O Mazda CX-5 está entre os veículos mais luxuosos da Europa. Conta com design arrojado, que por sinal representa ponto encontrado na maioria dos veículos produzidos pela marca. Leveza ao dirigir e alta potencia são duas sensações sentidas pelos condutores do veículo.

Segurança em primeiro lugar. Os Mazda CX-5 saem da fábrica com sistema completo de airbags, garantindo assim toda a integridade física das pessoas que estão dentro do carro. A tecnologia permite com que as luzes dianteiras fiquem mais luminosas quando se aproxima algum veículo, ou mesmo quando os condutores realizam curvas longas. A ação também pode ser acionada de forma manual, fato que pode prejudicar no desempenho da bateria a longo prazo.

O formato dos faróis traseiros permite com que sua imagem fique com maior nível de esportividade. Durante o dia, enquanto estão apagados, trazem um agradável tom avermelhado.

A liga leve presente na carroceria e o escape duplo cromado, ambos resistentes, são capazes de durar longo tempo com o mesmo brilho de veículo novo. E a tecnologia KODO permite com que os condutores obtenham respostas dinâmicas das ações executadas no veículo.

Por Renato Duarte Plantier


Na primeira semana de setembro, a Ford do Brasil fez um pronunciamento oficial, por meio de Steven Armstrong, presidente da filial brasileira, onde comentou um pouco sobre o destino do EcoSport.

De acordo com Armstrong, agora o SUV compacto EcoSport começará a ser vendido na Europa. O mesmo modelo foi apresentado no mês de julho e já é vendido no mercado brasileiro, porém as entregas só começarão no final deste mês. Enquanto isso, na União Europeia, o mesmo pronunciamento foi feito por Jim Farley, vice-presidente geral da Ford no mundo, para contar as novidades aos consumidores da região.

Atualmente, o novo EcoSport é fabricado em Camaçari, na Bahia, porém ele não será completamente exportado para a Europa. A produção do SUV compacto vendido em terras europeias terá produção local, porque são necessárias algumas alterações que são obrigatórias nos carros do mercado europeu.

Além disso, a Ford também anunciou que o carro será comercializado apenas em 2014, tendo em vista que ainda não há local definido para a sua fabricação na Europa e que é necessário identificar como aplicar as exigências legais do mercado.

Ainda há bastante expectativa de que o novo EcoSport também seja vendido nos Estados Unidos, mas parece que por enquanto isso não acontecerá. Entretanto, a Europa não será a única a receber o automóvel, pois ele também será fabricado e vendido na Ásia, em países como Índia, China e Tailândia.

Por Guilherme Marcon


Uma novidade vai agitar os fãs europeus dos carros da Chevrolet, uma das maiores montadores de veículos do mundo. O Chevrolet Cobalt, desenvolvido especialmente para os mercados emergentes, também será vendido na Europa.

A marca já confirmou a informação, por meio de seu site russo, adiantando que o carro será uma das atrações da mostra do Salão do Automóvel de Moscou. O evento ocorre na Rússia, no final do mês de agosto.

Não está programada nenhuma mudança no design do carro, ficando bem parecido com a versão que é vendida no Brasil. A única alteração que o Cobalt sofrerá será nos repetidores de direção, que estarão fixados nos para-lamas dianteiros, na cor âmbar.

Outra sutil diferença será o motor 1.4 8V de 97 CV, em que o sedã vai usar no país europeu o bloco 1.5 16V e a gasolina de 105 cv, podendo ser associada a uma caixa manual de cinco velocidades diferentes ou automática, de seis marchas.

Os apaixonados pelo carro poderão encontrá-lo entre o Spark e a família do Aveo (que aqui é vendido como Sonic). A Chevrolet informou que os europeus poderão comprar o carro da montadora a partir de janeiro do ano que vem.

Por Tadeu Goulart

Fonte: IG


Com a constante atualização de carros ao redor do mundo, é comum que ocorra o lançamento de um modelo antecipadamente em um local, processo que faz com que ele chegue atrasado em mercados que, até mesmo, podem lhe dar boa receptividade. É o que acontece com o Ford Mondeo 2013, que não conseguiu a difícil tarefa de acompanhar a globalização das plataformas.

Desta forma, a data de lançamento do Ford Mondeo para o mercado automobilístico europeu não poderá ser cumprida. Isso se deve a um atraso de aproximadamente três meses no cronograma de produção da Ford Bélgica, onde o modelo continuará sendo fabricado. De início, a montagem era esperada para o mês de abril, mas apenas no mês de julho o modelo vai sair da linha de Genk, município da Bélgica localizado no distrito de Hasselt.

De acordo com informações da Ford, os problemas são referentes às especificações técnicas e à homologação do mercado da Europa. A marca ainda afirma que, como um sedã global, o modelo precisa suprir todos os parâmetros dos locais onde será comercializado. Um dos fatores mais importantes é a integração de padrões e sistemas existentes no mercado americano e europeu.

Por Marcelo Araújo


A Fiat anunciou que já terminou a versão Van do Panda. O objetivo é que este modelo seja usado comercialmente e as primeiras imagens oficiais do veículo foram divulgadas na terça-feira (10/07).

A Van do Panda terá dois lugares na versão Pop e quatro no modelo Easy. A capacidade para carga pode chegar a mil litros, o que representou um aumento em relação à versão anterior.

O veículo também passou por outras melhorias, como suspensão adequada ao aumento do limite de carga que pode ser carregada e acabamentos específicos. A suspensão especial suporta até 720 kg e a convencional suporta 500 kg. Em qualquer uma das duas versões, o automóvel não possui bancos traseiros, sendo que os bancos foram substituídos por um assoalho que permite que pequenos volumes sejam transportados.

O novo modelo poderá ter motor diesel Multijet com 75 cavalos de potência e sistema Start & Stop e outro motor convencional 1.2i com potência de 69 cv.

Em um primeiro momento, o Panda Van terá comercialização na Itália, sendo que serão disponibilizadas as versões Pop e Easy. O valor dos automóveis terá variação de 8.850 euros a 11.700 euros, algo entre R$ 22.053,00 e R$ 29.155,00.

Por Matheus Camargo


A fabricante do Chrokee lançou um novo modelo do automóvel na Europa. A Grand Cherokee S-Limited foi destinada somente ao mercado europeu pela Jeep, já que o veículo teve poucas unidades fabricadas.

O veículo é de luxo e tem mais equipamentos de série, além de um design diferenciado, contendo detalhes na cor preta brilhante, rodas de liga leve de 20 polegadas, para-choques esportivos, aerofólio e detalhes em fibra de carbono. No interior, a Grand Cherokee S-Limited conta com bancos revestidos em couro, câmera de ré, sistema de áudio com 19 alto-falantes, controle de velocidade adaptativo e volante aquecido.

O motor do carro é um CRD 3.0 turbodiesel com seis válvulas e 241 cavalos de potência. O câmbio é automático com cinco velocidades e o automóvel também tem tração integral.

Apesar de estar sendo lançado esta semana, o veículo só começará a ser vendido em setembro em alguns países da Europa, como Reino Unido, Alemanha, França, Holanda, entre outros.

Esta versão da Cherokee faz parte dos planos da Jeep de oferecer mais modelos na Europa. Além da Grand Cherokee S-Limited, a empresa também lançará na Europa a Wrangler Mountain e a Compass Black Edition.

Por Matheus Camargo

Fonte: Jeep


Um novo modelo do Astra foi apresentado na Europa pela Opel, fabricante alemã, e pela sua subsidiária da Inglaterra, Vauxhall.

A versão hatch com cinco portas sofreu algumas pequenas mudanças, como o redesenho da grade frontal e das rodas. O detalhe principal, no entanto, é a introdução do motor 2.0 biturbo a diesel, que gera 195 cavalos de potência com torque de 40,78 kgfm.

O Astra hatch foi apresentado pouco tempo depois do lançamento do Astra sedan. No modelo hatch, o carro oferece mais recursos de segurança, como a ferramenta para a prevenção de acidentes e o leitor de tráfego. A ideia destes recursos é avisar ao motorista se o veículo está próximo de uma colisão ou se saiu da faixa de rolamento.

Já no interior, o Astra europeu recebeu alguns novos acabamentos, como tecidos novos nos bancos, painel com nova textura e cores e pintura brilhante em alguns casos.

Com a apresentação deste automóvel, toda a linha do Astra na Europa foi renovada, assim como era anunciado pela GM.

A família do Astra na Europa é composta por modelos perua, hatch, sedan e cupê.

Por Matheus Camargo

Fonte: Vauxhall


O subcompacto ForTwo já começou a ser produzido na Europa pela Smart. A fabricante anunciou recentemente a nova versão do veículo, que utiliza o sistema elétrico como modo de funcionamento. O modelo Eletric Drive é produzido na França e vem com a promessa de difundir um carro que traz menos prejuízos ao meio ambiente.

Apesar de ser elétrico, a ideia da Smart é confirmar que os carros deste tipo podem ser usados por consumidores comuns. Por isso, o motor do ForTwo tem 75 cavalos de potência. A velocidade máxima do veículo é de 125 km/h, mas ele acelera de 0 a 100 km/h em apenas 4,8 segundos. A autonomia do ForTwo é de cerca de 145 km, já que ele utiliza uma bateria com 17,6 KWh.

O veículo começa a ser vendido já no segundo semestre na Europa. As vendas serão realizadas de duas formas diferentes, sendo uma delas a aquisição ou leasing do carro e aluguel da bateria feito por mês ou ainda através do leasing ou compra do ForTwo com a bateria já inclusa.

Na Alemanha, o automóvel será vendido pelo valor de 18.910 euros sem a bateria, com o aluguel da mesma custando 65 euros mensais. Se a compra do ForTwo for com a bateria incluída, o preço será de 23.680 euros.

Por Matheus Camargo

Fonte: Smart


A Toyota apresenta nova variação do Prius e Yaris na sua linha ecológica. O Prius + é o primeiro modelo híbrido de sete lugares a ser comercializado na Europa. Ele possui interior amplo e tem o menor consumo de combustível entre os veículos europeus. Já o Yaris HSD também entra para este mercado com alta tecnologia para ajudar a implantar o conceito híbrido na Europa.

A montadora dedica-se ao desenvolvimento dos carros ecológicos e quer que esta seja a sua marca. Até o final de 2011, estima-se que seus híbridos emitirão 18 milhões de toneladas de CO2 a menos do que carros semelhantes movidos a gasolina.

Fundada em 1937, a empresa tem produção em 26 países. No Brasil, possui unidades em Indaiatuba (SP), São Bernardo do Campo (SP), São Paulo (SP) e Guaíba (RS). Outras informações sobre os híbridos podem ser obtidas no site www.hybridsynergydrive.com.

Por Danielle Vieira


Com as inovações tecnológicas que vem ocorrendo na indústria automobilística ano a ano que a leva a produzir modelos cada vez mais potentes e mais velozes um quesito que se torna fundamental é a avaliação da segurança dos modelos. Verificar se ao lado dos avanços mecânicos, os sistemas de segurança estão também evoluindo para garantir a proteção de quem conduz os veículos e também dos pedestres.

Na Europa uma entidade voltada para a verificação do item segurança realiza testes anualmente para quantificar quais dentre os modelos lançados no continente podem ser considerados mais seguros. Todos os anos são realizados testes de colisão com diversos modelos para determinar os níveis de segurança que estes carros oferecem. A EuroNCAP divulgou os resultados dos testes do ano passado que envolveram 29 modelos e apenas 65% alcançaram as cinco estrelas (pontuação máxima em termos de segurança).

Dentre os cinco primeiros colocados está o SUV compacto da coreana Kia, o Sportage que levou cinco estrelas como um dos carros mais seguros que rodam na Europa. A seguir vem modelos como o BMW série 5, o Honda CR-Z, o Toyota Verso e o Alfa Romeo Giulietta. Nas últimas colocações ficaram um modelo da Citroen chamado Nemo que levou três estrelas e um modelo da China, o Landwind CV9, que recebeu somente duas estrelas na classificação de segurança.

Por Mauro Câmara

Fonte: Carros IG





CONTINUE NAVEGANDO: