Todas as versões terão recursos eletrônicos de segurança

A Amarok por si só já chama a atenção pelo fato de ter conseguido se estabelecer. E enfim, a Amarok 2015 já está aí. Ainda assim vale a pena darmos uma olhada em alguns pontos curiosos.

Muita gente não sabe disso, mas o simples de fato de ingressar em um segmento pela primeira vez é algo bem arriscado. Isso se agrava ainda mais quando o assunto são os utilitários.

O problema é que quando se trata desse setor as pessoas costumam ser mais racionais e fazer as contas para não sair no prejuízo. Essa atitude em relação às compras levam as montadoras a avaliarem bem o mercado de veículos comerciais para não se darem mal também.

No caso da Volkswagen a primeira ideia que muitos tiveram quando a companhia anunciou que ia ingressar na gama das picapes médias era de que dificilmente haveria um modelo fácil de “pegar”. E é aí que entra a Amarok indo na contramão do que se pensava. O modelo conseguiu não apenas abrir espaço, mas se manter entre outras já muito bem conhecidas que dominavam o setor como, por exemplo, a Hilux e a S10.

A situação saiu tão bem que em 2013 a Amarok ficou em terceiro lugar entre os consumidores. Na sua frente estavam justamente a S10 e a Hilux.

Bom, e o que falar sobre a Amarok 2015? Ela vai (ou não) chamar a atenção por passar sem ser percebida na rua. Mas o que isso quer dizer? A maior novidade do carro no que toca a sua parte externa está em sua versão Highline. Aí sim vai ser possível ver uma clara diferença. O resto continua com a mesma cara.

Nesse modelo vamos ter um conjunto de faróis de xênon completamente novos. Destacando que o mesmo ainda conta com luzes de LED. O efeito produzido por esse novo conjunto ficou bem mais “apresentável”. O que mais? O veículo é basicamente a mesma coisa que já era.

Talvez por isso a Volks aumentou o quem vem junto com o carro. Fica o destaque para o fato de que os equipamentos que já vinham na Amarok eram tidos como um dos mais completos do segmento. Bom, agora vamos encontrar em todas as versões recursos eletrônicos de segurança. Nesse meio estão os ABS off-road, assistente de partida em rampa, estabilidade e descida em rampa e controles de tração. A versão Highline ainda tem o bloqueio mecânico do diferencial.

Além disso, podemos chamar a atenção para a câmera de estacionamento (versão Highline), as rodas com aro 19, sistema Isofix e retrovisores com rebatimento elétrico.

Inicialmente a Amarok 2015 saí das lojas por R$ 140.000.

Por Denisson Soares

Volkswagen Amarok

Volkswagen Amarok

Fotos: Divulgação


A Volkswagen foi um dos destaques na 14º Eleição dos Melhores Carros promovido pelo site Best Cars. A montadora foi campeã em três categorias. Todas as vencedoras foram escolhidas por usuários da internet em todo o Brasil.

Os modelos admirados pelo público foram o Jetta, escolhido como o Melhor Sedã Médio, a Saveiro, como a Melhor Picape Pequena, e a Amarok, como a Melhor Picape Médio/Grande. Ao todo a votação contou com a participação de 31.925 internautas. 

A Amarok já conta com cinco versões, sendo que a com cabine dupla é equipada com um motor 2.0 TDI Turbo Diesel de 4 cilindros. Esta versão conta ainda com opções de tração 4×2 e 4×4.

A linha Amarok ainda tem as versões Trendline e Highline, que apresentam motor 2.0 TDI Bi-Turbo Diesel, com 4 cilindros e 163 cv. 

Já o modelo Jetta, que foi totalmente renovado em 2011, foi projetado na Alemanha e ganhou uma versão maior e com design esportivo. Possui duas versões distintas, a Highline que apresenta um conjunto de motriz de motor 2.0 TSI com 200 cv e transmissão DSG com dupla embreagem e seis marchas (essa é considerada a versão mais potente da categoria). 

A Saveiro também passou por um processo de renovação em 2009 e foi projetada visando maior versatilidade para os usuários. Ela conta com duas versões, a com cabine simples e outra com cabine estendida. Além dessas duas foi criada a Saveiro Cross voltada para um público mais aventureiro e esportivo. 

Por Joyce Silva





CONTINUE NAVEGANDO: