Modelo anda muito bem, mas custa caro.

Antes de citar motivos e a justificativa real do preço, é necessário entender qual a importância especificamente deste modelo aqui no Brasil, já que é muito conhecido por toda a população, até por ser um popular que circula por muito tempo aqui. Conhecido principalmente por seu modelo hatch estar atuando há muito tempo, o Ka, agora em seu modelo Sedan, está presente no Brasil há quase quatro anos. Este modelo tomou conta do cenário desde sua entrada, já que por ser um popular, teve uma boa quantidade de compra e aparição.

A discussão em relação ao seu preço é exatamente isso, um popular custar R$ 70.990, mas existe um equívoco nesta parte, por um olhar precipitado, não justificando seu preço, mas talvez seja necessário um novo olhar para o carro, e deixar essa caminho de carro "muito popular" para um carro com características um pouco mais avançadas, tendo como exemplo seu motor, desempenho na pista, tamanho, estrutura aerodinâmica e as outras características que compõem um carro, que é direcionado tanto para família quanto para outro público, e isso será explicado mais detalhadamente em outro tópico.

Mas enfim, quais são suas características para deixá-lo caro ?

O carro, já de início, ao ser imaginado por alguém que não entende muito da área de automóveis, vem talvez com um certo "desprezo" por não imaginar a quantidade de tecnologia que lhe foi empregada, por exemplo, sua parte interior conta com um grande design tecnológico, principalmente em seu painel, isso mostra seu kit multimídia, composto por um grande conector de veículo x condutor, e ainda mais coisas como ar-condicionado e possibilidade de conectividade com a central multimídia diretamente do volante, coisa que hoje em dia é um grande diferencial e isso não apenas nesse modelo.

Outra coisa, agora citando a parte exterior do veículo, são seus traçados, esses que têm características não apenas para design, mas que também contribuem para a parte aerodinâmica, pois pela lógica, um objeto que corte mais facilmente o ar tem mais facilidade de locomoção, tanto em cidade quanto na pista, pensando nisso, ao analisar imagens do modelo podemos ver o quanto foi investido nesta característica particular do modelo.

Ainda citando a parte aerodinâmica, podemos ter como base sua grade frontal, que a princípio pode parecer apenas mais um detalhe de fábrica para deixá-lo mais atraente, mas o maior deles é sua importância para a entrada de ar intraveicular, ou seja, para dentro, o que contribui para o resfriamento e melhor rendimento seja lá onde for.

Mais uma coisa que mostra a sua opção elevada de preço é seu modelo, não é um carro 1.0 qualquer, pois o modelo que custa os R$ 70.990 começa por ser 1.5 e outra coisa que diferencia o mesmo é seu método de transmissão de marcha, sendo automático, ou seja, mais um ponto que contribui para um preço talvez mais elevado.

O carro também atinge um público muito variado e pode ser sim comprado em sua versão mais simples, 1.0, que sai em torno de 40 mil reais. O público atingido pode ser tanto pais de família em busca de um carro mais simples, quanto para jovens que estão em busca de um primeiro carro que não seja tão ostentador, porém, que possua características de um bom carro, tanto em desempenho, como em tecnologia, e o Ka, sim, atende estas expectativas.

Conclusão

Portanto, este tópico não é justificando o valor, mas sim mostrando o provável motivo de ser um carro com um custo tão alto, e podemos ver talvez o seu distanciamento de ser um popular comum, mais especificamente na versão de motor 1.5.

Gustavo Martins


A nova linha do Ford Ka vem com maior sofisticação e tecnologia. Seu visual foi alterado e agora adota o câmbio automático, tornando o carro um destaque em sua categoria.

Antes mesmo de 2019 chegar, a Ford sai na frente e mais uma vez inova em sofisticação e tecnologia.

Estamos falando do novo Ford Ka 2019, que deverá chegar às concessionárias de todo o país até o final do ano de 2018 e que vem com grandes mudanças para agradar a um público cativo e sempre ansioso por novidades na sua nova versão.

Depois de assumir um novo design, cada vez mais sofisticado, a montadora vem inovando a cada geração e depois de lançar também a sua versão sedan, ela aposta nas inovações tecnológicas para tornar o Ford Ka cada vez mais competitivo também na sua modalidade compacta.

Uma das maiores mudanças é no próprio visual. Depois de incorporar o atual estilo, mais sofisticado e também adotado nos outros veículos da marca, a Ford vai incorporando novos detalhes externos que começam a chamar a atenção de seus usuários.

Para quem gosta de detalhes, o novo Ford Ka recebeu novos modelos de para-choques, lanternas e nos seus faróis, com frisos prateados e um novo desenho mais alongado. Além disso, novos desenhos de seus aros contribuem para um visual mais sofisticado.

Além das pequenas inovações externas, o Ford Ka 2019 traz grandes novidades em termos de segurança para os seus usuários e uma maior potência em seu motor, além de modificações em sua mecânica de transmissão.

Para começar, o novo modelo traz novas modificações em seu sistema de suspensão, com um sistema mais rígido. O efeito é uma maior estabilidade do veículo nas curvas, o que traz mais segurança aos seus ocupantes.

Ainda com relação à segurança, o novo Ka recebeu colunas reforçadas em sua carroceria, o que adiciona pontos favoráveis na hora da compra do novo veículo.

Os consumidores que gostam de escolher um veículo pensando na potência do motor, então não vai se decepcionar com a nova versão. Ela traz agora um sistema de motorização do tipo 1.5 e com três cilindros.

De acordo com a própria Ford, o novo modelo quando abastecido com gasolina é capaz de acelerar de 0 a 100 Km/h em apenas 10 segundos e com apenas um litro do combustível, o motorista pode rodar até 18,5 Km.

De acordo com os sites especializados, este tipo de sistema é capaz de proporcionar até 137 cvs de potência. Um detalhe: se o tanque do veículo estiver abastecido apenas com o etanol.

Mas uma das grandes novidades para esta categoria está no seu sistema de transmissão. A nova geração 2019 traz umcâmbio automático com cinco machas e a vantagem deste novo tipo de sistema seria uma maior leveza na hora do uso em relação ao anterior que pesaria cerca de 40 Kg a mais.

Além da nova caixa de marcha, este mesmo sistema já vem com uma marcha ré sincronizada e as três primeiras também adotam o mesmo sistema com funcionamento duplo, o que é responsável por um engate mais rápido e preciso, além de uma redução bastante significativa dos níveis de ruído.

Para o interior de veículo, a Ford resolveu adotar também o mesmo sistema multimídia do EcoSport, o SYNC3 com tela de 6,5 polegadas e com propriedade de sensibilidade ao toque.

Ele também incorporou várias entradas do tipo USB e também disponibiliza os sistemas Apple Car Play e Android, tudo para facilitar a vida de usuários tanto de aparelhos da Apple quanto Android.

Se você gostou das novidades para o novo Ford Ka, então vai gostar também do preço. Segundo a montadora, o novo veículo já está disponível nas concessionárias por cerca de R$ 48.000,00 na versão compacta, um preço mais baixo em relação à sua versão anterior e o modelo do tipo sedan chega ao mercado com o valor de R$ 71.000,00, considerando a versão ‘Top’ da categoria.

Por Emmanoel Freire Gomes

Ford Ka 2019

Ford Ka 2019

Ford Ka 2019


O Ford Endeavour 2019 é um carro que ainda está sendo apresentado de forma mais aprofundada no mercado internacional e surgem alguns rumores sobre suas características.

Com mais de um século de história, a Ford é uma das mais antigas e uma das principais montadoras de carro de todo o mundo. No próximo ano, a companhia norte-americana completa 100 anos de atividades em território nacional. Desde então, o Brasil se tornou um dos principais mercados da empresa, que sempre tenta trazer suas principais novidades para o país. Visto que o consumidor brasileiro é um dos mais apaixonados no mundo automotivo e sempre está em busca dos principais lançamentos do setor automobilístico. E uma das principais apostas da companhia americana é o Ford Endeavour 2019. Ainda sem tantas informações divulgadas, o veículo pode ser vendido no Brasil no próximo ano. Veja agora as principais características deste modelo.

Informação inicial e muito importante sobre o Ford Endeavour 2019

O Ford Endeavour 2019 também pode ser chamado e encontrando em alguns casos como Ford Everest. Dessa forma, em algumas fotos se tem o nome Everest. Mas, trata-se do mesmo veículo.

O valor deste SUV em território nacional

O Ford Endeavour 2019 é um carro que ainda está sendo apresentado de forma mais aprofundada no mercado internacional. E todas as suas informações ainda não são de total conhecimento, pois a empresa também está trabalhando nos lançamentos de outros modelos como o EcoSport 2019, o Ford Edge 2019 e outros. Mas, tratando-se de um SUV e sabendo de toda a tecnologia que esse carro deve trazer aos consumidores, a expectativa é que ele chegue ao Brasil com um valor a partir de R$ 100.000,00.

Como é de conhecimento da grande maioria das pessoas, o valor final de um veículo depende de consumidor para consumidor. Uma vez, que cada pessoa inclui ou retira acessórios. Escolhe determinada pintura, determina uma forma de pagamento. Enfim, são diferentes variáveis que influenciam muito no custo total do veículo.

As primeiras informações a respeito do motor do Ford Endeavour 2019

O que se tem ainda são muitas especulações e expectativas a respeito do Ford Endeavour 2019. Sobre o motor, a previsão é que ele conte de 180 a 215 cavalos, com marchas e câmbio automático. Além disso, devido aos últimos lançamentos da Ford neste segmento de SUV, acredita-se também que ele chegue a 100 km por hora em menos de 10 segundos. Tratando-se de um SUV, ele deve também contar com tração nas quatro rodas. Não se tem informações a respeito de qual tipo de combustível ele aceita, se será apenas gasolina ou se também vai permitir outro tipo.

A aparência externa e interna do Endeavour

Algumas imagens do Ford Endeavour 2019 estão circulando pela internet em sites que tratam sobre o mundo de carros. Através dessas imagens conseguimos reparar as características externas e internas do Endeavour. Por exemplo, a grade frontal deste veículo foi desenhada em uma figura geométrica hexagonal. E uma diferença é que as linhas que compõem a grade frontal estão mais grossas e também mais separadas uma das outras.

O Endeavour conta com dois pares de faróis na frente. O primeiro par está diretamente ligado à grade frontal, se tem a impressão que a mesma borda da grade é a linha que se começa o farol. Além disso, o farol em sua extensão usa um desenho mais tradicional. Acredita-se que ambos os faróis contam com luz em LED.

A respeito do para-choque um ponto que chama atenção é que em uma das imagens que se tem na internet, é que ele foi pintado de um tom abaixo do restante do carro. A mesma cor, só que uma tonalidade mais clara. Ainda não se tem mais informações se esse fato foi adotado em todos os veículos.

Já sobre a parte interna do Ford Endeavour 2019, seguindo alguns padrões de SUV da Ford. Ele deve ter um computador de bordo com mais tecnologia, os bancos serem forrados de couro e diferentes níveis para ajustar. Uma tela LCD também deve estar no carro, para que dispositivos eletrônicos possam ser ligados. E, claro, o famoso volante funcional. A porta do motorista também deve contar com recursos para acionar algumas funções. E este carro também deve ter itens de segurança como um bom sistema de airbags e freios. Além de outras funções que devem ainda ser divulgadas.

Para mais informações acesse: https://www.ford.com.br.

Por Isabela Castro

Ford Endeavour 2019

Ford Endeavour 2019


A quarta geração do Ford Focus irá surpreender a todos, pois irá ser submetida a uma evolução de estilo e design.

A quarta versão deste magnífico carro está para nascer e rodar já neste ano de 2018. Ele irá substituir a versão do Ford Focus 2.0, que para muitos foi ineficiente e deixou a desejar.

O que esperar deste próximo lançamento da montadora Ford que está dando o que falar? Confira mais informações no post que preparamos exclusivamente para você sobre a nova geração do Ford Focus e decida: ele será, ou não o carro do ano de 2018? Dá uma olhada nas informações e descrições no artigo abaixo.

Não foi apenas o Ford Focus que mudou

A terceira geração do automóvel Fiesta já está rodando nas estradas do exterior, assim como a super equipada versão reestilizada do EcoSport, um belo trabalho da Ford que em breve encantará os brasileiros que estão pensando em trocar de carro. A Ford também está desenvolvendo mudanças para o modelo "queridinho" da marca, o hatch médio Ford Focus que está cada vez mais potente. Ele será provavelmente revelado no Salão de Detroit em janeiro e estreará no comércio brasileiro até o fim de 2018, fazendo parte da linha de automóveis Ford 2019.

Evolução no design do modelo

O Ford Focus irá ser submetido a uma "evolução" de estilo e design, ou seja, não será uma repaginada total, a plataforma será a mesma (Global C), que já é um tanto ultrapassada, mas obtém assim uma grande maturidade. Essa "antiga" Global C trará belas novidades: o Focus não terá suas básicas dimensões mudadas, mas, segundo sites oficiais, o hatch médio inovado possuirá maior espaço interno, pois seus espaços entre-eixos foram aumentados. Ou seja, para você que tem ou já entrou em um Ford Focus e se sentir apertado e desconfortável, não sofrerá mais desse problema a partir desta renovada quarta geração do Ford Focus.

Um carro aerodinâmico e realmente leve: Ford Focus está por vir!

Sim! A montadora Ford irá resolver um dos maiores problemas do Focus: o gasto. Segundo as fontes oficiais, o novo Ford Focus trará consigo uma bela e grande eficiência quando se fala em energia, precisamos admitir que a versão 2.0 gasta bastante.

A boa notícia é que essa "antiga" versão 2.0 será deixada pra lá. O Ford Focus que será comercializado no Brasil (e que é fabricado na Argentina) irá adotar a família EcoBoost da Europa, ou seja, serão 3 cilindros 1.0 de 125 cavalos cada um, como o modelo Fiesta daqui do Brasil, e no modelo esporte ST serão 3 cilindros 1.5 correspondendo a 150 cavalos e 4 cilindros 2.0. O modelo esporte, provavelmente, não será comercializado aqui no Brasil.

O que dá para saber é que a quarta geração do Ford Focus que vier a ser comercializada por aqui será mais econômica que a versão antiga 2.0.

Não é só a economia que virá com o modelo repaginado! Confira o que vem acoplado ao modelo Ford Focus quarta geração!

Terá muita coisa junto com o carro, o conjunto de acoplados do Ford Focus chama atenção dos interessados em carros.

Confira a lista:

As já conhecidas no mercado nacional e estrangeiro: transmissões, o Focus receberá a versão manual equipada com cinco marchas, ou seis, e possuirá também a versão automática com duas embreagens e seis marchas. Calma! Os problemas antigos nessa última versão citada estão resolvidos!

Na Europa a versão elétrica estará disponível para comércio, com algumas melhorias, e com certeza na Europa e trazendo boatos que chegará ao Brasil, uma versão híbrida.

Você compraria a quarta geração do Ford Focus?

Por David Ferreira

Ford Focus

Ford Focus


Investimento das empresas foi de US$ 150 milhões. Previsão é de que até 2021 sejam lançados os primeiros carros sem volante e pedais.

A montadora Ford, juntamente com o Baidu, que é uma grande empresa de busca famosa na China, fizeram um investimento de US$ 150 milhões numa empresa do vale do silício, chamada Velodyne, a qual produz um dos principais elementos em veículos autônomos. De acordo com a fabricante de veículos, estarão nas ruas no ano de 2021, modelos que não possuem pedais e nem volante.

De acordo com o presidente da montadora, Mark Fields, os próximos dez anos serão conhecidos pelos veículos com direção autônoma e que o impacto destes veículos será muito importante, chegou até a compara-la com a linha de montagem criada pela Ford a 100 anos atrás.

A montadora também diz que em até cinco anos os veículos sem condutores já poderão ser fabricados em grande escala e serão utilizados para o compartilhamento da mesma forma que "robô-táxis".

Raj Nair, diretor técnico da montadora, falou que muito provavelmente a empresa não irá oferecer carros semelhantes, sem pedais e sem volante, para os clientes até o ano de 2025.

Fields também completou dizendo que eles estão se dedicando para levar as ruas os veículos autônomos, que poderão dar uma melhora no quesito segurança, além de solucionar alguns problemas ambientais e sociais para diversos indivíduos e não apenas para os que podem comprar carros luxuosos.

Para que este objetivo seja atingindo, a empresa do logotipo ovalado investe em mapeamento 3D, pesquisa, sensores e radares baseados em laser.

Terça-feira, dia 16, foi anunciado um investimento que pretende acelerar o desenvolvimento de alguns dispositivos e aumentar a utilização em sistemas avançados de assistência. Foi dito também que a montadora irá dobrar o tamanho da equipe que trabalha na pesquisa, em Palo Alto, no Vale do Silício, para cerca de 300 pessoas. O executivo também não quis dizer se a montadora pretende realizar algum tipo de parceria com o Lyft e o Uber, para compartilhar os referidos veículos.

No mês de abril, o Baidu informou que tinha formado uma equipe de veículos autônomos perto de Sunnyvale, na Califórnia, focando na produção dessas tecnologias facilitadoras como robótica, aprendizagem automática e visão computacional.

FILIPE R SILVA


Confira aqui o preço e as principais novidades do Novo Ford New Fiesta 2017.

A montadora Ford informou no dia 27 de junho o preço do Fiesta com motor turbo 1.0, que será comercializado por R$ 71.990. O propulsor conta com 3 cilindros e turbocompressor, o motor Ecoboost gera uma potência de 125 cavalos, movido a gasolina, lembrando que não chegará na versão flex.

O modelo turbo 1.0 será o mais potente a ser vendido em território brasileiro, bate até mesmo o Hyundai HB20 Turbo e Volkswagen Up! TSI, com 105 cv de potência, com motores flex.

O motor 1.0 turbo Ecoboost equipará a versão topo de linha, a Titanium, que é equipada com câmbio automático de dupla embreagem. O 1.6 Sigma, que é o motor sem turbo, de 128 cavalos e 4 cilindros, continuará sendo oferecido normalmente.

O modelo Ford Fiesta 2017 Turbo tem sua pré-venda programada para iniciar na quinta-feira, dia 30 de junho e a partir da segunda quinzena do mês de julho será disponibilizado a todos.

Abaixo serão apresentados os valores do novo Fiesta:

New Fiesta SE Motor 1.6 com transmissão manual por R$ 51.990: Equipado com itens como direção elétrica, ar-condicionado, vidros dianteiros, alarme volumétrico, travas e espelhos elétricos, computador de bordo e som MyConnection 3ª geração.

New Fiesta SEL 1.6 com transmissão manual por R$ 58.790: Vem adicionado com AdvanceTrac (um controle eletrônico de estabilidade e tração), sensor de estacionamento traseiro, assistente de partida em rampa, faróis de neblina, sistema de conectividade Sync com comandos de voz, rodas de liga leve aro 15 polegadas, Assistência de Emergência e AppLink, vidros elétricos dianteiros e traseiros, ar-condicionado digital e chave de segurança MyKey.

New Fiesta SEL 1.6 com transmissão automática de dupla embreagem – R$ 64.990: É o mesmo pacote do SEL manual.

New Fiesta Titanium 1.6 com transmissão automática por R$ 70.690: Somado com sistema de partida sem chave, 7 airbags, bancos de couro, chave com sensor de presença, rodas de liga leve com 16 polegadas, acendimento automático dos faróis, sensor de chuva, espelho retrovisor eletrocrômico, ar-condicionado digital, piloto automático, sistema de conectividade Sync com comandos de voz, Assistência de Emergência e AppLink para acesso de smartphones.

New Fiesta Titanium 1.0 Ecoboost com transmissão automática por R$ 71.990: Possui configuração idêntica do Titanium 1.6.

FILIPE R SILVA


Tecnologia está disponível na Europa mas deve chegar ao Brasil em breve.

A nova geração do Ford Edge vem com uma grande inovação da montadora: o controle inteligente de velocidade. Mas calma, isso ainda está lá pelo mercado europeu. Mas é claro que logo estará certamente pintando por aqui.

Mas o que exatamente é esse novo recurso, você deve estar se perguntando. Esse recurso chegou para ajudar os motoristas a trafegarem em segurança nas vias públicas, obedecendo as condições regulamentadas, evitando ser multado por infrações e é claro, evitando acidentes.

O novo recurso funciona por meio de um sistema de câmeras que conseguem identificar a sinalização de trânsito e também ajustar a velocidade do automóvel, fazendo com que o motorista respeite os limites de velocidade e qualquer outra peculiaridade da rua, avenida ou estrada.

O controle inteligente de velocidade foi introduzido pela primeira vez em 2015, no Galaxy e S-MAX, tendo conquistado muitos simpatizantes, tanto que a opção pelo equipamento aumentou 95% nesses modelos. O modelo reformulado traz duas tecnologias da montadora combinadas: o limitador de velocidade (que é ajustável e que pode ser configurado manualmente) e a tecnologia que reconhece os sinais de trânsito, mostrando no painel do veículo o último limite de velocidade que foi identificado e sinais como conversões ou trechos onde é proibido ultrapassar.

Acionado por controles no volante, esse equipamento pode ser ajustado à velocidade máxima local, de forma manual. Há alguns modelos – os equipados com navegação – que tem a sua precisão aumentada, por conta da utilização de dados de mapas. Os sinais de trânsito são monitorados por meio de uma câmera situada no para-brisa e quando é identificado um limite menor de velocidade, o carro é desacelerado automaticamente. Quando esse limite é aumentado, há a "permissão" para acelerar.

Ainda não há previsão da vinda dessa tecnologia para o Brasil, mas se formos considerar o grande número de acidentes que acontecem diariamente tanto em estradas quanto em vias urbanas, seria uma ótima solução para ajudar a abrandar e diminuir a incidência de excessos no trânsito, seja por descuido ou por irresponsabilidade. A montadora certamente deu um passo importante com relação a buscar um tráfego melhor e garantir mais segurança no trânsito.

Elma de Fátima Morales Jacinto


Modelo 2016 traz novidades no design, com nova grade frontal no estilo ?Aston Martin?, novas rodas, faróis e lanternas.

No dia 13 de maio, tivemos a realização do Seminário de Tecnologia e Conectividade, que ocorreu na cidade de São Paulo. Durante o evento tivemos uma surpresa bastante agradável: a Ford anunciou de forma inesperada o novo Focus 2016. Vale ressaltar que esta foi a primeira aparição do novo Focus 2016 em território nacional. Essa é uma das grandes apostas da montadora norte-americana para o mercado brasileiro, bem como outros mercados pelo mundo.

A apresentação da novidade da Ford foi a grande estilo, haja vista o estúdio cinematográfico e a utilização da projeção mapeada em grande escala para a apresentação das novidades do automóvel.

Um dos principais destaques desse automóvel é, sem sombra de dúvidas, o visual externo do mesmo, haja vista o novo Ford Focus 2016 possuir um design muito bonito. Dentre os destaques está a nova grade frontal no estilo “Aston Martin”. Além disso, ainda podemos destacar as novas rodas, faróis e lanternas que foram redesenhados.

A parte interior do automóvel também passou por mudanças e vem recheado de novidades. Dentre os destaques está o novo volante de três raio, o console central que foi totalmente redesenhado e o sistema multimídia Sync 2 que possui tela sensível ao toque e conta com o polegadas. Vale destacar que a nova versão do sistema Sync vem acompanhada de uma função de chamada de emergência.

Um dos pontos mais interessantes deste automóvel é sem sombra de dúvidas a frenagem automática até 50 km/h, chamada de Active City Stop.

E acompanhando todas essas novidades, é importante destacar que a novidade da Ford será acompanhada de uma nova geração do sistema de controle de estabilidade.

E quando o assunto é a parte mecânica do Focus 2016, saiba que o mesmo virá com os mesmos motores: 1.6 (135 cv) e 2.0 de injeção direta (178 cv). Ambos os motores são associados a um câmbio manual de 5 marchas ou automatizado PowerShift.

Por Bruno Henrique

Ford Focus 2016

Ford Focus 2016

Fotos: Divulgação


Novo modelo será um sedan premium vendido somente no mercado chinês.

Um pouco antes da abertura do Salão de Xangai, a Ford apresentou o novo Taurus 2016 – descrito pela montadora como o novo sedan premium para a China. O lançamento oficial do automóvel foi no Salão do Automóvel de Xangai, que começou no dia 20 de abril, segunda-feira.

Como impressão inicial, percebe-se que o automóvel, que teve todo seu visual alterado, está mais de acordo com a identidade atual da marca, parecendo muito com o Fusion, só que maior.

Principais alterações e novas características:

O modelo de luxo será somente para o mercado chinês. Suas linhas retas e agressivas foram deixadas de lado, em favor do visual global da marca. A frente conta com um novo para-choque, uma grade frontal hexagonal, e faróis e lanternas de LED, enquanto a traseira, toda redesenhada, possui lanternas horizontais com LED. Possante, com rodas de 19' e ponteiras cromadas de escape integradas. O seu acabamento ganhou materiais mais refinados e pela cabine há 25 novos porta-objetos.

O motor é V6 EcoBoost 2.7 litros e os demais dados de potência não foram ainda revelados, mas a montadora deu pistas de um "pacote mais forte e inteligente".

O interior tem o console com detalhes cromados, bancos em couro – reclináveis e com apoio lombar, teto panorâmico, e o que vai agradar muitos os futuros proprietários: maior espaço interno, pela distância entre-eixos, de 2.95m, já que o modelo atual tinha como um dos principais problemas a cabine apertada. 

Segundo a montadora, o novo Taurus será fabricado na planta de Hangzhou e os investimentos irão beirar 760 milhões de dólares. Segundo John Lawler, chefe de operações da Ford na China, "O modelo combina o melhor do desenvolvimento global dos nossos produtos e grande expertise em carros, com um claro entendimento do que os consumidores chineses querem nesse segmento".

A versão do Taurus 2016 para o mercado americano deverá ser diferente, principalmente pela escolha de materiais da cabine. O lançamento dos Estados Unidos deve acontecer até o final do ano, mas provavelmente o carro só estará à venda no próximo ano.

Por Elia Macedo

Ford Taurus 2016

Ford Taurus 2016

Fotos: Divulgação


Apesar de pensarmos que nossos profissionais não são valorizados, principalmente na área de engenharia automotiva, os brasileiros têm mais um motivo para comemorar, pois mais um modelo nacional deve ser exportado para o mercado asiático e europeu. Estamos falando da segunda geração do Ford Ka Nacional, que foi projetado pela filial brasileira da montadora. 

Feito semelhante aconteceu com o EcoSport. Em flagra pela imprensa automotiva internacional, o modelo já foi visto pelo site britânico Auto Express passeando pelas ruas do Reino Unido sem nenhum tipo de camuflagem. Em 2013, o modelo já havia sido exibido como conceito em outras terras.

Foto: divulgação

Apesar de seguir as mesmas linhas em termos de design, o novo Ka que será vendido lá fora deve passar por algumas adaptações para se adequar às exigências do mercado europeu, como a introdução de novos equipamentos: suspensão adaptada, airbags laterais, além de uma estrutura mais rígida e um acabamento mais refinado.

Na parte mecânica, também haverá algumas alterações, como motor 1.5 a diesel de 75 cv, o mesmo modelo do novo Fiesta britânico. Também estão previstas versões com motores da linha EcoBoost, que está se tornando popular entre os novos veículos da Ford. Nesse caso, ainda terá uma versão EcoBoost com turbo.

Porém, mesmo já contando com diversas informações, ainda não existe uma data de lançamento do Ka nacional na Europa, nem no mercado asiático. O que se sabe, por enquanto, é que o novo hatch deve entrar nesses mercados em meados de 2016. Assim como a data, também ainda não foram informados os valores que deve sair o Ka nesses mercados.

Independente das modificações que possa sofrer o Ka nacional no modelo que deve desembarcar fora do país, essa já é uma grande conquista para os engenheiros brasileiros, que muitas vezes não têm seus projetos aprovados pelas montadoras, mesmo sendo para atingir o próprio mercado nacional.

Por Felipe Villares

Foto: divulgação


Lançado em 2014, a Ford já inova o modelo Edge. O visual é um grande atrativo para o modelo, que apresenta um design mais esportivo e arrojado, transmitindo modernidade e tecnologia. A grade em formato hexagonal é imponente e seus faróis mais esticados harmonizam bem com o conjunto frontal. Nas laterais, os vincos e a leve inclinação da lataria esboçam esportividade.

A traseira, por sua vez vem com lanternas integradas à tampa do porta-malas com encaixe perfeito, sem falar que o design é perfeito, o filete de LED liga uma lanterna à outra em linha reta, cortando a tampa do porta-malas inteira pelo centro. Um verdadeiro show. O modelo também vem com duas saídas de escape, o que denota esportividade, somado à ideia de potência.

O interior do modelo é outro destaque. Os materiais utilizados são de boa qualidade, com os elementos mais modernos que a Ford oferece. Dentro do Edge temos a sensação de estar dentro do modelo Fusion, devido à semelhança. O acabamento é refinado em detalhes black piano e em alumínio, sem falar do painel com tela de LED e do sistema de comando por voz.

Para facilitar a vida do condutor, o Edge conta com uma câmera frontal de 180 graus de visão. O recurso Park Assist, por sua vez, foi aperfeiçoado, com sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, além do sistema de alerta de tráfego cruzado.

Outras tecnologias também foram incluídas, como direção elétrica adaptativa, cintos de segurança traseiro infláveis, sistema start-stop, aviso de pontos cegos, airbag no porta luvas (que protegerá o joelho do passageiro, em caso de colisão) e também há a opção do teto-solar panorâmico, dentre outros itens.

No Brasil, em todas as versões, o Ford Edge será disponibilizado com o motor 3.5 V6 Duratec TiVCT, com 289cv de potência e 35 kgfm de troque. O valor deve variar entre R$ 131.490,00 na versão SEL a R$ 161.590,00, na versão Limited.

Por Allan Carlos Marques

Ford Edge 2016

Ford Edge 2016

Ford Edge 2016

Ford Edge 2016

Fotos: Divulgação


A terceira geração do Ford Edge foi apresentada no Salão de Paris e deverá chegar ao mercado no próximo ano, em 2015. Será comercializado pela primeira vez na Europa e por isso aposta suas fichas na demonstração em tempo real de sua produção no Salão a fim de encantar os clientes mais exigentes e acirrar a concorrência com o maior rival, um modelo americano da marca Hunga.

No Brasil, apenas no fim do ano que vem, por volta de outubro, o modelo deve chegar cheio de estilo no Salão do Automóvel de São Paulo, onde será apresentado o conceito do veículo, a estratégia é devido ao pouco tempo entre o salão e a previsão de chegada do automóvel nas lojas brasileiras.

Mas quais os atrativos, as novidades do novo carro? Um motor renovado, ainda V8, que estaciona sozinho, que tal? Já começamos bem. Um carro grande com essa função pode ser bastante útil, principalmente para os novos consumidores que não estiverem acostumados com veículos desse porte. O barulho de fora atrapalha? Não se preocupe,  novo Ford Edge possui um controle de cancelamento de ruído do exterior, que tem a função de dar paz e tranquilidade para as pessoas no interior do automóvel.

O motorista possui assistência eletrônica de aceleração e frenagem (controle de cruzeiro adaptativo), visualização de ponto cego para trocar de faixa, dispositivo de ajuda para manobrar, sensor de ré, e ainda, o condutor poderá fazer tudo isso de longe, apenas ativando os mecanismos do controle remoto.

O preço ainda é um mistério, já que a comercialização será apenas no ano que vem. A linha atual que também é importada possui valores que variam entre R$ 131.490 até R$ 161.590.

Além de tudo, a área social também saiu ganhando, cerca de mil novos trabalhadores foram contratados em um investimento de mais de 1,5 bilhão de reais na renovação da linha de produção e na contratação de toda essa mão de obra.

Por Vivian Schetini

Ford Edge 2015

Ford Edge 2015

Ford Edge 2015

Fotos: Divulgação


Há cerca de 5 anos a montadora Ford lançou uma nova geração para o Ka, onde ele deixou de ser um carro de nicho para se popularizar como veículo familiar. Agora a fabricante resolveu lançar o Ka+, que consolidará a tese de carro grande e espaçoso.  

O automóvel que deve concorrer em uma disputa acirrada com o Voyage, da VW, o Prisma, da Chevrolet e o Logan, da Renault, apresenta um porta-malas de 445 litros. Não é nada espetacular, como os 482 litros do Fiesta Rocam, mas é um bom tamanho para o seu seguimento.   

O interior do Ka+ não é tão espaçoso como o do Renault Logan, onde você poderá esticar suas pernas sem maiores dificuldades. No entanto, o carro da Ford apresenta um espaço interno confortável para 4 pessoas. Um quinto passageiro conseguirá desfrutar do automóvel, no entanto, ele e os outros dois ocupantes do banco traseiro passarão apertados.  

Seu design acompanha a linhas de tendências adotadas pela Ford ultimamente. O Ka+ é um produto desenvolvido no Brasil para o mundo. Todas as versões do carro oferecem ao motorista direção elétrica, vidros dianteiros elétricos, travas elétricas com controle remoto, ar condicionado, MyFord Dock (ferramenta para suporte a telefones celulares e aparelhos MP3), airbag frontal duplo, freios ABS e controle de frenagem em curvas. Todos esses itens virão de fábrica para os compradores.  

Ainda há outros componentes como controle de tração e estabilidade, sistema multimídia com reconhecimento de voz e assistência de emergência, além de assistente de partida em rampas, algo útil para novos motoristas.  

A partir de outubro deste ano, o Ka+ poderá ser adquirido com motores com 80 cv (gasolina) e 85 cv (etanol) 1.0 TiVCT. Além das versões com motores 1.0 haverá uma mais potente com Sigma 1.5, que renderá ao carro uma potência de 110 cavalos (etanol).    Os valores do Ka+ estarão entre R$ 37.890, para as versões mais básicas, e R$ 47.490 para os mais completos e potentes.

Por William Nascimento

Ford Ka+ Sedan

Foto: Divulgação


Desenvolvido sob o comando da Ford Brasil e com a plataforma do New Fiesta, a nova geração do Ka estará disponível nas concessionárias da marca apenas na segundo quinzena de setembro, mas a fabricante estadunidense já divulgou os itens e preços de seu novo compacto.

O novo Ford Ka estreará no mercado brasileiro, a princípio, apenas com o motor três cilindros 1.0, em três versões de acabamento: SE, SE Plus e SEL. A intenção da Ford é fazer com que a nova geração do Ka se torne o líder de vendas entre os 1.0 e para isso, a marca apostou em design, modernidade e tecnologia.

Entre as principais tecnologias do novo Ka está o sistema de som com My Ford Dock, que conta com um local para acoplar o smartphone como uma espécie de sistema multimídia, sistema Sync com AppLink, que permite a utilização de aplicativos do celular sem a necessidade de tocar no aparelho, mas principalmente, o controle eletrônico de estabilidade, sendo o primeiro carro com motor 1.0 do Brasil a dispor desta tecnologia.

Desde a versão de entrada SE, oferecida por R$ 35.390, o carro traz freios ABS com EBD e CBC (controle de frenagem em curvas), airbag duplo, direção elétrica, ar condicionado, vidros dianteiros e travas elétricas, chave do tipo canivete, abertura elétrica do porta-malas, ajuste de altura da coluna de direção, sistema de som com entrada USB, Bluetooth e My Ford Dock, maçanetas e retrovisores na cor da carroceria, indicador de trocas de marcha, rodas de 14 polegadas com calotas, entre outros.

Na configuração SE Plus, disponível a partir dos R$ 37.390, o modelo conta com todos os itens da versão anterior acrescido de vidros dianteiros e traseiros com acionamento elétrico e sistema Sync Media System com AppLink, leitor de CD e MP3, entrada USB, conexão Bluetooth, controles de áudio e telefone integrados ao volante e comando de voz em português.

A versão topo de linha SEL, com preços a partir de R$ 39.990, vem com os itens apresentados anteriormente mais o controle eletrônico de estabilidade e tração, assistente de partidas em aclives, faróis de neblina, computador de bordo, ajuste de altura do banco do motorista, alarme volumétrico, acabamento “SEL” que traz apliques em cromo na grade dianteira e lanternas traseiras escurecidas, além das rodas de liga leve de 15 polegadas.

Opcionalmente a Ford oferece câmera de segurança para manobras em marcha ré, bancos com revestimento em couro e sistema de entretenimento com tela touchscreen.

Mecanicamente, a nova geração traz o novo motor três cilindros aspirado 1.0 Fox TiVCT 12V Flex com sistema Easy Start que dispensa o uso de tanquinho, capaz de entregar até 85 cv e torque de 10,7 kgfm quando abastecido com etanol.

Por Caio Polo

Novo Ford Ka

Foto: Divulgação


As apresentações oficiais do esportivo Focus ST continuam ao redor do mundo. O modelo reestilizado teve recentemente alguns detalhes bem como imagens do mesmo divulgados pela própria fabricante. Entre os principais destaques do chamado “novo Focus ST” está o inédito motor a diesel para a versão.

Ao dar uma olhada no Focus ST é impossível não perceber a profunda renovação visual, tanto externa quanto interna. Com um motor diesel 2.0 TDCi que possibilita o motorista desenvolver 185 cavalos de potência e 40,8 kgfm de torque, a informação é de que o propulsor responsável por mover o esportivo pode acelerar de 0 a 100 km/h em cerca de 8 segundos.

Apenas meio segundo a menos do que o VW Golf GTD. Já nos demais pontos ele está perfeitamente equilibrado com o seu principal rival de Wolfsburg.

No mais, não há tanto o que se falar. Segue presente também o motor movido a gasolina 2.0 Ecoboost de 252 cv com aceleração de 0 a 100 km/h em 6,2 segundos. Neste caso, a velocidade máxima que pode ser alcançada é de 248 km/h. Já o consumo médio fica na faixa dos 14,7 km/L. O que a título de curiosidade é o melhor já obtido pela ST em toda a sua história.

Meio que seguindo o exemplo da versão regular, o ST ficou relativamente mais bonito e bem apresentável devido a reestilização. Dentre os diversos pontos que podemos destacar neste quesito, podemos citar os pára-choques alargados, faróis mais estreitos, traseira com um pára-choque mais evidente, saias laterais na cor da carroceria. Na traseira, os difusores e o escapamento duplo estão posicionados no meio.

De acordo com a própria montadora o novo Focus ST estará disponível a partir do último trimestre. Já as informações com relação aos preços ainda são mantidas em segredo pela fabricante.

De qualquer maneira a Ford parece ter acertado um pouco mais nessa reestilização bem como nos itens e alguns detalhes extras.

Por Denisson Soares

Foto: divulgação


Nos grandes centros urbanos os carros compactos e econômicos sempre fazem o maior sucesso, devido ao fato de o trânsito ser bastante intenso, o que faz com que os veículos consumam mais combustível por causa dos grandes congestionamentos, outro fator que contribui para o sucesso dos carros compactos é a disputa por espaço no trânsito das metrópoles seja para se deslocar ou até mesmo para achar uma vaga de estacionamento para um veículo, o que não é uma tarefa tão simples.

Nessa perspectiva, o Ford Ka, veículo compacto e econômico da montadora americana Ford, sempre foi um dos mais queridos e desejados pelo público feminino no Brasil, principalmente devido às suas dimensões reduzidas quando comparadas aos outros veículos, porém este modelo vem para brigar com os seus concorrentes da mesma categoria que são o HB20, o Up! e o Uno.

Nesse contexto, a Ford divulgou novas imagens do novo Ka, que será lançado em agosto. Através de pequenas doses de amostragem a montadora está dando ao público o gostinho do que será a versão 2015 do veículo.

Com a chegada ao mercado programada para o mês de agosto, o hatch compacto vem sendo desnudado em seu site oficial, o qual foi criado exclusivamente para divulgação de suas informações e imagens, sendo que os internautas interessados em acessá-lo devem se cadastrar para receber as novidades via e-mail. Assim, do que foi divulgado até o presente momento, é possível perceber como características gerais algumas novidades em relação às versões anteriores, o veículo possui vincos laterais na carroceria, além dos faróis dianteiros, que dão um ar mais ousado ao desenho do carro, as lanternas e para-choque traseiros e as rodas que devem equipar o modelo. Quanto ao motor, na semana passada a Ford já havia detalhado o motor que será 1.0, com propulsor que gera 85 cavalos a 6.500 rpm e torque de 10,7mkgf a 4.500 rpm se for abastecido com etanol e 80 cavalos e 10,2 mkgf a 6.500 rpm quando movido a gasolina. O certo é que esse veículo se tornou um dos mais econômicos existentes no mercado do país, haja vista que segundo a montadora em condições ideais o veículo pode chegar a fazer quase 14 km por litro de combustível.

Por Adriano Oliveira

Ford Ka

Foto: Divulgação


O Ford Focus mal chegou por aqui e na Europa o carro irá passar por um facelift. A marca estadunidense tentou manter sob sigilo, mas imagens oficiais da reestilização vazaram antes do Salão de Genebra e mostraram o novo visual das versões hatchback e station wagon.

Conforme o previsto, o Focus vai adotar a identidade visual mais recente da marca, se equiparando aos mais novos lançamentos da fabricante norte-americana.

Na dianteira o Focus 2015 trará nova grade frontal (inspirada nos carros da Aston Martin), contará com novos faróis escurecidos (com formato mais finos e com lentes mais sofisticadas) e terá o para-choque dianteiro remodelado (com desenho mais simples e sem a enorme entrada de ar da versão atual).

Na lateral não há grandes novidades, já que o veículo apenas traz rodas com novo desenho.

A traseira, por sua vez, dispõe de pequenos ajustes nas lanternas, que agora são menores e possuem nova disposição das luzes, enquanto o para-choque traseiro apresenta leves alterações e ganha detalhes em baixo relevo junto à placa na tampa do porta-malas.

Na cabine as mudanças são mais nítidas, já que o console central foi redesenhado, apresentando um aspecto mais “clean” e contendo uma quantidade menor de botões, facilitando a leitura. Além disso, o Focus ganhou uma nova central multimídia, novo volante multifuncional e nova disposição do sistema de ar-condicionado.

Além do visual e das melhorias no interior, a Ford irá adotar o motor 1.5 EcoBoost a gasolina e o bloco 1.5 turbodiesel. Uma configuração híbrida também está nos planos da marca para competir com o Golf GTE, adotando o mesmo powertrain utilizado na minivan C-Max Energi.

A versão esportiva ST passará por alterações de estilo semelhantes às versões convencionais do Focus 2015, porém, a Ford deverá rever o conjunto de suspensão, a direção e o chassi, buscando melhorar as condições de condução da edição apimentada. O modelo ST manterá o propulsor quatro cilindros 2.0 EcoBoost, que oferece 250 cv e 36,7 kgfm de torque.

Por fim, os motores já existentes serão melhorados, visando reduzir o consumo de combustível e as emissões de C02. 

Por Caio Polo


A Ford em meio a divulgação de fim da fabricação do modelo KA, também anuncia a fabricação do KA Sedã que já tem data de apresentação prevista para a próxima semana. A Ford escolheu a cidade de São Paulo para reunir a imprensa na anunciação do novo modelo.

Na mesma nota, a empresa disponibilizou um teaser do modelo que conforme o detalhe  da grade dianteira mostrado, indica que o sedã trará uma variação do nova FordKA Concept, ainda segundo a empresa o conceito intenta apresentar uma visão de futuro para a marca no segmento de carros compactos que adentrarão o mercado global.

De acordo com o presidente da Ford na India, Joginder Singh: “Além de um esplêndido novo conceito global, estamos empolgados em apresentar nossa linha global de produtos e tecnologias para oferecer aos consumidores indianos produtos de alta qualidade, econômicos, seguros e com soluções inovadoras”

Desde de 2013 que rumores e especulações veem citando o sedã da Ford, inclusive com alguns flagras realizadas em Detroit que giraram pela internet, que mesmo sob camuflagem realizada para esconder maiores detalhes do modelo ainda sim foi possível visualizar  o desenvolvimento de um nova identidade da marca, um dos detalhes mais comentados foi a chance de o sedã chegar ao mercado com maior espaço no porta-malas.

Quando de sua primeira aparição o modelo foi visto desfilando pelas ruas sem nem mesmo carregar a placa verde com indicação de veiculo em teste, normalmente usada nestas ocasiões.

O novo modelo de sedã foi desenvolvido com foco em potencialidades que o façam concorrer diretamente como Renault Logan, Toyota Etios, Nissan Versa e Fiat Grand Siena.

O sedã será desenvolvido com motor  1.0 12 V ECOnetic de três cilindros , mesmo motor usado no New Fiesta, com cambio de cinco marchas manual, a Ford não elimina a ideia de futuramente fabricar unidades deste modelo automatizados.


Apesar da maioria das pessoas estar com a atenção voltada para o novo Mustang que deverá ser exibido pela Ford provavelmente no próximo dia 05, é bom nos lembrarmos de que este não é o único lançamento previsto pela companhia para encerrar o ano de 2013. A fabricante de origem norte-americana divulgou na última quarta-feira, dia 20, que estará lançando a próxima geração do Edge. A apresentação do novo crossover deverá ocorrer durante o Salão de Los Angeles.

O Edge Concept segue a linha adotada pela Ford em relação ao visual que deverá ser apresentado pelos utilitários da empresa. Isso quer dizer que o modelo conta com a grade trapezoidal e os faróis afilados. Esses detalhes são bastante semelhantes aos integrados no novo EcoSport. Na parte traseira do carro há as novas lanternas horizontalizadas. Os para-choques também foram redesenhados. Outro detalhe é o vidro traseiro, que também está mais inclinado.

É claro que uma das primeiras coisas a se notar no novo Edge é o seu visual renovador. Entretanto, as coisas vão um pouco mais além. De acordo com a Ford, o novo Edge conta com uma tecnologia com características futuristas. Alguns exemplos disso são a direção autônoma e o estacionamento automático que poderá ser acionado via controle remoto.

O modelo também conta com a tecnologia do sistema start-stop, até porque a economia não poderia ficar de lado nos utilitários. Outro detalhe é o fechamento ativo da grade do radiador, que visa fornecer certa ajuda na aerodinâmica do carro.

Na parte interior a certos detalhes de estilo que valem ser comentados, como por exemplo, o painel de instrumentos em couro que foi costurado à mão. Também há o sistema MyFord Touch, que traz um tela touch-screen de 10 polegadas.

A Ford não informou quando o protótipo deverá ganhar a versão de produção.

Para quem quiser conferir o protótipo apresentado pela companhia, o Salão de Los Angeles ocorrerá entre os dias 22 de novembro e 1° de dezembro de 2013.

Por Denisson Soares


Quando a Renault lançou o Duster na Índia, no ano passado, não fazia ideia do sucesso que o carro teria naquele mercado. A resposta ao compacto SUV foi tão boa que logo o veículo se tornou um best seller no país. Tudo ia muito bem para a companhia francesa até que a Ford apareceu e lançou o mundialmente o conhecido Ecosport. Na oportunidade, a Ford não somente ofereceu um veículo muito mais barato, mas também disponibilizou muito mais acessórios opcionais aos seus utilitários esportivos. Com isso, a empresa americana conseguiu mais de 50 mil vendas apenas em seus dois primeiros meses.

Nos EUA, o veículo não foi disponibilizado, já que é muito pequeno para o mercado. No entanto, em países como Brasil, China e Índia, o Ecosport tem uma aceitação excepcional. Aqui, ele é vendido desde 2003 e está bem a frente da concorrência em termos de preços e número de vendas. Para se ter uma ideia, o Chevrolet Tracker, um dos principais concorrentes do Ecosport, custa por aqui quase R$ 72 mil.

O Ecosport 2014 vem equipado com motor Duratec 2.0 Flex de 16 V (capaz de gerar uma potência de 146,9 cv com etanol) ou com motor Sigma 1.6 Flex também com 16 V (capaz de gerar até 115 cv de potência com etanol). O utilitário ainda conta com uma série de acessórios eletrônicos, como controles de tração, freios ABS, assistente de partida em rampas, sensores de estacionamento e um porta-malas com capacidade para 705 litros com os bancos rebatidos. 

No Brasil, o veículo da Ford é vendido por até R$ 68.200 na versão mais cara, com motor 2.0 Flex e diversos acessórios, preço bem justo pelo que ele tem para oferecer.

Ebenézer Carvalho


Novo Ford Everest Está cada vez mais próximo o dia da abertura do Salão do Automóvel de Frankfurt e com a chegada do evento as principais montadoras do mundo já estão preparando novos carros e conceitos que prometem sacudir o mercado automotivo.

Vale acrescentar que os grandes sucessos de venda no mundo antes passam por um evento desse porte. É por isso que a marca Ford está apostando todas as suas fichas em um surpreendente lançamento: o novo Everest.

O modelo em questão é baseado na plataforma do conceituado T6 do Ranger e com isso, a montadora pretende conquistar os mesmos mercados atingidos pelo T6, isto é,  Ásia, América Latina e diversos países da Oceania.

Tudo indica que o SUV da Ford será equipado com propulsor idêntico ao do Ranger, sendo oferecidas duas opções: flex ou turbo diesel. Em nosso país, o modelo da Ford chegará para concorrer com outros bem sucedidos carros da categoria, dentre eles o  Trailblazer, Pajero e Toyota SW4.

De acordo com informações não oficiais o novo SUV chegará ao mercado brasileiro em 2015. O valor de venda do veículo ainda não foi divulgado.

Por Larissa Mendes de Oliveira Soares


Ford Focus 3ª geraçãoA montadora Ford confirmou que o Focus será apresentado nesta quinta-feira (29/08) na exposição do Pavilhão da Bienal, na cidade de São Paulo. A apresentação oficial do novo modelo acontecerá a partir das 12h.

A exposição "Focus Pop-up Gallery” exibirá o carro para o público em geral e desse modo, será possível conhecer as principais características da nova versão. Apenas o sedan será exposto, mas em termos de configurações mecânicas nada será omitido.

A 3ª geração do Ford Focus será fabricada na planta de  Pacheco, na Argentina. Já é possível adiantar que o modelo será disponibilizado no mercado brasileiro em três versões diferentes. Segundo informações da marca, o Focus contará com propulsor 1.6 de 16 válvulas ou com o motor 2.0.

O novo Focus contará com central de multimídia com tela de 9 polegadas (touchscreen), controle de navegação, níveis de climatização e várias opções de entretenimento. A expectativa é que o carro, assim como a versão americana, conte com sistema de partida a frio, injeção direta de combustível e leveza típica do Focus tradicional. O preço ainda não foi informado.

Por Larissa Mendes de Oliveira Soares


A Ford Ranger 2013, além de ganhar uma forte remodelagem na parte externa, também vem com a força de um carro mais robusto, potente e feito para as aventuras do campo e para o dinamismo da vida urbana.

A nova picape da Ford está repleta de tecnologia e possui volante com comando de áudio, computador de bordo, piloto automático e sistema de áudio com Bluetooth.

O conforto também vai ser uma máxima na nova Ranger 2013, que vem nesta edição com cerca de 20 porta-objetos.

Com um motor 3.2 de 200 cv, este carro mostra que tem a força em sintonia com as inovações do seu design. Tudo isso sem abrir mão da economia, já que a proposta da Ford é fazer com que a nova Ranger faça 1.000 km com apenas um tanque a diesel, sem contar que os freios foram feitos para serem eficientes até mesmo nos mais fortes obstáculos, como por exemplo, em terrenos íngremes.

O preço deste carro varia entre R$ 75.000,00 e R$ 139.00,00, dependendo da quantidade de opcionais que os futuros proprietários escolham para a sua Ranger 2013, um carro para lazer e também para superação de desafios.

Por Michelle de Oliveira


O dia 25 de fevereiro será marcado por um evento da Ford Brasil, onde a companhia irá lançar o novo Fusion com motor flex. O novo sedã, que também traz tração dianteira e câmbio automático, será vendido apenas na versão de acabamento SE, que nos EUA é uma linha mediana da série.

A Ford ainda não falou nada sobre os preços do automóvel no mercado brasileiro, mas foi apurado que ele poderá ser vendido por aproximadamente R$ 90 mil. Atualmente, o modelo é encontrado por R$ 112.900 na versão 2.0 Titanium.

O novo Fusion traz um motor 2.5 Duratec, o mesmo que foi colocado na nova geração da Ranger, que agora também é bicombustível. Na picape, quando abastecido 100% com etanol, o motor é capaz de desenvolver até 173 cv, contra 240 cv do Fusion 2.0 Turbo. A companhia ainda não revelou se este desempenho mudará no novo sedã. Além da perda de potência, o Fusion Flex poderá não contar com alguns equipamentos encontrados no modelo mais robusto, como por exemplo, o Lane Keeping (que ajuda o motorista a manter o veículo sempre na faixa) e o ACC (que controla a velocidade de cruzeiro adaptativo).

Por Felipe Santos Bonfim


Há pouco tempo, um modelo do Ford GT recebeu a certificação de automóvel de rua mais rápido de todo o mundo no Guiness Book.

O carro foi preparado pela Performance Power Racing e possui 1.723 CV de potência e consegue chegar a 453 km/h rodando em um percurso de apenas 1.6 km. Com a certificação, o superesportivo GT tirou o título do Bugatti Veyron Super Sport no Guiness, que chegava a 431 km/h e conseguiu o recorde no ano de 2010, na Alemanha.

Uma das características que permitem que o Ford GT seja o mais rápido do mundo é o fato de que nele foi utilizada uma nova liga de alumínio, chamada de "Pandalloy", que suporta temperaturas extremamente altas. A produção deste material aconteceu com base em algumas tecnologias aeroespaciais, justamente para que o GT conquistasse a marca de mais veloz.

Entretanto, além de possibilitar tamanha velocidade, o Pandalloy pode ser utilizado em automóveis para que a emissão de CO2 e o consumo de combustível sejam reduzidos.

A avaliação que deu o título de mais veloz do mundo para o Ford GT aconteceu na NASA e pode ser vista em um vídeo que foi disponibilizado pelos laboratórios da Performance Power Racing.

Por Guilherme Marcon


Neste último final de semana (entre os dias 23 e 25 de novembro de 2012) a Ford realizou o seu 1º Feirão de Peças e Serviços do Sul que foi no mínimo uma experiência inovadora.

A idéia deste feirão de serviços teve como objetivo investir na humanização dos clientes para resgatar proprietários de veículos da marca com mais de 10 anos de compra.

Outra novidade é que enquanto o mecânico confere o carro cobrando valores menores há uma outra equipe que atende o cliente verificando seu estado de saúde com ações como verificação de pressão arterial, medição da glicemia, cálculo do IMC além de atrações para as crianças como pipoca, algodão doce, piscina de bolinhas e pula-pula.

Esta inovação foi disponibilizada nas concessionárias Ford em 32 cidades distribuídas nos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Por Ana Camila Neves Morais


O novo Ford Fusion está de “roupa nova”, com mudanças completas, as quais o deixaram com um estilo mais europeu. Agora, com um aspecto mais elegante e agressivo, contará ainda com uma nova paleta de cores, contendo sete opções, sendo que a novidade está nas cores vermelha e azul.

Além disso, o Fusion vai estrear no Brasil os motores EcoBoost, sendo o desse modelo uma unidade de 2 litros, movida a gasolina, que consegue chegar a 240 cavalos. Sua transmissão será automática com seis velocidades, contudo, pode-se utilizar as trocas manuais.

A versão mais luxuosa do Fusion, a Titanium AWD, inclui vários detalhes, como assistência ativa ao estacionamento (o carro detecta a vaga adequada e manobra o veículo, assim, o motorista apenas acelera e freio), alerta de ponto cego, assistência à manutenção de faixa (o volante vibra se for detectada troca de faixa indevida), e controle de cruzeiro adaptativo (o freio e acelera o carro de acordo com o trânsito à frente).

Dessa vez, a promessa é de que o sistema GPS tenha adaptação para a língua portuguesa, corrigindo a última falha da Ford.  

O valor do carro ficará, em média, R$ 112.990.

Por Camila Caetano


O Ford Fusion só chegará oficialmente ao Brasil em fevereiro de 2013, mas já vai dar o ar da graça no Salão do Automóvel em São Paulo.

A versão topo custará R$ 112.990 com motor 2.0 e leva o nome de Titanium AWD.

As transformações não foram só estéticas, a Ford investiu muito nas mudanças mecânicas. De acordo com o gerente de marketing da Ford, Antonio Baltar, o novo Fusion não carrega nenhuma peça do modelo anterior. No visual, os faróis do Fusion vêm mais afilados e com lanternas no topo da carroceria.

O carro irá disputar o favoritismo daqueles que podem e querem gastar mais de R$ 100 mil em um carro com um motor EcoBoost turbo a gasolina. A Ford afirma que o propulsor tem uma potência nivelada com os carros de motor 3.0, mas com um consumo de 15% menos no combustível.

No mercado brasileiro as cores poderão ser escolhidas entre: vermelho, preto, branco, azul, cinza e prata. Bancos de couro com aquecimento também são itens do estiloso novo Fusion Titanium AWD. 

Por Dayane Garcia


A Ford é conhecida mundialmente por fabricar utilitários e carros de passeio que sempre chegam para surpreender os consumidores. Recentemente, a montadora apresentou  uma grande novidade  no Salão de Hanover, realizado no primeiro semestre de 2012. Trata-se da linha Transit, composta por carros voltados para atividades comerciais.

A surpresa ficou por conta de uma reformulação total, na qual a linha foi estilizada, teve os faróis redesenhados e ampliados, além da grade frontal ter ganhado a forma inusitada de trapézio.

A parte mecânica também foi cuidadosamente escolhida, pois o carro é equipado com o excelente motor Duratorq 2.2 movido a diesel, capaz de entregar 125 cavalos, além de transmissão manual com seis marchas.

A nova família de carros da Ford é composta por três modelos distintos: Transit Connect, Transit Custom e Transit. As versões se diferenciam especialmente na capacidade de carga e de passageiros, o que depende da demanda profissional do motorista.

Vale acrescentar que todos os carros da linha contam com: air-bags laterais e frontais, GPS integrado, sistema Start-Stop, completo sistema multimídia, dentre outros atributos.

Segundo a montadora, a linha Transit será disponibilizada para comercialização no primeiro semestre de 2013. Os preços de venda ainda não foram informados.

Por Larissa Mendes de Oliveira


Há pouco tempo, a Ford anunciou que lançará a nova versão do seu hatch médio, o Ford Focus. Por coincidência, é justamente no período em que o carro ultrapassa o Hyundai i30 na liderança do mercado.

Desde junho, o Focus começou a crescer nas vendas até atingir a marca de 24% no mercado. Este crescimento acabou contrastando com a queda de vendas do segmento no primeiro semestre de 2012.

Enquanto isso, a nova linha 2013 do automóvel da Ford vem com carrocerias tanto hatch quanto sedã, sem mudanças estruturais, pois foi feita apenas a atualização do certificado do ano-modelo do veículo. Isso, porque a sua terceira geração chegará ao Brasil muito em breve.

A apresentação da terceira geração deverá ser feita durante o Salão do Automóvel em São Paulo, que acontecerá em outubro deste ano.

O modelo atual, que teve apenas a certificação renovada, possui quatro modelos de motor, sendo que as versões 1.6 são Flex GL e Flex GLX, e as versões 2.0 são Flex GLX e Titanium. O carro vem equipado com ar condicionado, vidros elétricos na parte da frente, airbag duplo, luz de neblina na parte de trás, alarme de segurança e travas elétricas.

A terceira geração ainda não teve suas especificações divulgadas, porém já foi flagrada em transporte no Estado de São Paulo.

Por Guilherme Marcon


Na primeira semana de setembro, a Ford do Brasil fez um pronunciamento oficial, por meio de Steven Armstrong, presidente da filial brasileira, onde comentou um pouco sobre o destino do EcoSport.

De acordo com Armstrong, agora o SUV compacto EcoSport começará a ser vendido na Europa. O mesmo modelo foi apresentado no mês de julho e já é vendido no mercado brasileiro, porém as entregas só começarão no final deste mês. Enquanto isso, na União Europeia, o mesmo pronunciamento foi feito por Jim Farley, vice-presidente geral da Ford no mundo, para contar as novidades aos consumidores da região.

Atualmente, o novo EcoSport é fabricado em Camaçari, na Bahia, porém ele não será completamente exportado para a Europa. A produção do SUV compacto vendido em terras europeias terá produção local, porque são necessárias algumas alterações que são obrigatórias nos carros do mercado europeu.

Além disso, a Ford também anunciou que o carro será comercializado apenas em 2014, tendo em vista que ainda não há local definido para a sua fabricação na Europa e que é necessário identificar como aplicar as exigências legais do mercado.

Ainda há bastante expectativa de que o novo EcoSport também seja vendido nos Estados Unidos, mas parece que por enquanto isso não acontecerá. Entretanto, a Europa não será a única a receber o automóvel, pois ele também será fabricado e vendido na Ásia, em países como Índia, China e Tailândia.

Por Guilherme Marcon


O novo Ford EcoSport foi lançado no segundo semestre de 2011 e já se prepara para novas mudanças.

De acordo com Steven Armstrong, presidente da Ford do Brasil, o compacto será comercializado também nos países europeus e a novidade demorará cerca de 18 meses para se concretizar, além disso, as unidades sofrerão algumas modificações para se adequar às demandas locais.

Recentemente a Ford apresentou de forma simultânea o EcoSport em Nova Délhi, na Índia e aqui no Brasil, em Brasília. Repetindo a estratégia, que parece ter dado certo, a montadora fez o anúncio sobre as novas mudanças na manhã desta quinta-feira (06), ao mesmo tempo em que divulgava o projeto na Holanda, no evento Go Further.

Na ocasião, os executivos da marca aproveitaram ainda para apresentar o multiuso B-Max o New Fiesta e outros carros chefes do portfólio da Ford.

Bastante otimista com o produto global da Ford, Armstrong afirmou que a expectativa é vender aproximadamente 2 milhões de unidades do EcoSport até o ano de  2015.

Rogelio Golfarb,  diretor de relações institucionais da Ford, vai ainda mais longe e sugere que até 2015, a Ford terá produtos atuais em todo o mundo.

Por Larissa Mendes de Oliveira


Mais uma boa novidade chega ao mercado automobilístico brasileiro, pois a Ford apresentou neste mês de julho as primeiras imagens e fotos oficiais da linha 2013 da picape F-150 em sua versão Limited.

Este modelo, que é mais uma aposta da montadora combinando veículos utilitários com luxuosos, possui um acabamento requintado com um revestimento dos bancos em couro vermelho em todo o seu interior. Além disso, os bancos possuem um sistema que permite o seu aquecimento ou resfriamento de acordo com o clima e diversas opções para regular os assentos do veículo.

Com relação à parte técnica, o motor da F-150 Limited é um V6 3.5 EcoBoost com 365 cavalos de potência e um torque máximo de 58 kgfm, sendo que com uma tração de 4 X 2 este veículo tem, na rodovia, um consumo de 9,35 km/l e rodas de alumínio com 22 polegadas.

O seu painel e console central possuem detalhes feitos em alumínio, a parte interna do carro pode ser iluminada com cinco opções diferentes de cores, além de possuir teto solar e janela deslizante.

Para aqueles que gostaram destas inovações na F-150 Limited 2013, os seus preços ainda não foram divulgados pela Ford, mas devem variar entre R$ 70 mil e R$ 100 mil.

Por Ana Camila Neves Morais


A Ford decidiu fazer uma nova versão para o Fiesta e encaminhá-la para o mercado automotivo dos Estados Unidos. O modelo Titanium é considerado o top de linha da marca automotiva e traz melhorias em relação à versão anterior, a SEL.

Na versão 2013, o Fiesta continua tendo três modelos diferentes, mas as duas melhores (a SEL e a SES) ficarão conhecidas como Titanium. A diferença entre elas é que a SEL é um sedan e a SES é no estilo hatch.

Os valores também são variados. O modelo mais básico da linha S tem valor de 13.995 dólares, algo em torno de 28.875,00 reais. A versão média, conhecida como SE, será comercializada por 15.995 dólares, cerca de 33.002,00 reais.

O novo modelo Titanium terá valor de 17.995 dólares no estilo sedan, o que significa 37.219,00 reais. O estilo hatchback tem preço de mil dólares a mais e o veículo ainda oferece a possibilidade do câmbio automático com seis velocidades no sistema PowerShift de dupla embreagem. Estes benefícios são opcionais e custam 1.095 dólares.

Outros benefícios são rodas de liga leve 16 polegadas, rádio via satélite com sistema Sirius, couro nos bancos, alarme, bancos da frente aquecidos, sistema Ford Sync, botão de partida, entre outras possibilidades.

Fonte: Ford

Por Matheus Camargo


No final de semana dos dias 9 e 10 de junho, a Ford realizou o evento EcoSport Parade, na cidade de São Paulo. Além de ter contado com um futebol motorizado que teve a participação de Robinho e do ex-goleiro Marcos, a fabricante de veículos também apresentou a nova geração do EcoSport, que trouxe mudanças visíveis em relação ao modelo anterior do carro.

Em relação ao design, o único item do novo modelo do EcoSport que lembra a antiga geração é a roda presa na tampa do porta-malas. No entanto, os outros detalhes são totalmente diferentes. A grade dianteira, por exemplo, agora é cromada. A moldura dos faróis de neblina também é no mesmo estilo. De qualquer forma, vale lembrar que as unidades do EcoSport disponibilizadas no evento em São Paulo eram da linha 2.0 Titanium, considerada top.

Na parte de trás do veículo, as lanternas ficam na horizontal, dando um ar moderno ao utilitário. O pneu estepe fica pendurado com apenas dois parafusos comuns; no entanto, é protegido pelo sistema antifurtos.

Já na lateral do EcoSport, pode ser visto um vinco ascendente, bastante marcante no design. O acabamento em plástico é visto somente na parte inferior do utilitário, cobrindo toda a lateral, desde os para-choques.

No interior do veículo, pouco foi modificado pela Ford em relação aos modelos mais recentes lançados pela empresa. O quadro de instrumentos tem fundo preto, com desenhos em branco e ponteiros azuis. O computador de bordo fica na área central e traz informações sobre consumo, temperatura externa e hodômetro. Todos os comandos do computador de bordo são realizados através de botões disponibilizados numa alavanca à esquerda. Todo o painel possui acabamentos nas cores cinza e bege.

Como o carro sofreu apenas um pré-lançamento, ainda é necessário que algumas funções sejam confirmadas. Mas os modelos do EcoSport Parade já vinham com o sistema Sync, que permite entretenimento e conectividade através de comandos de voz. O volante possui três raios e possui o comando de telefonia e som já integrados.

Por Matheus Camargo


Foi apresentado na última terça-feira (03/04), no mercado norte americano, a nova versão do Lincoln MKZ, da Ford, mostrado como carro-conceito no Salão do Automóvel de Detroit.

Trata-se de um sedã de luxo, que será uma das maiores atrações da marca no próximo Salão do Automóvel, a ser realizado em Nova York. De acordo com a montadora, o MKZ 2013 terá como novidade o design diferenciado e interior inusitado, com acabamento em madeira e bancos de couro.

Além de possuir amplo teto solar de vidro panorâmico, com 1,4 m2, o modelo contará com três opções de propulsão, dentre elas: Motor 2.0 EcoBoost, que gera 243 cavalos de potência, Motor V6 3.7 que atinge satisfatórios 304 cavalos e a versão híbrida 2.0 cuja potência é de 190 cavalos e a tração é integral.

O veículo contará ainda com um comando altamente funcional, que substitui a alavanca de câmbio convencional, por cinco botões (neutro, estacionamento, ré, frente em modo drive e frente em modo Sport). Além disso, a suspensão é ajustável, projetada para oferecer maior conforto e melhor dirigibilidade.

O novo Lincoln MKZ conta com itens de série como 08 airbags, direção elétrica, alerta de mudança de faixa, alerta de colisão, cintos de segurança infláveis, assistência ativa de estacionamento, tecnologia de detecção de pontos cegos, sistema de conectividade, dentre outros.

O preço de comercialização ainda não foi informado, mas já se sabe que, assim como o Ford Fusion, o carro será fabricado no México.

Por Larissa Mendes de Oliveira


Os tradicionais modelos do Ford Galaxie, lançado há 45 anos, serão homenageados no Auto Show Collection que será realizado na cidade de São Paulo.

Os visitantes poderão conhecer de perto os principais lançamentos dos modelos do Ford Galaxie como o Galaxie 500, LTD, Landau e o STD.  Essas quatro versões foram lançadas no Brasil em 1967 e foram as responsáveis pela chegada dos modelos full size vindos dos Estados Unidos.

Cerca de 70 veículos da linha irão fazer uma apresentação especial em formato de desfile para mostrar a evolução pelo qual o modelo passou enquanto foi produzido.  Além disso, visitantes poderão conhecer alguns modelos americanos, como por exemplo, a primeira versão lançada em 1959.

Esse já é o décimo ano do Auto Show Collection, e o evento vem ganhando popularidade entre os admiradores de carros antigos. Ele também contará com uma exposição de carros antigos, sendo que alguns modelos poderão ser comprados por colecionadores. 

Durante a feira também acontece um mercado de pulgas, nesse stand é possível encontrar peças e acessórios de carros antigos, difíceis de serem achadas em autopeças.

Por Joyce Silva


A montadora Ford apresentou durante a sua participação em um evento de tecnologia seu carro B-Max, o novo veículo será equipado com uma série de recursos tecnológicos. 

Entre as novidades do modelo está a utilização do recurso de conectividade Sync, sistema de comando de voz que integra os dispositivos móveis e o controle de voz. A conexão utilizada pelo Sync é o Bluetooth, sendo que o dispositivo ainda possui conexão com iPod e USB. Através dele será possível controlar o celular e o tocador de música apenas com a voz, sem a necessidade de manusear os botões desses equipamentos.

Além desses recursos, os usuários também poderão ter as suas mensagens de textos lidas em voz alta, além de poder enviar repostas que já estejam definidas no equipamento. 

O Sync também é equipado com uma função de Assistência de Emergência, projetada para chamar ajuda especializada em caso de acidente, o sistema já está disponível em mais de 30 países da Europa e é considerado um dos mais avançados do setor. 

Todas as novidades foram apresentadas pela Ford durante o Congresso Mundial de Mobilidade 2012, sendo que a companhia é a primeira do setor de carros a participar de um evento dessa natureza.

Por Joyce Silva


Como promessa de destaque no Salão de Detroit deste ano, o Fusion 2013 traz novidades inusitadas e está totalmente reformulado.

O novo carro da Ford segue a tendência do “One Ford”, linha de protótipos já vista no Salão de Frankfurt no ano passado.

De acordo com informações da fábrica nos Estados Unidos, o novo sedã virá em 3 versões: com motor a gasolina, híbrido e plug-in (onde a bateria poderá ser recarregada na tomada).

O motor Ecoboost presente no veículo é extremamente econômico. O modelo 1.6 faz 11 km por litro na cidade e 15,7 km por litro na estrada. Comparados com o Fusion 2012, cuja média era 9,7km/l (na cidade) e 14,4km /l (na estrada), é uma grande economia. O cliente poderá dispor ainda dos motores 2.0 e 2.5.

No modelo elétrico, o Fusion 2013 terá uma bateria de lítio ao invés de níquel, o que vai deixá-lo mais leve e mais potente. Nesta versão, a Ford afirma que o consumo será bem menor que o da concorrência.

O veículo deverá chegar ao Brasil ainda este ano, apenas nas versões movidas a gasolina e híbrida (sem plug-in).

Por Dorcas Rosicler


Se você gosta de carro e se interessa por lançamentos, o ano de 2012 começou com ótimas notícias.

A Ford divulgou mais uma novidade: o novo EcoSport. O carro foi lançado em 2003 e com o decorrer dos anos veio com algumas modificações, mas em 2012 ele volta com um novo design que promete agradar até mesmo aqueles que não são apaixonados por carros.

Desenvolvido totalmente no Brasil, na unidade da Ford, no Centro de Desenvolvimento do Produto em Camaçari, na Bahia, o novo EcoSport foi apresentado dia 4 de janeiro e já teve uma ótima repercussão do público e será vendido em mais de cem países.

O EcoSport 2012 inclui o modelo de motor FreeStyle 2.0 Flex, FreeStyle 1.6 Flex, tecnologia de motor Sigma, entre outros.

Enquanto você ainda não tem o carro, pode conhecer as características de como ele é por dentro e por fora e o mais interessante, poderá montar o seu EcoSport.
Acesse o site: www.ford.com.br e clique no link “Monte o Seu EcoSport”. Você pode escolher desde a cor até acessórios que mais lhe interessar.

Agora é só aguardar o lançamento!

Por Luana Lima Mercado


A norte-americana Ford anunciou no dia 19 de dezembro a maior novidade do mês no mundo dos automóveis. A companhia garantiu que apresenta durante o Salão de Nova Déli, que acontece entre os dias 7 e 11 de janeiro na cidade indiana, o seu próximo modelo global, que por sua vez deve ser a grande sensação da empresa no ano que vem.

A imprensa brasileira está indo mais longe nas especulações. Segundo vários jornais tupiniquins se trata do novo EcoSport, que foi totalmente desenvolvido no Brasil e será apresentado por aqui antes mesmo da Índia, nos dias 3 ou 4 de janeiro, na capital Brasília (DF).

Outro indício de que se trata de um novo EcoSport é o teaser divulgado pela própria Ford na internet. A foto mostra parte de uma dianteira laranjada, alta e robusta, o que permite mais especulações acerca do novo carro.

Segundo os sites especializados em automóveis, o lançamento do novo Ecosport estaria sendo antecipado pela Ford devido ao sucesso de vendas da Duster, da concorrente Renault. O SUV da companhia francesa vendeu 3.876 unidades no mês de novembro deste ano, enquanto o da norte-americana não chegou aos 3 mil.

Por Mozart Artmann


A Ford está programando para o início do mês de outubro a apresentação oficial do New Fiesta Hatch 2012 no mercado brasileiro. As vendas do modelo, que é produzido no México e tem sido flagrado com bastante frequência nos últimos meses sendo testado por aqui, começam logo em seguida. Os preços devem partir de R$ 47.000, segundo especulações.

A nova geração do New Fiesta Hatch terá sob o capô a mesma mecânica empregada no modelo sedã, ou seja, o motor Sigma de 16 válvulas e 1.6 litro, bicombustível, acoplado ao câmbio manual de 5 velocidades, capaz de gerar até 115 cv de potência. Ambos também têm em comum o mesmo estilo de rodas, de 15 polegadas, enquanto algumas das diferenças estão no tamanho (4,06m de comprimento do hatch contra 4,40m do sedã) e na capacidade do porta-malas (360 litros contra 400 litros).

A montadora norte-americana ainda não confirmou, mas o modelo deverá ser oferecido em três versões de configuração. A mais básica deve contar com trio elétrico, ar condicionado, rodas de alumínio, direção hidráulica, alarme e som com MP3 e CD. Na intermediária é esperado o acréscimo de airbags frontais, de cortina e laterais, e freios ABS, enquanto a top de linha estará equipada com bancos em couro e rodas aro 17, entre outros itens.

Por André Gonçalves


Quer economizar combustível? Então fale com o Google. Ou melhor: fale com o seu automóvel. Não entendeu do que estou falando? Tudo bem, eu explico. Durante a conferência Google I/O, nos Estados Unidos, a Ford divulgou a realização de uma parceria com o Google para usar uma tecnologia capaz de permitir ao motorista obter a melhor performance do seu veículo e otimizar o uso do combustível.

Para tanto será utilizada a Prediction API, do Google. Uma vez instalado no automóvel o sistema analisa os hábitos do motorista, incluindo rotas, hora do dia, velocidade, tráfego e dados sobre o clima para traçar um perfil do uso do veículo. Num híbrido, por exemplo, as informações poderiam ser usadas para decidir se é melhor utilizar o motor elétrico ou o à combustão.

Na prática o sistema funcionaria do seguinte modo: ao dar partida no carro e sair, o computador de bordo poderia prever para onde o motorista está indo e perguntar (em inglês, por enquanto) se ele se dirige ao trabalho. Se a reposta for um simples “sim”, tudo é ajustado de acordo.

O veículo poderia sugerir uma rota, por exemplo, aonde o uso do motor elétrico seria mais eficiente. Em alguns casos, como em grandes centros urbanos, ele poderia configurar o motor para emitir menos poluentes.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Digital Trends


A classificação ‘Top Safety Pick’, dada a carros que proporcionam alto nível de proteção aos seus ocupantes, foi registrada ao Ford Edge modelo 2011 pelo Insurance Institute for Highway Safery, órgão atrelado às seguradoras localizadas num dos mercados mais exigentes em todo o mundo: Estados Unidos.

Informações divulgadas na página virtual da Ford ressaltam que a fabricante é a única a ter dez modelos nos EUA assim classificados. Para o veículo ser aprovado são necessários atendimentos a alguns requisitos, como aprovação em testes de impacto traseiro, frontal e lateral, resistência do teto e controle eletrônico de estabilidade incluso.

Tudo bem, o veículo está quase no topo (em termos geográficos) de toda a extensão da América, mas qual a relação com o Brasil? Todas, pois esse modelo é o mesmo comercializado por aqui desde o final do ano passado.

Os condutores com esse carro contam com uma série de recursos que previnem pequenas ou grandes colisões. Não bastasse ser aprovisionado com essa tecnologia, o Edge 2011 possui estrutura sólida, justamente projetada para absorver energias provenientes de impactos e as liberar para longe dos ocupantes.

Por Luiz Felipe T. Erdei


No dia 24 de abril de 2011 a Ford completou 92 anos de atividades no Brasil. A montadora norte-americana foi a primeira a trazer uma filial para o país. No longínquo ano de 1919, era aberta a fábrica da Rua Florêncio de Abreu, localizada no centro da cidade de São Paulo, onde foram produzidos o Ford T (ou “Ford de Bigode”, como era conhecido na época), responsável pela popularização dos carros em todo o mundo e o caminhão Ford TT.

Em 1923, a fábrica, que já havia se mudado para a Praça da República e para o Bairro do Bom Retiro, ambos na capital paulista, tinha capacidade para produzir 360 tratores e 4.700 automóveis por ano. Posteriormente, novas unidades foram abertas e a empresa liderada por Henry Ford pôs no mercado diversos modelos que marcaram a história de muitos brasileiros. Alguns destes carros históricos são o Galaxie 500, lançado em 1967; os clássicos Corcel e Corcel II; Maverick; Escort; Del Rey; o caminhão F-600 e a picape Ford F-100, dentre outros.

A lista dos veículos vendidos pela Ford atualmente no Brasil conta com o Ka, Fiesta, New Fiesta, Fusion, Focus, Ecosport e Edge, além de picapes, vans e caminhões.

Fonte: Ford

Por André Gonçalves


O modelo 2013 do Ford Taurus ainda não chegou às concessionárias, mas deu o ar da graça em um estande da montadora no Salão de Nova Yorque. A proposta da franquia sedan dessa vez é ter mais potência (motores EcoBoost 2.0 com quatro cilindros e 3.5 V6 SHO) e maior sustentabilidade. O motor 2.0 com 240 cavalos faz cerca de 13 quilômetros com um litro de gasolina, enquanto que o motor V6 3.5 terá 294 cavalos, fatos que falam por si mesmos no tocante ao desempenho aliado à economia.

Fora os detalhes mecânicos primorosos, há que se destacar o redesenho pelo qual passou a linha, com a mudança no design dos painéis traseiros e do capô, sem esquecer do conforto e da praticidade já demonstrados em versões anteriores, agora aperfeiçoados: bancos que massageiam passageiro e condutor,  limpadores de parabrisas auto-ajustáveis, câmera de marcha à ré com tela de 8 polegadas, vidro com função escurecedora, entre outros itens.

Por Alberto Vicente


As concessionárias Ford vão receber, ainda no mês de abril, o novo EcoSport 2012, que dentre as novidades, vai apresentar preços mais caros em praticamente toda a gama. Somente a EcoSport 4WD seguiu o caminho contrário, talvez uma tentativa da montadora em aumentar as suas vendas. O preço anterior, R$ 68.020, foi reduzido para R$ 66.170.

O modelo de entrada, XL 1.6, custa agora R$ 54.250. As versões 1.6 XLS e 1.6 XLT, serão vendidas pelos valores de R$ 57.540 e R$ 63.240, respectivamente. Já as versões top de linha, Flex 2.0 e Flex 2.0 XLT Automático, passaram de R$ 62.240 para o preço inicial de R$ 65.130, podendo chegar a R$ 68.110.

Para a antiga série especial, a Freestyle, atualmente responsável pelas maiores vendas da linha, a Ford aumentou o preço da versão 1.6 Flex, que vai custar R$ 60.130. No modelo com motor Flex 2.0, a montadora colocou o duplo airbag frontal e os freios ABS como itens de série, e sugere um preço de R$ 65.130. A linha Freestyle tem como característica a cor cinza em alguns itens, além de rodas aro 15, pneus mistos, sistema de áudio, ar condicionado, faróis de neblina e rack de teto.

Por André Gonçalves


A população mundial tem procurado produtos que atendam às suas reais necessidades e, ao mesmo tempo, pouco ou nada prejudiquem o meio ambiente. Tratados de décadas fomentam a ideia de diminuição dos gases nocivos à atmosfera com foco num mundo mais limpo, sustentável e bom de ser vivido.

O setor de veículos procura fazer sua parte nessa história ao divulgar informações e lançar modelos elétricos e híbridos. Isso tem aguçado o consumidor, mas como a tecnologia ainda é custosa, sua acessibilidade num plano global está longe de ser consumada. Alguns automóveis não inseridos nesse sistema parecem que também fazem sua parte. Caso é o do New Fiesta, considerado pelo Conselho Americano para Economia e Eficiência Energética, uma organização não-governamental, como um dos dez carros mais ‘verdes’ comercializados nos Estados Unidos neste ano.

Perfeito, mas qual é a relação direta com o Brasil se o carro é vendido nos EUA?

Pois bem, o motor Sigma 1.6, que integra o New Fiesta, é produzido no interior de São Paulo, em Taubaté. É capaz, só para citar, de percorrer 17 quilômetros, na estrada, com apenas um litro abastecido.

O ranking não leva em consideração apenas a emissão de gases ao meio ambiente e consumo de combustível, mas também a confecção e o descarte dos materiais utilizados na produção dos carros.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Ford


Marcado com linhas expressivas e design ousado, o Ford Focus Sedan conta com tecnologias de última geração, e oferece o que há de melhor na sua categoria em segurança e conforto, além de mais prazer em dirigir, tanto com a motorização Sigma 1.6L ou a Duratec 2.0, ambas bicombustível.

No tocante ao desempenho, o Ford Focus Sedan traz modernidade e inovação nas duas versões disponíveis, a Sigma 1.6L 16 válvulas Flex, com motorização de 116 CV de potência alimentado a álcool e 109 CV de potência alimentado a gasolina, e a versão Duratec 2.0L 16 válvulas também Flex, com motorização de 148 CV de potência alimentado a álcool e 143 CV alimentado a gasolina.

Na versão Duratec 2.0L 16 válvulas Flex, a transmissão automática sequencial combina a versatilidade de uma transmissão automática com o desempenho de uma transmissão manual, possibilitando mudanças de marchas mais rápidas com jeito esportivo, sem deixar para traz a suavidade.

Por Gerson de Morais


A Ford é uma marca que gosta de demonstrar pro consumidor o porquê de estar a tantos anos no mercado com o sucesso e a credibilidade que lhe é atribuida. É justamente pelo fato de estar sempre se renovando que trouxe um novo modelo de Fiesta renovado e arrojado.

Olhando de longe não é possível dizer rapidamente que é um Fiesta, pois não se parece em nada com o modelo antigo e essa é a idéia mesmo. Fazer com que um modelo global e popular como carro possa também ser considerado um carro de luxo.

Além do design belíssimo e harmonioso o novo Fiesta ainda conta com motor 1.6 sigma flex, sete airbags frontais, laterais e nos joelhos (o único com tal segurança nesta categoria de veículo), direção elétrica, display multifuncional com LCD, painel soft touch e bancos de couro com acabamento premium. Simplesmente lindo e funcional!

Por Teresa Almeida


A versão hatch do sedã New Fiesta da Ford, que vem fazendo sucesso no mercado chega ao Brasil no começo de 2011 conforme matéria do site Revista Auto Esporte e tem tudo para agradar os consumidores brasileiros.

De desenho leve e agradável com linhas arrojadas a versão hatch do New Fiesta virá em um primeiro momento importada do México, como o sedã, só que em uma versão mais equipada trazendo motor Sigma de 1.6 16V Flex. Será o mesmo modelo já a venda nos Estados Unidos e terá seu preço aqui no Brasil em torno de R$ 48 mil.

Ainda de acordo com a matéria citada, a Ford pretende produzir tanto o sedã quanto a nova versão hatch no Brasil na fábrica da montadora em Camaçari, na Bahia, já em Janeiro de 2013, substituindo o modelo atual e também deverão ser produzidas versões mais baratas que poderão vir com um motor 1.0. Em relação a outros modelos, a montadora, ainda em 2012 iniciará a produção da nova geração do Ecosport que contará com motores Sigma 1.6 e Duratec 2.0.

Por Mauro Câmara


A Ford anunciou essa semana um feito histórico para a marca americana: a montadora acaba de se tornar a maior vencedora do World Champioship Rally, ao atingir 75 vitórias, dessa vez com o Focus RS. O palco da última conquista foi a Nova Zelândia. O evento, que tem edições em vários países pelo mundo, é uma das competições mais duras do automobilismo.

Nesse tipo de competição, o veículo é levado à andar em condições adversas, e toda a sua qualidade é colocada à prova. A Ford a está orgulhosa, pois o Focus tem respondido à altura dos anseios da empresa, mostrando resistência e durabilidade diante de condições variadas de pista, além de altitude e temperatura nem sempre favoráveis.

Com isso, a empresa acredita que a competição é, na verdade, um campo de provas para o veículo, sempre exigido ao máximo. E no finsl quem ganha é o cliente que acaba comprando um carro com ótimo desempenho e dirigibilidade.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Ford


A Ford e a General Motors nacionais preparam o lançamento de modelos 2011 dos carros Fiesta, da primeira – que deve chegar ao Brasil no segundo semestre, e Prisma e Celta, da segunda que já se encontram a venda em concessionárias, segundo informações do site da revista Auto Esporte.

A versão sedã do modelo da Ford virá do México e chega primeiro as lojas, porém o hatch não deve demorar muito. O visual do carro é igual aos da Europa, China e Japão, e ele chega ao mercado para competir com o City, da Honda, e o Polo, da Volkswagen, entre outros. O preço deve ser em torno de R$ 50 mil.

Os modelos da Chevrolet apresentam poucas novidades, entre elas: novas cores, padrão diferente de tecidos nos bancos e painel com apliques em alumínio e instrumentação re-estilizada. A grande diferença será os preços 5% abaixo dos valores atuais, cerca de R$ 27 mil, o Celta, e R$ 30  mil, o Prisma.

Por Thiago Martins

Fonte: revistaautoesporte.globo.com

O novo Ford Focus 2011 estará disponível nas versões de três portas e Coupé.

Baseado no Mondeo, este novo modelo incluirá itens como um controle de comando de voz. Os motores do novo Focus, partirão da plataforma Eco-Boost, combinam os Turbocharging e injeção direta de combustível.

Com essas inovações a Ford espera ter grande sucesso com o modelo.

Por Vivian Aguiar





CONTINUE NAVEGANDO: