Confira aqui mais detalhes sobre o Novo Recall do Toyota Corolla.

Nesta última terça-feira, dia 03 do mês de abril, a Toyota anunciou no Brasil mais um recall. Dessa vez é o modelo Corolla com ano de fabricação a partir de 2013 que está com um problema de fábrica que é considerado bastante sério.

Essa não é a primeira vez que o Corolla anuncia um recall. Aliás, esse desde o ano de 2013 já é o sétimo recall que envolve um problema bastante sério localizado no airbag do passageiro e já denominado como “airbags mortais”, que são fabricados pela empresa Takata.

O nome “airbags mortais”, que é bastante sugestivo, só comprova a gravidade do problema. A falha está localizada no insuflador do airbag, que em caso de alguma colisão, ao ser acionado para proteção do ocupante, pode romper e assim destroços podem ser lançados em direção aos ocupantes do veículos, causando graves danos físicos e ainda podendo causar a morte.

Veja abaixo os chassis e códigos alfanuméricos que estão sendo convocados para o recall:

– Chassis: D26020000 a E2642203 e código alfanumérico: 9BRBD48E**;

– Chassis: D4759577 a E4789205 e código alfanumérico: 9BRBL42E*;

De acordo com a Toyota, são 53.635 unidades a terem que passar pelo reparo, que é a substituição da bolsa do airbag. Esses modelos foram produzidos entre os meses de janeiro e dezembro do ano de 2013.

Desse modo, se você possui um Corolla com essas características, entre em contato o mais rápido possível com uma concessionária da marca e faça o agendamento do reparo. O recall deste problema será realizado a partir desta quarta-feira, dia 04 do mês de abril e só termina quando todos os veículos forem apresentados.

Já a segunda convocação do Corolla é da versão GLi 1.8 automático CVT, que se deu pelo motivo de existir uma falha no sistema de transmissão CVT. O mau funcionamento de uma válvula presente no sistema pode levar com que uma luz de advertência se acenda no painel de instrumentos e assim que o sistema detecta esse alerta automaticamente, a velocidade do veículo é limitada em até 60 km por hora. Estão sendo convocadas para este recall o total de 65.963 unidades cuja fabricação se deu entre o dia 7 do mês de outubro do ano de 2013 e o dia 11 de agosto do ano de 2017.

Veja abaixo os chassis convocados para o recall assim como os códigos alfanuméricos:

– Chassis: J0104446 a J0125110; Código alfanumérico: 9BRBL3HE*;

– Chassis: F0001003 a H0104445; Código alfanumérico: 9BRBLWHE*;

A Toyota tranquiliza os proprietários de veículos com este problema, que ele não coloca em risco a segurança, nem a vida de seus ocupantes. Por isso, o reparo começará a ser realizado no dia 16 do mês de abril em concessionárias da marca.

De toda forma, se seu Corolla GLi 1.8 está entre os convocados, não deixe de ligar para fazer o agendamento.

A Toyota disponibiliza uma central de atendimento para que as pessoas possam estar tirando suas dúvidas e fazendo os agendamentos. Para isso basta ligar para o SAC no telefone 0800 703 0206. Quem preferir pode acessar o site da Toyota e ficar por dentro de todas as informações.

O recall será realizado de forma gratuita. Por isso, se você é proprietário de um Corolla que está convocado, não deixe de fazer o seu agendamento com uma concessionária. Embora no Brasil nenhum acidente em decorrência dos “airbags fatais” tenha sido registrado, é um risco que se corre. No exterior já foram registrados um total de 22 mortes relacionadas ao defeito.

Todo recall tem sua importância e é um direito que os proprietários de veículos envolvidos possuem, afinal, quem compra um carro novo espera ficar um bom tempo sem problemas, principalmente no que se relaciona a segurança.

Sirlene Montes


Na semana passada a Toyota lançou o novo Corolla com o visível objetivo de retomar a liderança do segmento de sedãs médios, que foi tomada pelo concorrente Honda Civic. A rivalidade entre os carros é disputada com muita igualdade, como mostra os números da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). No ano passado (2013), a Toyota emplacou 54.103 carros, enquanto que o sedã da Honda atingiu a marca de 60.970 emplacamentos.

Para conseguir recuperar mais mercado e alcançar os números da Honda, a Toyota fabricou o novo Corolla com um estilo menos conservador, além de investir em uma plataforma com elementos melhores de segurança e suspensão recalibrada. Os motores foram mantidos no 1.8 litro de 144 cv e no de 2.0 litros de 154 cv (com etanol). As maiores novidades, porém, foram a transmissão CVT (que supre a antiquada caixa automática de quatro marchas) e a disponibilidade de cinco airbags de série para todas as versões.

As duas versões de entrada da Toyota e da Honda foram comparadas para ajudar o consumidor na hora de escolher qual modelo levar. O Corolla e o Civic são equipados com motor 1.8 e câmbio automático. A Toyota ganhou uma identidade chamada de “Keen Look”, que deu uma aparência mais jovem e esportiva.  Já o Civic conta com um visual mais esportivo, porém com aparência um pouco mais velha se comparado ao Novo Corolla. Contudo, a impressão fica só na parte externa, por dentro o Civic tem um painel mais futurístico, dividido em dois andares, com o velocímetro digital posicionado acima do conta-giros analógico.

Os dois possuem motor 1.8 de 16V com comando variável, mas apenas o carro da Toyota tem sistema de partida a frio. No Corolla, o propulsor desenvolve 139 cv de potência e 17,7 kgfm de torque a 4.400 rpm quando abastecido com gasolina e 144 cv e 18,4 kgfm a 4.800 rpm com etanol. No Civic, o motor é de 139 cv e 17,5 kgfm a 4.600 rpm quando abastecido a gasolina e de 140 cv e 17,7 kgfm a 5 mil rpm quando abastecido com etanol.

Por Carolina Miranda


O novo Corolla da Toyota já tem pré-reserva. Esse carro, por sua vez, será incrível e totalmente diferente das versões anteriores. O fato é que esse possante começará, em todo o caso, a ser vendido a partir da data estipulada de 12 de março deste ano de 2014.

São muitas as surpresas e os mistérios que a marca estará promovendo, de modo que esse automóvel promete ser um sucesso de público e crítica.

O Toyota Corolla tem três versões de acabamento e duas opções de motorização.  Ele está ainda mais moderno e está também 10 cm maior em termos de comprimento.  O espaço interno e o conforto para até cinco pessoas serão ampliados. O visual da 11ª geração lembra o do Avalon, com lanternas alongadas e faróis que se juntam à grade dianteira.

As versões estão mais confortáveis e seguras e, diga-se de passagem, mais contemporâneas. O design parece mais arrojado e dinâmico, sem contar que a tecnologia do carro é, sem sombra de dúvida, de grande e alta tecnologia. Aliás, vale lembrar que os preços sugeridos da nova geração da Toyota ainda não foram definidos.

A versão de entrada deve chegar ao valor pensado de R$ 70 mil. Outras especificações desse grande veículo que são as apostas da Toyota para este ano são: direção elétrica, volante multifuncional e uma excelente conexão em Bluetooth.

Pois bem, com um câmbio manual de seis marchas e com recursos top de linha, o novo Corolla já tem uma miríade de imagens na internet que, por si só, já mostram as grandes e boas mudanças que esse carro está trazendo.  As cores do automóvel são branco, preto, prata, cinza, vermelho e azul, e pretos e brancos sólidos.

Por Juan Wihelm

Novo Toyota Corolla

Foto: Divulgação


Está previsto para Março desse ano o lançamento do novo Corolla. Voltando para disputar com o Honda Civic, o carro traz algumas mudanças desde o último lançamento. Se adequando aos novos padrões da Toyota, o carro está agora com uma dianteira formada por faróis espichados para as laterais e grade alinhada ao tal novo padrão já utilizado noRav4 e Auris, por exemplo.

O carro, que é produzido em Idaiatuba (interior de São Paulo), é fabricado em sua versão européia, sendo assim, mais requintada e elegante do que aquela criada para os Estados Unidos. As lanternas utilizadas no carro recordam as do Camry, já que invadem o porta-malas. A placa fica na própria tampa.

Uma das novidades mais latentes do novo modelo (que ainda está circulando em fase de testes com um certo tipo de camuflagem) é o câmbio CVT, com a opção de trocas virtuais e função “Sport” para o top de linha.

Os motores se mantém os mesmos da versão anterior de 1.8 litros (144 cavalos) e2.0 litros (153 cavalos), possuindo um comando duplo variável de válvulas. O novo Corolla irá possuir 153 cavalos sendo movido a álcool e 142 cavalos sendo movido a gasolina.

Possuindo um painel com o design mais elegante do que o anterior, o carro chega até a oferecer iluminação com tom azul (a mesma cor será usada nos comandos e teclas espalhados pela cabine). A chave, que não é daquele estilo canivete, é do modelo mais simples.

O porta-malas tem 470 litros e ótimos acabamentos, como de costume. O volante possui controle manual de som com as opções de mudar faixas, aumentar, abaixar e desligar. Também se encontra no volante outras opções como as de atender telefone e o display que se refere a mudanças no computador de bordo, onde se pode escolher a temperatura, ver o consumo instantâneo dentre outras coisas.

O carro promete agradar aos amantes da versão anterior do sedã, mostrando estar a par da disputa com seus concorrentes.

Carros.


Está previsto para Março desse ano o lançamento do novo Corolla. Voltando para disputar com o Honda Civic, o carro traz algumas mudanças desde o último lançamento. Se adequando aos novos padrões da Toyota, o carro está agora com uma dianteira formada por faróis espichados para as laterais e grade alinhada ao tal novo padrão já utilizado no Rav4 e Auris, por exemplo.

O carro, que é produzido em Idaiatuba (interior de São Paulo), é fabricado em sua versão européia, sendo assim, mais requintada e elegante do que aquela criada para os Estados Unidos. As lanternas utilizadas no carro recordam as do Camry, já que invadem o porta-malas. A placa fica na própria tampa.

Uma das novidades mais latentes do novo modelo (que ainda está circulando em fase de testes com um certo tipo de camuflagem) é o câmbio CVT, com a opção de trocas virtuais e função “Sport” para o top de linha.

Os motores se mantém os mesmos da versão anterior de 1.8 litros (144 cavalos) e 2.0 litros (153 cavalos), possuindo um comando duplo variável de válvulas. O novo Corolla irá possuir 153 cavalos sendo movido a álcool e 142 cavalos sendo movido a gasolina.

Possuindo um painel com o design mais elegante do que o anterior, o carro chega até a oferecer iluminação com tom azul (a mesma cor será usada nos comandos e teclas espalhados pela cabine). A chave, que não é daquele estilo canivete, é do modelo mais simples.

O porta-malas tem 470 litros e ótimos acabamentos, como de costume. O volante possui controle manual de som com as opções de mudar faixas, aumentar, abaixar e desligar. Também se encontra no volante outras opções como as de atender telefone e o display que se refere a mudanças no computador de bordo, onde se pode escolher a temperatura, ver o consumo instantâneo dentre outras coisas.

O carro promete agradar aos amantes da versão anterior do sedã, mostrando estar a par da disputa com seus concorrentes. 

Por Mariana Caetano

Foto: divulgação


Mais uma vez um grande recall volta a assombrar a Toyota. A montadora japonesa informou sobre um chamado de revisão emergencial em todo o mundo para aproximadamente 1,1 milhão de veículos. A causa do recall são os airbags que podem ser acionados sem nenhum necessidade.

De todos os carros convocados para esta operação, 752 mil unidades estão presentes nos EUA, como por exemplo, os modelos Corolla Matrix e Corolla.

De acordo com a Toyota, um chip presente no sistema dos airbags acaba recebendo uma interferência elétrica em algumas partes do automóvel o que acaba acionando as bolsas de ar sem precisar.

Pensando em evitar  esta falha no equipamento de segurança, a companhia irá instalar um filtro de sinal elétrico no sistema dos airbags de todos os carros convocados para o recall.

Foram registrados, de acordo com a Toyota, 18 casos de incidentes com o airbag acionado sem necessidade, deixando os ocupantes do carro com alguns ferimentos leves.

A companhia também anunciou outro recall para a sua divisão luxuosa, a Lexus, que apresenta problemas com o limpador de parabrisa. A montadora revisará 385 mil modelos IS, de todas as séries, deste montante 270 mil estão nos Estados Unidos.

Até agora, a Toyota não informou nada sobre o recall do mesmo modelo aqui no Brasil.

Por Felipe Santos Bonfim


A Toyota vai completar o catálogo da linha do seu sedã Corolla vendido no Brasil com o lançamento do Corolla XRS, uma versão esportiva desenvolvida para agradar ao público mais jovem e que gosta de detalhes mais robustos e agressivos em seus veículos.

O Corolla XRS deverá ter apenas mudanças no visual, com o acréscimo de itens esportivos, como saias laterais, aerofólio na traseira, rodas com design diferenciado, faróis com máscara negra, difusores de ar, além de mudanças no interior do sedã, para reforçar ainda mais o seu aspecto de carro esportivo.

Na parte mecânica, nada de contar com um motor turbinado e envenenado, como é normal nas versões esportivas. Ela é a mesma do Corolla “convencional”, que conta com o bloco DOHC Flex 16V, de 2.0 litros, capaz de entregar uma potência máxima de 153 cv e 20,7 kgfm de torque, gerenciado pelo câmbio automático de 4 marchas, com opção de trocas através de paddle shift.

A Toyota ainda não revelou todas as informações sobre o modelo (incluindo o preço), mas ele deve ser similar ao que é vendido no exterior.

O lançamento está programado para o dia 15 de março, juntamente com a nova geração do Camry.

A versão esportiva, que possivelmente vai chegar como modelo 2013, estará disponível nas revendedoras da marca a partir de abril.

Por André Gonçalves





CONTINUE NAVEGANDO: