Aumento do ICMS deve Elevar Preço do Carro Novo

Aumento do imposto deve elevar valores dos carros novos.

Como se já não bastasse todas as dificuldades que estamos enfrentando com essa pandemia, agora temos que nos preocupar com o mercado automobilístico. Além do fechamento e também de paralisações de algumas montadoras, um segundo aumento do ICMS irá balançar o comércio de veículos zero quilômetro.

No Início do ano essa alíquota já tinha subido de 12% para 13,3% e agora salta para 14,5% no início de abril deste ano, 2.021. Com isso, as agências de carros novos irão ter que refazer a sua tabela de preços, passando assim esse reajuste para o consumidor final.

Citando exemplos, um carro popular com valor médio de R$ 40 mil, pagava no ano passado R$ 4,8 mil de ICMS, hoje, esse valor é de R$ 5,32 mil, para o mês que vem, vai para R$ 5,8 mil, fazendo o valor do carro subir para, teoricamente, R$ 45,8 mil. Com um carro, vamos chamar, de padrão médio valendo R$ 70 mil, esse imposto era de R$ 8,4 mil, passou para R$ 9,31 mil e irá passar para R$ 10,15 mil, ou seja, esse mesmo meio de transporte terá um valor de R$ 80,15 mil. O valor chega a ser absurdo quando comparamos com carros na faixa de R$ 120 mil, ele irá custar R$ 137,4 mil.

Esse novo aumento, que irá entrar em vigor em abril, foi de 1,2%, um pouco abaixo do mesmo reajuste que aconteceu em janeiro, que foi de 1,3%, mas o que vale ressaltar é que, em três meses, ao todo, o ICMS para veículos novos subiu 2,5%.

Leia também:  Mercedes-Benz terá nova fábrica em Iracemápolis (SP)

É claro que isso preocupa bastante os novos proprietários de carros 0 km, mas o pior ainda está por vir, daqui a um ano, esse mesmo veículo, além da depreciação natural, ainda sofrerá uma outra queda no seu valor. Tudo se deve ao sobe e desce do ICMS para carros usados.

No início do ano esse importo subiu de 1,8% para 5,53%, causando um prejuízo enorme, principalmente para agências de carros usados. Para abril, essa alíquota deve baixar para 3,9%, dando assim um alivio para esses comerciantes.

Será uma redução significativa quando compararmos os valores entre o primeiro e o segundo trimestre deste ano, porém, se compararmos esse mesmo valor, entre o ano passado e esse, veremos mais de 100% de aumento no imposto, de 1,8% para 3,9%

Por exemplo, um veículo no valor R$ 30 mil, teria R$ 1.659 de ICMS neste primeiro trimestre, e cairia para R$ 1.170 com este novo reajuste para abril, porém, no próximo ano o valor do imposto será de R$ 540.

A maneira de calcular o imposto para carros usados é diferente do jeito que se faz com os novos, é meio complicado de entender, mas vamos lá.

Hoje, se pega 30,7% do valor do carro para calcular os 18% de ICMS, para quinta-feira, a alíquota de 18% será calculado sobre 21,7% do preço da nota, fazendo assim a queda no valor pago pelo imposto. Devo mencionar que antes se utilizava 10% de alíquota sobre os 30,7% do valor real do carro.

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, conhecida pela sigla “ANFAVEA”, pediu o fim do chamado “custo Brasil” após anunciar um valor de quase 44% de imposto para carros com motor 2.0, já que este modelo paga um valor maior de IPI. Esses valores podem ser ainda maiores, quando calculado com o IPVA e o IOF.

Leia também:  Novas Imagens do Citroen Aircross 2016

O ano não começou bem para este tipo de comércio, além da queda de quase 30% de licenciamento de carros, uma outra queda mostra a fragilidade deste comércio. Mesmo sendo normal ter quedas em janeiro, quando comparado a dezembro, uma queda de 11,5% foi apontada em relação ao mesmo mês do ano passado.

Seja como for, pesquisar preço e modelo, papel, lápis e calculadora, serão os pontos fundamentais para você, que vai adquirir um carro a partir de amanhã!

Por Fernando Dias

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *