A informação de que o novo veículo da Mini se chamaria Countryman Coupé foi descartada.

Na última quarta-feira, dia 4 de julho, o mistério foi revelado e o carro passou a receber o nome de Paceman. A informação é de acordo com a afirmação de Kay Segler, diretor geral da marca.

O modelo trata-se de um crossover, com 2 portas, que tem como base o Countryman, e deve ser apresentado oficialmente na Europa e também no Brasil, durante a realização do Salão Internacional do Automóvel de São Paulo, em outubro deste ano. Este produto será um marco para o mercado brasileiro, em virtude de ser o primeiro lançamento feito no país, ainda em fase de preparação na matriz.

As versões esperadas para a exposição incluem, além do protótipo com motor 1.6 l turbo, a chamada versão JCW (John Cooper Works), mais envolvente e adaptada para os modelos Roadster, Countryman e Coupé.

Contudo, a intenção da marca, por enquanto, é mostrar o seu veículo, para dar início à produção apenas no fim do ano, e comercializá-lo a partir de 2013, quando o processo de homologação do produto já estiver liberado no Brasil.

Por Anne A. Matioli Dias


Chegou ao Brasil o sexto modelo da família Mini da BMW, o Mini Roadster. O novo modelo possui teto fechado, motor de quatro cilindros que tem como base a tecnologia Valvetronic, ou seja, um gerenciamento de válvulas diferenciado. Essa tecnologia é capaz de gerar uma potência de 120 km por hora a 6 mil RPM. Com essa potência, o Mini Roadster é capaz de alcançar 100km/h em apenas 9 segundos. O modelo tem como velocidade máxima 199 km/h. 

De acordo com o Diretor da Mini no Brasil, Martin Fritsches, o veículo traduz todo o estilo esportista e irreverente da marca. Ele ressaltou também que em 2011, a Mini ocupou a 13ª posição no ranking mundial de vendas. Desde o seu lançamento em 2009, a coleção Mini já vendeu cerca de seis mil veículos. 

Outra versão do veículo é o Mini Cooper Roadster, nesse caso o motor é equipado com a tecnologia Mini TwinPower com potência de 184 hp a 5.500 RPM. Com o uso dessa tecnologia o veículo é capaz de alcançar 100 km/h em no máximo 7 segundos. 

As duas versões do veículo possuem preços sugeridos de R$ 132.950,00 e R$ 144.950,00

Por Joyce Silva


Com onze modelos disponíveis no mercado, o Mini Countryman foi lançado durante o Salão de Genebra de 2010 e chegou ao mercado no ano de 2011.

Com menos de um ano no mercado, o público anda completamente encantado com o veículo.

O modelo tem 40 centímetros a mais que o Mini convencional, possui 4 portas e é esteticamente mais robusto.

Com um preço que varia entre 22.900 e 30.750 euros, o veículo está disponível em duas versões: 4×2 e 4×4.

No Brasil, este automóvel está sendo vendido por valores que vão de R$ 107.700 a R$ 144.700.

As potências do carro variam entre 90 e 184 cavalos. O câmbio manual de 6 marchas vem de série e para as versões a gasolina pode ser adicionado o câmbio automático.

Os consumos, as emissões, o sistema Start and Stop e a travagem regenerativa variam também de acordo com o modelo.

Já o famoso sistema de tração integral permanente é opcional e está disponível apenas para os modelos Cooper S e Cooper D.

Mais informações podem ser encontradas no site www.minibrasil.com.


Se os admiradores dos carros produzidos pela empresa inglesa Mini ficaram tristes com a notícia de que a montadora não irá produzir o Crossover Beachcomber, modelo baseado no jipe Moke produzido no passado, que teria o charme e a inovação de ter o teto e portas removíveis, e que por fim não será produzido por questões de segurança, podem ficar felizes, pois do Salão de Detroit vem uma boa notícia.

Diretores da empresa confirmaram que o carro conceito Paceman, modelo com duas portas apresentado no salão, irá entrar em produção no começo de 2012. Trata-se de um modelo também bastante simpático como outro famoso da marca, o Countryman, do qual herdou as mesmas dimensões, embora em relação à altura seja bem mais baixo. Porém a aparência será um pouquinho mais atarracada, mas mesmo assim irá apresentar um desenho agradável de linhas retas e compactas e visual bem urbano.

Quanto à motorização o Paceman será movido por um propulsor 1.6 turbo de dois estágios que gera 211 CV de potência. A transmissão será automática, possuindo tração integral ALL4.

Foto: Big Blogg

Por Mauro Câmara

Fonte: Carros IG





CONTINUE NAVEGANDO: