Anunciado com preços parecidos com os da geração da atualidade, o Novo Honda Fit não terá alguns itens da última série lançada. A expectativa é de que a nova geração do veículo da Honda comece a ser vendido entre o fim de abril e o começo de maio. Os preços devem variar de R$ 49.900 a R$ 65.900, dependendo dos itens que cada comprador optar.

O Fit terá motor 1.5 i-VTec FlexOne de 116 cavalos e seu abastecimento será à base de etanol. Uma de suas principais novidades é sua economia de combustível. A tecnologia do Fit é a mesma já disponível no Honda Civic, o que facilita a partida a frio, já que dispensa o tanquinho.

Quanto ao câmbio, o Fit manterá o modelo "CVT", mas não terá mais as borboletas que auxiliam na troca de marchas através do volante. Até a versão atual, o ar condicionado era do tipo digital, porém, a nova versão terá o item do tipo "EX".

Ainda não é possível adquirir o automóvel, no entanto, já há a possibilidade de encomenda nas concessionárias oficiais, mas para isso algumas destas chegam a cobrar um valor de até R$ 2.500, garantindo ao futuro proprietário celeridade na entrega do bem.

Uma das maiores preocupações dos clientes de veículos no momento é quanto ao quesito segurança, as rodas com freios a disco serão mantidas, sendo que na versão de entrada do Fit ficará somente nas rodas dianteiras, enquanto nas outras versões todas as quatro rodas terão o citado tipo de frenagem. A versão atual tem duas bolsas dianteiras de "airbags" e a versão topo de linha terá duas em suas laterais.

Nas versões mais acessíveis ao público, o rebatimento dos bancos traseiros será mais restrito, de forma que somente as versões LX, EX e EXL terão a funcionalidade completa. Nas redes sociais, o clamor e a ansiedade do público são grandes, o que traz expectativa na montadora asiática quanto ao lançamento do veículo.

Novo Honda Fit EX (Foto: Honda)

Por Vinicius Cunha


De acordo com a montadora Honda, a tecnologia Start/Stop* em breve será cancelada nos modelos Fit. A decisão por enquanto é exclusiva para o mercado norte-americano.

De acordo com Nobuhiko Shishido, engenheiro-chefe de motorização da marca japonesa, o sistema em questão apresentou uma certa lentidão nos modelos vendidos nos Estados Unidos. Segundo fontes oficiais da Honda, o Fit estaria ficando para trás quando os sinais são abertos.

Para os especialistas do segmento automotivo, a medida é no mínimo estranha, já que o tempo entre a abertura e o fechamento dos faróis é bem pequeno. Kentaro Yokoo, responsável pela motorização do Honda Fit, alega que o propulsor leva apenas 1 segundo para religar. Nesse caso, a mais provável causa da decisão de eliminar o Start/Stop consiste na adequação às novas normas de consumo nos Estados Unidos.

No Brasil, nada deve mudar. A marca irá fabricar o Fit no interior paulista, com lançamento previsto para meados de 2014. O modelo virá com motor 1.4 ou 1.5, terá tecnologia de comando i-Vtec e possuirá caixa de 5 marchas automática ou manual.

* O sistema em questão é responsável pelo desligamento do motor quando o automóvel se encontra parado ou fora de funcionamento, voltando a ligar assim que o condutor tira o pé do freio.

Por Larissa Mendes de Oliveira Soares


Honda Fit 3ª geraçãoImagens do que deve ser a terceira versão do novo Honda Fit já foram reveladas pela própria montadora na semana passada (19).

O modelo que já está em sua terceira geração tem previsão de anúncio oficial para o Salão do Automóvel de Tóquio em meados de novembro deste ano. Estima-se que o novo modelo chegue ao mercado brasileiro no início do ano que época em que começará a ser fabricado pela unidade da montadora em Sumaré-SP.

A Honda afirmou que a nova geração segue os traços da roupagem nova da empresa já testemunhada no CR-V e que os conceitos de smartphones e compartilhamentos foram amplamente usados como referência.

Do lado de dentro, o veículo está mais espaçoso, principalmente para os passageiros dos bancos traseiros. Outro diferencial está no acabamento que nesta versão ficou muito acima do esperado e do que foi visto nas versões anteriores.

A principio, o veiculo virá com 100 cavalos de potência oriundos de um motor de 1.3.

A Honda ainda afirmou que este novo conceito contará com uma versão híbrida, que possuirá rendimento de até 37km/l, no quesito câmbio o novo modelo virá com câmbio manual de 6 velocidades.

Por Fernando Setoue





CONTINUE NAVEGANDO: