Você sabe quem é a fabricante do Papamóvel?



A história do “Papamóvel” vem desde 1909, quando o Papa São Pio X ganhou do arcebispo de Nova York um Itala, porém, a invenção não agradou, nem a ele, e nem ao seu sucessor Bento XV, pois ambos não usaram. Somente em 1922, o Papa Pio XI inaugurou o carro.

Nessa época, se tornou moda dar carro ao Papa, já que ele era um fã de automobilismo. A febre do momento era ver quem agradava mais a Vossa Santidade.



O tempo passou, passaram o Papa Pio XII, João XXIII, Paulo VI, João Paulo I, João Paulo II, Bento XVI e agora temos o Para Francisco. Com isso, muitos veículos vieram, inclusive carros blindados, depois os atentado de 1981, vieram fazer parte dessa coleção.

No ano passado, em novembro, a Toyota doou dois exemplares, modificados, do seu carro movido a hidrogênio para a CBCJ (Conferência dos Bispos Católicos do Japão), onde o nosso atual Papa participava e andou nele, no carro titulado “Mirai”. (Futuro em Japonês)



Agora, um desses dois exemplares está dentro do Vaticano, para a mobilidade da Sua Santidade, o Papa Francisco. Esse Mirai foi presenteado ao pontífice pela CBCJ.

Essa não é a primeira vez que um Papa anda num Toyota, e nem a primeira vez que um Papa anda num carro sustentável. O Papa Bento XVI andou num elétrico, movido a energia solar, substituindo o tradicional veículo que usa combustíveis fósseis. Paulo XVI, Papa entre os anos de 1963 a 1978, andou num Toyota Land Cruiser.

Com a idéia de um mundo sustentável, aprovada e incentivada pelo Vaticano, o Mirai foi lançado em 2014 e teve a sua produção em massa, sendo ele o primeiro Sedã dessa categoria, movido a células de hidrogênio.

Leia também:  Cuidados com o Carro no Verão

Para o abastecimento são necessários apenas 5 (cinco) minutos, 4,5 quilos de hidrogênio garante rodar até 500 (quinhentos) quilômetros. Não tendo nenhuma emissão de carbono, isso mesmo, 0 (zero) partículas de carbono!

O Mirai do pontífice tem 5,1 metros de comprimento e a sua altura foi alterada para 2,7 metros, possibilitando que o ocupante fique em pé. Nessa alteração, o conforto da Vossa Santidade ficou em primeiro lugar.

Ao abrir a porta traseira, do lado direito, um escada articulada, com corrimão, irá ajudar o Papa a subir ou descer do veículo. Ao centro, numa posição mais elevada, a poltrona, onde o Papa Francisco irá ficar. Por possuir apenas barras de metal ao redor, a visão para o público será total, facilitando a visão dos seus fãs e seguidores.

Se caso as visitas e as aparições do Papa for de noite, não tem problema, pois na parte superior das barras laterais, um sistema de LEDs fará a iluminação. A parte visual do Papamóvel, se completa com a bandeira do Vaticano estampada em vidros nas laterais.

O Toyota Mirai original tem aproximadamente 152 cv e 335 Nm de torque e pesa os incríveis 1.850 (hum mil, oitocentos e cinquenta) quilos. Mas não se assuste com isso, pois ele demora apenas 9,6 segundos para fazer, de 0 (zero) a 100 (cem) quilômetros por hora. Na sua velocidade máxima, ele pode chegar a 178 km/h.

O peso dele não seria nenhum problema nas ruas, mas seria algo a si pensar nas rodovias, principalmente nas áreas de serra.

Algo que chama bastante a atenção desse carro é o seu barulho, ele tem um ruído mínimo, pois o sistema da queima de combustível emite um barulho quase “inexistente”.

Não vi em nenhuma pesquisa que o acento do Papa ali no carro seja igual ao original, mas se for, ele tem um sistema de aquecimento. Isso acontece com o acento dos quatro passageiros da versão comercial do Mirai, isso mesmo, na parte traseira não temos lugar para um quinto ocupante.

Leia também:  Hyundai HB20 2019 - Especificações, Características

Algo que fica pecando na popularização desse carro sustentável é que, onde vai abastecer? Na Europa, Japão ou Estados Unidos? Então pare de sonhar em comprar um aqui no Brasil!

Fernando Dias

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *