Toyota Corolla 2020 – Lançamento, Especificações





12ª Geração do Toyota Corolla terá sua produção iniciada em território brasileiro ainda no ano de 2019 e estará disponível para venda em 2020.

A montadora asiática revelou no mês de março a 12ª geração do Toyota Corolla, na China, no Salão de Guangzhou. O veículo com categoria sedan terá sua produção iniciada em território brasileiro ainda no ano de 2019 e irá desembarcar às concessionárias, provavelmente, no começo do ano de 2020 devendo contar com um estilo que irá seguir o utilizado nas versões híbridas tanto do Corolla Europeu quanto do Levin chinês.

Ainda que o modelo Toyota Hybrid tenha sempre certos toques com uma pegada mais futuristas do que a versão careta, são detalhes pequenos. Ao se tratar do Levin, somente cores azuis nos logotipos. Sendo assim acredita-se que o veículo que irá rodar pelas ruas do Brasil em breve será muito parecido com este.




É uma estratégia que já foi utilizada em outras gerações do modelo. O Corolla enquanto tem uma tradição maior em diversos mercados, o estadunidense adota sempre um design ainda mais jovial, é fácil de perceber as diferenças.

Como já era de se esperar, a carroceria do modelo de três volumes apresenta uma dianteira bem parecida com a do hatchback. Para a infelicidade do mercado nacional, o hatch não irá ser produzido ou importado para o Brasil. Foi encolhido muito o segmento para que se justificasse o investimento e a cada dia perde representantes, um exemplo disso é o Ford Focus.


Assim como a sua parte dianteira, a traseira possui lanternas horizontais inclinadas levemente, além de serem pontiagudas, juntas por meio de uma barra com vinco na tampa.

As diferenças maiores de estilo acabam por aparecer a partir da porta traseira em diante. Bem logo da parte posterior da porta possui um plástico que facilita o afinamento da coluna sem fazer o uso de uma queda no estilo cupê como é apresentado no seu concorrente Honda Civic. O volume de número três é mais curto e suas lanternas são conectadas por um elemento visual.

A montadora nipônica já acabou por confirmar a produção do motor novo um aspirado de 2 mil cilindradas e dotado de transmissão CVT.

O propulsor novo de 2.0 litros não possui turbo, porém é construído com injeção direta o que é capaz de gerar uma potência de 170 cavalos e um torque de 21,4 kgfm no exterior. Ao ser adaptado para o sistema flex pode ser que fazendo a utilização de quatro cilindros renda um pouco acima. De maneira geral, os valores apresentados já são superiores ao motor 2.0 atual, o qual gera 154 cavalos e torque de 20,7 kgfm. O propulsor 1.8 deve ser aperfeiçoado também e continuar oferecendo câmbio manual com seis velocidades.

O câmbio continuamente variável vem da geração nova e não faz uso somente de polias. O novo CVT tem um destaque por contar com a primeira velocidade com engrenagens. De acordo com a marca, o recurso oferece a garantia ao piloto de ter uma largada com uma pegada mais esportiva. Esta caixa simula 10 velocidades para realização de trocas sequenciais.

No mercado chinês, o veículo irá usar um propulsor turbo de 1.2 litros, o convencional de 1800 cc e o aspirado de 2.0, em todos os casos estarão funcionando com um sistema híbrido. No Brasil ainda confirmaram se o Toyota Corolla irá receber uma versão híbrida flex assim que for lançado. Entretanto o fato é que para o mercado da China, a décima segunda geração irá estrear com uma variante híbrida, que não possui um padrão de luzes igual da convencional.

Por Filipe Silva

Toyota Corolla 2020

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *