A montadora francesa Renault aproveitou o Salão do Automóvel de Buenos Aires para apresentar a nova geração do sedã Renault Logan. Visto pela primeira vez em solo latino-americano, a marca apresentou pequenas mudanças com relação ao modelo europeu, principalmente nos detalhes externos.

O novo Logan apresenta uma dianteira com a nova identidade visual da Renault, que assim como a maioria das montadoras, mantém o padrão dos veículos e realiza mudanças pontuais dependendo do valor e tamanho. Com novos faróis, nova grade e para-choque atraente, o sedã também sofreu alterações em seu interior. Com difusores de ar retangulares em vez de circulares, o Logan 2014 apresenta semelhanças com o modelo romeno, comercializado pela Dacia.

Apresentado ao público, o novo Logan deverá ser lançado na Argentina no início de 2014. No Brasil, o modelo será comercializado na nova versão, mas não sofrerá alterações na motorização, que segue com as opções 1.0 16V, 1.6 8V e 1.6 16V, todas flexíveis. O modelo teve boa aceitação no Brasil, mas sofreu críticas devido a baixa potência.

No Brasil desde 1960, a montadora desembarcou no Brasil com o Renault Gordini e caiu no gosto dos brasileiros. Consolidada no país, a Renault é conhecida por fabricar modelos de designer inovador.

Por Marcos Junior


Os modelos mais vendidos da Renault no Brasil, Logan e Sandero, representam 57% do total de vendas da marca e são os carros mais procurados da montadora francesa. Entretanto, na apresentação dos modelos Renault da linha 2013, ocorrida na semana passada, não foram notadas alterações estéticas nos dois carros-chefes da marca. Houve somente uma mudança na potência do motor. Agora, os carros apresentam 1.6 8V, Hi-torque, sendo que com esta configuração o veículo torna-se mais econômico e ganha em potência.

Com estas alterações e com a renovação da linha, os automóveis sofreram um aumento de 1% no preço. De acordo com informações da Renault, este aumento no valor reflete a integração de acessórios que anteriormente eram vendidos separados. A empresa ainda informa que o objetivo é manter o Sandero como um dos modelos mais vendidos do país. Isso se deve à acirrada competição com seus rivais de categoria, que são: HB20, Ônix, Etios, Gol, Punto e C3.

De acordo com a Renault, os preços desta nova linha ainda estão sendo definidos e dependem da prorrogação, ou não, da medida de redução do IPI.

Por Marcelo Araújo

Fonte: Uol


A Renault reduziu os preços de diversos itens de reposição de toda a sua linha, em uma iniciativa para incentivar os proprietários de carros da marca a realizarem a manutenção na rede de concessionárias oficiais. Componentes como pastilhas de freio, bombas d’água, baterias e embreagens, entre outros, passaram por redução nos valores de venda, que em alguns casos pode chegar a mais de 60%.

Um dos itens que apresentou a maior queda no preço foi o disco de freio do Mégane, cujo par custava R$ 305, valor que foi alterado para R$ 118. Já a bomba d’água para o Sandero e o Logan, que era encontrada a R$ 278, passou a custar R$ 110.

Para a linha de utilitários Master, a revisão de preços foi no jogo de embreagem, vendido anteriormente por R$ 1.573, e que pode ser comprado agora por R$ 900, enquanto que no caso do Clio, o jogo de pastilha de freio passou de R$ 188 para R$ 154.

Além da nova política de preços, a montadora francesa está trazendo para o país novos modelos de rodas de liga leve aro 17, para o sedã Fluence, e duas novas opções de rádios, das marcas PIONEER e HBuster.

Por André Gonçalves





CONTINUE NAVEGANDO: