BMW X5 2019 – Especificações, Características





O modelo ganhou destaque pela robustez, e uma das culpadas por toda essa imponência é a grade dianteira.

A BMW X5 foi apresentada pela primeira vez no ano de 1999 pela marca alemã, levou aproximadamente cinco anos para chegar ao mercado nacional e vem sendo reformulado e atualizado desde 2013, sempre introduzindo novas séries de utensílios tecnológicos, segurança e conforto, para continuar na competição de seu segmento e concorrer no mesmo nível de seus adversários como o Volvo XC60, a Mitsubishi ASX, dentre outros automóveis. Nessa atual e quarta geração, o veículo ficou ainda mais sofisticado e maior, sem falar na sua eficácia em terrenos fora da estrada que também recebeu um ótimo upgrade, satisfazendo as expectativas dos consumidores que já estavam esperando por essas alterações. Feito sobe a plataforma modular CLAR, agora está completamente digital, detalhe que demonstra grande inovação, pois é o primeiro modelo a deixar de lado o clássico cluster analógico e já conta com mais de 4,4 milhões de unidades vendidas por todo o mundo.

Começando pelo seu visual, o modelo ganhou destaque pela robustez, e uma das culpadas por toda essa imponência é a grade dianteira. Atualmente passou a medir 2,004 m de altura e 4,945 metros de comprimento, com 2,975 de largura e 1,791 de altura em seus entre eixos, ficando com 5,9 cm a mais de altura que a geração anterior (F5), 6,6 cm de largura, já nos entre eixos, a diferença de valores é de 2,9 cm de altura e 4,2 cm em largura (as medidas do F5 são de 4,886 x 1,938 m com entre eixos de 1,762 x 2,9933 m), mas mantem o estilo conservador, adicionando apenas vigias laterais maiores na parte de trás, contornos menos delicados e um conjunto ótico de LED completo, o que o deixou com uma aparência um tanto quanto agressiva devido ao formato das lentes. Voltando a realçar o tamanho, o porta-malas está comportando 645 litros, aumentando esse número para 1.860 litros (1.215 litros a mais) quando o banco traseiro é rebaixado.




O design agora conta com faróis suavemente maiores, projetores com formato hexagonal em cada grelha, o para-choque ganhou elementos verticalizados, fazendo com que os olhares se voltem para a antena do radar, que fica logo abaixo da placa. Em suas laterais, o SUV goza de um vinco na carroceria em formato ascendente em referência à traseira. Na parte de trás, foram instaladas novas lanternas de iluminação que batem perfeitamente com estilo esportivo do carro e o LED permite uma visualização satisfatória durante o período da noite, até mesmo em locais que não dispõem de outras iluminações pelo percurso. Novos contornos das janelas de coluna C foram adicionados, deixando o formato arredondado, o que foi uma surpresa, pois isso não era alterado desde seu lançamento, ou seja, foram 20 anos de fidelidade até o eventual momento.

Os propulsores diesel podem ser equipados com as configurações BMW X5 MD50d, que irá reunir debaixo do capô um motor 3.0 seis cilindros em linha com 400 cavalos e uma caixa de transmissão Steptronic de oito velocidades. Também é possível utilizar as configurações da BMWX5 xDrive30d, onde a única diferença é a potência reduzida de 265 cv. A versão mais feroz é a X5 xDrive 50i, equipada com um motor 4.4 v8 movido a gasolina e tem potência de 462 cavalos, mas infelizmente, é possível que ela seja comercializada somente no mercado norte-americano. A quarta e última opção de motorização é a X5 xDrive 40i, também movida a gasolina e trabalhada com 3.0 seis cilindros assim como os demais motores, mas com o motor capaz de gerar 340 cv.


Não há previsão de quando o modelo chegará às concessionárias do Brasil e a competição será acirrada, pois o BMW X5 2019 irá concorrer com o Volvo XC90, a Audi Q7 e a contemporânea geração da Mercedes-Benz GLE.

Por Fabio Santos

BMW X5 2019

BMW X5 2019

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *