Teste realizado pelo Latin NCAP mostra que modelo da Fiat oferece mais segurança em caso de colisões laterais.

O Latin NCAP, que é um órgão responsável por realizar avaliações com relação à segurança de veículos na América Latina, alterou as regras em seus testes e agora está mais rigoroso, sendo que desde o começo do ano está realizando o teste de impacto lateral e reavaliando os carros comercializados no Brasil. Na última semana, a empresa publicou um comunicado diferenciando estruturalmente os modelos que foram avaliados recentemente, o Peugeot 208 e o Fiat Palio.

No caso do modelo Peugeot 208, que antes contava com quatro estrelas no quesito proteção para adultos, agora passou a ter duas em sua reavaliação. E na proteção de crianças foi de quatro estrelas para três.

Com o modelo Palio da marca italiana Fiat, que antes tinha sido atribuído três estrelas para o passageiro infantil e quatro estrelas para os ocupantes adultos, no último teste foi classificado com somente uma estrela ao tratar da proteção de adultos e a proteção para crianças continuou com as mesmas três estrelas.

O órgão fez uma comparação dos testes de impacto lateral dos dois modelos e concluiu que houve uma intrusão maior na cabine do Peugeot 208, se comparado com o Fiat Palio.

O teste foi inserido no ano de 2016 e foi revelado que o modelo da Peugeot não possui barras de impacto em sua portas. Já o veículo fabricado pela montadora italiana, na cidade de Betim (MG), é equipada com um reforço na sua estrutura, consequentemente tendo uma maior segurança. Na conclusão do Latin NCAP, é visível que a Fiat fabricou o Palio com o objetivo de dar uma proteção bem maior aos seus ocupantes, caso venha sofrer impactos em suas portas.

O secretário Geral do Latin NCAP, Alejandro Furas, disse que a proteção lateral, infelizmente, ainda não é obrigatória em países latino-americanos, exceto no Equador. Vale lembrar que atualmente são poucos mercados que exigem a implementação deste recurso. Tal tipo de impacto, o lateral, para os ocupantes, representa um grande risco, visto que não há muito espaço nas laterais dos carros para que a energia de um impacto fosse absorvido.

FILIPE R SILVA


Modelo foi redesenhado pela primeira vez e ganhou duas novas opções de motor.

A montadora Peugeot, na última segunda-feira, dia 4, na cidade de Fortaleza, apresentou a linha 2017 do modelo 208. A linha será redesenhada pela primeira vez, o modelo agora possui duas novas opções de motorização, uma focada na parte mais esportiva e outro com foco no desempenho. No total são 7 versões, com 3 transmissões e 3 motores.

O motor que era de 1.5 e 4 cilindros passou a ser de 1.2 com 3 cilindros. Ele é um pouco menos potente e vem com o objetivo de ser o mais econômico do país, tendo um consumo médio de 10,9 km/l com etanol, rodando na cidade. O outro é um motor 1.6 com 122 cv e conta também com o 1.6 THP (turbo) de 173 cavalos.

O visual do Peugeot 208 passa por pequenas reestilizações, que foram mostradas no modelo apresentado no Salão de Genebra no ano passado. Na frente, o para-choque conta com um formato levemente diferenciado, já a grade tem um novo local.

Os faróis de neblina passaram a contar com uma moldura maior. Na parte traseira, a novidade fica por conta da disposição das luzes. Na parte interna foram modificadas somente as cores e as texturas.

Se comparado com outras versões, o comportamento dinâmico teve um reajuste. A suspensão vem com uma regulagem especifica para a esportividade, os pneus possuem um perfil mais baixo, as rodas traseiras ganharam discos sólidos, os freios foram redimensionados tanto no diâmetro como na espessura, além da direção também estar mais direta.

A montadora resolveu também apostar num incremento do visual do novo 208 GT. O qual vem com rodas de 17 polegadas em alumínio com acabamento diamantado, retrovisor com acabamento na cor preto brilhante, aerofólio, escapamento com dupla saída e ponteiras cromadas, além da grade com detalhes em vermelho. Internamente, o modelo possui pedaleiras esportivas, volante revestido em couro com detalhes vermelhos e bancos com costuras na mesma cor.

Para os que desejam esportividade somente no visual, há a versão Sport, que possui uma aparência esportiva, porém, conta com um propulsor de 1.6 com 16V e potência de 122 cavalos, somado ao câmbio manual de cinco velocidades. A grade é em preto brilhante e com detalhes vermelhos, os retrovisores e o aerofólio também são em preto brilhante.

FILIPE R SILVA





CONTINUE NAVEGANDO: