O Mitsubishi Lancer Evolution X chega mais potente, para se despedir e dar lugar a uma nova linha de carros esportivos Lancer. A última linha do EVO da forma como existe hoje foi preparada para ser especial e com elementos próprios.

A fabricante já havia anunciado que o EVO deve ser substituído por um crossover esportivo. Em entrevista cedida à revista Autocar, durante o Salão de Paris, o chefe de produto da Mitsubishi, Kanenori Okamoto, afirmou que o EVO dará lugar a um SUV de alto desempenho, com tecnologia híbrida.

O Lancer Evolution X 2015 vem para marcar a despedida com motor turbo 2.0L, DOHC e 16 válvulas com intercooler, tendo um upgrade na ECU preparado pelo engenheiro John Easton. Com esse upgrade, são gerarados 340cv e 37,3kgfm de torque.

O novo carro tem rodas BBS aro 18” forjadas na cor grafite, com um contorno da grade de cor vermelha. Também conta com transmissão de dupla embreagem, freios Brembo, controle de tração (S-AWC) e sistema ABS de quatro canais com EBD. Além disso, conta com um sistema multimídia com navegador GPS, Bluetooh, CD e DVD. O preço da nova versão se mantem em R$ 219.900.

Enquanto isso, a produção nacional das versões civis do Lancer, que chegavam importados do Japão, tem início na linha de montagem da Mitsubishi em Catalão, Goiás. Sem muitas modificações, o sedã de porte médio mantém o mesmo motor e traz diferenças nas novas rodas 18’ e um sistema multimídia atualizado: tela Touch Screen de 7”, navegador GPS, Bluetooth, dual vídeo zone e o Dynamic Information System (DIS), com acelerômetro, aceleração lateral, bússola, inclinação frontal e altitude.

O Lancer nacional também ganhou nova suspensão, apropriada para o Brasil. Preços das versões que estarão disponíveis:

Lancer 2.0 MT – R$ 66.490

Lancer 2.0 CVT – R$ 72.490

Lancer 2.0 GT – R$ 83.990

Lancer 2.0 GT AWD – R$ 97.490

Por Daniel Cavalcante

Foto: autopolis.com.br


O Inovar-Auto, novo Regimento de Automóveis no Brasil, acabou de oferecer vários incentivos para a montadora Mitsubishi produzir carros em nosso país. As primeiras unidades a serem nacionalizadas serão dos modelos ASX e o Lancer.

Os veículos em questão serão fabricados no município de Catalão, em Goiás. Vale ressaltar, no entanto, que ainda não foi confirmada a data de comercialização em território brasileiro. Tudo indica que os carros serão lançados em breve. O ASX, modelo crossover, deve estrear ainda em 2013. O Lancer, por sua vez, deve começar a ser vendido apenas no primeiro semestre de 2014.

A fabricação dos dois carros faz parte do projeto estratégico de expansão da marca Mitsubishi na América Latina. Segundo a montadora, o investimento total na unidade fabril de Catalão será de aproximadamente R$ 1 bilhão até 2015. A pretensão é que a fábrica não demore a receber várias linhas de pintura e cabines de montagem.

Ainda de acordo com a Mitsubishi, a nacionalização do Lancer e do ASX fará com que a fábrica de Catalão passe a produzir o total de cinco modelos, já que o L200 Triton, a Pajero Dakar e a Pajero TR4 são fabricados nela há algum tempo.

Por Larissa Mendes de Oliveira


Em 2013 irá acontecer mais uma edição da Lancer Cup organizada pela Mitsubishi.

Este evento esportivo irá acontecer entre os meses de março e outubro de 2013 em um total de seis etapas que serão disputadas no autódromo Velo Città localizado na cidade de Mogi Guaçú no estado de São Paulo.

Em todas as fases da competição será utilizado o carro Lancer Evolution R que possui um motor turbo 2.0 com capacidade de fazer até 306 cavalos de potência além de rodas de 18 polegadas e pneus do tipo slick próprios para competições esportivas.

Por Ana Camila Neves Morais


A Copa Petrobras de Marcas desembarca em Brasília, no Distrito Federal, neste fim de semana para a segunda etapa da temporada 2012. O anel externo do Autódromo Nelson Piquet será o palco das duas corridas que compõe a rodada. Para o piloto de Sorocaba (SP), Fábio Fogaça, duas novidades aplicadas ao seu Mitsubishi Lancer aumentam a expectativa de brigar entre os líderes.

Depois da primeira etapa do ano, disputada em São Paulo no mês de abril, o Lancer da equipe Officer ProGP recebeu um novo motor e passou por um processo de redução de peso. Na abertura da temporada, o carro da equipe era cerca de 60 quilos mais pesado que os adversários – e a revisão serviu para tirar parte desse peso e equilibrar a disputa.

“Como o Lancer é um carro novo na categoria, é normal que a primeira etapa do campeonato seja de avaliação do desempenho dele para o equilíbrio da categoria. A equipe conseguiu diminuir bastante o peso do carro e também trocou o motor. Isso certamente nos dará um equipamento bem mais competitivo em Brasília”, comentou o piloto.

O traçado do Autódromo Nelson Piquet que recebe a Copa Petrobras de Marcas é o circuito perimetral do autódromo. Uma pista com quatro curvas para a direita e 2.919 metros de extensão que resulta em uma das maiores médias de velocidade do ano na categoria. Em 2011, a pole-position de Thiago Camilo, por exemplo, foi registrada com uma média horária de 169, 2 km/h.

“A pista é praticamente um circuito oval e isso deixa o desempenho de todos os carros muito próximos”, aponta Fogaça, que no ano passado esteve bem próximo da vitória na etapa brasiliense da Copa Petrobras de Marcas. “Brasília é uma pista que eu gosto muito de pilotar e me sinto muito à vontade nela. Não é à toa que lá eu tive alguns dos melhores resultados da minha carreira. Espero ser competitivo novamente este ano e brigar pela vitória novamente”, completou o piloto.

Os treinos para a segunda etapa do campeonato começam na manhã de sábado em Brasília. Mesmo dia em que será realizado o treino que define a ordem de largada. A duas corridas da etapa serão disputadas no domingo. Confira os horários:

Sábado – 09/6

1­º treino – Grupo A – 9h15
1º treino – Grupo B – 10h10
2º treino – Grupo A – 13h20
2º treino – Grupo B – 14h15
Treino classificatório – 16h30

Domingo – 10/6

Corrida 1 – 10h25
Corrida 2 – 13h20





CONTINUE NAVEGANDO: