Veículo terá diversos itens de série e custará R$ 76.990.

O Chevrolet Tracker, que possuía a versão LTZ, agora está sendo comercializada também na versão LT, a qual chega para se colocar na posição de linha de entrada. Esta novidade utiliza o mesmo conjunto mecânico da versão topo de linha, porém, na contra partida teve seu pacote de acessórios reduzido para que a mesma ficasse mais barata. Este novo modelo custará R$ 76.990, o que representa uma diminuição de R$ 5,6 mil.

Em relação a versão LTZ, a nova variante acabou perdendo suas rodas de liga-leve de aro de 18 polegadas, que passou a ser de16 polegadas e também as maçanetas, que agora estão na cor da carroceria e antes eram cromadas. Já na parte interna, o utilitário da Chevrolet deixou de ofertar o volante com multi funções (com revestimento de couro e acabamento prateado), assim como o sistema multimídia MyLink e os bancos de couro.

Nos equipamentos de série, a versão conta com lanternas e faróis de neblina, som com CD player, barras longitudinais no teto, banco e volante do motorista com regulagem de altura, computador de bordo, ar-condicionado, porta-óculos no console de teto, direção hidráulica, airbags frontais, trio elétrico, freios ABS com EBD, cinto de três pontos com encosto de cabeça e Isofix.

O propulsor é um Ecotec de 1.8 litro com 16V, que gera 140 cavalos a gasolina e com etanol chega a 144 cv, a 6.300 giros e com respectivamente 17,8 kgfm e 18,9 kgfm de torque, a 3.800 giros. O câmbio é um automático de 6 marchas, com opções de trocas no modo manual sequencial.

Com esta nova versão, o modelo pretende alavancar as vendas no mercado de SUVs compactos e atrapalhar os concorrentes da categoria. Do mês de janeiro até novembro, o carro chegou a emplacar 9.500 unidades, contra 44.600 do Honda HR-V, 32,2 mil do Jeep Renegade e 31.400 do EcoSport montado pela Ford.

FILIPE RIBEIRO DA SILVA


Chevrolet Traker 2014A Chevrolet, em busca de inovação e maior alcance de mercado, lançou no mercado nacional o carro que vai concorrer com o Ford EcoSport. Estamos falando do novo Chevrolet Tracker 2014.

O Tracker 2014 adota o motor 1.8 Ecotec do Cruze, com potência de 144 cv com etanol e 141 cv com gasolina, a 6.300 rpm.

O torque máximo é de 18,9 mkgf com etanol, a 3.800 rpm sendo que 90% dele está disponível a 2.200 rpm. A transmissão automática de seis marchas é também a mesma do Cruze.

Conta ainda com câmbio manual de cinco velocidades ou automático de sistema de entretenimento MyLink com tela sensível ao toque de sete polegadas, controle de tração e rodas 17 polegadas.

A princípio, o veículo só deve ter tração dianteira. Uma versão 4×4 deve aparecer em um futuro próximo.  

O modelo ainda tem capacidade da porta malas de 358 litros e assim como o EcoSport, o Tracker traz o estepe na tampa do porta-malas. Conta também com painel exclusivo, volante com comandos de som e controlador de velocidade, saídas de ar circulares com cinco raios, comandos do ar condicionado e o sistema Mylink com Bluetooth, entradas USB, rádio MP3, GPS e compatibilidade com aplicativos via App Store e Google Play, tudo isso pelo preço de R$ 71.990,00.

Por Jaime Pargan


Chevrolet Tracker no BrasilUm sonho de ao menos uma década da montadora Chevrolet pode se realizar em breve.

A Chevrolet anunciou no intervalo comercial do Fantástico (TV Globo) que vai lançar o modelo Tracker no Brasil. Segundo o presidente da empresa na América do Sul, Jaime Ardila, o Chevrolet Tracker será apresentado no mês de agosto e começará a ser comercializado no mês de setembro deste ano.  

O Tracker, que tem o nome de Trax fora do Brasil, é um modelo utilitário esportivo compacto e briga na concorrência com o EcoSport, da Ford. Então, aí está a importância do modelo já que a Chevrolet do Brasil já pensava em colocar um modelo nesse segmento há muito tempo.  

O modelo da Chevrolet será importado diretamente do México, mas ainda não foi revelada a quantidade que será trazida ao Brasil.  

O Tracker deve vir equipado com motor Ecotec de 1.8 litros com 140 cavalos de potência, transmissões manual de cinco marchas e automática com seis velocidades. O modelo vem também com o sistema MyLink, que tem recursos multimídia.  

O lançamento do Chevrolet Tracker já foi estipulado pela companhia nos últimos meses desse ano. Uma imagem de divulgação chegou a ser vazada na internet, algum tempo depois, no Salão de Detroit, um pôster (banner) apareceu no estande da Chevrolet, assim confirmando que teríamos o Tracker no Brasil. No entanto, a montadora negou a comercialização do modelo em terras tupiniquins por conta das limitações em importar o automóvel para cá.  

O Tracker deriva do Sonic e tem um nível de parentesco com os novos compactos da Chevrolet comercializados no Brasil. Seriam exemplos o Onix, Cobalt, Spin e Prisma.

Por André Barbosa





CONTINUE NAVEGANDO: