O Chevrolet Prisma foi o destaque em vendas no mês de fevereiro de 2017, seguido do VW Voyage e do Hyundai HB20S.

O maior destaque de vendas no mês de fevereiro entre os veículos sedans de entrada foi um modelo bem conhecido. Tendo uma alta de 11% ao comparar com o mesmo período do ano de 2016, o veterano Voyage totalizou 2.442 exemplares emplacados e assim assumiu a segunda colocação no ranking do segmento. Sendo o 3º pódio seguido do modelo da marca alemã.

A ascensão do Voyage está relacionada também com o baixo desempenho do HB20S. O veículo da Hyundai somou 2.105 unidades emplacadas e acabou tendo seu pior resultado desde o mês de abril de 2013, com 967 exemplares, quando teve iniciou suas vendas no país.

O topo ainda se manteve com o Prisma, tendo 3.368 unidades emplacadas, que representa um recuou de cerca de 24% nos 12 últimos meses, entretanto a vantagem que o modelo da Chevrolet teve sobre o rival mais perto caiu para um pouco menos de mil unidades. No mês de janeiro, a vantagem tinha batido a marca de aproximadamente 1,9 mil unidades.

Em dois meses participando das análises da categoria, o modelo sedan do Toyota Etios manteve a mesma quarta colocação, com 2.054 emplacamentos, tendo números quase 16% acima aos de 2016. No entanto, a diferença com relação ao Siena foi de somente 39 unidades, emplacando assim 2015 unidades.

A marca italiana Fiat, aliás, contou com seu segundo pior resultado no ranking desde o mês de janeiro de 2002, período esse sendo o mais antigo com dados ainda disponíveis por meio dos arquivos da Fenabrave. Ainda sem contar o modelo Siena, o Forda Ka+ com 1.128 emplacamentos foi outro que teve um destaque negativo. Outra vez sendo ultrapassado pelo Renault Logan, com 1.427, o carro da montadora americana não comercializava uma quantidade tão baixa desde o mês de outubro de 2014, que atingiu 881, quando começou a ser comercializado de forma oficial.

O mês não foi bom também para o modelo Versa, que vendeu somente 964 unidades. Ao considerar que o modelo Chevrolet Classic, que emplacou 9 unidades já saiu de linha, o Nissan ocupou a posição de lanterna neste ranking devido ao seu pior mês desde março do ano de 2015, com 240 emplacamentos.

Então o top três do ranking foram: Chevrolet Prisma com 3.368 unidades emplacadas nestes mês, em segunda o VW Voyage com 2.442 e o Hyundai HB20S com 2.105 unidades na terceira posição.

Por Filipe Silva

Chevrolet Prisma 2017

VW Voyge 2017

Hyundai HB20S 2017

Fotos: Divulgação


O sedan Mercedes-Benz Classe C com o passar dos anos foi ganhando cada vez mais fama entre os compradores. Um dos principais motivos para isso é o fato de que o carro contava com um visual e também características no interior com aspectos de certa forma mais clássicos. Esse ponto acabou por afastar do modelo uma clientela um pouco mais jovem. Consequentemente ficou com aquele “ar de tiozão”. Coisa que não aconteceu com seus principais concorrentes como o Audi A4 e o BMW Série 3 modelos estes que há algum tempo já apresentam um visual um pouco mais versátil, além de contar com recursos tecnológicos.

A Mercedes por sua vez andou prestando mais atenção no mercado e tratou de rejuvenescer seus modelos a cada novo lançamento. Também criou carros novos como o CLA e Classe A. Automóveis desenvolvidos para agradar tanto quem é jovem quanto quem já é um pouco mais senhor. Com o Classe C a marca não fez diferente. A nova geração, a quinta desde seu surgimento em 1982, chega ao mercado com uma cara mais jovem e com características visuais que chamam a atenção.

O Classe C 2015 traz linhas mais marcantes. É um tipo de carro que se pode classificar como arrasador. Um detalhe é que essas mudanças visuais fazem com que o desenho lembre o novo Classe S, que por sua vez é o modelo mais luxuoso da marca.

No caso do Brasil, a divisão nacional da montadora alemã optou por trazer para cá o novo sedan apenas em sua versão que tem a estrela da marca em sua grade frontal. Isso quer dizer que os modelos que tem esse “detalhe” saltando do capô não deverão dar as caras por aqui.

Os engenheiros da fabricante também fizeram uma reforma estética no carro sendo que até otimizações em diversos recursos mecânicos também foram feitas. Entre as novidades temos a direção que antes era hidráulica e agora é elétrica, suspensão independente nas quatro rodas, freio de estacionamento elétrico e discos de frenagem feitos com material composto.

O Classe C também está um pouco maior. Entre as principais novidades do carro está sua central multimídia. A partir de agora ela será oferecida no Brasil com todas as funcionalidades que tem direito.

A linha 2015 do Classe C parece que vai agradar a uma gama maior de consumidores devido as mudanças citadas e diversas outras que tornam o carro mais ousado.

Por Denisson Soares

Fotos: Divulgação


Há cerca de 5 anos a montadora Ford lançou uma nova geração para o Ka, onde ele deixou de ser um carro de nicho para se popularizar como veículo familiar. Agora a fabricante resolveu lançar o Ka+, que consolidará a tese de carro grande e espaçoso.  

O automóvel que deve concorrer em uma disputa acirrada com o Voyage, da VW, o Prisma, da Chevrolet e o Logan, da Renault, apresenta um porta-malas de 445 litros. Não é nada espetacular, como os 482 litros do Fiesta Rocam, mas é um bom tamanho para o seu seguimento.   

O interior do Ka+ não é tão espaçoso como o do Renault Logan, onde você poderá esticar suas pernas sem maiores dificuldades. No entanto, o carro da Ford apresenta um espaço interno confortável para 4 pessoas. Um quinto passageiro conseguirá desfrutar do automóvel, no entanto, ele e os outros dois ocupantes do banco traseiro passarão apertados.  

Seu design acompanha a linhas de tendências adotadas pela Ford ultimamente. O Ka+ é um produto desenvolvido no Brasil para o mundo. Todas as versões do carro oferecem ao motorista direção elétrica, vidros dianteiros elétricos, travas elétricas com controle remoto, ar condicionado, MyFord Dock (ferramenta para suporte a telefones celulares e aparelhos MP3), airbag frontal duplo, freios ABS e controle de frenagem em curvas. Todos esses itens virão de fábrica para os compradores.  

Ainda há outros componentes como controle de tração e estabilidade, sistema multimídia com reconhecimento de voz e assistência de emergência, além de assistente de partida em rampas, algo útil para novos motoristas.  

A partir de outubro deste ano, o Ka+ poderá ser adquirido com motores com 80 cv (gasolina) e 85 cv (etanol) 1.0 TiVCT. Além das versões com motores 1.0 haverá uma mais potente com Sigma 1.5, que renderá ao carro uma potência de 110 cavalos (etanol).    Os valores do Ka+ estarão entre R$ 37.890, para as versões mais básicas, e R$ 47.490 para os mais completos e potentes.

Por William Nascimento

Ford Ka+ Sedan

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: