o lançamento da nova versão 2019 do Honda Civic. O fato é que os internautas foram presenteados com as imagens do novo modelo que inundaram os sites relacionados com o mundo automobilístico pelo mundo afora, inclusive o Brasil.

Antes de falar sobre as características da nova versão, é bom salientar que este modelo vem com muitas novidades que devem encantar os fãs da marca.

Se quem já conhece o Honda Civic por que é dono de um, está pensando em comprar um novo modelo ou quer trocar o seu, então é bom ir preparando o bolso. Além das imagens vazadas da versão 2019, os especialistas conseguiram adiantar para o consumidor brasileiro quanto vai custar o novo carro: não deve sair por menos de R$ 160.000,00.

Para quem não sabe, o novo modelo já está nas concessionárias brasileiras desde o mês de março deste ano e vem atender a uma demanda exclusiva de um público-alvo que deseja a esportividade com uma alta performance característica dos carros da Honda.

Sem perder o luxo e a sofisticação da marca Honda na sua linha do Civic, o novo modelo Si aproveita a mesma carroceria dos seus primos Sedans e traz uma carroceria com duas portas.

Se quem não viu ainda, um Civic de duas portas pode ainda assustar muita gente neste ano. Não deveria, pois segundo as informações divulgadas pela própria Honda, o modelo esportivo já deveria estar rodando nas estradas e avenidas brasileiras desde 2017.

As primeiras imagens do novo modelo chamam muito a atenção dos consumidores, principalmente, pelo fato de que esta nova versão assumiu um caráter esportivo bem peculiar, o que o coloca em pé de igualdade com outros modelos esportivos da concorrência. No caso aqui o Golf GTI que está no mercado com um preço de R$ 135.000,00.

Motor e Câmbio do novo Honda Civic Si 2019

Realmente para quem procura um bom esportivo de uma marca diferente, certamente vai encontrar boas novidades.

A versão esportiva do Honda Civic tradicional vem de fábrica com um motor do tipo turbo na versão 1.5 e com exatos 208 cv de força e um torque de 26,5Kgfm.

Toda esta potência deverá ser comandada por uma transmissão do tipo manual de seis marchas. Um detalhe que chama a atenção para o sistema de caixa de marcha do veículo é o encurtamento dos engates de cada tempo, o que facilita a troca e o carro não perde muito em desempenho, principalmente nas arrancadas e saídas rápidas, onde se exige um pouco mais do motor.

O motorista ainda deve contar com uma novidade: além do tipo de motor, suspensão e direção, ele conta com um sistema do tipo Sport que pode ser acionado através de um simples botão no painel e que altera toda a configuração dos itens descritos anteriormente.

O novo Honda Civic Si 2019 vem com aros esportivos e com design exclusivo da fabricante e no tamanho de 18 polegadas, faróis do tipo LED com detalhes próprios, assistente de faixa e bancos em estilo esportivo.

O interior do veículo conservou todo o luxo e sofisticação da linha Civic e um dos destaques é o seu grande aerofólio traseiro e que consegue cobrir toda a extensão do desenho das lanternas traseiras.

Para quem procura um estilo mais arrojado, mais esportivo, porém não quer abrir mão da sofisticação e do conforto de dirigir um Civic, então vai encontrar nesta versão todas estas qualidades reunidas em um único veículo.

Se você não conhece o novo modelo de perto, então por que não agendar uma visita a uma concessionária mais próxima de sua casa?

Por Emmanoel Gomes

Honda Civic Si 2019


Modelo terá valores a partir de R$ 87.900, e podem chegar a R$ 124.900 na versão top.

A Honda apresentou oficialmente ao mercado brasileiro o Honda Civic 2017. O modelo chega para brigar com o Audi A3 Sedan na versão Civic Touring, com mais potência e motor turbo. O novo Honda Civic começa a ser comercializado em agosto com valores a partir de R$ 87.900, e podem chegar a R$ 124.900 na versão top.

Serão oferecidas 5 versões do modelo para 2017. Nas versões Sport MT6, Sport CVT, EX CVT e EXL CVT, o motor será de 2.0, e os itens e equipamentos disponíveis variam de versão para versão. Já o Civic Touring possui motor de 1.5 turbo, e mais de 170 cavalos.

O modelo de entrada, Sport, possui câmbio manual de seis marchas e 155 cavalos, e também será oferecido na versão com transmissão automática CVT. A versão possui ar-condicionado digital, direção e vidros elétricos, freio de estacionamento eletrônico, 6 airbags, faróis de neblina, central multimídia com Bluetooth, câmera de ré, e outros itens.

As versões EX e EXL deverão competir com os modelos da Toyota Corolla XEi e Altis e com o novo Cruze LTZ1 e LTZ 2. Nestas versões, a Honda oferece apenas a opção de motor 2.0 e câmbio CVT. Entre os itens de série do EX estão os mesmos equipamentos da versão Sport acrescidos de bancos em couro, painel de instrumentos digital, acabamento cromado, e outros itens. Para a EXL, o pacote inclui, além dos itens da versão anterior, central multimídia de 7 polegadas sensível ao toque, navegador e compatibilidade com os aplicativos CarPlay, da Apple, e Android Auto, do Google.

Já a versão topo de linha, que deve competir com modelo Audi A3 Sedan, o Civic Touring traz 173 cv de potência e uma lista de equipamentos extensa, incluindo câmera sob o retrovisor direito, alerta de saída de faixa de rolamento, controle de cruzeiro adaptativo, partida por botão, ajuste elétrico para os bancos dianteiros com 8 opções, sensor de chuva, teto solar elétrico, faróis full LED, e outros.

Confira os valores de cada versão do Honda Civic 2017:

– Sport 2.0 MT6: R$ 87.900

– Sport 2.0 CVT: R$ 94.900

– EX 2.0 CVT: R$ 98.400

– EXL 2.0 CVT: R$ 105.900

– Touring 1.5 Turbo CVT: R$ 124.900

Por André Barbirato

Honda Civic 2017

Honda Civic 2017

Fotos: Divulgação


Modelo conta com freios ABS de série e é capaz de rodar tanto na cidade como em trechos off-road.

Na sexta-feira do dia 5 de maio de 2016, a Honda lançou a XRE 190, principal aposta da montadora para este ano, contando com ABS de série e custando algo em torno de R$ 13.300 em uma única versão.

A empresa espera que no período de um ano sejam vendidas cerca de 32 mil unidades, a motocicleta aposta no conforto para rodar dentro da cidade, porém, também pode encarar trechos off-road.

Segundo o engenheiro da Honda, Alfredo Guedes, o modelo é praticamente urbano, só que possui suspensões apropriadas para qualquer tipo de obstáculo.

Essa capacidade para rodar fora da estrada vem de sua linhagem, pois a mesma segue a linha da XRE, que possuia até o momento só o modelo de 300 cc.

A XRE 190 possui 3 anos de garantia e terá suas vendas iniciadas no mês de junho, com as opções de cores: verde, preto e vermelho, onde todas são perolizadas.

De acordo com a montadora, a moto foi feita do zero e está sendo produzida na cidade de Manaus. O motor é flex e gera uma potência de 16,4 cavalos a 8.500 giros, além de um torque de 1,66 kgfm a 6.000 rpm.

A Honda focou no consumo do motor, embora não tenha divulgado seus números. A moto pesa 127 Kg sem fluídos e possui um tanque de 13,5 litros.

Uma das grandes novidades do modelo que apareceu na XRE 190 é o freio ABS, que para essa faixa de cilindrada é série de 1 canal, já se adaptando as regras exigidas futuramente para todas as motos no Brasil, onde deverão possuir ABS ou CBS. Até o momento, nessa faixa de cilindrada somente a scooter Yamaha Nmax 160 possuía ABS de série.

A XRE 190 tem ABS na roda dianteira, porém, na traseira é a disco, mas com sistema simples. Além disso, a moto lançada conta com roda de 19 polegadas na dianteira e de 17 polegadas na traseira, com pneus de uso misto.

As suspensões são alongadas, se comparados a modelos totalmente urbanos. Na parte da frente, o modelo conta com amortecedores de 180 mm e com amortecedor de 150 mm na traseira.

FILIPE R SILVA


Novo modelo terá motor 1.5 VTEC turbo movido a gasolina. Ele tem previsão de chegar ao Brasil em meados do 2º semestre de 2016.

Foi confirmada pela Honda, neste último dia 27 de outubro de 2015, a nova versão do Honda Civic. Esta é a 10ª geração do automóvel, que virá equipada com o motor 1.5 VTEC turbo, acompanhados de 174 cv. Porém, visto por alguns como um ponto negativo no carro é o fato de que esse novo motor, a princípio, será movido apenas a gasolina.

Apresentado para o público dos Estados Unidos no mês de setembro deste ano, o automóvel tem como previsão estimada de chegada ao Brasil apenas para meados do 2º semestre de 2016.

A potência declarada para o veículo nos Estados Unidos foi a mesma de 174 cavalos de potência, o que torna este modelo como a melhor opção em quesito de motor do que todas as outras versões anteriores de motor flex aspirado, que estão à venda nos Civic de hoje aqui no Brasil.

Para se ter uma ideia, a SUV HR-V possui um motor 1.8 e consegue desenvolver 139 cv a gasolina e 140 cv a álcool. Já a versão 2.0 do motor gera 155 cv a álcool e 150 cv com gasolina. O que mostra a potência do novo motor do Civic.

Para o Civic produzido na América do Norte, terá ainda a continuação do uso de um propulsor aspirado 2.0 de 4 cilindros, totalizando um rendimento de 158 cavalos de potência.

Essa linha de motores VTEC Turbo foi lançada há dois anos atrás, ou seja, em 2013 no Japão. Com base em estimativas é possível afirmar que comparado aos motores aspirados, esse novo motor consiga economizar entre 5% e 10% mais de combustível. Para os brasileiros esse fato se torna de fundamental importância, visto ao preço crescente do combustível nos últimos anos.

Uma outra grande mudança nessa 10ª geração do Civic se deve ao fato dele ter aumentado 5 cm em largura, e diminuído 2,5 cm em altura, o que o deixou com uma cara mais esportiva, e também aumentou o espaço interno e do porta-malas.

Por Igor Furraer

Honda Civic 10ª geração

Honda Civic 10ª geração

Fotos: Divulgação


Novo modelo traz um novo design e um aumento na sua eficiência aerodinâmica.

Após muitas especulações, a grande fabricante de veículos automotores Honda fez a revelação do novo Honda Civic que será destinado ao mercado norte-americano. Nesta nova versão o Civic, que é um dos modelos mais comercializados da fabricante japonesa, trouxe, além de um novo design, um aumento na sua eficiência aerodinâmica.  

Dentro as novidades estão também o lançamento de dois novos propulsores, sendo que um deste será o primeiro motor turbo a ser lançado pela marca nos Estados Unidos. Com o lançamento dessa nova versão do Civic, a Honda tem como objetivo primordial conseguir atrair mais consumidores em âmbito mundial, uma vez que o carro teve uma melhoria na sua performance e no seu acabamento.

Está será a décima geração do Civic, sendo que nos Estados Unidos o veículo agora terá uma aparência de fastback. O coeficiente aerodinâmico do veículo sofreu alteração e consegui ter uma melhora de 12%.

Em todas as versões este novo Civic irá trazer lanternas traseiras em LED e luzes diurnas. Em comparação geração anterior, este novo Civic teve um acréscimo no seu tamanho de cerca de 5,1 cm na largura, bem como outros 3 cm na distância entre-eixos. O porta-malas dessa  versão ganhou 73,6 litros e foi considerado com um dos entraves desta nova versão. Essa nova geração do Civic terá carrocerias Coupé, hatchback de cinco portas e os esportivos Sl e Type-R, bem como a famosa versão sedan.

Com relação ao design interior, o Civic ganhou vida nova, pois no seu painel foi inserido um novo modelo, contudo o belíssimo velocímetro digital foi mantido. O freio de estacionamento é elétrico e o console central possui dois andares, já a central de multimídia do veículo já vem com sistema de conexão para aparelhos que possuam como sistema operacionais os programas iOS ou Android.

Duas novas motorizações serão comercializadas neste novo Civic, sendo que nas versões mais básicas que são as LX e LX CVT o veículo virá equipado com um novo propulsor 2.0 16V DOHC i-VTEC. Já nas versões  EX-L e EX-T o carrão terá o motor 1.5 16V DOHC Turbo que será o pioneiro dotado com essa tecnologia da fabricante nos EUA.

Por Adriano Oliveira

Novo Honda Civic

Novo Honda Civic

Fotos: Divulgação


Novo SUV terá capacidade para 7passageiros e será comercializado na Indonésia.

A Honda anunciou mais um de seus modelos, e dessa vez a estreia do veículo está programada para o final de agosto, na Indonésia. O novo Honda BR-V teve suas informações e imagens divulgadas oficialmente na última segunda-feira, 29 de junho. O novo modelo se encaixa no segmento SUV tem capacidade para levar até sete passageiros, e foi desenvolvido pela Honda Tailandesa.

Ao que tudo indica, o modelo deverá ser distribuído inicialmente em território asiático. O SUV deverá ser produzido na mesma plataforma do modelo Brio. O BR-V será espaçoso e terá três fileiras de assento. Além disso, o motor que acompanha o modelo deve ser 1.5 litro, que deve ser econômico, aproveitando todo o combustível aplicado para gerar o máximo de desempenho possível.

Não foram divulgados muitos dados a respeito da potência máxima do veículo, porém o mesmo promete uma performance digna de modelos esportivos e bom desempenho. O modelo deverá ter versões com câmbio manual e automático. Além disso, o BR-V contará com um excelente sistema de segurança, que é comum nos modelos produzidos pela Honda.

O Honda BR-V possui design elegante e robusto. Segundo a própria montadora, o modelo tem boa altura em relação ao solo, rodas de liga-leve e design interno trabalhado. Os para-choques do modelo possuem design agressivo em contraste com o para-lama. Além disso, o modelo deve contar com opções de cores vibrantes e vincos nas laterais e porta-malas, dando um estilo mais agressivo.

Ao contrário do HR-V que logo que foi produzido teve a produção efetuada para outros continentes, o BR-V deverá se manter afastado do Brasil, pelo menos inicialmente.

A estreia do modelo deverá ocorrer durante o evento de automóveis Salão da Indonésia no dia 20 de agosto deste ano. O novo modelo BR-V deve chegar ao mercado automobilístico Indiano em 2016. Ainda não existem informações sobre o preço do modelo.

Por Wendel George Peripato

Honda BR-V

Honda BR-V

Fotos: Divulgação


A Honda iniciará a comercialização a partir do final do mês da linha 2016 do Civic. O principal fator novo é a volta da versão mais equipada EXR, que neste momento possuirá controles eletrônicos de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, direção com assistência elétrica variável e airbags do tipo cortina. O valor recomendado é de R$ 88.400.

Esta versão de elite do Civc também possui teto solar e maçanetas das portas cromadas, como também uma nova central multimídia com entrada HDMI, monitor LCD escamote “avel de 7” e navegador integrado ao painel, que possui GPS com potencial para fornecer informações de trânsito das principais capitais do Brasil, sendo primeiramente São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Belo Horizonte. O hardware é renovado e permite a conexão Wi-Fi com a utilização de browser para acesso à internet (no momento em que o veículo não estiver circulação), como também a conexão Bluetooth para fazer chamadas e reprodução de áudio.

Da mesma forma como na versão LXR, o Civic ERX 2016 possui o motor 2.0 flex que possibilita até 155 cv com somente etanol no tanque, que atua em união com a transmissão automática de cinco velocidades com alternativas de trocas sequenciais através das hastes atrás do volante.

A Honda retorna a disponibilizar o Civic EXR mais qualificado com o objetivo de voltar à liderança de comercialização entre os sedans médios. Segundo as informações da Fenabrave (Federação dos Distribuidores de Veículos Automotores), no período de janeiro a dezembro do último ano o concorrente Toyota Corolla foi o modelo mais comercializado do ramo com 63.299 unidades, enquanto o Civic teve 52.267.

Na linha 2016, o sedan de elite da Honda torna-se a ser mais qualificado que o concorrente Corolla Altis, que não possui controles de estabilidade e tração entre os itens de série e também possui um valor recomendado superior ao rival (R$ 96.339).

Por Felipe Couto de Oliveira

Honda Civic 2016

Honda Civic 2016

Honda Civic 2016

Fotos: Divulgação


Anunciado com preços parecidos com os da geração da atualidade, o Novo Honda Fit não terá alguns itens da última série lançada. A expectativa é de que a nova geração do veículo da Honda comece a ser vendido entre o fim de abril e o começo de maio. Os preços devem variar de R$ 49.900 a R$ 65.900, dependendo dos itens que cada comprador optar.

O Fit terá motor 1.5 i-VTec FlexOne de 116 cavalos e seu abastecimento será à base de etanol. Uma de suas principais novidades é sua economia de combustível. A tecnologia do Fit é a mesma já disponível no Honda Civic, o que facilita a partida a frio, já que dispensa o tanquinho.

Quanto ao câmbio, o Fit manterá o modelo "CVT", mas não terá mais as borboletas que auxiliam na troca de marchas através do volante. Até a versão atual, o ar condicionado era do tipo digital, porém, a nova versão terá o item do tipo "EX".

Ainda não é possível adquirir o automóvel, no entanto, já há a possibilidade de encomenda nas concessionárias oficiais, mas para isso algumas destas chegam a cobrar um valor de até R$ 2.500, garantindo ao futuro proprietário celeridade na entrega do bem.

Uma das maiores preocupações dos clientes de veículos no momento é quanto ao quesito segurança, as rodas com freios a disco serão mantidas, sendo que na versão de entrada do Fit ficará somente nas rodas dianteiras, enquanto nas outras versões todas as quatro rodas terão o citado tipo de frenagem. A versão atual tem duas bolsas dianteiras de "airbags" e a versão topo de linha terá duas em suas laterais.

Nas versões mais acessíveis ao público, o rebatimento dos bancos traseiros será mais restrito, de forma que somente as versões LX, EX e EXL terão a funcionalidade completa. Nas redes sociais, o clamor e a ansiedade do público são grandes, o que traz expectativa na montadora asiática quanto ao lançamento do veículo.

Novo Honda Fit EX (Foto: Honda)

Por Vinicius Cunha


Na semana passada a Toyota lançou o novo Corolla com o visível objetivo de retomar a liderança do segmento de sedãs médios, que foi tomada pelo concorrente Honda Civic. A rivalidade entre os carros é disputada com muita igualdade, como mostra os números da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). No ano passado (2013), a Toyota emplacou 54.103 carros, enquanto que o sedã da Honda atingiu a marca de 60.970 emplacamentos.

Para conseguir recuperar mais mercado e alcançar os números da Honda, a Toyota fabricou o novo Corolla com um estilo menos conservador, além de investir em uma plataforma com elementos melhores de segurança e suspensão recalibrada. Os motores foram mantidos no 1.8 litro de 144 cv e no de 2.0 litros de 154 cv (com etanol). As maiores novidades, porém, foram a transmissão CVT (que supre a antiquada caixa automática de quatro marchas) e a disponibilidade de cinco airbags de série para todas as versões.

As duas versões de entrada da Toyota e da Honda foram comparadas para ajudar o consumidor na hora de escolher qual modelo levar. O Corolla e o Civic são equipados com motor 1.8 e câmbio automático. A Toyota ganhou uma identidade chamada de “Keen Look”, que deu uma aparência mais jovem e esportiva.  Já o Civic conta com um visual mais esportivo, porém com aparência um pouco mais velha se comparado ao Novo Corolla. Contudo, a impressão fica só na parte externa, por dentro o Civic tem um painel mais futurístico, dividido em dois andares, com o velocímetro digital posicionado acima do conta-giros analógico.

Os dois possuem motor 1.8 de 16V com comando variável, mas apenas o carro da Toyota tem sistema de partida a frio. No Corolla, o propulsor desenvolve 139 cv de potência e 17,7 kgfm de torque a 4.400 rpm quando abastecido com gasolina e 144 cv e 18,4 kgfm a 4.800 rpm com etanol. No Civic, o motor é de 139 cv e 17,5 kgfm a 4.600 rpm quando abastecido a gasolina e de 140 cv e 17,7 kgfm a 5 mil rpm quando abastecido com etanol.

Por Carolina Miranda


A Honda Motor sofreu nos últimos três meses uma queda na venda de carros na Tailândia, entretanto, para a felicidade da empresa, o fato não apenas foi ofuscado como também foi superado. De acordo com a montadora, os responsáveis pela mudança no cenário foram os Estados Unidos e o Japão, países onde a empresa obteve uma forte venda de seus carros.

O Fit remodelado, por exemplo, trouxe para a Honda uma demanda bem maior do que a esperada para o modelo, que teve suas vendas iniciadas na terra dos samurais no mês de setembro. Vele lembrar que esse carro é tratado pela empresa com uma certa dose de carinho, já que é fundamental nos planos da marca para aumentar as vendas em escala global em cerca de 1,5 para 6 milhões de veículos até o final de março de 2017.

Com a sorte nas vendas obtidas nos mercados do Japão e dos Estados Unidos, a Honda Motor teve de quebra um lucro líquido na cifra de 120,4 bilhões de ienes, o que em dólares seria algo em torno 1,2 bilhão. Mesmo com esse lucro, o valor não atingiu a estimativa levantada pela Thomson Reuters, ficando até mesmo abaixo da média prevista pelos analistas, que era de 134,9 bilhões de ienes.

No período situado entre os meses de julho e setembro deste ano, as vendas em terras japonesas obtiveram um aumento de 2,6% em relação à comparação anual, esse aumento foi de certa maneira impulsionado pelo início das vendas do novo Fit, em setembro. Já nos Estados Unidos o crescimento das vendas foi de 13,1 % também na comparação anual. Na América do Norte as vendas foram ajudadas pelos modelos Accord e Civic.

Por fim, a queda nas vendas (de julho a setembro) na Tailândia foi de 21,8%, tendo inclusive situações de consumidores cancelando suas encomendas.

Por Denisson Soares


De acordo com a montadora Honda, a tecnologia Start/Stop* em breve será cancelada nos modelos Fit. A decisão por enquanto é exclusiva para o mercado norte-americano.

De acordo com Nobuhiko Shishido, engenheiro-chefe de motorização da marca japonesa, o sistema em questão apresentou uma certa lentidão nos modelos vendidos nos Estados Unidos. Segundo fontes oficiais da Honda, o Fit estaria ficando para trás quando os sinais são abertos.

Para os especialistas do segmento automotivo, a medida é no mínimo estranha, já que o tempo entre a abertura e o fechamento dos faróis é bem pequeno. Kentaro Yokoo, responsável pela motorização do Honda Fit, alega que o propulsor leva apenas 1 segundo para religar. Nesse caso, a mais provável causa da decisão de eliminar o Start/Stop consiste na adequação às novas normas de consumo nos Estados Unidos.

No Brasil, nada deve mudar. A marca irá fabricar o Fit no interior paulista, com lançamento previsto para meados de 2014. O modelo virá com motor 1.4 ou 1.5, terá tecnologia de comando i-Vtec e possuirá caixa de 5 marchas automática ou manual.

* O sistema em questão é responsável pelo desligamento do motor quando o automóvel se encontra parado ou fora de funcionamento, voltando a ligar assim que o condutor tira o pé do freio.

Por Larissa Mendes de Oliveira Soares


A Honda, companhia japonesa de carros, motos e outros produtos, informou que o modelo 2014 do Accord chegou ao mercado norte-americano na quinta-feira, dia 22 de agosto de 2013. Foram lançados os modelos coupé e sedã, ambos equipados com motor 2.4 de quatro cilindros e injeção direta.

O Accord pode render até 180 cavalos de potência, contudo, o torque do modelo não foi divulgado pela fabricante japonesa. Sabe-se apenas que ambas as versões virão equipadas com câmera de ré, direção elétrica, assistente de ladeiras, além do controle de estabilidade.

Em relação à versão antiga, o modelo ainda traz bancos atualizados com encosto mais macio e novos espelhos retrovisores.

Há ainda a versão com motor V6, que apresenta um câmbio de seis marchas automático ou manual (somente no modelo coupé).

O modelo coupé terá um preço de US$ 21.955 (em torno de R$ 53 mil), enquanto a versão sedã será comercializada por US$ 23.625 (em torno de R$ 57 mil).

Ainda não há previsão para o lançamento do Accord 2014 no Brasil, contudo, a versão LX lançada aqui possui ótimos atrativos.

Por Robson Quirino de Moraes


Honda Fit 3ª geraçãoImagens do que deve ser a terceira versão do novo Honda Fit já foram reveladas pela própria montadora na semana passada (19).

O modelo que já está em sua terceira geração tem previsão de anúncio oficial para o Salão do Automóvel de Tóquio em meados de novembro deste ano. Estima-se que o novo modelo chegue ao mercado brasileiro no início do ano que época em que começará a ser fabricado pela unidade da montadora em Sumaré-SP.

A Honda afirmou que a nova geração segue os traços da roupagem nova da empresa já testemunhada no CR-V e que os conceitos de smartphones e compartilhamentos foram amplamente usados como referência.

Do lado de dentro, o veículo está mais espaçoso, principalmente para os passageiros dos bancos traseiros. Outro diferencial está no acabamento que nesta versão ficou muito acima do esperado e do que foi visto nas versões anteriores.

A principio, o veiculo virá com 100 cavalos de potência oriundos de um motor de 1.3.

A Honda ainda afirmou que este novo conceito contará com uma versão híbrida, que possuirá rendimento de até 37km/l, no quesito câmbio o novo modelo virá com câmbio manual de 6 velocidades.

Por Fernando Setoue


Na última sexta-feira dia 28 de junho, a Honda lançou no mercado brasileiro a nona geração do Honda Accord. O modelo chega ao mercado nacional nas versões EX 3.5 V6 (que custará R$ 147,9 mil) e EX 2.4 (que custará R$ 119,9 mil).

De acordo com a marca, a previsão é de que as vendas desses modelos comecem efetivamente no país neste mês de julho.

O sedã foi praticamente redesenhado pela Honda. Isso vale para muita coisa, como os faróis, as rodas, os para-choques, o capô e as lanternas, que agora serão em LED. A parte interna também sofreu modificações e acabou ganhando luzes coloridas na iluminação e também uma tela “full-color” de oito polegadas.

Como itens de destaque podemos chamar a atenção para o viva-voz Bluetooth, para o assistente de subidas HSA, para o sistema de som (que conta com 360w e subwoofer), para os seis airbags e para o sistema inteligente de acionamento da ignição sem chave.

A Honda irá comercializar o Accord no Brasil em três cores: Branco, Prata e Preto. Além disso, o modelo ainda contará com uma garantia de três anos e não terá limite de quilometragem.

Por Denisson Soares


A Honda convoca um recall de 541 Civic 2006 para substituir gratuitamente o servo freio que é um componente do sistema de frenagem com a função de multiplicar a força que o motorista aplicou no pedal de freio. O problema no servo de freios pode causar a redução da assistência da frenagem causando um grave acidente. 

Em Brasília, foi divulgada uma nota da Senacon/MJ (Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça) que a Honda está fazendo o recall envolvendo os carros fabricados entre o dia 1 e 7 de abril de 2006. Os chassis envolvidos são das numerações não sequenciais de 93HES1*** 6Z11937 a 6Z112546. 

A partir do dia 27 de junho os proprietários do Civic 2006 poderão comparecer com seus veículos em uma das concessionárias da Honda do Brasil para uma inspeção e troca do componente. O agendamento pode ser feito através do site www.honda.com.br/recall/autos ou através da central de atendimento de segunda a sexta das 8 às 18 horas pelo telefone 0800-701-3432. 

O Código de Defesa do Consumidor determina que o recall seja feito de forma gratuita, caso seja cobrado denunciem nos órgãos de defesa ao consumidor.

Por Mariana Rodrigues


Após diversos rumores sobre o lançamento de uma versão nova do crossover da Honda, finalmente o jipinho foi revelado. Batizado de Urban SUV Concept, o compacto foi apresentado no Salão de Detroit, mas a versão para comercialização só chegará aos Estados Unidos em 2014.

De acordo com a marca, o modelo que chegará ao mercado brasileiro em 2015 será uma versão pequena do CR-V, tanto na questão de tamanho quanto na do preço.

No quesito estilo, conseguimos encontrar bastante do Accord em sua dianteira, que também lembra o futuro Peugeot 2008, que dará as caras no Brasil ano que vem.

O SUV possui 4,30 metros de largura, mais longo do que o FIT (que tem apenas 4,10 metros) e um pouco mais curto do que o CR-V (que tem 4,53 metros).

A Honda ainda informou que o novo crossover contará com motores Earth Dreams. O modelo, que é mais uma aposta da montadora no segmento de crossovers, expande a linha de modelos compactos mundiais, que trazem o Fit e o City. A ideia da companhia é expandir suas vendas até o final de 2016.

Antes do Urban SUV Concept, o mercado receberá a nova versão do FIT. Os dois modelos serão produzidos na nova fábrica da Honda no México, que deverá começar a operar em 2014.

Por Guilherme Marcon


A marca Honda tem vários motivos para se alegrar e um deles é a excelente aceitação do Honda Civic, que em agosto de 2012 foi o sedã médio mais vendido no Brasil, com cerca de 6.000 unidades emplacadas. Os números garantiram o veículo no topo do ranking e permitiram que um tabu de 3 anos fosse quebrado, afinal, durante todo esse tempo, o Corolla esteve na primeira posição.

A notícia partiu do portal da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), responsável pela análise e divulgação das estatísticas. De acordo com o órgão, não foi apenas o Honda Civic que ultrapassou o Corolla, mas também o Chevrolet Cruze, que emplacou 4.800 carros, enquanto o modelo da Toyota vendeu 4.620 unidades no mesmo período.

Vale ressaltar, no entanto, que se forem consideradas as vendas nos 8 primeiros meses do ano, o Corolla ainda é o líder, mesmo que o Honda Civic esteja cada vez mais próximo no panorama geral. Segundo a Fenabrave, nas outras posições não foram apresentadas grandes novidades, sendo que o Volkswagen Jetta permanece na quarta colocação e Renault Fluence na quinta.

Por Larissa Mendes de Oliveira


Mais uma novidade interessante chega ao mundo automobilístico, pois a nova Honda NC 700X chegou ao Brasil como a grande inovação desta montadora para o ano de 2012.

Esta moto é produzida na fábrica da Honda localizada em Manaus (Amazonas), com a tendência de ser o modelo com alta cilindrada, sendo que a Honda tem uma expectativa de que cerca de 6 mil unidades sejam vendidas no mercado brasileiro todos os anos.

Com relação às suas características, esta nova Honda possui uma carenagem com forma de bico na dianteira, rodas de liga-leve e pneus próprios para o uso no asfalto. Seu assento possui dois níveis oferendo ao motorista uma boa rigidez, além das pernas poderem se fixar firmemente ao tanque desta moto.

As suas trocas de marcha ocorrem com bastante agilidade e o seu motor possui um torque muito forte, que permite a realização de manobras em baixa velocidade, sem a necessidade de reduções.

A Honda NC 700X possui um motor bicilíndrico, com revestimento de resina em seus pistões para diminuir o atrito, com uso de uma única ponteira de escape e um corpo único de injeção para os seus dois cilindros.

Para aqueles que gostaram das inovações, a nova Honda NC 700X terá preços a partir de R$27.490,00 os quais podem chegar a R$29.900,00 para a versão com freios ABS e pode atrair clientes dos segmentos naked e maxtrail.

Por Ana Camila Neves Morais


Já chegou ao mercado o novo Honda Civic 2012. Trata-se de um lançamento da Honda com atributos incríveis e itens que prometem marcar a nova geração do automóvel.

Como diferenciais, o carro apresenta um design arrojado com linhas fortes, excelente desempenho e potência, além de propiciar economia de combustível e baixa emissão de poluentes no ar.

O veículo estreou em terras tupiniquins no ano passado e desde então tem agradado bastante os seus consumidores, que cada vez mais apreciam o modelo.

Em termos de propulsão, o motor é o mesmo utilizado na versão anterior, o 1.8 i-VTEC, contando com 141 cavalos de potência e transmissão de cinco marchas.

O visual também não deixa a desejar, afinal vem com linhas e cores elegantes que tornam o Honda Civic 2012 muito mais atraente. Quanto à parte interna, vale destacar que está muito bonita e aconchegante.

A novidade da Honda já pode ser encontrada nas concessionárias e feirões automobilísticos por aproximadamente R$ 67 mil, valor que pode ser financiado diretamente na maioria das lojas Honda.

Confira mais informações no site www.honda.com.br.

Por Larissa Mendes de Oliveira


Lembra-se do Honda NSX dos anos 90? Pois bem, a Acura decidiu recuperar o conceito NSX e lançá-lo num novo automóvel, tendo mesmo avançado com novidades sobre este modelo no Salão Automóvel de Detroit. Este mesmo modelo será também comercializado na Europa, mantendo a sua marca original (Honda).

Este carro será um híbrido construído com materiais bastante leves e estará equipado com um motor VTEC-V6 de injeção direta. Além disso, devido ao sistema all-wheel-drive, o NSX será capaz de gerar instantâneamente binários negativos ou positivos à medida que faz as curvas.

Ao contrário da maioria dos carros mais potentes que envergam motores de força bruta, no caso do Acura, deu-se prioridade a uma relação potência-peso equilibrada que lhe permita atingir boas performances de corrida. Apesar de este ser um supercarro, houve um grande cuidado com as questões ambientais.

Num futuro próximo, certamente surgirão ainda muitas novidades relativamente ao novo Acura NSX. Por enquanto, existem já disponíveis diversas fotos do modelo, o que tem deixado completamente loucos todos os amantes de automóveis, principalmente os amantes das potentes máquinas esportivas. Até lá, resta-nos esperar para ver.


O Salão do Automóvel de 2012 tem apresentado durante o mês de janeiro em Detroit, verdadeiras máquinas automotivas. Uma delas, sem dúvida é o Accord da Honda

O modelo, que é fabricado desde 1976, chega com uma moderna e ousada versão. Trata-se de um novo e revolucionário conceito, pois a montadora japonesa focou no equilíbrio entre o desempenho do carro e a sustentabilidade, tema tão discutido nos dias atuais.   

Várias novidades fazem parte do novo Accord, dentre elas, de forma inédita, a marca está utilizando um propulsor 2.4 16V com injeção direta. Além disso, possui vertentes ecologicamente corretas: uma híbrida com motor  2.0 i-VTEC e uma elétrica com sistema plug-in.

O automóvel conta também  com uma bateria de íon-lítio que pode ser recarregada em tomadas de 120 V (sistema plug-in), que segundo a fabricante, possibilita a recarga total da bateria em quatro horas. Outro diferencial é que,  todas as versões do utilitário possuem o sistema Eco Assist, que torna o funcionamento do veículo mais eficiente.  

Muito mais que um simples Sedan de porte médio, em sua nona geração, o novo Accord é uma grande promessa de potência, economia e sustentabilidade, afinal é espaçoso, bem equipado e pelo que já foi visto no Salão do Automóvel 2012, promete surpreender.  

Por Larissa Mendes de Oliveira


Os estragos que o terremoto e o tsunami causaram não são de exclusividade do Japão e estão longe de serem sanados. Nesta última semana de abril duas das grandes montadoras automotivas que apresentam fábricas no Brasil anunciaram uma paralisação em caráter temporário das atividades.  A primeira a revelar tal ação foi a Toyota. Devido à falta de disponibilidade de peças vindas do Japão, a planta de Indaiatuba, em São Paulo, não teve funcionamento no dia 25 de abril, segunda-feira. Estão agendadas ainda mais duas paralisações para os dias 06 e 20 do mês de maio, segundo o site Business Week. Nessa localidade o modelo produzido é o Corolla.

A fábrica de Zárate, situada em terras argentinas, que produz o SW4 e a picape Hilux, irá reduzir a produção de tais modelos pela metade nas datas de 13, 20 e também 27 de maio de 2011. Outra montadora que anunciou que paralisação foi a Honda, em sua planta de Sumaré, em São Paulo. No local são produzidos os modelos Fit, Civic e City. Os funcionários teriam suas férias no mês de junho, porém, elas foram antecipadas para o mês de maio, mais precisamente a partir do dia 23, segundo o site australiano My FEN. Com a unidade paralisada por 10 dias, há uma estimativa que 6 mil modelos deixem de ser fabricados no período.

Não há relatos de que possam ocorrer demissões devido a tais fatos. Somente no fim do mês de maio é que saberemos se irão acontecer novas paralisações. Tudo isso foi gerado pelo tsunami que ocasionou danos às usinas, provocando cortes de energia, que por sua vez obrigaram as fábricas a efetuarem as paralisações, assim ocorrendo a falta das peças. Uma das fábricas mais afetadas foi a de Sendai.

Por Oscar Ariel


O terremoto ocorrido no Japão no dia 11 de março de 2011 começou a refletir nas empresas brasileiras.

A Honda divulgou que as férias coletivas que seus funcionários costumam ter em julho foram antecipadas para entre 23/05/2011 a 03/06/2011.

Na fábrica de Sumaré, interior de São Paulo, são produzidos os modelos Honda Civic e Honda City. A filial que fica em Manaus, onde são fabricadas as motos continuará com a sua programação normal.

O motivo informado pela montadora multinacional foi que começou a faltar peças que vinham do Japão.

As fábricas da Honda chegaram no Brasil em 1976 com Moto Honda da Amazônia LTDA. (HDA) e já produziu mais de 13 milhões de motocicletas. Já a Honda Automóveis do Brasil foi inaugurada em 1997 e já produziu mais de 700 mil unidades.

Anteriormente, outra montadora japonesa, a Toyota, anunciou que as produções nas fábricas do Brasil e Argentina teriam suas produções reduzidas temporariamente.

Por E.S.


A Honda apresentou ontem o Honda Brio, na Tailândia, onde começa a ser fabricado. Ele é um carro de pequeno porte para concorrer com o Gol e o Uno, líderes da categoria hatch popular. Ele será montado sobre a plataforma do Civic/Fit.

No Brasil, ele começará a ser fabricado em 2013 na fábrica de Sumaré. A montadora japonesa pretende ter os mesmos modelos em todos os países em que seus carros são vendidos. No entanto, esse carro não é vendido nem no Japão ainda.

Para ter um preço competitivo, o Brio será composto por itens de custo mais baixo, mas não deixará de ter a qualidade de um Honda. Seu motor é 1.2 iVTEC de 90 cv e o câmbio poderá ser manual com cinco marchas ou automático.

A versão tailandesa tem ainda airbags e freios ABS. Seu desenho é bem simpático, com linhas arredondadas e cores bem fortes, como o verde-limão. Apesar de parecer pequeno por fora, ele é bem espaçoso por dentro, comportando 5 passageiros confortavelmente.

O preço inicial do Brio na Tailândia é de R$22.000,00. Se ele for vendido aqui por esse preço, será bem competitivo dentro da sua categoria. 

Por Flávia Yoshitani


A Honda apresentou esta semana o seu novo Civic LXL Special Edition.

O carro possui motor flex, sensor de estacionamento, marcador de temperatura externa com display no painel, ar condicionado digital, farol de neblina, e como opcionais o veículo possui ainda direção elétrica, vidros, travas, duplo air bag, entre outros.

O carro custa R$ 67.430 (com câmbio manual), R$ 72.165 (com câmbio automático) e com um acréscimo de R$1.720 você ainda leva o carro com bancos em couro.

Por Rafaela Ometto


A Honda pode comemorar, pois o Honda City foi eleito novamente o melhor carro para pessoa com deficiência. Os critérios considerados pela pesquisa foram acesso ao comando do painel, recursos, espaço interno, condução do veículo, adequações aos portadores, aparência, atendimento e entrega realizada pelas concessionárias, tecnologia e fator custo-benefício.

O resultado foi divulgado pela Revista Nacional de Reabilitação e a pesquisa envolveu portadores de deficiência, empresas que atuam nesse segmento, profissionais de saúde, além de pessoas que apresentam algum deficiente na família.

O ranking da 13ª edição da avaliação ficou assim: 1° lugar o Honda CITY, com 24 % dos votos, em ficou o Corolla da Toyota, que obteve 18 % das opiniões, e na 3º posição houve empate entre o Doblo da Fiat e o New FIT da Honda, ambos com 13 % dos votos.

Para verificar as outras posições, acesse o site da Revista Nacional de Reabilitação.

Por Andrea Gomes


As tendências de design da indústria automobilística mundial parecem caminhar cada vez mais para carros ágeis, leves, conceitualmente aerodinâmicos, aliando muitas vezes aos modelos urbanos traços que compõem o visual de esportivos de luxo ou mesmo bólidos de corrida.

E neste mês vai ocorrer em Tóquio um Salão de Automóveis onde tradicionalmente se apresentam conceitos e protótipos que abrangem todas as tendências em termos de tecnologia e visual para o futuro. E para este evento a Honda divulgou a imagem de um carro conceito que apresentará no salão totalmente identificado a este espírito.

Trata-se do conceito Honda TS-1X. De desenho arrojado, linhas esportivamente agressivas, repleto de vincos aerodinâmicos. Seu desenho conta com uma traseira charmosa e recortada e uma frente audaciosa com faróis alongados que completam seu aspecto moderno e dá uma ideia clara de velocidade e agilidade. Seu visual lembra potência e desempenho embora a fabricante não tenha revelado mais nenhum detalhe quanto mecânica e motorização. Pela imagem divulgada é possível vislumbrar o que irá ocorrer com o futuro dos carros.

Por Mauro Câmara

Fonte: G1


A versão LX do Honda New Fit conta com um motor 1.4 litros SOHC i-VTEC de 16 válvulas Flex, com potênciade 100 cavalos, com câmbio manual de cinco velocidades, que gera até 13 Kgfm a 4.800 rpm.

Na suspensão, McPherson na dianteira e barra de torção na traseira, o New Fit tem pneus 175/65 com aro de 15 polegadas.  O carro, que tem 3,9 metros de comprimento, 1,535 metros de altura e 1,695 metros de largura, tem 1.080 kg, com um porta malas de 384 litros.  

No exterior, o carro conta com faróis de neblina e retrovisores elétricos na cor do veículo, e, para a segurança freios a disco nas quatro rodas com ABS e EBD. O preço, que varia de R$ 54.905,00 a R$ 58.905,00, combina bem com um carro de visual super moderno, marcado por belas linhas expressivas, além de tudo o que o carro é em desempenho, conforto e segurança.

Por Gerson de Morais


O inédito compacto da Honda é o Brio 2012. Segundo se fala por aí, o Honda Brio é mais bonito e mais interessante que o seu concorrente direto, o Toyota Etios. O novo modelo da Honda tem airbags, vidros e travas elétricas, câmbio automático e ar condicionado.

O carro tem quatro portas e novo para-choque, e sua beleza está no design super moderno, com linhas curvas muito harmoniosas. Suas dimensão, de 3,61 metros de comprimento, 1,68 metros de largura e 1,47 metros de altura, o que o deixa com um tamanho menor que o do Gol, Palio e Celta.

O novo Honda Brio 2012 demonstra ser um carro muito belo, o que certamente chamará a atenção dos consumidores. A montadora não informou sobre a motorização, mas adiantou que o modelo pode fazer 20 km/litro. Com o pouco de informações que a montadora divulgou, o Honda Brio é, por enquanto, um segredo.

Confira abaixo o vídeo com imagens do novo Honda Brio:

Por Gerson de Morais


A fábrica da Honda Automóveis localizada em Sumaré, cidadezinha do interior de São Paulo acabou de atingir uma produção de 400 mil unidades da linha Civic de carros. A linha possui diversos modelos, tanto sedan como hatch intitulados de New Civic, sua nova versão e o Civic Si, uma versão mais esportiva.

Alguns meios de comunicação restrito a essa área automobilística, como as revistas Revista Carro e o portal Carro Online, registraram, pelo quarto ano consecutivo, que o New Civic tem grande aceitação do mercado e recebeu também o premio Best Cars.

Uma das grande vantagens desse modelo são os seus 140 cv a 6.200 rpm quando o carro estiver abastecido de álcool e os 138 cv também a 6.200 rpm se tiver com gasolina. Além disso tem disco de freio nas quatro rodas no sistema ABS que não trava as rodas e também o EBD que tem a função de distribuir a força da frenagem.

Por Rafaela Ometto.





CONTINUE NAVEGANDO: