Veículo deverá chegar ao Brasil no 1º semestre de 2016 e custará a partir de R$ 217 mil.

E quem nunca sonhou em desfilar por aí com um Range Rover? Os carros dessa marca são extremamente conhecidos por serem utilizados pela família real britânica. O que mais impressiona é que essa marca tem ficado cada vez mais “popular” no Brasil. Ora, apesar de estarmos em crise, a versão HSE Dynamic custa entre R$ 217.500,00 e R$ 265.800,00.

Apesar dos pesares, o que mais chama atenção nessa marca é o estilo. Nesse aspecto, a Range Rover traz ao mercado o seu mais novo veículo: o Range Rover Evoque Facelift.

A princípio, a produção desse carro foi um desafio, principalmente para os designers. Como inovar em um carro que não precisa ser mudado em nada. Seria o mesmo que “mexer em um time em que se está ganhando todas as partidas, todos os campeonatos e todos os torneios”. Sendo assim, para o Range Rover Evoque Facelift, poucas mudanças visuais foram realizadas. Dentre elas se destacam a divisão dos faróis de LED, charme da marca. Tal truque foi repetido nas lanternas traseiras.

Segundo Gerry McGovern, chefe de design da Land Rover, a intenção foi evoluir o design do carro sem diminuir o caráter peculiar.

A expectativa é que o Range Rover Evoque Facelift seja lançado ainda no 1º Semestre de 2016. Segundo informações, o Range Rover Evoque Facelift deve ser fabricado em Itatiaia, RJ.

O Range Rover Evoque Facelift apresenta uma boa desenvoltura no que diz respeito a motor, além de possuir uma boa tolerância a pisos ruins.

A versão básica do Range Rover Evoque Facelift conta com rodas de 18 polegadas, ao passo que a versão top e esportiva da marca (HSE Dynamic) conta com rodas de 20 polegadas. Além disso, possui retrovisores pretos.

O interior do Range Rover Evoque Facelift não deixa a desejar. Os bancos são abraçados por couro Oxford nos tons preto e vermelho. Além disso, foi incorporada uma central multimídia de maior definição.

A versão compacta conta com um motor 2.0 de 240 cv, o que possibilita um consumo médio de combustível de 11,6 km/l na estrada e na cidade, o carrão apresenta um consumo médio de 5,4 km/l.

Para quem pode desembolsar o preço pedido estará bem servido.

Raquel Alice Moreira


Com a aproximação do Salão de Genebra as grandes montadoras já começam a se movimentar para garantirem um “lugar ao sol”. Nesta segunda feira, dia 23, foi o dia da Jaguar Land Rover. A marca soltou algumas imagens do Range Rover Evoque reestilizado. O modelo será apresentado oficialmente durante a realização do evento citado, previsto para o mês de março.

– O que tem de novidade do Range Rover Evoque?

O Evoque carrega um “ar” todo especial. O modelo já teve suas linhas bastante consagradas pelos consumidores da marca. Talvez por essa paixão toda, a Jaguar resolveu apenas promover algumas mudanças visuais leves nesse utilitário esportivo de luxo.

Sobre essas alterações grande parte delas se concentra na frente do carro onde o para-choque é novo, as entradas de ar foram ampliadas além, é claro, da grade frontal.

Os faróis, com essa reestilização, agora têm um formato mais retangular. Para quem não tem muita afinidade com o carro, antes os faróis eram arredondados.

Outra novidade nesse ponto é que pela primeira vez os faróis do carro irão contar com tecnologia de iluminação adaptativa sendo 100% de LED.

Continuando com as descrições do modelo vamos para o interior do carro. Essa parte também teve sua vez na repaginação ganhando retoques em alguns materiais e atenção extra na parte tecnológica. O modelo inclui agora uma antena 3G no teto. Tudo para melhorar a qualidade de conectividade do veículo.

O sistema multimídia do Evoque também recebeu uma atualização.

A marca por sua vez não fez cerimônia e disse que essa nova versão do Evoque apresenta uma economia de até 18% em relação ao consumo de combustível se comparada com a versão anterior.

O propulsor presente no modelo será um 2.0 a diesel. Os motores a gasolina que são conhecidos permanecem na linha.

– Um sucesso:

Desde o seu lançamento, lá no ano de 2011, o Evoque já conseguiu vender mais de 400 mil unidades. São números expressivos para a marca até porque o carro se tornou o maior sucesso de vendas dela. Para se ter ideia somente no ano passado 125.364 foram comercializadas. O Brasil ficou com seis mil delas.

Por Denisson Soares

Range Rover Evoque reestilizado

Range Rover Evoque reestilizado

Range Rover Evoque reestilizado

Range Rover Evoque reestilizado

Fotos: Divulgação


Montadoras como a inglesa Land Rover estão cada vez mais atuantes no mercado brasileiro. A companhia lançou o modelo 2014 do Range Rover Evoque e mais uma versão super exclusiva com apenas 20 unidades para o país, trata-se da versão Sicilian Yellow, ambas são luxuosas e apresentam uma gama de recursos surpreendentes. A empresa mantém o respeito ao mercado nacional e por isso é uma das marcas que mais vende modelos importados aqui, principalmente pelo status que a marca proporciona.

Começa pelo motor, que na versão de entrada e na versão exclusiva possui a mesma configuração: motor 2.0 a gasolina ou diesel, que gera 240 cavalos de potência. O Range Rover Evoque chega aos 100 km/h partindo do zero em 7,6 segundos e chega a uma velocidade máxima de 217 km/h. A transmissão é de seis velocidades, permitindo trocar de marchas sequenciais com as borboletas que ficam estrategicamente na parte traseira do volante.

Evoque Sicilian Yellow

Range Rover Evoque Sicilian Yellow

Foto: Divulgação

A versão Yellows Sicilian Limited Edition tem uma estética um pouco diferente, apresentando linhas mais expressivas em tons de amarelo bem chamativos. Ao todo serão 20 unidades para o mercado brasileiro ao preço de R$ 266 mil. Ele já está disponível em concessionárias da marca no Brasil A diferença é mais estética, com um spoiler traseiro mais esportivo, além dos faróis dianteiros e de neblina escurecidos, com luzes traseiras mais claras que o modelo de entrada. As rodas são de 20 polegadas na cor preto brilhante que contrasta bem com o design, dando mais agressividade ao veículo. Há também acabamentos na cor preta no escapamento. Por dentro, o modelo mantém o luxo da marca, com bancos revestidos em couro.

Na Europa foram lançadas novas versões híbridas do Range Rover que provavelmente não chegarão aqui. Seria bom vermos eles nas ruas brasileiras, sobretudo pelo sistema elétrico do motor, que apresenta a capacidade de reabastecer parte da bateria com a energia cinética gerada pelos freios, quando acionados. 

Por Robson Quirino de Moraes





CONTINUE NAVEGANDO: