Novo Chevrolet Tracker Premier 1.2 Turbo 2020 – Preço e Novidades





Confira aqui todos os detalhes sobre o novo Chevrolet Tracker Premier 1.2 Turbo 2020.

Um SUV que pode até ser compacto, mas a versão top de linha vai ser a mais cara do mercado atual.

Nessa nova geração Tracker da Chevrolet, o preço inicialmente será abaixo do modelo anterior. Com o motor 1.0 turbo, este SUV irá atuar numa faixa de preços onde nunca atuou, mesmo repetindo a estratégia agressiva da venda do novo Onix.




As primeiríssimas peças que irão chegar nas lojas são da versão Premier, segundo a revista Quatro Rodas, da Abril, que destaca que essa versão irá vir com um motor 1.2 turbo, câmbio automático e pintura metálica da cor azul, de acordo com as fontes ligadas a Quatro Rodas e a Chevrolet, o preço para venda no mercado será de R$113.600.

O Tracker Premier atualmente vem com o motor 1.4, custando o valor de R$ 110.590, podendo chegar a R$ 112.190 já com a pintura metálica, que custa 1.600 reais. Certamente essa nova geração custaria com a pintura sólida perto de R$ 112.000, um preço muito mais alto que os R$ 109.990 de um VW T-Cross Highline com motor 1.4 TSI, lembrando que também consta o adesivo Wi-Fi no vidro traseiro, indicando que esse carro terá conexão com internet.


O que ainda não ficou bem esclarecido é se a versão Premier será somente um pacote básico ou se terá um Premier ll, sabemos pelo menos que terá um pacote opcional que poderá ser o teto panorâmico com opção de abertura elétrica.

Este novo Tracker irá estrear alguns sistemas de seguranças que atualmente no mercado são opcionais, que são: frenagem autônoma de emergência, assistente de baliza, alerta de pontos cegos, alerta de colisão e mudança de faixa involuntária. No momento o 1.2 turbo está disponível somente nos Emirados Árabes Unidos e México, onde rende 132 cv e 19,1 mkgf com a gasolina. No Brasil estará disponivel o etanol para este veículo.

Há semelhanças no interior deste veículo SUV que compartilham o visual do Onix, que também faz parte da mesma montadora, ambos os veículos tem peças semelhantes na parte de dentro.

Versões acessíveis como LT e LS terão o motor 1.0 turbo flex de 116 cv, já estreado pelo novo Onix Premier, com a opção de câmbio automático e manual, sempre de seis marchas.

Nos elementos visuais de exclusividade da versão Premier estão a base de moldura dos vidros cromada, aplique em cromo acetinado na base do para-choque traseiro e rodas de liga leve maiores com acabamento diamantando, com lanternas de led com efeito trimendisional na parte traseira. Já na parte da frente, na dianteira, é possivel ver o desenho dos faróis, não revelando as luzes de LED durante o dia, localizadas na parte de baixo do para-choque.

Com a tela sensível ao toque, que será de 7 polegadas, além de permitir conexão Wi-fi, poderá ser possível conectar ao 4G a assistência OnStar. O modelo ainda deve ter conexão com dispositivos Android e Apple através do CarPlay.

O Chevrolet Tracker nasceu da parceria da General Motors (a GM) e a Suzuki, no ano de 1989, por conta de um problema de segurança no Suzuki Samurai. Dessa parceria entre as duas montadoras surgiu o Tracker e o Suzuki Vitara. O Vitara começou a ser vendido no Brasil por volta de 1991, mesmo sendo comercializado no Canadá como GMC Tracker e nos Estados Unidos como Chevrolet Tracker.

Aqui no Brasil o Vitara teve suas vendas comercializadas até o ano de 1998, mas logo deu lugar ao Suzuki Gran Vitara, que foi vendido no mercado brasileiro até 2003.

O Novo Chrevolet Tracker está previsto para chegar às lojas no final de março, estreando uma nova geração, desenvolvida especialmente entre as engenharias da China e Brasil na plataforma GEM (Global Emerging Markets – Mercados Globais Emergentes em português).

Texto de Larissa Avelino Mendonça da Silva

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *