Comparativo Nissan Kicks x VW T-Cross 2022 – Qual é Melhor?



Confira aqui um comparativo e descubra qual é o melhor carro: Nissan Kicks ou VW T-Cross 2021.

A competitividade na indústria automobilística é cruel, mas garante os produtos de maior qualidade. Após cinco anos do lançamento do modelo Kicks, a Nissan o relança atualizado e muito bem equipado, pronto para competir entre os maiores, mas será que ele chega a ganhar o páreo?

A meta, no entanto, é competir e não necessariamente ganhar, dado que a empresa segue lucrando bem. Portanto, o especialistas decidiram confrontar dois grandes modelos: o Kicks na competição junto ao líder deste segmento, o popular Volkswagen T-Cross. A versão Top de Linha de SUV produzida pela multinacional japonesa, a versão Exclusive CVT, estreou no mercado pelo valor de 119.890 reais, quase equivalente ao do modelo alemão, cuja configuração é de tipo intermediária, o Comfortline, no valor de 121.090 reais.



Entretanto, a competição não se refere apenas aos valores. Esse páreo abrange todos os detalhes possíveis, tais como: as alterações no design; ou as mudanças na parte mecânica, dado que o modelo Kicks não passou por significativa reestruturação mecânica, pois foi mantido o motor 1.6 16V, de tipo aspirado, entregando 114 CV, independente do combustível. O modelo T-Cross, embora esteja equipado de motor 1.0 com três cilindros, possui força de turbo que proporciona um diferencial absoluto, entregando até 128 CV a etanol e 116 CV a gasolina, o que torna a competição mais acirrada.

Mas o que realmente mudou no modelo Kicks?

Design novo, apresentando agora uma mais ampla grade dianteira, tornando sua aparência mais impositiva e esportiva. O conjunto de faróis agora está mais afinado, no desenho, nos contornos em todas as direções, proporcionando iluminação mais eficiente e a versão de Top de linha possui faróis tipo Full LED. Está mais eficiente na projeção de luz (que garante maior segurança) e mais bonito.

Leia também:  Tesla Model X provoca Novo Acidente nos EUA


Ambos, o Kicks e o T-Cross, estão munidos de acessórios igualmente qualitativos, até compartilhando alguns, tais como: os para-choques redesenhados e os faróis traseiros.

Ambos contam, também, com os seguintes equipamentos na parte interna:

Nova central multimídia munida de tela de oito polegadas, dispondo de interface mais abrangente, superando as produções anteriores. Este mesmo sistema é de fácil manuseio, permitindo aos usuários customizar vários tipos de atalhos sobre a tela. Trata-se de um sistema inteiramente compatível com o dispositivo da Apple CarPlay e do sistema Android Auto.

Outros destaques verificáveis em ambos os modelos:

Na relação de acessórios, estão presentes a função do alerta para tráfego cruzado, que funciona de modo a detectar veículos próximos, no momento de se deslocar da vaga em marcha ré, na velocidade de até 8 km/h, acionando o alerta da saída de faixa, que reflete uma luz específica e faz vibrar levemente o volante se o motorista invadir involuntariamente a faixa ao lado. Observação importante: em ambos os veículos, essa função não faz correção da trajetória.

Desvantagens:

O modelo T-Cross, apesar de sua potência, está atrás do Kicks em termos de tecnologia, o que não quer dizer que sua relação de acessórios seja de baixa qualidade, mas apenas menor. A versão da Volkswagen possui itens de série: aparato com seis airbags; sistema de retrovisores elétricos (acionados via Tilt Down na lateral direita); luzes LED; os sensores para estacionamento na parte dianteira e traseira; um painel de comandos digital; a câmera de ré; a chave presencial; as rodas de 17 polegadas; as borboletas na direção (que servem para trocar de marcha), entre outros. As versões opcionais, munidas de teto solar panorâmico, constituem pacote no valor adicional de 5.370 reais.

Leia também:  Citroën C3 2015 - Mudanças e preços

Apesar disso, o modelo Kicks é mais incrementado de novas tecnologias inéditas nesse segmento. Já aquilo que mais importa em um carro, que é a potência de motor e eficiência na estrada, fica com o T-Cross, o qual entregou um desempenho muito mais eficiente, superando o rival. Além disso, outro fator que fez o diferencial é que o SUV da Volkswagen possui custo de manutenção mais acessível ao bolso do consumidor, como também um seguro mais barato em 800 reais. O Nissan tem mais vantagem, nesse sentido, na capacidade de menor consumo.

Paulo Henrique dos Santos

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *