Montadora irá gerar oportunidades de trabalho para produzir carro elétrico.

A montadora germânica Porsche irá aumentar a quantidade de vagas de empregos relacionadas ao projeto de produção do seu primeiro carro completamente elétrico. Se comparado com as ante metas anteriores, como fração de um esforço realizado pelo grupo Volkswagen para passar por cima daquele escândalo de fraude em teste de emissão de gases poluentes, em que a montadora se envolveu recentemente.

A montadora Porsche, que é a vice líder quando o tema é contribuição para o lucro do grupo Volkswagen, tem um plano de gerar pelo menos 1400 vagas de emprego para vender, construir e desenvolver o veículo modelo Mission E, que será um grande concorrente do Model S da montadora americana Tesla e que irá estar pronto na linha de montagem na Alemanha, na cidade de Zuffenhausen, em 2019.

Além dessas vagas de emprego, deverão ser contratados também outros 350 especialistas digitais para uma unidade da Porsche, a qual foi criada especificamente para que fossem descobertas novas áreas de negócios e desenvolvidos conceitos de mobilidade, segundo a empresa, o que reflete uma transformação que já se encontra em curso na montadora Audi, uma marca de luxo do mesmo grupo.

A companhia alemã já tinha estipulado anteriormente mais de mil novas vagas de empregos para o desenvolvimento do Mission E, na unidade da cidade de Zuffenhausen. A marca de veículos esportivos está dispondo de cerca de 1 bilhão de euros, o equivalente a 1,1 bilhão de dólares, no modelo elétrico.

O modelo elétrico Misson E traz uma grande mudança na Porsche, que tradicionalmente é conhecida por veículos esportivos de alto nível e movidos por propulsores a combustão, informou Uwe Hueck, o chefe de trabalho da Porsche, a alguns repórteres na última terça-feira. O executivo também disse que a empresa deve participar das mudanças digitais ou então sairá perdendo.

Hueck ainda falou sobre as metas, apesar de não ter apresentado muitos detalhes com relação à produção para o modelo Mission E, porém, afirmou que para a montadora obter lucro com este novo projeto será necessário comercializar no mínimo 10 mil unidades do veículo a cada ano.

FILIPE R SILVA


Modelo chega com motor turbo em todas as versões. Preços partem de R$ 509 mil.

Após ter sido apresentado oficialmente no final do ano passado no Salão de Frankfurt, evento ocorrido na Alemanha, o novo Porsche 911 foi lançado aqui no Brasil. O veículo chegou ao mercado nacional com algumas mudanças, nessas mudanças foram feitas algumas pequenas alterações no visual externo do carro, as quais contemplaram o redesenhamento dos faróis e lanternas traseiras. A principal novidade trazida por este modelo ficou por conta da adoção do novo propulsor turbo, que será utilizado em quase todas as versões, exceção feita a edição limitada 911 R, que será lançada no segundo semestre e virá com um propulsor de seis cilindros opostos horizontalmente naturalmente aspirado de quatro litros e com capacidade de produzir uma potência de 500 cavalos, este motor trabalhará em conjunto com um câmbio manual de seis velocidades.

Nas outras configurações, a fabricante preferiu manter o tradicional propulsor de seis cilindros opostos, porém, sobrealimentado por turbina e sempre com acoplamento à transmissão com tecnologia robotizada de duas embreagens e de sete velocidades do modelo PDK. Outra novidade trazida pelo Porsche 911 é a tração integral nos modelos que são denominados pelo numeral “4”. A montadora, nesse início de venda, está fazendo uma oferta de carroceria cupê, targa e conversível (cabriolet).

Os preços sugeridos para comercialização deste lançamento vão de R$ 509 mil para o modelo Carrera até R$ 1,277 milhão para o modelo Turbo S Cabriolet, que é o topo de linha.

A versão de entrada, Carrera, vem dotada de um motor de três litros que possui tamanho reduzido em comparação com o modelo 3.4, que era utilizado na versão anterior. Para ajudar na potência o propulsor tem a ajuda de dois turbos, os quais conseguem produzir uma potência de 370 cavalos, ou seja, 20 cavalos a mais.

Por outro lado, os modelos Turbo e Turbo S, que são os topo de linha e que anteriormente eram os únicos que contavam com a presença da turbina na família 911, tiveram a cilindradas de 3,8 litros mantida, contudo, as turbinas ganharam um acréscimo de pressão, assim acrescentando a potência dos modelos mais 20 cavalos, de modo que com estas alterações os modelos passaram a produzir uma potência de 540 e 580 cavalos, respectivamente.

Para termos uma ideia do quanto essas máquinas são velozes, segundo os dados da fabricante, o modelo 911 Turbo S possui a capacidade de acelerar de 0 a 100 Km/h em incríveis 2,9 segundos.

Por Adriano Oliveira


Novo SUV teve um ganho de 20 cv, chassi reformulado e freios reforçados.

O veículo Porsche Macan GTS que estreou no Salão de Tóquio já tem data marcada para ser lançada no Brasil. O SUV chegará por aqui no primeiro semestre do próximo ano (2016). Apesar de ter uma provável data de lançamento a Porsche ainda não confirmou o preço que será cobrado pelo carro, porém já poder afirmar que esse modelo ficará posicionado entre o modelo Macan S e o Macan Turbo. Essas versões hoje estão tabeladas em R$ 403 mil e R$ 506 mil, respectivamente.

Os modelos da montadora Porsche que carregam a sigla GTS são mais provocantes do que as outras versões. As diferenças predominantes entre o Macan e o GTS estão no motor, que teve um ganho de 20 cv, no chassi reformulado e nos freios reforçados.

Esse modelo em questão está equipado com um motor V6 3.0 de 360 cv e 51 kgfm junto com a transmissão automatizada de embreagem dupla com 7 velocidades PDK. O veículo possui um peso de 1895 kg e consegue atingir 100km/h em 5,2 segundos, de acordo com a montadora alemã. Para os que quiserem um aperitivo a mais é possível instalar um pacote chamado de Sport Chrono, que traz uma melhoria em 0,2 segundo na aceleração, que pode atingir uma velocidade máxima, que está limitada a 256km/h.

O esportivo ganhou também algumas novidades, como o escapamento que altera o som, as suspensões que foram ligeiramente rebaixadas, fazendo com que o veículo fique 1,5 cm mais próximo do solo, as rodas de 20 polegadas com design exclusivo e detalhes e a cor vermelha, na qual o carro será vendido.

Além do Macan GTS, a montadora promete grandes lançamentos no Brasil para o ano que vem, como, por exemplo, o 911 Carrera, que foi renovado e começa a ser vendido no primeiro trimestre do ano.

Por Filipe da Silva

Porsche Macan GTS

Porsche Macan GTS

Fotos: Divulgação


Novos motores V6 e V8 turbo e a gasolina serão fabricados para novos modelos do grupo Volkswagen.

Duas das mais famosas montadoras do mundo dos automóveis estão com uma parceria para produzir uma família de novos motores sobrealimentados destinados para os novos modelos do grupo Volkswagen. Audi e Porsche firmaram compromisso para desenvolver os novos modelos de motores V6 e V8 turbo e a gasolina.

De acordo com o afirmado no site de notícias automobilísticas Autocar, os dois motores levariam o nome de KoVoMo (código que significaria Konzen Vee Otto Motoren) e possivelmente usariam um turbocompressor de gás, mas eventualmente os dois motores poderiam ser substituídos pelos equipados com um turbocompressor movido a energia elétrica. Os turbocompressores elétricos garantirão uma resposta melhorada em baixas rotações e menor consumo, além de menor emissão de poluentes.

Pouco se sabe sobre o projeto, mas o que pode-se descobrir é que os modelos dos motores utilizarão arquitetura de 90 graus, onde cada cilindro terá aproximadamente 500cc de capacidade. Isso quer dizer que os motores V6 serão de capacidade 3.0 litros e os modelos V8 serão de capacidade de 4.0 litros. A arquitetura dará ainda tolerância de produções de motores maiores ou menores.

Alguns rumores dizem que o projeto poderia ainda sofrer uma alteração. Há boatos de que a montadora poderia introduzir, eventualmente, um motor V6 de nível de entrada que deslocaria 2.5 litros e usaria o processo de combustão de ciclo denominado Atkinson.

Se tudo correr bem, os dois modelos, V6 e V8, poderão ser usados em uma grande variedade de modelos, como os da Bentley, Audi, Porsche, Lamborghini e Volkswagen.

Com o desenvolvimento dos dois motores, a Porsche e a Audi se aperfeiçoam e se aproximam cada vez mais das novas tendências do mercado que preza alta performance, com a preocupação constante com a natureza. Os motores desenvolvidos dariam aos clientes essas duas opções, e têm grandes chances de serem o futuro modelo da maioria dos outros motores semelhantes.

Por Patrícia Generoso

Motor parceria entre Audi e Porsche

Foto: Divulgação


Modelo foi um dos principais destaques do Salão de Nova York

O mercado automobilístico é um dos mais concorridos de todo o planeta. Por esse e outros motivos as montadoras sempre estão trabalhando com novos projetos, visando agradar seus clientes e se manter no topo. Um grande exemplo é a Porsche, que anunciou recentemente o novo Boxster Spyder no Salão de Nova York. O Boxster Spyder foi um dos principais destaques deste salão.

Para aqueles que são fãs da Porsche, saibam que o Boxster Spyder foi considerado a versão mais potente e mais leve para o esportivo da marca. Além disso, vale ressaltar que o automóvel deve estar chegando ao mercado europeu em julho de 2015 e seu preço sugerido gira em torno de R$ 283 mil, na atual cotação. Confira mais detalhes sobre este lançamento na continuação desta matéria.

Um dos principais destaques deste lançamento é que o Boxster Spyder foi totalmente inspirado nos modelos de competição da Porsche, dentre tais modelos podemos destacar o 718 Spyer dos anos 1960. O lançamento é extremamente elegante e conta com capô de tecido que pode ser recolhido eletricamente. A luxúria também atinge a parte interior do automóvel que conta com bancos esportivos equipados com apoio lateral. O novo volante trouxe ainda mais precisão e agilidade na condução.

Outro destaque bem interessante é que para que este modelo se tornasse a versão mais leve da montadora o mesmo teve que sair de fábrica sem ar-condicionado e sistema de navegação. No entanto, se o cliente desejar tais equipamentos os mesmos podem ser instalados sem qualquer custo adicional. O esportivo pesa 1.315 kg, sendo 105 kg mais leve que a versão top de linha, o Boxster GTS.

E para aqueles que são fãs da parte mecânica dos automóveis, saibam que o grande destaque desse automóvel não é apenas o seu peso. O Boxster Spyer também é bastante potente. O automóvel dispõe de motor 3.8 seis cilindros de 375 cv e câmbio manual de seis velocidades. Segundo os desenvolvedores, o carro consegue ir de 0 a 100 km/h em 4,5 segundos e sua velocidade máxima é de 290 km/h.

Por Bruno Henrique

Porsche Boxster Spyder

Porsche Boxster Spyder

Fotos: Divulgação


Audi, Porsche e Volkswagen terão carros com base na célula de combustível

A Volkswagen faz os preparativos para apostar no ramo dos carros ecologicamente corretos. Somado aos veículos híbridos e híbridos plug-in, o grupo deseja novos carros que não utilizem as bombas de combustível. Para isso, Audi, Porsche e Volkswagen possuirão modelo com base na célula de combustível. Para estar junto com o Volkswagen e-Golf e o Audi R8e-tron, a Porsche possuirá seu veículo pioneiro 100% elétrico.

O modelo da Porsche possui concorrente garantido: Tesla Model S. O modelo americano é recentemente a base dos veículos plugados na tomada, sendo objetivo da alemã ultrapassá-lo. Para isso, o semelhante menor do Panamera, denominado internamente de Pajun, poderá ser escalado. O estilo do veículo poderá ser inspirado de forma elevada no 911 e a plataforma irá se tratar da modular MSB.

Estando a Toyota sozinha no ramo de veículos com base na célula de combustível com o Mirai, a Volkswagen faz os preparativos para suas apostas. Através de uma veia esportiva, a Porsche possuirá seu representante, a Audi irá adotar a elegância e a Volkswagen irá formar um rival direto para o Toyota Mirai e o futuro Honda FCX.

A Porsche também divulgou o modelo Cayman GT4, que compartilha alguns itens com o semelhante maior 911 GT2. O modelo foi anunciado mundialmente no Salão de Genebra e já está presente no Brasil pelo valor de R$ 569 mil, o que significa uma elevação de R$ 90 mil em comparação ao GTS, recente especificação de elite do cupê compacto.

Através da motorização, é possível verificar que o novo Porsche Cayman GT4 é um veículo importante. O propulsor presente é quase idêntico ao do 911 Carrera S, sendo um 3.8 litros boxer de seis cilindros, tendo potência diminuída de 400 cv para 385 cv, e torque de 42,8 kgfm, tendo transferência para as rodas de trás por meio do câmbio manual de seis marchas. O modelo atinge 100 km/h em 4,4 segundos.

Por Felipe Couto de Oliveira

Carros elétricos

Foto: Divulgação


Divulgado durante o Salão de Genebra, na Suíça, o Porsche Macan S Diesel personalizado pela Hamann tem o reconhecimento facilmente pelas pessoas que acompanham o automobilismo mais próximo, uma vez que a pintura é a tradicional utilizada em modelos patrocinados pela Gulf, companhia do segmento de petróleo e iniciada em 1901, nos Estados Unidos.

Entretanto, de acordo com a Hamann, esta não é bem a situação. Desta forma, o modelo, que possui o pacote de alterações para o utilitário da empresa alemã, recebeu fatores novos na aerodinâmica com novo para-choque dianteiro, arcos das rodas mais largos, difusor de ar que implementa as quatro saídas do escapamento, spoiler traseiro e detalhes decorativos na carroceria.

Somado a isso, novas rodas de 22 polegadas com pneus 295/30 ZR22 fazem parte do conjunto exterior com a pintura da carroceria no tradicional azul e laranja. Nenhum detalhe a respeito do interior foi informado, entretanto, a preparadora garantiu que irá fornecer diversas alternativas de personalização para o veículo.

O trabalho da companhia também alterou a parte mecânica, ampliando a potência do motor 3.0 litros turbo V6 devido a reprogramação da central eletrônica e alcançando 300 cavalos de potência e 61,18 mkgf de torque, o que possibilita a aceleração de 0 a 100 km/h em 5.7 segundos.

A Hamann também fez um trabalho na BMW M4 em outubro do último ano, onde o exterior possui utilização de fibra de carbono em diversas partes. É verificado spoilers dianteiros e traseiros, saias laterais, capô novo e uma asa traseira modificável como pacote aerodinâmico novo e as rodas, de dois tons, também.

A Hamann Motorsport foi iniciada por Richard Hamann em 1986. A companhia da Alemanha possui a função de alterar carros da BMW, entretanto, também fornece alterações para outras empresas como a Mini, Porsche, Mercedes-Benz e Range Rover. A Hamann também possui uma história de grande sucesso no automobilismo.

Por Felipe Couto de Oliveira

Porsche Macan personalizado

Porsche Macan personalizado

Fotos: Divulgação


Uma tendência muito utilizada pela Porsche é a de downsizing (diminuição da força de trabalho), contudo ela mudou um pouco a forma de atuar com a futura apresentação de nova versão do 911. O modelo GT3 RS que está prestes a vir a público terá um motor naturalmente aspirado, ganhando mais potência. Para se ter uma ideia o veículo é mais potente do que o GT3, modelo que fez grande sucesso.

O GT3 RS será disponibilizado com um propulsor 4.0 litros de seis cilindros. Essa máquina gera até 506 cavalos de potência e o torque máximo de 46,9 kgfm, a 8.800 rpm. O motor está associado à transmissão automatizada PDK de sete velocidades e dupla embreagem. O modelo conta ainda com sistema de vetorização Porsche Torque Vectoring Plus (PTV Plus) e bloqueio do diferencial traseiro. Este último pode ser controlado eletronicamente, sendo possível também o torque variável, de acordo com o modo de direção.

A estrutura do GT3 RS é muito semelhante ao do irmão mais velho, uma delas é a carroceria feita em alumínio e aço composto. O modelo também deve apresentar a tampa traseira, aerofólio e bancos em polímero e fibra de carbono, além do teto produzido em magnésio, para-brisa e janelas em policarbonato.

O modelo traz diferença, principalmente nas medidas. Isso porque ele ficará mais lago em 50 mm na dianteira, 30 mm na traseira e rodas maiores, de 20 polegadas na frente e 21 polegadas atrás. Os pneus usados são os 263/35 ZR 20 e 325/30 ZR 21, respectivamente na dianteira e traseira. Já os freios serão compostos de seis pistões na parte da frente e quatro na parte de trás, ambos equipados com pinças na cor vermelha.

É esperado que esta nova versão do 911 seja apresenta no Salão do Automóvel de Genebra, evento a ser realizado no meio de março. Se não for de interesse da Porsche ou se for inviável, o modelo só será apresentado oficialmente no Salão de Frankfurt, em setembro.

Por Ana Rosa Martins Rocha

Porsche 911 GT3 RS

Porsche 911 GT3 RS

Porsche 911 GT3 RS

Fotos: Divulgação


Cogitada desde 2009, a união entre a Porsche e a Volkswagen finalmente será selada. O anúncio foi feito na quarta-feira (04/07) pela Volkswagen, que confirmou ter um plano para acelerar a fusão.

A fábrica alemã já continha 49,9% das ações da Porsche, mas tem a intenção de comprar o restante das ações até 2014. O acordo deverá ser feito o quanto antes ao preço de 4,46 bilhões de euros.

De acordo com o anúncio feito pela Volkswagen, a ideia é que a Porsche esteja presente no Grupo alemão já a partir de 1º de agosto. A estratégia já foi aprovada, inclusive, pelos diretores das duas montadoras. Segundo o presidente-executivo do Grupo Volkswagen, a medida é benéfica para as duas empresas e deverá fortalecer ambas tanto no setor financeiro quanto estratégico.

O Grupo Volkswagen atualmente reúne diversas marcas, dentre elas a Volkswagen, a Audi, a Bigatti, a Skoda, a Lamborghini, a Seat e a Bentley. O grupo também possui as marcas de caminhão Scania e MAN.

Até 2018, a montadora pretende ser a maior do setor, superando a atual invencibilidade da Toyota.

Por Matheus Camargo

Fonte: Volkswagen


Atenção! A montadora Porsche divulgou a realização de Recall do modelo Cayenne ainda no primeiro semestre de 2012.  Foram notados desajustes no farol dianteiro do veículo, sendo assim, a marca convocou todos os proprietários dos Cayennes fabricados entre 08/03/2010 e 31/01/2012.

De acordo com a Porsche, mais de 100.000 automóveis podem conter defeitos na instalação das lâmpadas do farol frontal, o que em longo prazo, pode gerar a dispersão e desgaste do equipamento, quebrar a peça e em casos raros, causar acidentes.

Os modelos que podem apresentar essa falha mecânica são o Cayenne Diesel, Cayenne Convencional, Cayenne S, Cayenne S Hybrid, e Cayenne Turbo.

Embora já esteja confirmada a realização dos reparos, a fabricante ainda não comunicou diretamente aos proprietários dos modelos que passarão pelo ajuste. Tal comunicação deverá ser feita através de correspondência, telefonemas e informes na imprensa.

A Stuttgart Sportcar, importadora do Cayenne, está no aguardo do laudo técnico para então dar segmento ao Recall, que será executado pelo Centro Técnico Porsche no Brasil. Ainda de acordo com a Stuttgart a manutenção e a troca de peças serão realizadas de forma gratuita pela fabricante.

Por Larissa Mendes de Oliveira


Luxo e sofisticação são os adjetivos que se pode atribuir à versão híbrida do Panamera exibido pela Porsche em Genebra no primeiro dia deste mês. O modelo esportivo conta com potente motor V6 de 333 cavalos e atinge a velocidade de 0 a 100 km/h em apenas 6 segundos. Para quem gosta de fortes emoções sob quatro rodas, o carro pode chegar a 270 km/h.

O Panamera vem também com motor elétrico de 47 cavalos e, nesse caso, o velocímetro só pode atingir 85 km/h.

A Porsche anunciou que este trata-se do veículo mais econômico já fabricado por ela e que se for utilizado os pneus da marca Michelin no modelo o consumo de combustível fica em torno de 6,8 litros/100 km.

A Michelin produziu pneus especialmente para o Panamera híbrido, tornando melhor o desempenho do veículo. Porém, mesmo com outros pneus, o carro desenvolve bem consumindo pouco, o que chega a algo em torno de 7,1 l/100 km.

Por Andrea Gomes

Fonte G1


O Porsche é mais do que um carro, é mais do que uma marca, é um sonho, um mito! A marca foi criada em 1931 pelo engenheiro Ferdinand Porsche que, por ironia do destino, também projetou o “fusquinha” da Volkswagen. Atualmente, o Porsche pertence praticamente ao grupo Volkswagen.

Depois do Porsche 356 de 1948, foi criado em 1963, o modelo 911 numa proposta de carro mais potente luxuoso. Nas mãos de um piloto profissional, o modelo 911 numa curva exigia evitar tirar o pé do acelerador de maneira brusca, já em curva mais baixa, era necessário frear o mais tarde possível.

O carro passou por outros modelos e modificações, mas o modelo 911 tem sido considerado, até os dias de hoje, como um passo marcante na história da marca.

Por Cintia Rebouças


As notícias atinentes ao mundo dos veículos automotores são quase diárias. O grande número de modelos no país, observado em várias ruas e avenidas, que se distinguem não somente pela cor, mas também por estilizações, ilustram o quanto o consumidor tem procurado saciar seus desejos da maneira como pode.

Entre um país e outro existem diferenças de marcas, que refletem, portanto, as disparidades socioculturais. Na Europa é comum a utilização dos Mini Cooper, mas nos Brasil essa recorrência é mais amena. Uma montadora que prepara um projeto especial, ainda no âmbito de importados, é a Porsche AG, que assinou nesta semana um acordo para dar início à confecção do Cajun, compacto utilitário esportivo.

A empresa revela que o veículo, o quinto produzido pela marca, será menor que o Cayenne. Segundo o Guia Quatro Rodas, o compacto será lançado no mercado com foco no público mais jovem. Veículos de comunicação europeus creem na possibilidade de o Cajun compartilhar peças e componentes com o Audi Q5, pois tanto a Porsche quanto a Audi fazem parte do grupo Volkswagen.

Por Luiz Felipe T. Erdei


Quem nunca sonhou com o famosíssimo e moderno carro Porsche?

Pois é, esse carro verdadeiramente é um sonho… Como se já não bastasse a geração antiga, agora irá chegar até o dia 14 de março no Brasil o novo Porsche Cayenne, conservando sempre o seu design de dar inveja ele chegará com algumas novidades. O Cayenne virá com o pacote completo, novo modelo de lanterna dando uma aparência mais oval nas laterais, aros personalizados, aparência única na parte dianteira, e não acabando por ai!

Agora o Porsche se tornou um automóvel híbrido (hybrid), com câmbio automático de incríveis oito marchas, com essas combinações o automóvel agora se torna mais veloz e menos consumidor, aumentando a porcentagem na economia de combustível.

E não é só isso, caso você não encontre um desses na sua rua, ele estará no tão esperado evento de exposição de automóveis no Salão de São Paulo em outubro. Realmente quem anda com um desses agora poderá ser chamado de rei.





CONTINUE NAVEGANDO: