Mais um lançamento pode chegar em pouco tempo no mercado de automóveis vindo da Audi.

Isso porque segundo rumores que circulam pela internet vazaram algumas fotos do novo Audi RS1.

As especulações esperam um veículo com design parecido com o A1 Clubsport Quatro equipado com um motor de cinco cilindros com 2.5 litros e uma potência menor do que 340 cavalos.

Se estas informações estiverem corretas, o Audi RS1 deverá ser vendido em pequena quantidade e com valores bem elevados.

Basta aguardar!

Por Ana Camila Neves Morais


O modelo 2013 do Ford Taurus ainda não chegou às concessionárias, mas deu o ar da graça em um estande da montadora no Salão de Nova Yorque. A proposta da franquia sedan dessa vez é ter mais potência (motores EcoBoost 2.0 com quatro cilindros e 3.5 V6 SHO) e maior sustentabilidade. O motor 2.0 com 240 cavalos faz cerca de 13 quilômetros com um litro de gasolina, enquanto que o motor V6 3.5 terá 294 cavalos, fatos que falam por si mesmos no tocante ao desempenho aliado à economia.

Fora os detalhes mecânicos primorosos, há que se destacar o redesenho pelo qual passou a linha, com a mudança no design dos painéis traseiros e do capô, sem esquecer do conforto e da praticidade já demonstrados em versões anteriores, agora aperfeiçoados: bancos que massageiam passageiro e condutor,  limpadores de parabrisas auto-ajustáveis, câmera de marcha à ré com tela de 8 polegadas, vidro com função escurecedora, entre outros itens.

Por Alberto Vicente


O Range Rover ganhou suspensões a ar que monitoram e calibram os amortecedores, além de um novo motor e um câmbio de 8 marchas automático controlado por um botão rotativo herdado da linha Jaguar. O formato esportivo confere maior estabilidade ao veículo.

Muito curioso é que além da potência gigantesca que tem, ele é movido a diesel, o que o torna muito econômico e representa uma verdadeira revolução no bolso do consumidor.

O motor foi especificamente preparado para ser mais potente, menos poluente e menos barulhento. Tem uma nova transmissão que faz com que o motor trabalhe a 1.200 rpm, com baixo ruído, o que muitas vezes o faz bem parecido com um motor a gasolina.

Um importante diferencial: o novo Range Rover se mostrou muito eficiente em estradas estreitas e com muitas curvas fechadas.

Fonte: Motor Show ago/2010

Edson Nascimento


Inicialmente um carro conceito, o Audi A1 2011 tem detalhes no teto que podem ser customizados ao gosto do cliente, além de saídas de ar no painel, cores dos bancos e iluminação interna por LEDs. Baseado na arquitetura de carros compactos da Volkswagen, o Audi A1 é construído nas plataformas do Polo e do Skoda Fabia, com chassi revisado para aumentar o prazer de dirigir.

O modelo tem 3,95 metros de comprimento,1,74 metros de largura e 1,42 metros de altura. O porta-malas, que tem uma capacidade de 267 litros, pode ser aumentado com o rebatimento total ou parcial dos bancos traseiros. Os motores do Audi A1 contam com turbo, sendo dois a gasolina e dois a diesel.

As versões com motor 1.2 tem motor com potência de 86 cavalos, e o 1.4 tem uma potência de 122 cavalos, que permitem uma aceleração de zero a 100km/h em 12,1 segundos  com motor de 86 cavalos e de zero a 100 km/h com o motor de 122 cavalos.

Experimente esse carro e sinta o prazer de dirigir.

Por Gerson de Morais


No início do seu lançamento, pensou-se que os modelos compactos com motor 1.4 iriam ocupar o lugar dos populares com motor 1.0, mas os pequenos com motor 1.0 continuaram na preferência dos consumidores, representando a maioria das vendas de carros no mercado brasileiro. 

Agora, os quatro maiores fabricantes desses veículos, a Fiat, a Ford, a General Motors e a Volkswagen, estão injetando mais potência nos seus carros de motor 1.0. A iniciativa tem como motivação o fato de que o consumidor brasileiro está mais interessado em maior economia do que em maior desempenho. 

Os modelos mais competitivos nesse setor do mercado são o Fiesta, com motor 1.0 Flex Rocam de 73 CV, o novo Gol G5, com motor 1.0 Flex VHT de 76 CV, o Mille Economy 1.0 Flex com motor de 66 CV, o Palio 1.0 Flex com motor de 75 CV, o Celta 1.0 com motor VHCE de 78 CV e o Clio 1.0 16V de 77 CV.

Um dos fatores para o aumento de potência nos carros de motores 1.0 é a taxa de compressão, que pode passar dos 12:1. Tudo para o consumidor continuar apostando nesse segmento automobilístico de grande sucesso.

Por Gerson de Morais





CONTINUE NAVEGANDO: