O sedan Mercedes-Benz Classe C com o passar dos anos foi ganhando cada vez mais fama entre os compradores. Um dos principais motivos para isso é o fato de que o carro contava com um visual e também características no interior com aspectos de certa forma mais clássicos. Esse ponto acabou por afastar do modelo uma clientela um pouco mais jovem. Consequentemente ficou com aquele “ar de tiozão”. Coisa que não aconteceu com seus principais concorrentes como o Audi A4 e o BMW Série 3 modelos estes que há algum tempo já apresentam um visual um pouco mais versátil, além de contar com recursos tecnológicos.

A Mercedes por sua vez andou prestando mais atenção no mercado e tratou de rejuvenescer seus modelos a cada novo lançamento. Também criou carros novos como o CLA e Classe A. Automóveis desenvolvidos para agradar tanto quem é jovem quanto quem já é um pouco mais senhor. Com o Classe C a marca não fez diferente. A nova geração, a quinta desde seu surgimento em 1982, chega ao mercado com uma cara mais jovem e com características visuais que chamam a atenção.

O Classe C 2015 traz linhas mais marcantes. É um tipo de carro que se pode classificar como arrasador. Um detalhe é que essas mudanças visuais fazem com que o desenho lembre o novo Classe S, que por sua vez é o modelo mais luxuoso da marca.

No caso do Brasil, a divisão nacional da montadora alemã optou por trazer para cá o novo sedan apenas em sua versão que tem a estrela da marca em sua grade frontal. Isso quer dizer que os modelos que tem esse “detalhe” saltando do capô não deverão dar as caras por aqui.

Os engenheiros da fabricante também fizeram uma reforma estética no carro sendo que até otimizações em diversos recursos mecânicos também foram feitas. Entre as novidades temos a direção que antes era hidráulica e agora é elétrica, suspensão independente nas quatro rodas, freio de estacionamento elétrico e discos de frenagem feitos com material composto.

O Classe C também está um pouco maior. Entre as principais novidades do carro está sua central multimídia. A partir de agora ela será oferecida no Brasil com todas as funcionalidades que tem direito.

A linha 2015 do Classe C parece que vai agradar a uma gama maior de consumidores devido as mudanças citadas e diversas outras que tornam o carro mais ousado.

Por Denisson Soares

Fotos: Divulgação


Foi criado com o nome de 190 (W201), no entanto na atualidade é conhecido como Classe C; lançado pela Mercedes-Benz em 1982, o modelo se tornou a primeira opção com três volumes, espaço familiar ou duas portas para os interessados em entrar para o rol de clientes da montadora alemã.

Do início da década de 80 até a atualidade, 10 milhões de unidades do modelo já foram vendidas. A mudança de nome de 190 para Classe C (W202) ocorreu em 1993 e de lá para cá o nome não sofreu mais alteração. Hoje o veículo é oferecido nas versões sedan, perua e cupê, oferecendo luxo, conforto e satisfação.

Desde 2007 a sua última geração vem sendo mantida e já mostra sinais de cansaço, principalmente após a chegada do BMW Série F 30. Em virtude da "exaustão", a nova geração terá um visual mais sofisticado e ostensivo, além de ter suas linhas sóbrias reduzidas, algo que permanecia desde o lançamento do 190.

Além das citadas mudanças, o Classe C terá que passar por mudança de posição no mercado, pois o CLA, de certa forma, está tirando vários clientes em potencial nas faixas de acesso.

Projeção do novo Classe C 2014

Por Vinicius Cunha





CONTINUE NAVEGANDO: