Confira os cuidados que deve ter para manter seu carro em bom estado no verão.

O nosso veículo é uma das coisas mais valiosas, não é mesmo? Como todas as coisas importantes e valiosas, você deve ter cuidados especiais para com o seu carro em todas as épocas do ano, principalmente no verão. Sabe quais são os motivos para cuidar mais do seu carro no verão? Quer saber quais atitudes tomar em relação a essa calorosa estação? Para essas e outras respostas, confira esse post que preparamos especialmente para você e seu carro!

Confira os principais cuidados para se ter com o seu carro durante o verão

Com o início dessa estação tão quente, o seu veículo tende a precisar de ainda mais cuidados cotidianos. Maresia, sol forte, calor e os riscos de enchentes são os pontos que mais devem preocupar o dono do carro. Porém, outros pontos também merecem atenção, muitas vezes antes dessa divertida estação chegar.

Manchas na lataria

Uma maneira importante para proteger o seu carro dos possíveis danos causados pelas temperaturas é aplicar cera automotiva pelo menos uma vez por mês, assim seu carro terá uma camada super protetora. Outro ponto para se atentar são as possíveis manchas na lataria causadas por árvores frutíferas e fezes de passarinho, tenha sempre em mãos uma garrafinha de água para livrar-se das sujeiras e, consequentemente, dessas possíveis dores de cabeça.

Possíveis amassados na lataria

Quando estiver frequentando locais movimentados, como praias e clubes de piscina, atente-se ao lugar que for estacionar. Procure locais com menos fluxo de pessoas e carros para garantir que ninguém encoste no veículo e provoque um amassado na lataria.

Danos causados pela maresia

Se você mora na praia, ou já passou um tempo em lugares praieiros sabe quais são os efeitos causados pela maresia. Para se precaver de corrosão no motor e no carro em si, é importante fazer uma lavagem com produto anti-óxido, dando uma atenção especial a parte de baixo do carro, que é onde os efeitos da maresia se agravam. Também deve-se deixar de lado produtos que tenham em sua composição óleos, materiais alcalinos e outros materiais que tenham petróleo na composição.

Bancos do carro

Há maneiras inteligentes e práticas para cuidar dos bancos do seu veículo. Não é apenas o sol que pode causar danos aos assentos, pessoas com areia no corpo, por exemplo, podem acabar danificando os bancos do carro. Uma maneira de precaver esses acontecimentos é a utilização de capas de proteção durante esse período de calor e férias.

Caso os bancos do seu automóvel sejam de tecido, um dos principais cuidados para manutenção é a limpeza dos bancos: passe aspirador de pó nos bancos, sempre de dentro para fora e com as portas abertas a fim de circular o ar e dispensar a sujeira para fora do carro.

Após aspirar os bancos, utilize produtos específicos para limpeza completa, outra forma é utilizar detergente de roupas em uma esponja macia e úmida. Após esses procedimentos, mantenha as portas do carro abertas por, no mínimo, 30 minutos.

Manutenção no ar-condicionado do carro

É praticamente impossível deixar de utilizar o ar-condicionado durante o verão. Mas para que o seu uso não prejudique quem está o utilizando, é importante trocar o filtro do aparelho. Tente fazer essa troca em média a cada 20.000 quilômetros corridos mais ou menos, dependendo da utilização do carro e do ar-condicionado.

Manutenção dos pneus

Em decorrência do calor, os pneus tendem a murchar e se desgastar ainda mais depressa. Por isso, para garantir a sua segurança e a de quem está no seu carro, calibre semanalmente os pneus de acordo com as orientações do fabricante do veículo.

Por Carolina B.

Carro e sol


Algumas manias do motorista podem afetar a conservação do carro, por isso, algumas dicas são válidas para que o carro tenha uma vida útil maior.

O simples fato de você usar o seu carro, já resulta no desgaste do veículo: bateria, pneu, embreagem, freio e mais uma série de outras peças. Este desgaste é natural, mas o que muitos não sabem é que podemos evitar o desgaste em excesso do veículo, para isso basta tomarmos alguns cuidados simples, como veremos agora, que teremos nossocarro conservado por muito mais tempo.

Com a alta do petróleo, tem muito motorista andando por aí com o combustível na reserva e isso causa vários problemas para o veículo. A "reserva" somente poderá ser utilizada em uma situação de emergência. No dia a dia, jamais deixe a gasolina chegar a este nível, pois vai reduzir a vida útil de seu veículo.

Outro erro muito comum dos motoristas é manter o pé sobre o pedal da embreagem e muitos até alegam que não estão apoiando o pé, mas acabam apoiando sim, porque durante o percurso o carro passa por trepidações devido ao solo irregular e o pé vai forçando a embreagem de forma desnecessária. Se você tem essa mania, saiba que o desgaste da embreagem será muito grande, então se acostume a não deixar o pé sobre a embreagem, a não ser no momento da troca de marcha.

E os erros não param por aí, é só observar os motoristas passando sobre os "quebra-molas", muitos acham que passando com o veículo na diagonal, estarão reduzindo o tempo perdido, mas na verdade estão reduzindo é a vida útil do veículo, pois este movimento vai torcionar de forma excessiva toda a estrutura do carro. Ruídos, desalinhamento e outros problemas surgirão com o tempo, por isso sempre passe sobre os quebra-molas em linha reta.

E boa parte dos motoristas ainda tem o costume de deixar o carro em "ponto morto" nas descidas, achando que com isso estarão economizando combustível, mas é um grave erro porque esta atitude impede a ação do motor, sobrecarrega o sistema de freios do veículo e pode vir a causar um grave acidente!

No mais, é ficar atento à reposição da água, verificar o óleo e fazer a troca nos períodos recomendados e calibrar os pneus ao menos 1 vez por semana, assim você estará evitando o desgaste desnecessário do veículo.

Por Russel

Manutenção do carro

Foto: Divulgação


É muito importante saber quanto exatamente você gastou com seu carro no último ano ou nos últimos meses, até mesmo para saber se já está na hora de trocar de carro. Mas poucas são as pessoas que fazem este controle, anotando todos os gastos, quando será a próxima troca de óleo, as revisões, entre tantas outras informações que ajudarão seu veículo a rodar tranquilamente e até mesmo evitar possíveis problemas.

A maioria dos proprietários de veículos alega não ter tempo para tantos controles, mas se essa é a desculpa, então a startup brasileira "Going2 Mobile" resolveu o seu problema, com o lançamento de um novo aplicativo, o "Carrorama" que vai ser uma 'mão na roda'.

O "Carrorama" está disponível tanto para o sistema operacional Android como também o iOS e como é gratuito não há desculpas para não baixá-lo. A Autoesporte baixou o aplicativo e o submeteu a vários testes por 2 semanas e o aplicativo foi aprovado.

É um aplicativo de fácil utilização, até mesmo para quem não tem muita intimidade com essa tecnologia. Basta efetuar um rápido cadastro do veículo e pronto, já poderá começar a usá-lo. Se quiser, pode cadastrar vários veículos.

A partir daí você deverá inserir no aplicativo todas as informações referentes à manutenção e também às despesas do veículo. De acordo com os dados cadastrados no aplicativo é que ele passará a lhe ajudar, emitindo alertas próximos às datas em que se fizer necessário uma nova troca de óleo, pagamento do seguro, entre vários outros compromissos que precisarão ser cumpridos para que o carro não apresente problemas nem de manutenção, nem de documentação.

No menu "Despesas" você deverá cadastrar os gastos que tiver com o veículo, seja impostos, multas, pedágios, estacionamentos, entre outros. No menu "Manutenção", insira as despesas com oficinas, troca de óleo, balanceamento, etc. Fique atento à opção "Rodízio de Pneus", que lhe ajudará a realizar a troca dos pneus, invertendo as posições dos mesmos. O aplicativo também ajuda o proprietário na hora de abastecer, informando se é melhor optar pela gasolina ou etanol.

No menu "Alertas" você encontra as datas referentes às manutenções e pagamentos e poderá ser avisado automaticamente pelo app.

Com a versão 4.0, que chega em breve, muitas melhorias serão incorporadas ao aplicativo que passará a ser completamente integrado aos veículos.

Por Russel

App Carrorama

Foto: Divulgação


A Renault reduziu os preços de diversos itens de reposição de toda a sua linha, em uma iniciativa para incentivar os proprietários de carros da marca a realizarem a manutenção na rede de concessionárias oficiais. Componentes como pastilhas de freio, bombas d’água, baterias e embreagens, entre outros, passaram por redução nos valores de venda, que em alguns casos pode chegar a mais de 60%.

Um dos itens que apresentou a maior queda no preço foi o disco de freio do Mégane, cujo par custava R$ 305, valor que foi alterado para R$ 118. Já a bomba d’água para o Sandero e o Logan, que era encontrada a R$ 278, passou a custar R$ 110.

Para a linha de utilitários Master, a revisão de preços foi no jogo de embreagem, vendido anteriormente por R$ 1.573, e que pode ser comprado agora por R$ 900, enquanto que no caso do Clio, o jogo de pastilha de freio passou de R$ 188 para R$ 154.

Além da nova política de preços, a montadora francesa está trazendo para o país novos modelos de rodas de liga leve aro 17, para o sedã Fluence, e duas novas opções de rádios, das marcas PIONEER e HBuster.

Por André Gonçalves


Muita gente tem fascínio por carros antigos e clássicos. Eu, por exemplo, sou fã da Chevy 57, a caminhonete do McGyver. Como não posso ter uma, me contento em colecionar as versões da Hot Wheels.

Aliás, cuidar de um carro antigo não é tarefa de criança. Em primeiro lugar está a manutenção, muito mais cara e mais difícil. Além da falta de peças, praticamente não há mecânicas especializadas, principalmente longe dos grandes centros.

E por falar em mecânica, aí está um detalhe muito importante. Para ter um clássico nas mãos é preciso conhecer o carro, entender seu funcionamento na prática e saber meter a mão na massa. Mesmo que encontre um mecânico que conheça o veículo, isso é importante para acabar vítima dos picaretas.

Por Maximiliano da Rosa





CONTINUE NAVEGANDO: