Modelo tem previsão de ser lançado no Brasil em 2018, após o início da produção na Argentina.

Foi lançada recentemente a Alaskan, um automóvel bastante importante na história da Renault, haja vista ser a primeira picape média da montadora francesa. O visual da picape é bastante semelhante ao conceito apresentado pela Renault em 2015. O modelo já se encontra disponível em alguns mercados latino-americanos, como é o caso da Colômbia. No Brasil, no entanto, a Alaskan só deve chegar em 2018, após o início da produção na Argentina.

Vale ressaltar que a Alaskan é o segundo lançamento deste segmento, pois a Renault já havia apresentado à compacta Duster Oroch no final de 2015. O grande objetivo da montadora francesa é tornar-se um forte concorrente global nesta área.

Um detalhe bastante interessante é que a Alaskan foi desenvolvida através de uma parceria com a Nissan. Com isso, a nova picape da Renault apresenta a mesma arquitetura da nova geração da Nissan Frontier.

Como trata-se de uma picape média, a Alaskan é capaz de carregar 1,2 tonelada. Outro destaque deste lançamento é a sua versatilidade, pois a mesma foi desenvolvida tanto para o trabalho quanto para a cidade. Dessa forma, o automóvel dispõe de suspensão traseira de eixo rígido com cinco pontos de ancoragem e seletor para configuração da tração entre 4×4 e 4×2.

A parte interna da Alaskan é bastante semelhante ao Nissan Frontier, sendo que as diferenças ficam por conta apenas do painel de instrumentos e volante. Além disso, saiba que este lançamento também possui um pacote de itens recheados de tecnologia, dentre os quais: sistema multimídia com tela sensível ao toque de sete polegadas, bancos dianteiros com tecnologia para aquecimento, botão de partida, computador de bordo com tela digital, ar-condicionado digital de duas zonas, volante multifuncional e GPS integrado.

Um grande destaque da Alaska é a visão em 360º que visa auxiliar o motorista durante as manobras e balizas. Tal visão é possível graças às quatro câmeras que foram posicionadas ao redor do veículo. Além disso, saiba que a segurança também foi uma das prioridades da Alaska: o automóvel possui controles eletrônicos de tração e estabilidade, assistente de partida em campa e decida, além de piloto automático.

O motor, por sua vez, é o 2.3 dCi movido a diesel e acompanhado de quatro cilindros com dois turbocompressores. Trata-se da mesma motorização utilizada na nova geração da Frontier. A picape da Renault contará com opções com 160 cv e 190 cv. O câmbio é manual de seis marchas ou automático com sete marchas.

Por Bruno Henrique

Renault Alaskan

Renault Alaskan

Fotos: Divulgação


Série especial terá cabine simples e cabine dupla, com preços que partem de R$ 64.750 e R$ 71.120, respectivamente.

A montadora italiana divulgou uma novidade, o Fiat Strada Adventure Extreme, que será uma série especial da picape. A finalidade da empresa é agradar mais clientes no segmento e manter a Strada como líder nele, o que acontece atualmente.

A edição Extreme terá versões em cabine simples, custando R$ 64.750 e em cabine dupla saindo por R$ 71.120. O veículo ganhou robustez e mais equipamentos na novidade.

A nova central multimídia é item de série, com tela touchscreen de 6,2 polegadas. O interior vem também com volante multifuncional, navegador GPS, televisão digital, DVD, Bluetooth, câmera de ré e detalhes em cinza grafite no acabamento. Os tapetes são exclusivamente bordados com a identificação do modelo e o volante tem capa em couro. As novidades mais inesperadas foram portas USB no painel e comandos por voz. A modernização atende a carências dos modelos anteriores.

No exterior, os para-lamas e o para-choque traseiro carregam o nome do carro. O farol ganhou máscara negra e abaixo deles constam canhões de luz. As rodas de liga leve são de cor cinza grafite e medem 16 polegadas. A capacidade da caçamba é de 680 litros.

O motor não teve upgrade e o mesmo 1.8 flex E-Torq com 16 válvulas e geração de 132 cavalos de potência a 5.250 rpm e 18,9 kgfom a 4.500 de torque. O câmbio também foi mantido no manual de cinco velocidades. O consumo é de 9,3 km/litro na estrada e 6,2 km/litro na cidade.

Nas duas versões, o único opcional é o câmbio automatizado Dualogic também de cinco marchas, que sai por R$ 3.943. Com isso, o preço máximo da Extreme fica em R$ 75.063 – versão de cabine estendida com câmbio automatizado.

A empresa revelou ainda que Weekend Adventure e Doblò Adventure terão edições especiais Extreme até o final de 2015. Para 2016, a Fiat já prepara uma picape com atributos de uma SUV, outra estratégia de manutenção de mercado.

Por Bruno Klein

Fiat Strada Adventure Extreme

Fiat Strada Adventure Extreme

Fotos: Divulgação


Modelo é reformulado e promete agradar os fãs de carros.

A picape Hilux é um dos carros mais potentes e confortáveis que existem no mercado, tanto que a Toyota divulgou para o seu público um novo modelo totalmente reformulado, no qual chega para o mercado brasileiro ainda esse ano.

Esse veículo já é conhecido em muitos países que compõe a América do Sul é também a Ásia. Mas o que dizer das demais localidades como a Europa, onde chega com três opções com relação ao motor a diesel e uma opção voltada para aqueles que preferem a gasolina.

Com foi mencionado no começo desse texto, esse modelo continua proporcionando conforto, mas sem esquecer de utilizar agora a tecnologia embarcada, junto com altos níveis de segurança, pois já chegou até a ganhar 5 estrelas na realização de testes voltadas para o efeito da colisão do respeitado LatinNCAP.

A Hilux vem com as seguintes características:

  • Capacidade de reboque de 3.500 Kg;
  • Limite de carga que chega em 1.240 Kg;
  • Barra estabilizadora bem reforçada;
  • Traseira com a otimização de um sistema de amortecedores;
  • Dianteira com braços duplos;
  • Bloco com uma melhor potência, no qual temos o 2.8 que pertence a família GD, que produz um rendimento de 177 cavalos e ainda 45,8 kgfm com relação ao torque, que em outras palavras fica em 1.600 até 2.400 rpm;
  • Câmbio automático de exatamente 6 marchas ou senão um manual com 6 relações, que nessa última opção faz com que o torque fique reduzido para 42,8 kgfm;
  • Fora o 2.8 temos o 2.4 da GD, com uma potência que chega a 150 cv e um torque no seus 40,8 kgfm, no qual o câmbio pode ser do tipo AT ou senão manual com 5 velocidades, que chega a 34,9 kgfm;
  • Capô com duas opções para a motorização, independente daquela que for escolhida, ambas apresentam-se com a utilização do diesel;
  • Feixes de molas que são mais longos que os anteriores;
  • E  ajustes no conjunto de suspensão, que proporcionam uma dirigibilidade bem parecida com os carros de passeio.

O Brasil recebe essa máquina entre o final do ano e começo de 2016, pois na Argentina a produção começa no dia 02 de Novembro com mais de US$ 800 milhões investidos para atender uma demanda de 140 mil novas unidades/ano.

Por Fernanda de Godoi


Nova versão terá apenas 300 unidades fabricadas e conta com itens surpreendentes.

A montadora japonesa Mitsubishi apresentou a nova série especial da pick-up L200 Triton. Trata-se da Chrome Edition um modelo restrito a somente 300 unidades e que conta com uma série de itens surpreendentes. Com um design semelhante ao do modelo GR-HEV híbrido, o lançamento apresenta as modificações dos últimos 9 anos. Saiba mais sobre o modelo:

Na frente, o novo para-choque veio equipado com uma grade frontal cromada maior, a qual foram adicionados os novos faróis em LED. Projetadas para compor o conjunto óptico, os faróis ficaram maiores, assim como as lanternas traseiras, que na nova versão, chegam até os para-lamas. Além deles, a pick-up ganhou detalhes cromados nas maçanetas e retrovisores.

A versão básica – HLS conta com o motor segue o 2.4 flex, equipado com 4 cilindros e 16 válvulas. A Mitsubishi afirma que esta motorização chega a 142 cavalos de potência e 22 kgfm de torque. O câmbio de cinco marchas manual trabalha bem com a tração é 4×4 e as suspensões, as quais apresentam um sistema que reduz o balanço dentro da cabine. Além dele, a marca oferece a opção com motor turbo diesel 2.5 litros, que entrega até 178 cvs. A capacidade do tanque de combustível é de 90 litros.

O interior conta com um acabamento impecável e no porta-luvas está a marcação em uma plaqueta a série especial. Os bancos contam com um novo estilo, mais bonito e funcional, o que acabou lhe rendendo a categoria de Premium. Para completar, o novo pacote multimídia com tela sensível ao toque de 7 polegadas, além das entradas USB, CD player, Bluetooth e rádio AM/FM. A central permite a conexão com dispositivos como iPod, MP3.

A nova Mitsubishi L200 Triton – Chrome Edition já está chegando às concessionárias a partir de R$ 87.990, com rodas de 17 polegadas, capota marítima e com o protetor da caçamba. 

Por Ana Rosa Martins Rocha

Mitsubishi L200 Triton Chrome Edition

Mitsubishi L200 Triton Chrome Edition

Mitsubishi L200 Triton Chrome Edition

Fotos: Divulgação


Novo modelo terá versões de 2 e 4 portas

O ano de 2015 poderá trazer um novo modelo de picape nos grandes salões de automóveis. Em recente entrevista ao site australiano CarAdvice, o executivo-chefe da Jeep, Mike Manley, deu uma declaração de que a marca poderá lançar uma picape em breve, fato inédito, já que o último modelo, o Comanche, foi lançado em 1992. Segundo Manley, a picape ainda está em fase de estudos pela empresa e, que poderia ser moldada de acordo com a plataforma do Wrangler, ou seja, com variantes de duas e quatro rodas.

"Em primeiro lugar estamos agora bem dentro do programa para a renovação do Wrangler. É um programa de ciclo mais longo por causa do que o veículo é. Você sabe que eu sou um grande defensor de um Wrangler pick-up, [mas] como parte disso, a decisão vai ou não vai ser feita a respeito de uma pick-up [variante]. Da minha perspectiva, ele se encaixa no portfólio exatamente", explica o diretor executivo.

Conhecida pelos modelos off-road, ou seja, carros destinados ao uso em estradas, o fato de querer lançar uma picape é novidade no mundo automobilístico, visto que, a Jeep não tem tradição na produção deste tipo de carro. Agora, resta esperar que o protótipo se apresente economicamente viável, além de, é claro, lucrativo.

A Jeep deve anunciar se produzirá a picape em breve.

História:

Liberdade, capacidade e aventura. Impossível não lembrar da famosa marca de "jipes" ao associar estas três palavras.

Há 74 anos nasceu a marca Jeep com o intuito de ajudar os aliados durante a Segunda Guerra Mundial. Assim, com fins totalmente militares, o Exército dos Estados Unidos lançou, em meados dos anos 1940, um apelo às fabricantes de veículos do país para criarem um automóvel ágil, com capacidade de transportar pesadas cargas, que tivesse tração integral e, o principal, que se locomovesse em qualquer terreno. Então, no final da guerra, a Willys registrou o nome Jeep. Foi dessa forma que os Jeeps passaram a integrar o mercado automobilístico e, ficaram cada vez mais famosos em todo o globo por associar aventura com capacidade, uma combinação perfeita para os amantes da liberdade.

Por Andréa Corneli Ortis

Jeep Wrangler Ute

Foto: Divulgação


A Chevrolet anunciou uma edição especial da picape Colorado, Z71 Trail Boss Edition, no Cleveland Auto Show, nos Estados Unidos. A versão da picape tem rodas de alumínio de 17 polegadas escurecidas, suspensão para utilização off-road, pneus Goodyear 265/65 DuraTrac, caixas de rodas pretas, barras e divisor de carga e novos emblemas.

O modelo também tem bloqueio do diferencial automático, faróis de neblina, tapetes com o emblema Z71 e ganchos para reboque. De acordo com a Chevrolet, o veículo começará a ser vendido na primavera com preços partir de US$ 28.505. A suspensão de caminhão acrescenta US$ 3.220.

A Chevrolet também confirmou atualmente a nova geração do Malibu, em conjunto com o primeiro teaser. O novo modelo será divulgado de forma mundial no Salão do Automóvel de Nova Iorque, que irá acontecer em abril, e terá a possibilidade de chegar ao mercado no segundo semestre.

O Chevrolet Malibu 2016 terá a possibilidade de ser mais ampliado, mais leve e mais eficiente em comparação ao modelo atual. A arquitetura do novo modelo é totalmente nova, oferendo um aumento de 101 milímetros na distância de entre-eixos, o que resulta em espaço maior para as pernas dos ocupantes. Além disto, o peso terá a possibilidade de reduzir 136 quilos, por causa da estrutura de aço com resistência mais elevada.

Considerando o visual, o modelo também terá grandes modificações em comparação a segunda geração. A dianteira terá uma grade mais oculta e faróis afilados e espichados. Nas partes laterais, o destaque consistirá no novo formato da carroceria, por meio da linha do teto esticada mais para trás. A parte traseira deverá possuir lanternas mais prolongadas, semelhantes às do novo Cruze. O novo modelo é resultado de um entendimento magistral de proporções, segundo o vice-presidente de design global da GM, Ed Welburn.

Mais detalhes a respeito do modelo serão anunciados semanalmente até sua divulgação oficial.

Por Felipe Couto de Oliveira

Chevrolet Colorado Z71 Trail Boss Edition

Chevrolet Colorado Z71 Trail Boss Edition

Fotos: Divulgação


Recém-saída do “forno” a Strada 2014, novo modelo da Fiat traz novidades que prometem agradar ao público em geral. Uma das novidades mais esperadas para o novo lançamento era se o carro viria de fato com uma terceira porta, como divulgavam os rumores em torno do lançamento. E para surpresa de quem duvidava, a resposta foi sim, o Strada 2014 possui uma terceira porta.

Esta novidade no design do automóvel foi pensada com intuito de facilitar o acesso de passageiros ao banco traseiro do carro que também teve sua capacidade de carga aumentada e agora os proprietários da picape podem contar com mais 120 litros disponíveis na caçamba que passa agora a ter 1.220 litros. A cabine estendida do automóvel também passou por modificações que agora possui capacidade de 910 l, e a cabine dupla passou a ter capacidade de 680 l, anteriormente essa capacidade era de 810 l e 780 l, respectivamente.

Em entrevista à Revista Auto Esporte, Claudio Demaria, diretor de desenvolvimento e design da  Fiat, disse: “A nova Strada conta com 300 novos componentes de design e de engenharia. O grande destaque é a porta traseira com abertura reversa, que ampliou o espaço de acesso ao banco de passageiros de 0,5 m² para 1 m²”.

O carro também recebeu atenção especial tendo sua lanternas redesenhadas que se harmonizam perfeitamente com a nova caçamba que possui contornos sinuosos as molduras das caixas das rodas e  também a tampa da caçamba, assim como o  para-choque traseiro também receberam modificações significativas para aumentar a atratividade e beleza do Strada 2014.

O preço de venda estimado para o carro é de R$ 42.330 para aquisição do modelo com cabine dupla, ou de R$ 33.750 para os modelos de cabine simples.

Gostou da novidade da Fiat? Então corra a uma concessionária para garantir a sua Strada 2014.

Por Jaime Pargan

Fiat Strada 2014

Foto: Divulgação


A Volkswagen vinha fazendo suspense nos últimos dias para a apresentação de uma nova versão da picape Amarok na Argentina, liberando alguns “teasers” na internet, que pouco mostravam. Muitos chegaram a especular que se tratava de uma versão com motor movido a gasolina ou um modelo com câmbio automático. Falou-se também em uma versão SUV baseada na picape. Porém, o que a montadora alemã apresentou foi a Amarok Maxi Concept, uma versão conceitual, com caçamba estendida, que ainda não tem previsão de ser produzida.

A novidade é que o modelo tem uma caçamba com cerca de 65cm mais longa que a versão convencional, abrindo um bom espaço para o transporte de cargas. O protótipo revelado é de cabine dupla, mas caso ele ganhe a linha de produção, também haverá uma versão em cabine simples, conforme informações da imprensa argentina. O modelo é equipado com o motor TDI 2.0 litros, que gera 122 cv de potência, acoplado à transmissão manual de seis velocidades, bloco idêntico ao já utilizado na linha atual.

O interior da picape conceitual, assim como os detalhes sobre o desempenho do propulsor não foram divulgados pela Volkswagen, mantendo, de certa forma, o suspense em torno da Amarok Maxi Concept.

Por André Gonçalves


A pick-up Amarok é vendida no país em três versões: básica, Trendline e Highline; fazendo com que esteja disponível quatro modelos para o consumidor, com diferenciais em seu espaço interno e no da caçamba; além de um novo nível de segurança para o segmento.

A versão básica possui motor 2.0 TDI Turbo Diesel de 4 cilindros e 16 válvulas, sistema de injeção Common Rail, com um único turbo compressor que atinge potência máxima de 122cv. Ela chega com preço sugerido de R$88.900 para tração 4×2 e R$92.990 para tração 4×4. Ela aparece com ar condicionado, direção hidráulica, protetor de cárter, CD com entrada para MP3, SD-card, USB, BLUETOOTH, entre outros itens de série.

Já as versões superiores Trendline com preço sugerido de R$102.990 e Highline a R$119.490 são equipadas com motor diesel TDI de 2 litros, 4 cilindros e 16 válvulas, com potência de 163cv; além de sistema de injeção Common Rail de alta performance e alimentado por dois turbos compressores.

Ambas também possuem a tração 4×4 selecionável com reduzida e como itens de série airbags para motorista e passageiro, piloto automático, computador de bordo, travamento central com controle remoto, vidros com acionamento elétrico e demais itens.

Entre os novos padrões de segurança para o segmento, estão os itens: airbags do motorista e do passageiro dianteiro e cintos com pré-tensores nos bancos dianteiros; além do ABS off road, Sitema de Assistência à Frenagem, Sistema de Controle de Tração e Bloqueio Eletrônico do Diferencial.

Outras informações podem ser encontradas no site www.vw.com.br.

Por Danielle Vieira





CONTINUE NAVEGANDO: