A Ford está programando para o início do mês de outubro a apresentação oficial do New Fiesta Hatch 2012 no mercado brasileiro. As vendas do modelo, que é produzido no México e tem sido flagrado com bastante frequência nos últimos meses sendo testado por aqui, começam logo em seguida. Os preços devem partir de R$ 47.000, segundo especulações.

A nova geração do New Fiesta Hatch terá sob o capô a mesma mecânica empregada no modelo sedã, ou seja, o motor Sigma de 16 válvulas e 1.6 litro, bicombustível, acoplado ao câmbio manual de 5 velocidades, capaz de gerar até 115 cv de potência. Ambos também têm em comum o mesmo estilo de rodas, de 15 polegadas, enquanto algumas das diferenças estão no tamanho (4,06m de comprimento do hatch contra 4,40m do sedã) e na capacidade do porta-malas (360 litros contra 400 litros).

A montadora norte-americana ainda não confirmou, mas o modelo deverá ser oferecido em três versões de configuração. A mais básica deve contar com trio elétrico, ar condicionado, rodas de alumínio, direção hidráulica, alarme e som com MP3 e CD. Na intermediária é esperado o acréscimo de airbags frontais, de cortina e laterais, e freios ABS, enquanto a top de linha estará equipada com bancos em couro e rodas aro 17, entre outros itens.

Por André Gonçalves


A população mundial tem procurado produtos que atendam às suas reais necessidades e, ao mesmo tempo, pouco ou nada prejudiquem o meio ambiente. Tratados de décadas fomentam a ideia de diminuição dos gases nocivos à atmosfera com foco num mundo mais limpo, sustentável e bom de ser vivido.

O setor de veículos procura fazer sua parte nessa história ao divulgar informações e lançar modelos elétricos e híbridos. Isso tem aguçado o consumidor, mas como a tecnologia ainda é custosa, sua acessibilidade num plano global está longe de ser consumada. Alguns automóveis não inseridos nesse sistema parecem que também fazem sua parte. Caso é o do New Fiesta, considerado pelo Conselho Americano para Economia e Eficiência Energética, uma organização não-governamental, como um dos dez carros mais ‘verdes’ comercializados nos Estados Unidos neste ano.

Perfeito, mas qual é a relação direta com o Brasil se o carro é vendido nos EUA?

Pois bem, o motor Sigma 1.6, que integra o New Fiesta, é produzido no interior de São Paulo, em Taubaté. É capaz, só para citar, de percorrer 17 quilômetros, na estrada, com apenas um litro abastecido.

O ranking não leva em consideração apenas a emissão de gases ao meio ambiente e consumo de combustível, mas também a confecção e o descarte dos materiais utilizados na produção dos carros.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Ford





CONTINUE NAVEGANDO: