Como Avaliar Carro Usado na Hora da Compra



Confira aqui algumas dicas do que avaliar na hora de comprar um carro usado.

Na hora de comprar um carro usado, alguns cuidados precisam ser tomados. Isso porque veículos seminovos e usados sempre envolvem algum tipo de risco e por isso antes de tomar a sua decisão é preciso fazer uma boa avaliação, para tentar prever ao máximo quais são as possibilidades de esse carro te dar algum gasto extra.

É muito comum que proprietários e concessionárias deem uma maquiada no automóvel para conseguir vender. Por isso é preciso ter um olhar mais crítico sempre que for avaliar ou conferir o estado de um carro usado, na hora de comprar.



Para te ajudar nessa função, separamos algumas dicas de consultoria automotiva, para te auxiliar todas as vezes que for comprar um veículo usado. Continue lendo.

Pesquise sobre o antigo dono

Quando visualizar o anúncio ou estiver diante do veículo, desconfie de qualquer preço muito abaixo do mercado, ou de facilidades demais para vender. Tenha olhar clínico para verificar as fotos e preste muita atenção com itens originais, e o estado deles.



Bancos, volante e outros acabamentos também devem estar em bom estado. Uma excelente dica também é procurar saber quem era o antigo dono, e o que ele fazia, se viajava muito, se pegava muita estrada de terra, essas coisas.

É permitido perguntar esse tipo de coisas ao vendedor, e se for comprar diretamente com a pessoa também. Avalie as manutenções que já foram feitas, peça cópia de notas fiscais de serviços que foram efetuados no veículo, e consiga o máximo de detalhes possível. Isso te ajuda a poupar gastos no futuro.

Visite o veículo

Se tiver visto o anúncio só pela internet, marque uma visita na concessionária, ou na casa do proprietário para avaliar o carro pessoalmente. Não feche negócio antes de ver o veículo pessoalmente.

Muitas vezes o ato de comprar um carro novo pode mexer com o nosso emocional, controle a ansiedade e o entusiasmo. Nessas horas quanto mais racional e analítico você for, melhor. Mas para facilitar a sua vistoria, siga essa lista:

Pintura: exija que o veículo esteja limpo na hora da vistoria, e tente analisar os seus detalhes com mais luz natural possível. Fazer a visita de dia é essencial. Busque por lugares que tenham cor diferente, quinas e marcas de batidas, arranhões e qualquer outro detalhe que destoe da funilaria.

Rodas e pneus: Observe a marca do fabricante e o desgaste dos pneus. Se houver muita deformidade, pode ser que o veículo apresente algum tipo de problema na suspensão ou na estrutura. E não se esqueça de olhar o estepe.

Faróis e vidros: faça uma vistoria para saber se os faróis são originais, procure pela marca da fabricação e o ano do veículo. Caso haja diferença é possível que eles tenham sido trocados e por isso indícios de batida frontal. Os vidros também devem ter o número do chassi do carro que está presente no documento do veículo.

Acabamento da tapeçaria: o interior do veículo é outro item importante de vistoriar. O proprietário deve ter cuidado com marcas de umidade e bancos rasgados. Quando há qualquer tipo de problema fica mais difícil de vender o carro, e para quem vai comprar são pontos negativos.

Airbags: Os itens de segurança devem estar funcionando, assim como o sensor do cinto de segurança. E assim como os faróis, você pode verificar a data de fabricação para descobrir se são originais.

Teste todos os itens: Na hora de comprar um carro usado, teste todas as funcionalidades do veículo, desde os vidros elétricos até a central multimídia. Qualquer problema pode custar uma boa grana para consertar.

Estrutura mecânica: Os carros precisam passar por manutenção que costuma custar uma boa grana, por isso, não deixe de pedir ajuda para avaliar a parte mecânica do veículo, caso você não entenda. Peça para alguém especializado dar uma olhada, ou conte com o seu mecânico para te ajudar nessa avaliação.

Documentação: por fim e não menos importante, verifique a documentação do veículo. Se está tudo em dia, se o carro não possui multas, ou qualquer tipo de alienação que possa te trazer algum prejuízo no futuro.

Por: Susan Nogart

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *