O Brasil finalmente recebeu o Durango, o utilitário esportivo de sete lugares da Dodge que foi apresentado no último Salão do Automóvel de São Paulo. O modelo chega ao país importado dos Estados Unidos e conta com duas versões, Crew e Citadel, vendidas por R$ 169.900 e R$ 189.900, respectivamente.

O veículo possui a mesma plataforma e o mesmo motor do Jeep Grand Cherokee . O motor é um Pentastar V6 de 3,6 litros capaz de gerar 286 cv aliado ao câmbio automático com cinco opções de marchas. Além disso, o Durango traz uma suspensão independente em todas as suas rodas, controle de estabilidade e tração integral.

A versão Crew conta com bancos aquecidos na primeira e segunda fileiras, bancos dianteiros elétricos, sistema multimídia MyGIG com LCD de 6.5 polegadas, rodas de alumínio de 18”, subwoofer e amplificador de 500 watts, nove alto-falantes, leitor de DVD e HD interno de 30 GB, sistema de comunicação Bluetooth com comando de voz e airbags laterais e frontais que também fazem parte deste pacote.

Já a versão Citadel é um top de linha que traz os mesmos itens do modelo Crew, mas acrescenta bancos dianteiros ventilados, rodas de alumínio cromadas de 20”, volante com aquecimento revestido em couro perfumado, faróis de xenônio com nivelamento automático e teto solar.

Por Felipe Santos Bonfim


Cada vez mais a Renault se consolida como uma montadora que preza pelo estilo, qualidadee design de seus lançamentos. Os carros da marca são um exemplo de combinação perfeita entre tecnologia e visual, pois com criações arrojadas, atrai e conquista cada vez mais consumidores.

Nesse sentido, a montadora acaba de apresentar ao mundo uma novidade incrível. Estamos falando da nova versão do famoso Duster, que ficou melhor, graças a uma intensa pesquisa de opinião feita com seus consumidores.

Visando tornar o carro ainda mais perfeito para os anseios de seu público-alvo, a Renault apostou na inovação e personalização daquele, que já era considerado bom. Agora, o Renault Duster será mais alongado, arrojado, esportivo e apresentará um melhor desempenho.

Segundo a Assessoria de Imprensa da marca, a nova série será inicialmente chamada de Tech Road e virá com sistema bluetooth, rádio, computador de bordo, amplo porta-malas com iluminação, bolsos localizados nos bancos, sensores de estacionamento, comandos no volanten ajustável, bancos revestidos em couro e muito mais.

O carro contará ainda com três opções de motor, sendo eles o 2.0 com câmbio automático, 2.0 com transmissão manual e por fim o 1.6 flex com transmissão manual.

Apenas 4.500 unidades serão produzidas e o carro estará disponível para venda no próximo mês.

Por Larissa Mendes de Oliveira


A montadora Hyundai anunciou recentemente o lançamento do novo Veloster Turbo. A princípio, o carro será comercializado apenas no mercado Europeu e em função de suas configurações modernas, terá o preço de venda bastante elevado.

Segundo a marca, o  Hyundai Veloster Turbo, assim como o Veloster convencional, virá com três portas, porém o motor do novo veículo não lembrará seu antecessor. Enquanto o propulsor de antes era o 1.6 SOHC com seis marchas e entregava apenas 126 cavalos, o Veloster Turbo será o 1.6 Turbo de 5 marchas que entregará 201 cavalos de potência.

Além disso, o novo modelo turbo acelera de 0 a 100 km/h em apenas 8,4 segundos. Já o Veloster comum, faz de 0 a 100 km/h em 9,8 segundos. Os números também são diferentes quando o assunto é a velocidade máxima. A versão atual, vendida no Brasil atinge a velocidade limite de 201 km/h, enquanto o Veloster Turbo é capaz de atingir  214 km/h.

Tudo indica que o novo Veloster  começará a ser vendido no Reino Unido, a partir do dia 24 de setembro, custando em torno de  21.995 euros. Ainda não há previsão de lançamento no Brasil.

Por Larissa Mendes de Oliveira


O novo Ford EcoSport foi lançado no segundo semestre de 2011 e já se prepara para novas mudanças.

De acordo com Steven Armstrong, presidente da Ford do Brasil, o compacto será comercializado também nos países europeus e a novidade demorará cerca de 18 meses para se concretizar, além disso, as unidades sofrerão algumas modificações para se adequar às demandas locais.

Recentemente a Ford apresentou de forma simultânea o EcoSport em Nova Délhi, na Índia e aqui no Brasil, em Brasília. Repetindo a estratégia, que parece ter dado certo, a montadora fez o anúncio sobre as novas mudanças na manhã desta quinta-feira (06), ao mesmo tempo em que divulgava o projeto na Holanda, no evento Go Further.

Na ocasião, os executivos da marca aproveitaram ainda para apresentar o multiuso B-Max o New Fiesta e outros carros chefes do portfólio da Ford.

Bastante otimista com o produto global da Ford, Armstrong afirmou que a expectativa é vender aproximadamente 2 milhões de unidades do EcoSport até o ano de  2015.

Rogelio Golfarb,  diretor de relações institucionais da Ford, vai ainda mais longe e sugere que até 2015, a Ford terá produtos atuais em todo o mundo.

Por Larissa Mendes de Oliveira


Está para ser lançado o C-X75, novo esportivo ecológico da Jaguar, muito mais potente, agora com motor 1.6 de quatro cilindros movido a gasolina. Além disso, segundo a fabricante o veículo contará com dois motores elétricos que ficarão posicionados nos eixos dianteiro e traseiro. Deste modo, o veículo poderá chegar em até 500 cavalos de potência, e atingir de 0 a 100 km/h em menos de três segundos, obtendo a velocidade máxima de 320 km/h. O carro ainda consegue realizar a aceleração de 0 a 100 km/h em 6,0 segundos sem o auxílio do motor a combustão.

O equipamento mais pesado do C-X75 é a bateria, mas mesmo assim, quando comparados com a de outros automóveis é de baixa pesagem, de apenas 200 quilos. O carro ficou ainda mais leve, pois não usou uma transmissão de dupla embreagem, fazendo com que veículo poupasse 100 quilos do peso total.

A grande novidade está na estrutura de fibra de carbono que a equipe Williams de Fórmula 1 desenvolveu para a Jaguar utilizar no C-X75. A fabricante irá produzir no máximo 200 unidades, vendidas nos valores entre 700 mil e 900 mil libras esterlinas.

Por Camila Caetano


No inicio deste mês a Audi realizou mais um de seus lançamentos no Brasil.  A novidade desta vez foi o modelo A5 Cabriolet.

Batizado de Ambition 2.0 Turbo FSI, o conversível chega ao mercado automobilístico nacional em uma única versão com um preço inicial de venda estimado em R$229.700.

A terceira versão A5 ( antes dele vieram o Sportback e o Coupé) segundo o que foi divulgado pela própria empresa, virá equipado com uma capota em tecido que, mesmo com o carro a 50 km/h será capaz de abrir ou fechar em 15 segundos.

O Ambition 2.0 Turbo FSI, também trará agregado a si um defletor de vento junto a estrutura do pára-brisa. A idéia é que tal acessório possa contribuir para a redução do nível de ruído interno. Já os faróis, entre outros detalhes, terão ajuste automático de altura, além de uma faixa em LED.

Essa versão do Audi A5 será movida com o motor 2.0 TFSI, com quatro cilindros e 211 cavalos de potência. De acordo com a multinacional automobilística o conversível terá capacidade de ir de 0 a 100km/h em 7,3 segundos e atingir o nível de velocidade em 238 km/h.

Por D. Soares


O novo modelo do Sorento, da Kia, foi visto sem camuflagem alguma na Coreia do Sul. Esta foi a primeira vez que o crossover pôde ser visto e já foi percebido que a fabricante do automóvel realizou mudanças no design, tanto na parte dianteira quanto traseira.

Além disso, foram anunciadas melhorias no acabamento e mecânica.

Num primeiro momento, o que chama a atenção na nova versão do Sorento é o para-choque em estilo esportivo, os faróis com LEDs e disposição de luzes diferenciada, faróis de neblina em formato vertical e maior do que o comum, apresentando também alguns detalhes cromados.

Na parte de trás, o veículo recebeu para-choque (com novas entradas de ar), lanternas de LED  maiores e que chegam até o porta-malas e tampa do porta-malas modificados. O modelo também apresenta rodas de liga leve e retrovisores desenhados em novos formatos.

No tocante à motorização, a Hyundai já informou que o carro passou por algumas melhorias. A princípio, o automóvel terá motores que são utilizados na linha Hyundai Santa Fe 2013. O propulsor é 2.0 GDI, com 264 cavalos de potência.

Por Matheus Camargo


Há algum tempo, rumores davam conta de que a JAC Motors estava prestes a lançar um carro esportivo. O Salão de Pequim, a ser realizado no próximo dia 23, foi escolhido como palco do lançamento da nova criação da montadora. O conceito foi inspirado no S11 Coupe, da Tongjie e  nomeado de Heyue SC, que significa Harmonia e Felicidade.

O automóvel promete agradar tanto em termos mecânicos quanto estéticos. O design é bastante moderno e arrojado, com linhas marcantes e uma cartela de cores bem diferenciada. Além disso, a parte interna garante conforto e acabamento impecáveis.

Em relação à propulsão, o Heyue SC virá equipado com motor  2.4, que gera 164 cavalos de potência e atinge a velocidade máxima de 205 km/h. Como se não bastasse, o modelo conta com tração traseira  e  câmbio manual de 5 marchas .

A expectativa é que o novo  JAC Heyue SC chegue às concessionárias asiáticas ainda em 2012.  De acordo com a fabricante, o valor de venda será de  200.000 yuan, o equivalente a R$ 58.120.

Ainda não há previsão de lançamento no Brasil.

Por Larissa Mendes de Oliveira


Os carros conceitos e os protótipos são a base do futuro da indústria do automóvel. Neles se desenham as linhas inovadoras, os novos e surpreendentes visuais, as tendências que irão se tornar a realidade dos carros que guiaremos pelas grandes cidades. Neles também se projetam inovações tecnológicas, sistemas novos de dirigibilidade, conforto e segurança. A tecnologia que visa nos ajudar a guiar estes modelos em um futuro próximo.

Quase tão interessantes quanto os lançamentos de modelos que em breve estarão nas concessionárias e lojas, estes estandes nos salões de automóveis chamam a atenção pela criatividade e versatilidade das equipes de criação das montadoras. E a Nissan preparou para o Salão do Automóvel de Genebra, Suíça, um protótipo de carro esportivo elétrico chamado de Esflow que promete manter o interesse dos apaixonados por carros também no que diz respeito ao futuro. Com um visual ao mesmo tempo moderno e um tanto retrô, o Esflow tem boas linhas aerodinâmicas com uma frente alongada e cheia de contornos e uma traseira de desenho sofisticado, este desenho mantém a sedução dos esportivos com suas linhas arrojadas.

Projetado para duas pessoas e montado com chassi de alumínio o carro tem tração traseira. Mas talvez sua grande vantagem seja o fato de possuir tecnologia idêntica ao modelo Leaf, que já está a venda e que vem se tornando um sucesso. A propulsão elétrica vem se tornando o caminho natural para os carros esportivos normalmente super potentes e que não só consomem muito como emitem altos níveis de poluentes. Com a eletricidade os esportivos ganham fôlego. Assim como o Leaf, o protótipo Esflow possui um motor movido a eletricidade em cada roda e que de acordo com a fabricante, podem levar o modelo em menos de cinco segundos a um arranque de 0 a 100 Km/h.

Suas baterias de íon-lítio podem lhe garantir 240 Km de autonomia. Resta agora torcer para que de protótipo o modelo evolua pra a versão de produção. O planeta e os apaixonados por carros esportivos irão agradecer.

Por Mauro Câmara 


O design é arrojado como convém a um bom esportivo e mantém o estilo clássico dos modelos que são aerodinâmicos e sofisticados e que por isso mesmo também são cheios de charme. Mas o novo modelo esportivo que a empresa Noble, da Inglaterra, irá produzir para vendas ainda no primeiro semestre deste ano, será mais do que apenas um esportivo bonito e clássico, será um modelo que inova também em seus equipamentos.

Fabricado em fibra de carbono, o que lhe garante leveza, o M600 da Noble capricha também no quesito dirigibilidade ao oferecer ao seu condutor um sistema denominado Adaptable Performance Control. O sistema oferece ao motorista três opções para condução do carro, pois permite que tanto potência quanto arranque sejam ajustados previamente.

Com três opções de condução o motorista do novo Noble M600 irá acionar um propulsor V8 4.4 biturbo, fabricado pela Yamaha, acoplado a um câmbio manual de seis velocidades. E esta máquina bonita e eficiente, conforme informação da fabricante, pode chegar à velocidade máxima de 362 Km/h, com arranque de 0 a 193 Km/h em interessantes 8,9 segundos.

Foto: Dream Car

Por Mauro Câmara

Fonte: G1


Surge uma grande novidade para quem gosta da classe sobre quatro rodas em forma de carro bonito e potente: a partir de Maio deste ano a Mercedes-Benz estará comercializando no mercado nacional o novo esportivo CLS 63 AMG. Modelo cupê com quatro portas de visual elegante que transmite classe e esportividade em suas linhas.

De desenho mais retilíneo esta versão esportiva mantém o charme do design requintado que caracteriza o modelo da geração anterior. Sua frente imponente e a traseira discreta compõem um conjunto de grande apelo visual muito bem finalizado pela potência (que neste modelo é a maior da família). O CLS 63 AMG está montado com um propulsor biturbo V8 de 550 CV de potência que garante o arranque de 0 a 100 Km/h em somente 4,4 segundos, e atinge com velocidade máxima 300 Km/h, que é limitada de maneira eletrônica. Ou seja, esportividade e potência aliadas ao refinamento do design e a classe do estilo.

Para os apaixonados pela marca ou para aqueles que se encantaram pelo modelo, o CLS 63 AMG custará cerca de R$ 450.000.

Por Mauro Câmara

Fonte: Carros IG





CONTINUE NAVEGANDO: