T-Cross tem lançamento previsto para o primeiro trimestre de 2019

Um dos lançamentos mais aguardados no próximo ano, o T-Cross SUV baseado na plataforma do hatch Polo, promete ser o principal produto da Volkswagen em 2019 e não é para menos.

Apesar da marca ter bons representantes neste segmento, porém ainda vendidos como importados como o Tiguan, o T-Cross é um SUV de porte menor, portanto menos caro e mais competitivo e vem com o objetivo claro de oferecer um veículo de melhor custo-benefício para brigar na liderança em um segundo permeado de boas opções, dentre elas destacamos o Hyundai Creta, Nissan Kicks e Jeep Renegade, sem contar o pioneiro Ecosport que disputam o trono mês a mês.

Baseado no modelo europeu com (muitas) diferenças

O T-Cross é um modelo global, lançando inicialmente na Europa, à Volkswagen do Brasil adaptou e melhorou muitos aspectos em seu interior, exterior e mecânica, adaptando ao gosto do público nacional e preparando o modelo para ser exportado para todos os mercados da Volks na América Latina.

As diferenças já são visíveis na parte frontal com a incorporação de uma grade mais ampla tornando o conjunto maior e fino, as versões mais caras terão a adoção de luzes de LED, já a traseira é marcada por lanternas em formato quadricular ligadas por uma barra horizontal que preenche toda a linha de cintura média do veículo. A Volks calçará o T-Cross com rodas de liga-leve de 16 ou 17 polegadas e pneus de tamanho 205/60.

No interior percebe-se mais alguns aprimoramentos e diferenciais, a Volkswagen vai rechear seu SUV com diversos itens para não ficar devendo nada a concorrência com painel para o motorista totalmente digital, ar-condicionado com configuração automática e central multimídia sensível ao toque.

Fora estes requintes o modelo será oferecido com itens de segurança importantes como air-bags para os passageiros da frente, air-bags laterais e de cortina (totalizando seis), além de sistema antitravamento de freios e controle de estabilidade.

O Teto Solar será item opcional nas versões mais equipadas (e caras), o sistema de som prometido é da marca Beats com alta fidelidade e um total de sete alto-falantes espalhados por todo interior do veículo.

Dimensões e Porta-Malas compatíveis com sua categoria

Com 373 litros de capacidade para a bagagem (ou 420 litros com o rebatimento dos bancos) o T-Cross tem capacidades e dimensões compatíveis com sua categoria. Isto é, não são exageradas, mas também não são exíguas, o modelo nacional que usa a mesma plataforma MQB-A0 usada pelo Polo e Virtus mede 4,19 metros de comprimento, tem 1,56 metro de altura e entre-eixos com 2,65 metros oferecendo um bom espaço para todos seus ocupantes internos.

Como será a Mecânica

A motorização do T-Cross nacional já foi confirmada, o modelo contará inicialmente com um motor 1.0 litro TSI com potência de 128 cavalos e torque de 20,4 kgfm, esta motorização também é usada pelos veículos Polo e Virtus (versão do Polo três volumes), já as versões mais caras terão à disposição um motor mais potente, trata-se do 1.5 litro também com tecnologia TSI, porém com 150 cavalos e 25,5 kgfm de torque. A motorização de 1.5 litro em especial será produzida na fábrica da Volkswagen na cidade de São Carlos, no interior de São Paulo.

Fora estas opções já divulgadas, a Volks ainda produzirá um motor de 1.6 litro com 110 cavalos de potência, porém somente para exportação, os novos modelos serão ofertados com opção de câmbio manuais nas versões de motorização mais simples (1.0 litro) e câmbio automático com seis marchas para as versões mais caras.

Preços e Lançamentos

A Volks promete o lançamento do T-Cross já para o primeiro trimestre de 2019, porém não revelou suas configurações e preços oficiais, o mercado aguarda um veículo a ser oferecido a partir dos R$ 85 mil chegando aos R$ 115 mil nas versões mais equipadas.

O consumidor mais ansioso (e curioso) pode checar as novidades prévias do modelo através do hot-site disponibilidade pela própria Volks: https://www.vw.com.br/pt/hidden-pages/t-cross.html.

Por Carlos B.

Volkswagen T-Cross 2019

Volkswagen T-Cross 2019


O novo modelo de Sedan da categoria médio chega ao mercado de automóveis do Brasil numa versão mais simples, porém, sem perder o sofisticado estilo tão característico da marca que já conquistou os consumidores europeus por mais de duas décadas.

Com o ano de 2018 chegando ao fim, é comum as montadoras apostarem em grandes novidades para seus veículos numa tentativa de atrair cada vez mais clientes e assim pode alavancar mais clientes no país inteiro.

Para a Volkswagen, não poderia ser diferente e, neste final de ano, ela resolveu inovar e decidiu colocar nas concessionárias de todo o Brasil uma versão mais barata de um dos seus maiores sucessos de vendas na Europa: O novo Jettta 2019.

O novo modelo de Sedan da categoria médio chega ao mercado de automóveis do Brasil numa versão mais simples, porém, sem perder o sofisticado estilo tão característico da marca que já conquistou os consumidores europeus por mais de duas décadas.

Os consumidores brasileiros que já estão acostumados com as altas e baixas do mercado automotivo já devem notado que algumas marcas não conseguem emplacar um volume de vendas que seria o esperado. Este é o caso do Jetta no cenário nacional.

Numa estratégia de tentar espantar de vez o “fantasma” das baixas vendas, a montadora alemã resolveu baratear a versão luxuosa de um seu mais famoso ícone da categoria.

Quando falamos em baixar os preços, podemos esperar que os futuros consumidores vão deixar de desfrutar de alguns opcionais que seriam oferecidos em relação ao modelo original.

Com o novo Jetta 2019 não poderia ser diferente. Para começar, a Volkswagen resolveu mexer em alguns itens que seriam diferenciais de conforto e sofisticação da marca.

Para começar, os futuros consumidores vão deixar de levar para casa um modelo de luxo com bancos de couro. A nova versão traz os assentos do carro no estilo tradicional de tecido.

Assim como os bancos, a direção do novo Jetta perde o seu revestimento também de couro, só que, ao invés, de tecido, ela volta para os revestimentos tradicionais emborrachados.

No aspecto interno, o novo modelo vai deixar de lado alguns itens que prometiam facilitar a vida de muitos motoristas nas grandes cidades.

A nova versão deixa de oferecer a câmera de ré, o sistema de GPS e chave presencial e opcionais interessantes e funcionais como o sistema de iluminação para os pés do condutor e o retrovisor com o modo antiofuscante. Além disto, para quem gosta de um som ambiente vai ter que contentar com um sistema de quatro alto-falantes contra os seis da versão original.

No aspecto externo, a montadora também resolveu mudar e trocou os aros originais pelo tamanho de 16 polegadas em material convencional.

Apesar das modificações para torná-lo uma versão mais acessível, ele não perdeu alguns itens que o mantém no topo dos Sedãs mais equipados do mercado. Sendo assim, a nova versão mantém o seu sistema de ar condicionado digital, faróis e lanternas em sistema de LED, sensores de estacionamento e seus seis air-bags de fábrica.

Mesmo com as alterações, um dos itens que permanecem o mesmo em relação ao modelo original é o seu sistema mecânico.

O novo Jetta 2019 permanece com o motor 1.4 do tipo Turbo com 150 cavalos de força e câmbio automático de seis marchas, um dos diferenciais que chama a atenção para o modelo.

Com relação ao preço, o novo Jetta 2019 chega ao mercado brasileiro custando cerca de R$ 99.000,00, quase R$ 10.000,00 mais barato em relação ao modelo original.

Neste sentido, a fabricante alemã tenta minimizar o insucesso das vendas do seu modelo que no ano de 2018 vendeu apenas 4.000 unidades, segundo dados da FEBRABAN, ficam do bem atrás dos modelos mais tradicionais para a categoria média como o Corolla da Toyota, o Civic da Honda, o Cruze da Chevrolet, o Sentra da Nissan e o Focus Fastback da Ford.

Para se ter uma ideia, o Corolla foi o líder de vendas da categoria, chegando neste final de 2018 com mais de 50.000 unidades comercializadas em todo o Brasil e representando um total quase no mesmo valor de vendas em relação ao modelo da Volkswagen.

Por Emmanoel Gomes

Volkswagen Jetta 2019

Volkswagen Jetta 2019


O compacto Volkswagen Up! tem 4 versões disponíveis com itens e preços variados.

O compacto Volkswagen Up! foi um sucesso de crítica europeia desde seu lançamento em 2011 em uma das mais importantes exposições automobilísticas do mundo, o Salão de Frankfurt, na Alemanha.

Em sua atual comercialização no Brasil, a Volkswagen oferece quatro versões (Take, Move, Cross e Pepeer), o Volkswagen Up! sofreu uma recente atualização estilística e conta com o novo motor 1.0 TSI turbo com três cilindros e injeção direta de combustível, tanta tecnologia é apresentada para consumidores que não dispensam mais potência sem abrir mão da economia de combustível, o compacto também é oferecido com o câmbio I-Motion garantindo conforto na condução, tanto na cidade como na estrada.

Versão aventureira e esportiva completam a gama Up!

Além de ter uma versão aventureira, denominada “Cross”, o Volkswagen lançou o Vokswagen Up! Pepper, uma versão esportiva inspirada no sucesso de público conseguido em seus outros modelos da marca.

Apesar das duas versões contarem com o mesmo motor TSI de 105cv, o principal diferencial da “Pepper” é o acabamento preto presente no teto, aerofólio e tampa traseira além das saias laterais. Rodas de liga leve de 15 polegadas completam o belo visual, além de estarem presentes na versão Cross também, o interior do veículo é todo preto com pequenos detalhes em vermelho, o proprietário irá encontrar o emblema “Pepper” no interior da soleira das portas, dando um toque de exclusividade e requinte nesta versão mais apimentada da gama.

Preços, versões e equipamentos

O consumidor tem a disposição um configurador da montadora para conferir as quatro versões do compacto no link: (http://app.volkswagen.com.br/ihdcc/pt/configurator.html#30301), nele também é possível configurar as cores da carroceria e os acabamentos internos.

Para facilitar o entendimento, abaixo descrevemos um resumo de todas as versões:

Move Up!

Move Up!, motor 1.0, partindo inicialmente dos R$ 48.790,00

Move Up!, motor 1.0 e câmbio I-Motion, partindo inicialmente dos R$ 51.190,00

Move Up!, motor 1.6, partindo inicialmente dos R$ 53.990,00

Equipamentos e cores principais:

Carroceria: rodas de liga leve aro 14”

Segurança: 2 airbags no veículo, freios com sistema anti-travamento (ABS)

Conforto: Ar-condicionado, chave tipo canivete com controle, direção elétrica e computador de bordo

Cores Sólidas: Branco, Preto e Vermelho

Cores Metálicas: Azul, Cinza, Laranja e Prata

Versão Take Up!

Take Up!, motor 1.0, partindo inicialmente dos R$ 37.990,00

Equipamentos e cores principais:

Carroceria: antena no Teto, máscara escurecida nos faróis, vidro traseiro com desembaçador, limpador e lavador.

Segurança: 2 airbags no veículo, freios com sistema Anti-Travamento (ABS)

Conforto: chave tipo canivete, encosto do banco traseiro, partida a frio do motor sem auxilio do tanque de gasolina, sistema de fixação da cadeirinha da criança.

Cores Metálicas: Azul, Cinza, Laranja e Prata

Cores Sólidas: Branco, Preto e Vermelho

Up! Pepper

Up Pepper, motor 1.0 TSI, partindo inicialmente dos R$ 57.900,00

Equipamentos e cores principais:

Carroceria: Espelhos retrovisores com luzes indicadoras de direção, rodas de liga leve aro 15”.

Segurança: 2 airbags no veículo, freios com sistema Anti-Travamento (ABS).

Conforto: Computador de Bordo, Ar-condicionado, direção elétrica, alarme e chave com controle remoto, painel com aplique 3D, sistema de fixação de cadeirinha de criança, sensor de chuva e crepuscular.

Cores Metálicas: Prata

Cores Sólidas: Branco, Preto e Vermelho

Cross Up!

Cross Up!, motor 1.6 TSI, partindo inicialmente dos R$ 56.990,00

Equipamentos e cores principais:

Carroceria: Faróis de neblina, espelhos retrovisores com ajuste elétrico, frisos laterais com inscrição “cross” além de alarme com controle remoto, rodas de liga leve aro 15”.

Segurança: 2 airbags no veículo, freios com sistema Anti-Travamento (ABS).

Conforto: Ar-condicionado, acabamento da alavanca de freio de mão em couro, direção elétrica, iluminação ambiente e do porta-malas, sistema de fixação de cadeirinha de criança.

Cores Metálicas: Azul, Cinza, Laranja e Prata

Cores Sólidas: Branco, Preto e Vermelho

Fora o simulador de configuração, vale a pena conferir o hot site do modelo disponibilizado pela montadora alemã também no link: http://up.vw.com.br.

Mais detalhes: www.volkswagen.com.br.

Por Carlos B.

Volkswagen Up

Volkswagen Up

Fotos: Divulgação


Confira a ficha técnica e as configurações completas do Jetta, da Volkswagen.

A linha de sedans médios no mercado brasileiro há um tempo conta com cinco modelos. O Honda Civic e o Toyota Corolla são absolutos na parte alta da lista, já o Volkswagen Jetta, continua discreto em quantidade de vendas e nem está dentre os veículos mais comercializados, de acordo com o levantamento da Fenabrave. Isso porque o carro foi nacionalizado recentemente e é o segundo modelo com maior número de vendas da marca.

Com o objetivo de mudar esse cenário, a Volkswagen trouxe para as configurações Comfortline e Trendline, o motor 1.4 TSI turbo.

A configuração Highline, topo de linha, ainda é importada diretamente do México sendo o 2.0 turbo que gera 211 cavalos. Este downsizing também é o marco da finalização do uso do descontinuado 2.0 com potência de 120 cavalos utilizado no Jetta, por anos. O valor inicia em R$ 78.230 na configuração Trendline manual e salta, no automático, para R$ 83.630. A versão Comfortline alcança o valor de R$ 89.750, onde não está incluso o pack Exclusive, pelo valor de R$ 6.470 ou então o teto-solar por R$ 4.130.

No mercado brasileiro, o motor utilizado no Golf, o 1.4 TSI terá os 150 cavalos somente ao se tornar flex. O Jetta novo Comfortline 1.4 TSI vem somente a gasolina e possui potência igual o Golf Variant do México. No tal ajuste, este motor 1.4 TSI à gasolina com injeção direta e turbo gera uma potência de 150 cv em 5.000 giros e torque de 25,6 kgfm em 1.500 rpm. A configuração Comfortline possui somente câmbio automático com seis velocidades Tiptronic. A Trendline, por sua vez, que é a versão de entrada também pode ter transmissão manual com seis marchas, já a Highline é ofertada apenas com transmissão automático DSG com dupla embreagem e seis marchas.

Na parte interna, o Comfortline possui volante multifuncional com base reta revestido em couro, ar-condicionado digital, manopla do câmbio de couro e alumínio, painel inferior, painéis de porta, bancos de couro bege (tendo alternativa de ser preto), sensores de estacionamento traseiro e dianteiro e aletas no volante. A distância entre-eixos é de 2,65 metros, desta forma o espaço traseiro, para dois adultos, é bom, entretanto há encostos de cabeça e cintos para todos, mesinha com porta-copos e saída de ar-condicionado. O passageiro do meio é prejudicado pela elevação do túnel no assoalho, dificultando a acomodação dos pés. Por fora, não ocorreram alterações estéticas.

O pacote Exclusive conta com sensor de chuva, multimídia Discover Media, rodas 16 polegadas com pneus 225/45, ar-condicionado digital dual zone e chave presencial. Se equipar com teto solar, os itens opcionais acabam por elevar o valor da versão Comfortline para R$ 100.350, ficando bem próximo do preço cobrado pelo Highiline 2.0 TSI, com menos itens.

Esta central multimídia (Composition Media) também é utilizada no Passat. O aparelho é fácil de operar e intuitivo, além de trazer uma tela touchscreen com 6,3 polegadas, Bluetooth, Rádio, entrada SD e ainda função de espelhamento para três diferentes plataformas (Android Auto, Mirror Link e Apple Carplay). O equipamento não possui navegação GPS e nem permite espelhamento do app Waze na tela, porém replica o Maps da Apple e o Maps do Google. Como opcional, a central Discover Media conta com duas entradas para cartão SD, leitor de CD, conexão USB e AUX. Sem falar da possibilidade de parear dois smarthpones ao mesmo tempo.

Ficha técnica

Cilindrada: 1.395cm³

Motor: Transversal, dianteiro, 4 cilindros em linha, comando duplo, 16V, injeção direta de gasolina.

Torque: 25,5 kgfm em 1.500 giros

Potência: 150 cv em 5.000 rotações

Direção: Elétrica

Câmbio: Automático com seis velocidades, tração dianteira

Suspensão: dianteira – Independente McPherson. Traseira – multilink

Pneus: 205/55 raio 16

Freios: Dianteira – Discos ventilados – Traseira – discos sólidos

Dimensões: entre-eixos 2,65 m, Largura 1,77 m, comprimento 4,65 m, altura 1,47 m.

Porta malas: 510 litros

Tanque: 55 litros

Peso: 1.298 kg

Por Filipe Silva

Volkswagen Jetta 2018

Volkswagen Jetta 2018

Fotos: Divulgação


Nova versão do Polo será produzida no Brasil a partir de setembro deste ano.

Assim como se esperava, a Volkswagen no dia 22 de junho, anunciou a produção da última geração do Polo no Brasil. A partir de setembro, o veículo será produzido na cidade de São Bernardo do Campo (SP), tendo previsão de iniciar as vendas em novembro ou dezembro de 2017.

A montadora confirmou também a produção do modelo Virtus, um sedan que utiliza da plataforma do Polo. A montagem de ambos os modelos está no cronograma de investimentos da marca no mercado nacional, que até 2020 pretende injetar R$ 7 bilhões.

A planta localizada na região metropolitana de São Paulo foi bem modernizada, agora conta com equipamentos e robôs de última geração. O espaço na linha de produção, deixado pelo Jetta deve ser preenchido, atualmente o modelo é trazido do México.

Na semana passada o modelo foi apresentado mundialmente e agora o Polo terá uma versão compacta da MQB, usada em vários modelos da VW. A partir desta também serão produzidos o Virtus, que será um sedan situado entre o Voyage e Jetta, e mais dois veículos, provavelmente uma picape intermediaria e um utilitário esportivo com base no T-Cross.

Em relação ao antecessor (lembrando que a quinta geração não foi comercializada por aqui), o Polo é maior tendo um comprimento de 4,05 m, sendo 7 cm maior, de largura tem 1,75 m também 7 cm maior, 1,44 m de altura e 2,56 cm de distância entre-eixos.

O desenho foi inspirado nos lançamentos recentes da montadora, como o Arteon, dando a impressão da grade dianteira emular uma extensão do capô. Na parte interna, se destaca o painel digital parecido com o utilizado nos modelos da Audi, o qual será oferecido também no Polo brasileiro.

O Polo, na Europa contará com propulsores a gasolina e a diesel, tendo versão com 1.0 TSI de 120 cv, 2.0 TSI com 200 cv e 1.5 TSI com 150 cv. Enquanto por aqui, os propulsores serão 1.0 MPI com 82 cv, o 1.0 TSI com 125 cv, o 1.6 MSI com 120 cv e o 1.4 TSI com 150 cv.

Por Filipe Silva

Volkswagen Polo


Modelo chega às concessionários neste mês de abril e custará a partir de R$37 mil.

A Volkswagen anunciou em evento realizado no dia 17 de abril, a linha 2018 do Up!. Nesse caso, chamou a atenção de todos o fato de que o valor inicial para vendas do veículo será de R$ 37.990 (Take Up), podendo chegar a R$ 57.100 (High Up). A fabricante resolveu mudar suas estratégias de mercado, para oferecimento do modelo, provavelmente devido aos seus baixos números de venda no Brasil. Assim, agora o modelo voltará a fazer parte da linha principal, com apelo mais popular da marca.

O que o Volkswagen Up 2018 trará de série

De série, a versão básica do Take Up! trará:

· Freios ABS/EBD

· Airbags frontais

· Rodas de aço aro 14’’

· Chave tipo canivete

· Lavador

· Limpador e desembaçador de vidro

· Alerta sonoro de faróis, quando estiverem acesos

· Porta-malas com iluminação

· Entrada USB, para carregar celular.

· Suporte para celular.

Para obter opções, como: direção elétrica, vidros dianteiros com acionamento elétrico, travamento elétrico das portas e ar-condicionado, será necessário adquirir o pacote “Take completo”, com valor adicional de R$4.900.

Preço pode mudar público interessado no veículo

Em 2014, quando o automóvel da linha Volkswagen Take Up foi lançado, seu preço de venda era de R$28.900. Por esse motivo, a versão 2018 pode causar certo espanto, devido ao seu novo valor, em quem gostava do modelo ou desejava adquiri-lo. Com as mudanças de posicionamento de venda do modelo, a Volkswagen deve passar a considerá-lo como parte do padrão “premium”, mudando sua proposta de carro popular, como no momento de seu primeiro lançamento.

Ficha técnica do Volkswagen Up 2018

  • Dimensões: 3.605mm (comprimento), 1.914mm (largura), 2.421mm (distância entre eixos) e 1.504mm (altura).
  • Peso: 902kg (em ordem de marcha).
  • Motor: 999 cm3 cilindradas, 82 CV, com torque líquido máximo de 10,4 kgfm (E) – 9,7 kgfm (G).
  • Desempenho: 164 km/h, com aceleração máxima de 12,5 s.
  • Freios: disco ventilado (dianteiros) e tambor (traseiros).
  • Compartimento de carga: 285 litros.
  • Direção: elétrica.
  • Combustível: capacidade de 50 litros.
  • Capacidade: máxima de 5 passageiros.

Os modelos da linha Volkswagen Up 2018 podem ser solicitados em pré-venda no site oficial da fabricante no Brasil. No local, através de fotos e vídeos é também possível visualizar diversos detalhes (interior e exterior) da nova versão do automóvel.

O que acha da nova linha do Up? Você pretende adquirir o modelo?

Camilla Silva


Edição Limitada celebra os 40 anos do modelo e chega com motor mais potente.

Nesta matéria, vamos falar sobre a nova e poderosa versão de um antigo hatch da VW, o Golf GTI TCR versão comemorativa dos 40 anos do modelo, tendo sido produzido em parceria com Seat e a divisão de competição da VW.

A VW, por sua vez, sempre foi símbolo de confiança, produzindo carros resistentes, com linhas charmosas e um motor possante escondido no capô. Só que dessa vez ela foi além, criou uma fera. A versão especial do Golf teve seu motor aprimorado, rendendo 330 cavalos e 41,7 kgfm de torque, tendo 110 cavalos a mais do que sua versão normal.

O carro também vem equipado com um câmbio de 6 marchas, com trocas feitas nas aletas, que fica atrás do volante do carro, possibilitando para o motorista uma troca de marcha rápida, suave e eficiente.

Fora essa edição especial do carro, temos outras duas também, a versão 2.0 normal com 220 cavalos e a versão 1.4 turbo com 140 cavalos. É interessante ressaltar que a versão 1.4 turbo flex 2016, fabricado no Brasil, ganhou uma suspensão traseira por eixo de torção no lugar da independente do modelo mexicano, além de um novo câmbio automático. Sendo assim, a versão de aniversário do carro é a mais potente, tendo um motor 2.0 TSI (2000 cilindradas), conseguindo chegar de 0-100 em apenas 5,4 segundos, enquanto a outra versão faz em 6,5 segundos, deixando evidente logo de cara o que esses 110 cavalos a mais resultaram. Porém, a versão mais potente, tem uma velocidade final menor do que a menos potente, chegando a "apenas" nos 230 km/h, enquanto que a outra ultrapassa os 240 km/h.

Um carro, além de ter um ótimo desempenho, precisa ter bons freios também. Sendo assim, a VW teve que atualizar o conjunto de freio do carro para uso em competição e acrescentou um santantonio na estrutura do mesmo. Além disso, um aerofólio feito de fibra de carbono foi acrescentado para melhorar a aerodinâmica e dar um visual mais agradável e agressivo ao carro.

Com isso, podemos concluir que os donos das 20 unidadesproduzidas desta versão e que já foram vendidas, gastarão bastante combustível e fritarão seus pneus até toda a borracha acabar!

Anderson Henrique Fidemann


Preços das versões Comfortline e Highline serão, respectivamente, R$ 144.500 e R$ 151.300.

A Volkswagen apresentou o oitavo Passat há uma semana, em São Paulo. O sedan da linha 2016 terá as venda iniciadas no primeiro mês do próximo ano. Os preços das duas versões – Comfortline e Highline – serão respectivamente R$ 144.500 e R$ 151.300 sem os opcionais.

Exteriormente, o veículo ficou mais largo, aumentando a capacidade do porta-malas para 586 litros. Consequentemente, o espaço interno cresceu e a dianteira ficou baixa para um design mais esportivo.

O modelo Comfortline não mudou no interior, mas vem, como no 2015, bem equipado. O ar-condicionado digital tem três zonas. O computador de bordo possui tela touchscreen com 6,5 polegadas e GPS. O painel conta com entradas para cartão SD e USB. A direção é elétrica e multifuncional. O Passat tem os sistemas de comandos por voz, partida sem chave, start-stop, sensores de chuva e de estacionamento dianteiros e traseiros, abertura de porta-malas por sensor de movimento dos pés e freio de estacionamento eletrônico. Os bancos são totalmente ajustáveis, aquecíveis e em couro. O único opcional é o teto solar elétrico.

Nos quesitos segurança e potência, o Comfortline vem com controle de tração e estabilidade, seis airbags, controle automático de aceleração e frenagem – com distribuição da ação dos freios, assistente de partida em rampa e detectores de fadiga e pressão dos pneus. O motor é um 2.0 turbo que gera 220 cavalos de potência. As rodas são de 18 polegadas.

O Highline tem como adição o sistema easy-entry, que recua o banco para a entrada do motorista e o coloca em posição original após a sentada, apoio lombar com massageador para quem guia, câmera traseira e retrovisores elétricos com memória de posição. Por fora, os adicionais são faróis de LED com assistente de luz alta. O motor é o mesmo que na versão mais barata, bem como os itens de segurança e potência.

Os opcionais do Highline fazem parte do chamado Pacote Premium. Abrange teto solar elétrico panorâmico, sistema Dyscover Pro composto por rádio com DVD e tela de 8 polegadas touchscreen, App Connect, HD de 60GB, ajuste elétrico dos bancos e mais entradas de USB e SD. O sistema Pro-Active traz proteção proativa dos passageiros, assistente de estacionamento e piloto automático de velocidade com frenagem independente.

Por Bruno Klein

Volkswagen Passat

Volkswagen Passat

Fotos: Divulgação


Oitava Geração do carro recebeu vários itens tecnológicos e começará a ser vendido a partir de janeiro de 2016.

No final do mês de novembro a Volkswagen apresentou em São Paulo pela primeira vez o novo Passat 2016. Na oitava geração do sedã traz boas inovações em termos de tecnologia. A previsão é que as vendas iniciem no mês de janeiro e o veículo poderá ser adquirido nas versões Comfortline e também na Highline.

Em termos de motorização, ambas as versões terão o propulsor EA888 2.0 litros TSI, com uma potência de 220 cavalos e um torque de 35,7 kgfm movido a gasolina. O câmbio será um DSG com seis velocidades. Com cinco modos para a condução (normal, eco, comfort, individual e sport), o novo Passat terá o sistema Start&Stop. A versão Highline, como era de se esperar, contará com um pacote de itens de série e opcionais maior que o modelo Comfortline (apenas traz o teto solar para o opcional).

As lanternas em LED com luzes de freio na vertical são o destaque para a traseira do novo Passat. As rodas serão de liga leve com aro de 18". Em seu interior, o sedã terá uma renovação bem grande em relação ao seu antecessor. Uma das novidades é o grande difusor de ar. Em termos de entretenimento, o Passat 2016 terá o sistema multimídia Discover Pro com conexões com o Android Auto, Car Play e o Mirror Link. Além disso, haverá câmera de ré, hotspot wi-fi, ar-condicionado automático em três zonas de temperatura, possibilidade de conectar vários smartphones via Bluetooth ao mesmo tempo e visualizar e ativar os modos para a condução.

Para a versão Highline, outro destaque é o Park Assist (que estaciona o carro de maneira automática) e o ACC Front Assist (que possibilita acionar um piloto automático adaptativo). Há também uma nova tela de 12,3 polegadas com novos meios para a instrumentação de funções como autonomia, consumo, navegação, assistência para a condução, entre outros.

O novo Passat para a versão topo de linha também contará com o auxílio na navegação que reproduz o mapa entre dois instrumentos circulares, os quais terão a possibilidade de reduzirem de tamanho e ampliar o mapa.


Novo modelo será a segunda geração do SUV médio da Volkswagen. Ele ganhou mais espaço e um estilo mais encorpado e robusto que o modelo anterior.

Finalmente, após muitas especulações, o novo Volkswagen Tiguan foi lançado, oficialmente no Salão de Frankfurt, evento que está ocorrendo esta semana na Alemanha. Esta será a segunda geração do SUV médio da gigante fabricante de veículos automotores germânica. Este lançamento da Volkswagen está sendo considerado por muitos especialistas do ramo como um dos destaques da edição do ano de 2015 do Salão de Frankfurt.

Esta nova versão do Tiguan foi produzida sobre a plataforma modular denominada MQB, sendo que o veículo passou por modificações consideráveis na sua estrutura, inclusive mudando de tamanho, tendo em vista que nesta versão o Tiguan passou a contar com um comprimento de 4,49m, uma largura de 1,83m, altura de 1,62m e entre-eixos com uma distância de 2,68m, no geral estas novas medidas fizeram com que carro ficasse com uma distância maior entre os eixos e um pouco mais baixo.

O carro com estas ampliações de medidas acabou ganhando espaço não só internamente, mas também no seu porta-malas, que passou a ser de 615 litros, ou seja, um acréscimo de 145 litros a mais que a versão anterior, tamanho este que ainda pode ser aumentado, caso o proprietário do veículo opte por rebater o banco traseiro, porta-malas este que fica, nestas condições, com a capacidade de incríveis 1.665 litros.

Na parte externa o estilo contemporâneo do Tiguan continua o mesmo, porém um pouco mais encorpado e robusto que o modelo anterior. As grandes novidades na parte exterior ficaram por conta dos novos faróis de LED com a presença de LEDs diurnos, bem como da frontal que lembra a utilizada no conceito Taigun, o para-choque dianteiro também ficou com um design um pouco mais agressivo. Na parte de trás foram inseridas novas lanternas de LED com prolongamentos nas extremidades e bipartidas devido ao posicionamento da tampa do porta-malas.

Internamente, este novo Tiguan trouxe como novidade uma nova central multimídia com tela de 8 polegadas, Android Auto, Car Play e Mirror Link, além do opcional de painel digital com possibilidade de configuração para uma tela ainda maior de 12,3 polegadas. O ambiente interno do carro ficou muito mais luxuoso e sofisticado.

Por Adriano Oliveira

Volkswagen Tiguan 2016

Volkswagen Tiguan 2016

Volkswagen Tiguan 2016

Fotos: Divulgação


Modelo traz nova central de multimídia que possibilita ao usuário integração total com seu smartphone.

Após lançar recentemente a série especial do Fox Rock in Rio, a fabricante de veículos automotores Volkswagen não perdeu tempo e já fez o lançamento do Fox edição 2016, esta versão além de receber algumas pequenas alterações acabou tendo um aumento considerável nos seus valores.

O veículo virá equipado , assim como em todos os Fox 1.0, com o novo e moderno motor 1.0 modelo MSI que é composto por três cilindros. A grande novidade deste lançamento ficou por conta da nova central de multimídia que foi inserida nele, tendo em vista que esta fará a sua estreia de maneira simultânea também em outros modelos da Volkswagen que são comercializados na Europa.

Este propulsor 1.0 12V tri-cilíndrico passou a equipar as versões Trendline, Comfortline e BlueMotion, sendo que em todas ele terá a mesma potência de 75 cavalos e 9,7 Kgfm de torque quando for abastecido com gasolina e de 82 cavalos e 10,4 cavalos quando for abastecido com etanol.

O motor por ser uma novidade é um grande atrativo, tendo em visto que o veículo teve um ganho substancial em potência e economia em relação à versão do ano anterior, mas fora estas questões de ordem mecânica, no interior do veículo o inédito sistema batizado com o nome de MIB 2, que é uma plataforma Modular de Infointretenimento compatível com os sistemas operacionais veicular tanto da Apple, o Carplay, quanto com o do Google, que é o Android Auto, o qual ainda não foi liberado para uso no país, é a atração que está chamando a atenção de muitos especialistas da área automotiva e dos consumidores brasileiros.

A grande vantagem destes sistemas operacionais é a de possibilitar ao consumidor a função de ter uma integração total do seu smartphone, a função denominada MirrorLink já está fazendo o maior sucesso devido ao fato de fazer o espelhamento da tela do celular do proprietário do veículo de forma direta no visor da central de multimídia, em princípio, esta central será disponibilizada como um opcional, porém somente a partir da versão Comfortline.

Outra novidade que a Volkswagen preparou para os clientes foi a inserção de cores metálicas, tais como, Prata Tungstênio, Azul Silk e Cinza Platinum, além da novidade que é o Preto Mystic perolizado.

Por Adriano Oliveira

Volkswagen Fox 2016

Volkswagen Fox 2016

Volkswagen Fox 2016

Fotos: Divulgação


Novo modelo, que será lançado somente no mercado britânico, promete fazer uma média incrível de 27 km/l. Ele terá duas versões: uma sedan e outra perua.

O sonho de grande parte dos motoristas em todo o mundo, sobretudo no Brasil, é ter um veículo que tenha alto rendimento de combustível, ainda mais se considerarmos o alto valor que está atualmente em nosso país. Mas essa realidade já está bem próxima. Pelo menos é o que diz a Volkswagen, que anunciou nessa última segunda-feira um veículo que promete fazer uma média de 27 quilômetros por litro! Essa é uma marca incrível, pois a grande maioria dos carros, pelo menos no Brasil, faz uma média de, no máximo, 10 km/l na cidade, e, com muita sorte, 15 km/l rodando nas estradas. Mas, infelizmente essa novidade não tem previsão de chegar por aqui, pois o veículo em questão é o novo Passat, em sua versão BlueMotion, que por enquanto deve estar disponível apenas para o mercado britânico.

Além disso, a montadora alemã garante que o veículo também é bem ecológico, emitindo apenas 96 g/km de CO2, o dióxido de carbono.

Todo esse desempenho é graças ao motor 1.6 litro turbodiesel composto por quatro cilindros. Essa configuração gera uma potência de 120 cv e um torque de 25,5 kgfm. O carro está disponível em duas versões: uma sedan, onde alcança de 0 a 100 km/h em 10,8 segundos; e outra em carroceria perua, com desempenho um pouco mais baixo, fazendo a mesma velocidade em 11 segundos.

A velocidade máxima que o Passat BlueMotion alcança é de 210 km/h com a versão sedan e de 208 km/h na versão perua. O câmbio é manual de seis marchas. Por ser um veículo relativamente de luxo e com tão bom desempenho, seu custo benefício pode ser considerado ideal, custando 23,2 mil libras esterlinas na versão sedan, e 24,7 mil libras esterlinas na versão perua. Entre os itens de série, estão rodas de liga leve de aro 17 polegadas, sistema start-stop e sistema multimídia com tela de 6,5 polegadas. 

Por Felipe Villares

Passat BlueMotion

Passat BlueMotion

Passat BlueMotion

Fotos: Divulgação


Todas as versões terão recursos eletrônicos de segurança

A Amarok por si só já chama a atenção pelo fato de ter conseguido se estabelecer. E enfim, a Amarok 2015 já está aí. Ainda assim vale a pena darmos uma olhada em alguns pontos curiosos.

Muita gente não sabe disso, mas o simples de fato de ingressar em um segmento pela primeira vez é algo bem arriscado. Isso se agrava ainda mais quando o assunto são os utilitários.

O problema é que quando se trata desse setor as pessoas costumam ser mais racionais e fazer as contas para não sair no prejuízo. Essa atitude em relação às compras levam as montadoras a avaliarem bem o mercado de veículos comerciais para não se darem mal também.

No caso da Volkswagen a primeira ideia que muitos tiveram quando a companhia anunciou que ia ingressar na gama das picapes médias era de que dificilmente haveria um modelo fácil de “pegar”. E é aí que entra a Amarok indo na contramão do que se pensava. O modelo conseguiu não apenas abrir espaço, mas se manter entre outras já muito bem conhecidas que dominavam o setor como, por exemplo, a Hilux e a S10.

A situação saiu tão bem que em 2013 a Amarok ficou em terceiro lugar entre os consumidores. Na sua frente estavam justamente a S10 e a Hilux.

Bom, e o que falar sobre a Amarok 2015? Ela vai (ou não) chamar a atenção por passar sem ser percebida na rua. Mas o que isso quer dizer? A maior novidade do carro no que toca a sua parte externa está em sua versão Highline. Aí sim vai ser possível ver uma clara diferença. O resto continua com a mesma cara.

Nesse modelo vamos ter um conjunto de faróis de xênon completamente novos. Destacando que o mesmo ainda conta com luzes de LED. O efeito produzido por esse novo conjunto ficou bem mais “apresentável”. O que mais? O veículo é basicamente a mesma coisa que já era.

Talvez por isso a Volks aumentou o quem vem junto com o carro. Fica o destaque para o fato de que os equipamentos que já vinham na Amarok eram tidos como um dos mais completos do segmento. Bom, agora vamos encontrar em todas as versões recursos eletrônicos de segurança. Nesse meio estão os ABS off-road, assistente de partida em rampa, estabilidade e descida em rampa e controles de tração. A versão Highline ainda tem o bloqueio mecânico do diferencial.

Além disso, podemos chamar a atenção para a câmera de estacionamento (versão Highline), as rodas com aro 19, sistema Isofix e retrovisores com rebatimento elétrico.

Inicialmente a Amarok 2015 saí das lojas por R$ 140.000.

Por Denisson Soares

Volkswagen Amarok

Volkswagen Amarok

Fotos: Divulgação


Audi, Porsche e Volkswagen terão carros com base na célula de combustível

A Volkswagen faz os preparativos para apostar no ramo dos carros ecologicamente corretos. Somado aos veículos híbridos e híbridos plug-in, o grupo deseja novos carros que não utilizem as bombas de combustível. Para isso, Audi, Porsche e Volkswagen possuirão modelo com base na célula de combustível. Para estar junto com o Volkswagen e-Golf e o Audi R8e-tron, a Porsche possuirá seu veículo pioneiro 100% elétrico.

O modelo da Porsche possui concorrente garantido: Tesla Model S. O modelo americano é recentemente a base dos veículos plugados na tomada, sendo objetivo da alemã ultrapassá-lo. Para isso, o semelhante menor do Panamera, denominado internamente de Pajun, poderá ser escalado. O estilo do veículo poderá ser inspirado de forma elevada no 911 e a plataforma irá se tratar da modular MSB.

Estando a Toyota sozinha no ramo de veículos com base na célula de combustível com o Mirai, a Volkswagen faz os preparativos para suas apostas. Através de uma veia esportiva, a Porsche possuirá seu representante, a Audi irá adotar a elegância e a Volkswagen irá formar um rival direto para o Toyota Mirai e o futuro Honda FCX.

A Porsche também divulgou o modelo Cayman GT4, que compartilha alguns itens com o semelhante maior 911 GT2. O modelo foi anunciado mundialmente no Salão de Genebra e já está presente no Brasil pelo valor de R$ 569 mil, o que significa uma elevação de R$ 90 mil em comparação ao GTS, recente especificação de elite do cupê compacto.

Através da motorização, é possível verificar que o novo Porsche Cayman GT4 é um veículo importante. O propulsor presente é quase idêntico ao do 911 Carrera S, sendo um 3.8 litros boxer de seis cilindros, tendo potência diminuída de 400 cv para 385 cv, e torque de 42,8 kgfm, tendo transferência para as rodas de trás por meio do câmbio manual de seis marchas. O modelo atinge 100 km/h em 4,4 segundos.

Por Felipe Couto de Oliveira

Carros elétricos

Foto: Divulgação


A Volkswagen oficializou recentemente um investimento de aproximadamente US$ 1 bilhão para ampliar a fábrica de Puebla, no México, e fabricar a segunda geração do Tiguan em sua versão de sete lugares. O investimento será direcionado para novas linhas de montagens e poderá fornecer aproximadamente 2 mil novos empregos.

O novo Volkswagen Tiguan passará a ser fabricado no México no final do próximo ano, com recebimento no mercado estipulada para o começo do ano seguinte, onde boa parte do volume de fabricação do crossover será direcionada para exportação, estando inclusos América do Norte e Sul, somado a outros mercados do mundo (exceto a China e Europa). A fábrica aguarda produzir 500 unidades do novo modelo por dia.

A fábrica de Puebla poderá ter 90 mil metros quadrados, com um grande nível de automação com sistemas avançados de programação e controle. A mesma arquitetura já iniciou a fabricação em São José dos Pinhais, no Paraná, para produzir os nacionais Volkswagen Golf e Audi A3 Sedan. A fabricação local do Tiguan, entretanto, já foi desconsiderada pela empresa há algum tempo.

A companhia alemã irá fabricar no território brasileiro um SUV compacto menor que o Tiguan, também produzido sobre a plataforma MQB. Com base no conceito T-Roc, que foi divulgado no Salão do Automóvel em outubro passado, o novo modelo será recebido para estar em concorrência na lista do Ford Ecosport e dos novos Honda HR-V e Jeep Renegade.

A versão final do novo modelo da Volkswagen poderá ser recebida no Brasil no final do próximo ano, sendo um pouco mais elevado que o protótipo, com 4,18 m de comprimento. O veículo possuirá como opcional a tração integral 4Motion e será alimentado pelos motores idênticos que neste momento estão presentes no Golf 1.4 e 2.0 turbo de 140 cv e 220 cv de potência, como também um 1.6 aspirado. O câmbio terá a possibilidade de ser manual de seis velocidades ou o DSG de dupla embreagem.

Por Felipe Couto de Oliveira

Volkswagen Tiguan

Volkswagen Tiguan

Fotos: Divulgação


A Volkswagen está comemorando mais uma importante conquista! Um de seus carros, o Passat, foi eleito o Carro Mundial do Ano de 2015!

O prêmio foi anunciado durante o Car Of The Year 2015, durante o Salão de Genebra, sendo que participaram da votação, jornalistas que trabalham nos principais meios de comunicação voltados para o setor automotivo. O evento vem sendo realizado desde 1964 e a cada ano o prêmio se torna mais disputado, pois os modelos estão evoluindo rapidamente, contando com novidades tecnológicas, designs diferenciados, novos itens de segurança e conforto para o motorista e os passageiros.

O Passat foi muito elogiado, sendo que a nova geração do sedan que vem conquistando mercado no mundo inteiro, garantiu 340 pontos. Na vice-liderança ficou o Citroën C4 Cactus, ficando somente com 248 pontos, bem atrás do Passat. A terceira posição ficou com o Mercedes-Benz Classe C, que ficou bem próximo do Citroën C4 Cactus, garantindo 221 pontos.

Com este título, a Volkswagen garante a conquista do Carro Mundial do Ano pela sexta vez, sendo que em 2013 a VW faturou o prêmio com o Golf e em 2010 foi a vez do Polo ser eleito o carro do ano.

A nova geração do sedan da Volkswagen foi revelada mundialmente em julho do ano passado, mas somente foi apresentada ao público em outubro, quando foi exposto no Salão de Paris. Jornalistas de 22 países, especializados em automóveis, elegeram o Passat como o Carro do Ano de 2015 e pela diferença de pontos para o segundo lugar, ficou claro que o Passat está bem à frente da concorrência.
Em 2014, o vencedor foi o Peugeot 308, mas este ano ele não ficou nem entre os três melhores colocados.

Outros modelos que concorreram ao título foram: BMW Série 2 Active Tourer, Ford Mustang, Hyundai Genesis, Mini Cooper S 4p, Jeep Renegale, Mazda 2 Sedan, Nissan Qashqai, BMW i8, BMW X6, Cadillac ATS Coupe, Cadillac Escalade, Kia K900, entre outros.

Por Russel

VW Passat

VW Passat

Fotos: Divulgação


A Volkswagen divulgou recentemente que o compacto aventureiro Cross Up! teve a melhor nota de reparabilidade do Cesvi (Centro de Experimentação e Segurança Viária) entre todos os modelos já avaliados. É importante recordar que este índice, que verifica o tempo e o preço de reparo dos veículos, é utilizado por seguradoras e influencia no valor do seguro e no custo de revenda dos veículos.

O Cross Up! conseguiu nota 10, classificação única na escala de 10 a 60, onde 10 é a classificação mais qualificada possível. Este resultado é o melhor nas categorias completas no ranking geral deste ano. Ele ultrapassou o Up! convencional, que liderava até então como o modelo com custo inferior de reparabilidade com a nota 11.

Além do Up! alcançar a melhor nota comparando os hatches compactos e hatches compactos off-road, a Volkswagen afirmou também que a Saveiro foi a mais qualificada entre as picapes e o SpaceFox, o mais qualificado no ramo de station wagon compacta. A lista total do ranking deste ano ainda não foi disponibilizada pelo Cesvi.

Mostrado para a imprensa há pouco mais de um ano, o Up! está presente no mercado do Brasil em carroceria de duas ou quatro portas. É o automóvel pioneiro de entrada produzido no Brasil a conseguir cinco estrelas no Latin NCAP, organização que avalia a segurança dos veículos. O modelo conseguir a classificação de cinco estrelas na proteção para adultos e quatro estrelas na proteção para crianças, sendo o resultado mais qualificado da categoria.

A estrutura completa da carroceria foi produzida para absorver a energia do impacto, onde cada parte da carroceria precisa possuir determinado valor de resistência e rigidez. O Up! possui 75% de seu peso composto por aços especiais, que possuem distintos graus de resistência, de acordo com a necessidade. O modelo possui o motor 1.0 três cilindros de 75 cv com gasolina a 82 cv com etanol.

Por Felipe Couto de Oliveira

Volks Cross Up!

Volks Cross Up!

Fotos: Divulgação


A Volkswagen, famosa montadora alemã, que há anos produz carros que rodam em todo o mundo e que desde a década de 50 faz os brasileiros se apaixonarem pelos seus modelos inovadores, propõe mais um lançamento para o fervoroso mercado de carros do Brasil.

Depois do UP! fazer sucesso entre todos os segmentos de classe do país, a VW anunciou nesta semana que lançará o Cross Up!. Para os conhecedores de carros, podemos dizer que esse fato demorou a acontecer, haja vista esse tipo de modelo fazer sucesso no mercado brasileiro.

Foto: divulgação

Percebe-se um forte aumento da preferência das pessoas pelos Cross aventureiros, uma vez que dão um ar de maior robustez, resistência e força.

Contudo, a VW, também anunciou que o seu modelo Cross UP! terá poucas inovações em relação ao UP! convencional. O carro continua com o mesmo motor 1.0 pertencente ao modelo comum. Pouco mais de 86 Cv de potência podem ser extraídos desse propulsor, em rotação máxima.

Além disso, pouco se percebe de mudança, mesmo na parte exterior do carro. O Cross UP! ganhou uma grade que cobre o para-choque e dá uma maior impressão de modernidade ao carro.

Outra inovação se deve ao fato do carro ter ganho uma espécie de capa plástica pouco acima das caixas de roda. Além do mais, um friso de plástico, que se inicia nas portas dianteiras e termina nas portas traseiras, foi inserida no veículo e leva o nome “Cross Up!” cravado em sua superfície.

Foto: divulgação

As cores também não serão radicalmente mudadas. A VW preferiu manter mais tradicionalismo no modelo e os veículos não terão mais que um branco, preto ou cinza.

Outro fator que chama atenção diz respeito à frente do veículo. No modelo, a VW abandonou o seu aspecto de “frente universal”, ou seja, aplicar a todos os veículos da marca uma frente idêntica, a fim de dar familiaridade aos carros da marca.

Por Daniel Alves


É estranha, porém justificável, essa paixão que o brasileiro mantem pelo Gol, da Volkswagen. Antigamente isso era até compreendido, isso porque as opções eram poucas e dentre as muitas carroças que tínhamos ele era realmente uma das melhores opções.

Hoje, essa paixão não é tão compreensível assim, isso porque existem outros veículos com design muito superior, com mais itens de série e conforto com preços inferiores. A pessoa paga mais caro pelo Gol exatamente devido à paixão.

A história do Gol começou em 1980. Naquela época o sucesso se justificava porque era um projeto totalmente nacional, lançando a linha de compactos com grande espaço interno. O primeiro modelo a circular tinha motor 1.3 a ar, seguido em pouco tempo por um motor 1.6 com uso de carburador. Depois de algum tempo, e algumas versões que mudaram pouca coisa, surgiu o primeiro Gol com injeção eletrônica, aliás, o primeiro carro nacional com injeção eletrônica. Esse foi o Gol modelo GTi, cobiçadíssimo na época. Todos desejam um. O interior era simplesmente fantástico e o painel com muitas opções, um diferencial na época. Equipado com motor 2.0 era o desejo de todos, na verdade de toda uma geração. Eu sempre quis um e não tive. O Gol GTi e GTs marcaram época. Depois dele uma nova revolução aconteceu em 1995, quando surgiu o popularmente conhecido Gol bola.

A extinção da utilização de modelos quadrados, pelos modelos arredondados, fez com que o Gol fosse disparadamente o campeão de vendas. A próxima inovação se deu com a chegada do ano 2000, com a terceira geração do Gol. O diferencial nesse modelo, além do motor turbo 16V, foi a utilização de um estilo mais europeu, dando aos traços arredondados uma certa estilização.

O Gol também inovou quando lançou o motor flex – hoje copiado em todos os veículos. A quarta geração do Gol preferiu dar nova cara ao antigo Gol bola. Ele não foi nada mais que uma nova estilização do carro de 1995. A grande mudança aconteceu com a quinta geração, em 2008. Motivada pela perda em vendas e por concorrentes apresentando sempre muitas novidades.

Por Luciana Viturino

Gol quadrado

Gol bola

Gol 2015

Fotos: Divulgação


A Volkswagen sempre foi uma marca referência em carros fortes e como dizia meu pai “aguentam o tranco”. Nunca foi referência de carros extremamente confortáveis, porém fortes e potentes o que pode ser observado com os lançamentos da linha 2015 dos seus modelos mais vendidos, como o Gol, que na linha 2015 a novidade fica por conta da introdução do motor 1.6 16V MSI de alumínio para Gol Rally, com potência de 110 cv/120 cv a 5.750 giros com gasolina e etanol, respectivamente.

Em 1980, o Gol era vendido apenas com motor 1.3 refrigerado a ar e movido a gasolina ou álcool. 9 anos depois, a VW lançou o esportivo GTI, o primeiro automóvel brasileiro com injeção eletrônica. O compacto também foi o primeiro carro do Brasil equipado com motor 1.0 16V Turbo (em 2000), assim como o primeiro com propulsor bicombustível (2003). Há 25 anos, o Gol está na ponta da tabela entre os modelos mais vendidos do país. Queridinho incontestável dos brasileiros, o modelo já passou por diversas transformações até chegar à sua atual geração. Muito mais confortável e com a durabilidade de sempre, o Gol resiste ao tempo.

A Saveiro é a companheira fiel do Gol. Em sua quinta geração no Brasil, a Saveiro está à venda nas versões 1.6 com cabine simples, estendida e dupla, e 1.6 Cross, sendo a última somente com cabine estendida e dupla e com um novo propulsor de 16V. A última atualização da picape foi em 2013, quando ganhou a mesma identidade visual do Gol. O modelo aventureiro da picape, a Cross, tem como diferenciais alguns elementos estéticos como para-choques exclusivos com grandes faróis auxiliares, santantônio de alumínio e grade do tipo colmeia. Nas laterais, as caixas de rodas têm as linhas acentuadas por molduras pretas exclusivas para esta versão, unidas por um friso que percorre todo o comprimento do veículo.

Com a enxurrada de novos modelos no mercado, a Volkswagen vem se inovando e continua a agradar aos brasileiros.

Por Luciana Viturino

Volks Gol 2015

Volks Saveiro 2015

Fotos: Divulgação


A Volkswagen aproveitou o Salão de Los Angeles, que inaugurou sua exposição na sexta-feira (21), para apresentar aos americanos a ousada versão conversível do Golf, que leva o nome de GTI Roadster Concept. Faz isso após ter lançado as versões de carro conceito Golf R400 e Golf R de 296 CV. O modelo já havia sido lançado em Wörthersee, Áustria, há seis meses atrás.

O visual do carro é muito agressivo e promete fazer muito sucesso, por ter sido uma estrela do mundo dos games. É um dos carros do famoso jogo Gran Turismo 6 da Sony Playstation, o sexto jogo principal e o décimo segundo da série de jogos de corridas Gran Turismo produzido pela Polyphony Digital e lançado pela Sony Computer Entertainment em dezembro de 2013.

Foto: divulgação

O GTI Roadstar Concept é equipado com motor de 6 cilíindros VR6 bi-turbo de 503 CV e 57 mkgf de torque. Com esse torque é possível que os 1.421 Kg do carro conceito acelere de 0 a 100 km/h em 3,5 segundos. Atinge uma velocidade máxima de 309 km/h.

O GTI Roadstar Concept está equipado com rodas de liga leve de 20 polegadas, pneus 235/35ZR30 frontais e 275/30ZR20 traseiros, com freios e disco ventilados.

O carro é deslumbrante e impressiona a partir de qualquer ângulo que se queira ver, com seu design futurista e radical. Mas ainda se trata de um carro conceito, com chances reduzidas de ter uma produção regular.

Foto: divulgação

A versão conceito do Golf R400 foi lançada no Salão de Beijing, em abril de 2014, e está cotada para ser produzida, baseada no Golf R. 

Possui motor de 2 litros e 4 cilindros e de 400 HP. O pico do motor é de 450N.m. Isso é suficiente para o carro partir de 0 a 100 km/h em apenas 3,9 segundos e atingir a velocidade máxima de 278 km/h.

Além do motor potente, o Golf R400 também será equipado com sistema DSG de dupla embreagem, sistema de tração nas 4 rodas e conjunto de rodas de liga leve de 19 polegadas. Sua produção está prevista para iniciar o mais cedo possível no próximo ano. 

Por Russel Hernandes


Após ser apresentado ao público brasileiro durante o Salão do Automóvel, a Volkswagen começa a comercialização do CrossFox renovado no mercado nacional. Com preços a partir de R$ 57.990 na versão manual e R$ 61.180 quando dotado da transmissão automatizada I-Motion, o Volkswagen CrossFox 2015 chega com atualização na sua gama de motores com a vinda do motor 1.6 16V MSI e mudanças pontuais estéticas, seguindo o que foi visto no reestilizado Fox e SpaceFox.

Esteticamente, o CrossFox renovado segue praticamente as mesmas alterações vistas no reestilizado Fox, adotando os novos faróis dianteiros, as lanternas com o novo formato, novas rodas e para-choques redesenhados. Além disso, o modelo incorpora também todos os detalhes da versão aventureira e, portanto, o carro conta com novos faróis de neblina (que possuem dupla função: luz de longo alcance e luz de neblina), apliques em plástico em torno das caixas de rodas, detalhes prateados nos para-choques e na parte inferior das portas, retrovisores e rack de teto também com pintura prateada, dupla saída de escape, além do estepe preso na tampa do porta-malas.

Em versão única de acabamento, o modelo traz de série, entre outros equipamentos, duplo airbag, freios ABS com EBD, controle eletrônico de tração, Park Pilot (sensor de estacionamento traseiro e dianteiro), direção elétrica, coluna com ajuste de altura e profundidade, ar-condicionado, volante multifuncional revestido em couro e com comando para o sistema de som I-System e rodas de liga leve de 15 polegadas calçadas com pneus 205/60 R15.

Opcionalmente, a Volkswagen oferece o revestimento “Native”, teto solar elétrico e rodas de liga leve de 16 polegadas, sistema de navegação, um pacote de segurança que acresce o controle eletrônico de estabilidade e uma terceira função para o farol de neblina (luz de conversão estática), um pacote tecnológico (que acresce, entre outros, piloto automático e sensor crepuscular e de chuva) e sistema de som com navegação.

Mecanicamente, a novidade fica por conta do novo motor quatro cilindros 1.6 16V MSI, o mesmo bloco 1.6 que equipa outros carros da marca, como a Saveiro Cross e Gol Rallye. O propulsor é capaz de entregar 110 cv e torque de 15,8 kgfm com gasolina, ou 120 cv de potência e torque de 16,8 kgfm quando abastecido com etanol. Trabalhando em conjunto com o motor 1.6, o novo CrossFox pode trazer o novo câmbio manual de seis marchas ou a automatizada I-Motion atualizada com função Tiptronic e cinco velocidades.

Por Caio Polo

Volkswagen CrossFox 2015

Volkswagen CrossFox 2015

Volkswagen CrossFox 2015

Fotos: Divulgação


O Salão do Automóvel ocorre a cada dois anos no país e é a vitrine de novidades automobilísticas mais visada pelos fanáticos de diversas partes do mundo. É comum que as montadoras apresentem novidades e lançamentos. Este ano não poderia ser diferente e entre as atrações do evento, a Volkswagen apresentou seu mais novo modelo de utilitário, o novo Golf SUV.  Com potência de 140 ou 220 cavalos, seis marchas e dupla embreagem e tração integral de 4 motion. Sua aparência é mais compacta e elaborada em cima da plataforma MQB.

A montadora alemã propôs uma meta de tornar-se líder mundial de vendas até o ano de 2018 e além do novo Golf, apresentou também a nova versão do Cross Fox, o Golf Variant e o Saveiro Surf. Atualmente é a segunda líder de vendas a nível global, para conquistar a meta, investir forte em novos modelos e conquistar novos territórios como, por exemplo, a China que fazem parte dos elementos de sua estratégia. O modelo SUV deve fazer parte de um mercado pouco explorado pela VW, podendo entrar em disputa no mercado com o Hyundai ix35, Honda CR-V e ocupar o espaço na liderança do top de linha Ford EcoSport .

Para quem já se encantou com o modelo do novo utilitário, por enquanto contente-se com sua exposição no Salão do Automóvel até sábado dia 8 de novembro, com entrada das 13h às 22h durante a semana e das 13h às 21h no sábado de encerramento. Conforme dito por representantes da marca na apresentação, o modelo só irá para as lojas no Brasil em 2016, sua fabricação será em São José dos Pinhais, no Paraná.

A exposição também disponibiliza alguns modelos para um “test drive”. O endereço é na Avenida Olavo Fontoura, 1.209 no bairro de Santana – São Paulo.

Por Ricardo Laurentino da Silva

Volkswagen Golf SUV

Volkswagen Golf SUV

Fotos: Divulgação


Indiscutivelmente motivado a ocupar seu lugar cada vez mais alto e atingir reconhecimento supremo na qualidade de seus carros desenvolvidos, a Volkswagen vem realizando mudanças consideráveis nos motores de seus carros.

Primeiro realizou mudanças no lançamento do Fox Buemotion que recebeu motor EA211 1.0 e conquistou o gosto do público, e para repetir o bem-feito, a montadora alemã, agora lança o EA211 1.6 16V que será incluído no Gol Rallye e na Saveiro Cross.

O motor foi batizado como MSI para mencionar o sistema de injeção multiponto. Ele terá em seu desenvolvimento a construção em alumínio, bem como um circuito duplo de refrigeração. Em comparação o novo motor passa de 101 cv / 104 cv a 5.250 rpm e 15,4/15,6 kgfm a 2.500 rpm do EA111 para os novos resultados de 110 cv / 120 cv a 5.750 rpm e 15,8/16,8 kgfm de torque a 4 mil giros. É de impressionar de fato.

Na pista, em testes realizados, o carro surpreendeu com consumo de  8,3 km/l de etanol na cidade 10,5 km/l na estrada, o anterior realizava 7,8 e 10,2 km/l do 1.6 8V nas mesmas condições.

O carro ainda conta com ajustes realizados na direção, suspensão e câmbio com intuito de desenvolver um ar mais esportivo ao automóvel. O interior do carro  permanece ainda modesto, mas o quesito segurança ganhou olhar mais direcionado em seu desenvolvimento. O Gol agora possui controle eletrônico de estabilidade, o que vem sendo incluído em todos os novos modelos da Volks que tem mantido foco na segurança veicular.

O preço estimado para comercialização do novo modelo é de R$ 50.000,00.

O i-motion do carro também recebeu ajustes com intuito de amenizar os impactos que o carro dava em trancos, como característica dos carros automatizados.

Gostou das novidades? Agora, é esperar que novo modelo chegue e conquiste corações dos fãs de carros.

Por Jaime Pargan

Volks Saveiro Cross

Foto: Divulgação


A busca por veículos mais eficientes no consumo de combustível cresce a cada ano, pelos menos no mercado europeu e por isso, uma das novidades que a Volkswagen irá apresentar no Salão de Genebra será o novo Golf GTE, versão plug-in híbrida que tem entre os principais destaques a autonomia.

Esteticamente, o Golf GTE tem grandes semelhanças com a versão GTI, já que, de acordo com a marca alemã, a sigla GTE está alinhada com as variantes esportivas GTI e GTD. As únicas diferenças, com relação ao GTI ficam por conta do desenho da grade frontal, a sigla GTE em azul, bem como o filete azul presente na grade, que invade os faróis. Na traseira, o nome Golf foi substituído pelo emblema da versão híbrida.

Além do visual parecido, o ajuste de suspensão e o acabamento na cabine também seguem o mesmo padrão do Golf GTi, contudo, ao invés dos detalhes em vermelho no interior a marca adotou a cor azul. A central multimídia, além de conter diversas funções, exibe informações do carro, incluindo o fluxo de energia enquanto o carro está em movimento e os dados de autonomia.

Mesmo sendo uma versão híbrida, errou quem achou que o desempenho do modelo foi comprometido. Para mover o Golf GTE a Volkswagen equipou o carro com um conjunto híbrido, dotado do bloco 1.4 TSI com 148 cv e de um propulsor elétrico de 101 cv (75kW). Os dois motores combinados são capazez de oferecer 201 cv e 35,5 kgfm de torque. Com isso, o hatchback híbrido acelera de 0 a 100 km/h em 7,6 segundos, com velocidade máxima de 217 km/h.

O veículo pode ser usado no modo totalmente elétrico, com autonomia de até 50 quilômetros, chegando à velocidade máxima de até 130 km/h. A autonomia sobe para 940 quilômetros com o trabalho em conjunto dos dois motores, com consumo médio de incríveis 55,2 km/l.

Por Caio Polo

Volkswagen Golf GTE

Foto: Divulgação


A Volkswagen do Brasil está mesmo com muita vontade de tornar viável a utilização da unidade de Taubaté, no Estado de São Paulo. Recentemente a montadora anunciou um investimento de R$ 1,2 bilhão no local. A verba será direcionada para o processo de produção, onde o principal foco será a proteção ambiental e a qualificação profissional dos funcionários. Tudo isso tem um objetivo bastante claro, começar o mais rápido possível a implantação da nova linha de produção do Volkswagen Up! O valor investido na fábrica de Taubaté já estava dentro do cronograma da companhia, que prevê investimentos no Brasil até 2016.

O Up! será o carro mais em conta da montadora com fabricação nacional. O objetivo é que o Up! preencha o espaço que acabou sendo deixado pelo Gol G4, modelo da geração antiga que foi “aposentado” logo após se tornar obrigatório que os carros fossem vendidos com ABS e airbags (válido tanto para veículos nacionais quanto importados).

Entre as mudanças e inovações da unidade de Taubaté, a companhia informa que a mesma recebeu duas novas linhas de prensas. Serão 296 robôs de última geração para a área de Armação (setor onde as peças são unidas formando a carroceria do carro). Também há uma nova unidade de Pintura que une processos de alto rendimento, equipamentos e um baixo consumo energético. Para o setor de Montagem Final foram implantados novos conjuntos de equipamentos. A unidade ainda conta com a construção de três centros de treinamento, entre outros pontos.

A fábrica de Taubaté conta com 5 mil trabalhadores. A unidade também é responsável pela produção do Novo Voyage e do Novo Gol. No decorrer de seus 38 anos de existência, a fábrica já foi responsável por produzir modelos do Passat, Saveiro, Voyage, Parati e Gol.

Por Denisson Soares


A VolksWagem – VW – definitivamente se esmera quando o assunto é qualidade no desenvolvimento de carros que levam a marca da empresa, e todo este esmero foi reconhecido através do ganho de nota máxima do Inmetro para o VW Up!

Desde que passou pelo teste do Latin NCAP o VW Up não deixou dúvidas quanto suas potencialidades no que tange segurança e, para garantir que o modelo é um grande competidor com os modelos já existentes no mercado, ele acaba de conseguir do Inmetro a maior nota de qualidade quanto ao consumo de combustível.

 Para chegar nos parâmetros que garantiram a nota de qualidade ao VW Up, foram realizadas avaliações em versões distintas, porém, ambas com motor 1.0. Por meio dos testes realizados foi possível apurar que o km/l  é maior, se usado gasolina no abastecimento.

Mais precisamente, o km/l das versões que usam transmissão manual de cinco marchas é de 9,5 km/l quando usado etanol para abastecimento. Já quando usado gasolina o automóvel  realiza em media 13,75 km/l .

Já o Up! I-Motion de câmbio automatizado de cinco velocidades apresentou alto índice de proximidade com os dados apurados no cambio manual, apresentando 9,5 km/l  com abastecimento  com etanol  e 13,6 km/l se abastecido com gasolina.

Como diretrizes comparativas foram usados modelos como o UNO (modelo FIAT)  e o Renault Clio, sendo que o  UNO foi considerado o mais consumista em comparação ao VW Up. O Renault, entretanto, se mostrou superior ao UP da VW, com conceito máximo em todas as categorias na qual foi testado. No teste realizado no Renault foi possível apurar consumo de 10 km/l abastecido com  etanol e 15,1 km/l abastecido com gasolina nas versões sem ar condicionado.

A previsão de chegado do VW UP às concessionárias é para Fevereiro e o preço estimado para vendas é partir dos R$ 25 mil.

Por Jaime Pargan

Foto: divulgação


Novo GolfThomas Schmall além de presidente também é o CEO da Volkswagen do Brasil. No dia 3 de outubro, Schmall anunciou que a montadora estará investindo R$ 520 milhões em um projeto recente da empresa: a produção nacional do modelo Golf. De acordo com as primeiras previsões o modelo deverá fazer sua estreia no mercado nacional a cerca de dois anos.

A unidade escolhida para ser a responsável pela fabricação do Golf foi a de São José dos Pinhais, situada no Estado do Paraná.

A informação foi divulgada na imprensa em geral logo após uma reunião entre Schmall e a presidente do Brasil Dilma Rousseff, ocorrida no Palácio do Planalto, em Brasília.

O investimento ao que parece é parte dos novos rumos e projetos que serão adotados e incrementados pela Volkswagen no mercado mundial. De acordo com as próprias palavras de Thomas Schmall a ideia de fazer o Golf no Brasil com investimento de R$ 520 milhões faz parte do projeto da Volkswagen de realizar uma relativa mudança no portfólio – por inteiro – em relação às plataformas globais e isso vai começar pelo Golf. Ele ressalta que “É importante porque vai começar a crescer a fase da Volkswagen no Brasil, que significa globalização da tecnologia”.

De acordo com as informações divulgadas até o momento o modelo fabricado no Brasil será um flex e deverá ser comercializado nas versões 1.4, 1.6 e 2.0. Ainda segundo o CEO a empresa apostou na tecnologia flex no Brasil e pretende continuar.

Por Denisson Soares


Nova Kombi Last Edition Os que sentem saudades da antiga Kombi, produzida pela Volkswagen, poderão aproveitar a última oportunidade de adquirir o modelo com as mesmas características, mas de uma maneira especial e completamente exclusiva. A famosa que começou a ser produzida no Brasil desde o final da década de 50 será fabricada em edição limitada, como uma despedida.

Serão 1.200 unidades que marcarão o fim, mas que vão conter detalhes únicos como pintura do tipo “saia e blusa” – com carroceria, molduras das setas e aros dos faróis na cor azul e com teto, colunas, para-choques, rodas, calotas, e uma faixa decorativa que envolve o veículo na cor branca – os pneus ganham faixa branca retrô e os vidros são escurecidos.

O acabamento de luxo fica por conta das setas dianteiras com lentes de cristal branco, do acabamento interno e dos elementos de design que remetem às inúmeras versões que foram produzidas no país. Além de todos esses itens marcantes, a Kombi ainda terá adesivos da série especial: 56 anos – Kombi Last Edition.

O término de vendas foi anunciado pela Volks por não suportar adaptações que seriam essenciais ao veículo devido às regras na produção de todos os automóveis no país em 2014, como colocar airbags e sistema de freios ABS, por exemplo. Os fãs que desejam obter esse verdadeiro item de coleção terão que desembolsar R$ 85 mil

Por Jaime Pargan


Volkswagen Golf RA montadora alemã Volkswagen divulgou neste último dia 20 imagens do seu mais novo modelo, o Golf R. O novo modelo do Golf será apresentado oficialmente no Salão de Frankfurt este mês.

A versão mais incrementada do novo Golf R promete agradar o público que gosta de mais emoção na hora de dirigir. O Golf R virá com motor turbo de quatro cilindros, o que garante um aumento de até 30 cavalos, em um total de 300 cavalos que o motor consegue entregar.

O novo modelo está 5 milímetros mais baixo que o modelo anterior e vem com rodas aro 18” feitas de liga leve. Pode vir com conjunto de aerodinâmico que proporciona uma aparência mais provocativa, o conjunto inclui: saias, para-choque, lanternas escurecidas e difusor traseiro. Dentro do carro podemos encontrar bancos esportivos revestidos com material totalmente diferente do convencional.

Ao que tudo indica o novo modelo do Golf será comercializado na Alemanha ainda em 2013, no entanto, não possui prazo para lançamento no mercado de veículos brasileiro, aliás vale lembrar que nós ainda estamos esperando a vinda da 7 geração desse modelo.

Por Fernando Setoue


Volkswagen Fox BlueMotionO novo Fox BlueMotion foi apresentado em Campinas (SP) pela Volkswagen. O novo hatch da montadora alemã apresenta versões de motor 1.0 (3 cilindros) e 1.6. A versão de 2 portas com motor 1.0 custará R$ 32.590 e com quatro portas, R$ 34.090.

O Fox BlueMotion vem de série com direção eletro-hidráulica e computador de bordo.  Ar condicionado, CD Player, vidros e retrovisores elétricos são alguns opcionais disponíveis.

O destaque fica por conta do motor de 3 cilindros que é uma novidade da marca no Brasil. O motor que passou por mais de 2,4 milhões de quilômetros de testes é 24 quilos mais leve que o 1.0 EA 111. Ele pode render até 82 cavalos de potência quando abastecido com etanol e 75 quando utilizada gasolina. O torque é de 9,7 kgf.m com gasolina e 10,4 com etanol. A aceleração deste modelo faz com que ele chegue de 0 a 100 km em 13,5 segundos e atinge uma velocidade máxima de 166 km/h.

O consumo menor do motor fica por conta de algumas melhorias feitas no modelo, dentre elas a direção eletro-hidráulica que exige menos força do motor. A relação de marchas também foi alongada em 10%, fazendo o motor trabalhar em rotações mais baixas. 

Por Robson Quirino de Moraes


Novo Fusca Premium 2013Para quem achava que ele só ia ficar na saudade estava muito enganado. A Volkswagen lançou o Novo Fusca 2013. Com um visual mais moderno, o novo Fusca será fabricado no México e a versão terá o nome de Premium

O Fusca vem com motorização de última geração, com um motor 2.0 movido a gasolina e com turbo que faz com que o carro tenha uma potência de 200 cavalos de força, câmbio de 6 marchas DSG e dupla embreagem.

Primeiro será lançada uma versão Sport que vem equipada com teto solar panorâmico acionado por controle elétrico, spoilers, rodas de liga leve de 17 polegadas e um sistema de som de alta qualidade. Os faróis vêm com 15 lâmpadas de LED em cada um. Portanto, para os colecionadores e saudosistas, o novo Fusca está muito longe da versão original criada por Ferdinand Porsche a pedido de Hitler em meados da Segunda Guerra. 

O novo Fusca 2013 tem o seu interior bastante aconchegante e um painel atraente. O seu preço inicial foi divulgado pela fábrica e está a partir de R$ 80.000.

Por Mariana Rodrigues


O Novo Santana, lançamento mais esperado do ano na área de veículos, chegará ao Brasil no mês de setembro.

O veículo, que conta com motor 1.6, terá a missão de substituir o Polo Sedan e deverá concorrer com o Chevrolet Cobalt (atual sucesso de vendas no país).

O Novo Santana 2013 já foi lançado na China e se destacou pelo excelente espaço interno, levando até 480 litros no porta-malas. Além disso, o veículo possui um visual atrativo que o assemelha com o Volkswagen Jetta.

O Santana 2013 terá duas opções de transmissão: a manual de cinco marchas e a automática de seis velocidades. 

Na China, o Novo Santana está sendo vendido em três versões: Trendline, Comfortline e Highline. É provável que no Brasil o veículo tenha as mesmas versões.

Os preços do Novo Santana ainda não foram divulgados, mas especula-se que ele chegará com o preço próximo ao do Cobalt, que custa R$ 45.000.

O Santana 2013 virá equipado com freios ABS, airbags, ar condicionado, rodas de liga leve, teto solar, bancos de couro e sensores de estacionamento.

Por Nathalia Henderson


A Volkswagen, importante empresa automotiva com presença mundial, confirmou recentemente o lançamento do novo Tiguan. O modelo faz parte da geração R-Line e se configura como um automóvel bonito, confortável e potente.

O visual do novo Tiguan R-Line é marcante, suas linhas aliam esportividade e elegância.

De acordo com a montadora, o carro terá rodas aro 18”, aerofólio exclusivo, para-choques redesenhados, bancos elétricos ajustáveis, pedais de alumínio, volante com paddle-shifts, soleiras personalizadas e revestimento moderno.

Buscando um estilo mais imponente e inovador, a Volkswagen lançou mão de recursos inusitados, a exemplo dos detalhes da pintura, tanto no interior quanto no exterior do veículo. Para fazer o carro parecer mais baixo, a montadora pintou a parte de baixo com a mesma cor da carroceria.

Na parte mecânica, o carro conta com motor que assegura a excelente estabilidade e garante velocidade  e bom desempenho. O propulsor é o 2.0 turbo.

Tudo indica que o modelo custará de R$ 140.000,00 a R$ 149.900,00, isso dependerá dos itens adicionais da versão escolhida pelo comprador.

Por Larissa Mendes de Oliveira


Pensando especificamente nos motoristas que enfrentam estradas com neve, a montadora Volkswagen acaba de lançar uma nova e interessante versão do Golf. Trata-se do Golf 4Motion com tração integral.

A nova versão será disponibilizada com apenas uma opção de motor (2.0 TDI), mas os consumidores poderão escolher a potência entre 105 ou 150 cavalos. A versão original do Golf conta somente com tração dianteira e o câmbio é mecânico com dupla embreagem, enquanto a transmissão do Golf 4Motion é manual.

Segundo a montadora, o novo Golf é mais econômico que o convencional, pois consome 15% a menos de combustível. A versão com 105 cavalos roda 22,2 km/l se abastecido com diesel, já o automóvel com 150 cavalos anda 21,8/l. Em síntese, a autonomia do lançamento é excelente.

Vale ressaltar que o carro contará com muitos outros atributos. Dentre as principais novidades estão: os freios regenerativos capazes de recarregar a bateria do veículo, o moderno sistema de navegação GPS com tela touchscreen, ampla segurança oferecida por sete airbags, controles elétricos de tração, bloqueio elétrico no diferencial e novo ar condicionado digital.

Certamente, beleza, funcionalidade, conforto e bom desempenho não irão faltar.

Por Larissa Mendes de Oliveira


A montadora Volkswagen, visando reforçar a sua linha de modelos esportivos, acaba de confirmar o lançamento da nova geração do Tiguan. Trata-se da versão R-Line, um carro pautado no desempenho, beleza e conforto. O carrão será lançado ainda esse ano.

Em termos de design, o novo Tiguan R-Line chega imponente, com traços que misturam classe e esportividade. O lançamento contará com rodas de aro 18”, para-choques redesenhados, aerofólio exclusivo, bancos ajustáveis eletricamente,  volante com sistema paddle-shifts, pedais de alumínio, soleiras personalizadas e modernos logotipos R-Line  na grade frontal e nas laterais dos bancos.

Segundo a Volkswagen, para conferir ao carro um ar mais inovador e esportivo, a marca optou por detalhes inusitados, como por exemplo, a pintura da parte inferior do veículo. Para dar a ideia de rebaixamento, o Tiguan R-Line teve a parte de baixo pintada da mesma cor que a carroceria.

Quanto às configurações mecânicas, o carro vem equipado com um propulsor que garante boa estabilidade e muita velocidade. O motor é o  potente  2.0 turbo, um dos mais eficientes da categoria. A expectativa é que o carro custe entre R$ 140.000,00 e R$ 149.900,00, a depender da versão e itens escolhidos para compor o modelo.

Por Larissa Mendes de Oliveira Soares


As alterações climáticas geram diversos problemas para o uso de veículos e nos países nórdicos – como Rússia e Suécia – o inverno rigoroso dificulta a mobilidade da população em carros normais.

Fonte: Autonet

Pensando nisso, a Volkswagen Sueca criou o modelo Snowareg. Este veículo teve como base para sua fabricação o SUV Touareg acrescentando uma suspensão diferente que suporta esteiras no lugar das rodas para andar em territórios cobertos por grossas camadas de neve.

O Snowareg já está sendo vendido na Suécia e região sob encomenda para os interessados.

Por Ana Camila Neves Morais


Outra boa opção está sendo ofertada para aqueles que desejam adquirir um modelo de carro que une conforto, beleza e espaço para seus familiares e amigos. A Volkswagen (empresa especializada na produção e comércio de carros em diversos ramos) está prestes a lançar no mercado o seu mais novo veículo para inserir esta marca no mundo dos automóveis do tipo SUV´s compactos.

As linhas de base do novo carro da Volkswagen terão um tamanho parecido com o modelo do carro Audi Q2 tendo como inspiração principal o design do carro VW Cross Coupé (apresentado no Salão do Automóvel de Tóquio) e que tem a cara dos novos SUV´s da marca alemã.

Os grandes concorrentes deste novo automóvel na atualidade são: Nissan Juke e Mini Countryman.

Ainda não existem muitas informações sobre este novo SUV compacto, mas as especulações circulantes no mercado e na internet argumentam que este veículo contará com inovações tecnológicas como porta-objetos, bancos com revestimento de couro, porta-malas com grande capacidade de armazenamento, computador de bordo com tela touchscreen, sistema multimídia com Bluetooth, GPS, som, entrada para USB, entre outros.

Por Ana Camila Neves Morais


Diversos portais e blogs especializados publicaram imagens do Novo VW Golf  GTI, veículo que será lançado como a 7ª geração do hatch médio da Alemanha. O carro estreia na programação do Salão de Paris. O Novo VW Golf  GTI foi produzido com base em uma plataforma MQB e conta com um design mais esportivo e não muito radical.

Entre os elementos do novo modelo, destaca-se um filete em vermelho que atravessa faróis e grades, apresentando um visual não muito visto em seu segmento. Além deste detalhe, o carro apresenta um novo para-choque na parte da frente que tem spoilers integrados, além de grade com estilo colmeia, LEDs, entre outros itens.

Já na parte de trás, o Novo VW Golf  GTI tem 2 ponteiras cromadas do escapamento, além de um pequeno difusor de ar. Com visual bem esportivo, o carro tem rodas de liga leve, tecidos padronizados nos bancos esportivos, costura em vermelho que se estende à alavanca e ao volante de fundo chato. De acordo com alguns especialistas, o novo modelo da Volks virá com motorização 2.0 TSI, 230 cavalos de potência e 7 marchas, chegando de 0 a 100 quilômetros em 6,6 segundos.

Por Marcelo Araújo


O Touareg da Volkswagen acaba de passar por mudanças, expressivas na parte estética, que não o caracteriza como uma nova versão do SUV, mas apenas o mesmo modelo, com um pacote de alterações.

A montadora tem a expectativa de vender no Brasil aproximadamente 50 unidades, porém o preço continua salgado e o carro custará a partir de R$ 334.000.

A reformulação do automóvel ficou por conta da grife R-Line, que também assinou as alterações do Passat CC. Em termos de visual, o carro ficou bem atraente e as alterações podem ser percebidas ao primeiro olhar.

O Touareg  recebeu frisos cromados, modernas saias laterais, nova ponteira de escape,  logotipo estilizado e  aerofólio. Na parte mecânica, o carrão permanece com o conjunto intacto.

O Touareg R-Line é cerca de R$ 25.500  mais caro que a versão básica, mas em contrapartida, além da beleza, o modelo incrementado vem equipado com câmeras externas panorâmicas e sistema de som bem mais potente.

Segundo a Volkswagen, no próximo ano mais quatro versões do Touareg R-Line  serão disponibilizadas em breve nas concessionárias brasileiras. Os apaixonados por carros não perdem por esperar!

Por Larissa Mendes de Oliveira


Na unidade fabril de São José dos Pinhais, localizada no Paraná, uma equipe de estagiários efetuou um trabalho conjunto que resultou na criação de um carro-robô que funciona transportando peças na fábrica. Nomeado de Automatic Guided Vehicle (AGV), a invenção foi desenvolvida com tecnologia da empresa e possui peças nacionais. Além disso, não é necessário um operador para guiá-lo, pois ele segue um caminho pré-definido.

Esta inovação resultou de um exercício de aprendizado orientado pelos Técnicos e Engenheiros da Volkswagen e será utilizada como mais uma das ferramentas da linha de montagem a partir de outubro de 2012. O robô AGV é considerado como uma atualização de outras invenções do tipo presentes no setor. Com ajuste em sua velocidade de 10%, é um dos mais rápidos em suas funções. Fora isso, tem grande força de tração e é guiado através de apenas uma marcação com tinta no piso.

Nos robôs mais tradicionais, a vida útil das baterias é de 80 ciclos, já no robô feito pelos estagiários da Volks, a bateria aumentou para 200 ciclos a vida útil da engenhoca. Com isso, há uma redução nos custos em toda a empresa.

Por Marcelo Araújo


No próximo dia 4 de setembro, a Volkswagen irá revelar a 7ª geração do modelo Golf. O lançamento ocorrerá um pouco antes da participação da marca no Salão parisiense, que será aberto no final de setembro.

Para aguçar a curiosidades dos fãs da marca e do Golf, a Volks apresentou algumas características que estarão presentes na nova edição do veículo. Este será o primeiro carro da montadora a ser equipado com plataforma modular  MOB, uma novidade apresentada em veículos da Audi como o A3, controlado pelo grupo Volkswagen.

As novidades para a 6ª geração começam no tamanho. O novo Golf apresenta 5,6 centímetros a mais no comprimento, é 2,8 centímetros mais baixo, além de apresentar o entre-eixos maior em 5,9 cm.

Segundo informações da Volkswagen, o peso do carro mostra-se com redução de 100 quilos devido à intensa utilização de alumínio nesta sexta geração do Golf. Outro aumento foi na capacidade do porta-malas, que subiu 30 litros. Fora isso, o novo Golf apresenta sistema de freio de estacionamento possuindo acionamento elétrico.

A última reestilização que o modelo tinha recebido no Brasil foi no ano de 2007.

Por Marcelo Araújo

Fonte: Estadão


O Volkswagen Gol é um dos carros mais populares do Brasil, para não dizer o mais popular. O modelo conseguiu a façanha de ser o carro com o maior número de vendas nos últimos 25 anos. A nova versão 2013 do modelo já está sendo vendida.

A principal alteração realizada no veículo diz respeito ao seu design, que agora incorpora a identidade visual mundial da marca. Com isso, o novo automóvel da Volkswagen ficou mais parecido com o Jetta, com o Fox e com o Passat.

Nesta versão, melhorias e mudanças estão de fato presentes: O desenho da traseira e da dianteira foi alterado. Além disso, o veículo recebeu modificações em seu interior e no seu conjunto mecânico.

O novo Gol 2013 está sendo vendido por valores que variam de R$ 29.990,00 a R$ 40.890,00. Para entendermos melhor essas variações no preço, vejamos o exemplo do Novo Gol 2013 com motor 1.6: Ele estreia com um preço de R$ 31.890,00. Caso o comprador deseje o acréscimo do câmbio automatizado I-Motion, ele vai passar a custar R$ 34.490,00. Há ainda o Gol Bluemotion, cujo pacote bluemotion vai custar cerca de R$ 324,00.

Para conferir mais detalhes sobre o veículo, acesse o site www.novogol.vw.com.br.

Por D. Soares


Cogitada desde 2009, a união entre a Porsche e a Volkswagen finalmente será selada. O anúncio foi feito na quarta-feira (04/07) pela Volkswagen, que confirmou ter um plano para acelerar a fusão.

A fábrica alemã já continha 49,9% das ações da Porsche, mas tem a intenção de comprar o restante das ações até 2014. O acordo deverá ser feito o quanto antes ao preço de 4,46 bilhões de euros.

De acordo com o anúncio feito pela Volkswagen, a ideia é que a Porsche esteja presente no Grupo alemão já a partir de 1º de agosto. A estratégia já foi aprovada, inclusive, pelos diretores das duas montadoras. Segundo o presidente-executivo do Grupo Volkswagen, a medida é benéfica para as duas empresas e deverá fortalecer ambas tanto no setor financeiro quanto estratégico.

O Grupo Volkswagen atualmente reúne diversas marcas, dentre elas a Volkswagen, a Audi, a Bigatti, a Skoda, a Lamborghini, a Seat e a Bentley. O grupo também possui as marcas de caminhão Scania e MAN.

Até 2018, a montadora pretende ser a maior do setor, superando a atual invencibilidade da Toyota.

Por Matheus Camargo

Fonte: Volkswagen


Durante o Auto Mobil Internacional, famosa feira de automóveis em Leipzig, na Alemanha, a Volkswagen apresentou vários modelos, dentre eles o Scirocco GTS e o Passat CC R-Line.

Porém, a grande aposta da marca foi a apresentação do Beetle Fender Edition, lançado como conceito no  Salão de Frankfurt no ano passado.  

A nova versão do Beetle turbo, já é uma realidade e impressionou a todos os participantes do evento.

Com potência de 197 cavalos, o carro tem uma pegada de rock, afinal, é um tributo à Fender, uma das mais importantes e lendárias marcas de guitarra do mundo.  

O novo Beetle conta com rodas  de liga leve com aro de 18 polegadas,  bancos esportivos, ar-condicionado, emblemas cromados, interface USB e um completo sistema de som elaborado em parceria com a Fender.

A funcionalidade é capaz de atingir 400 watts de potência acústica.

Como se não bastasse, o Beetle turbo possui um moderno painel de instrumentos com duas cores de madeira, nitidamente inspirado no luxuoso acabamento das guitarras Fender. 

Ao que tudo indica, o carro será disponibilizado para comercialização no mercado europeu a partir do mês de setembro de 2012.  

Por Larissa Mendes de Oliveira


Uma das novidades da Volkswagen para o mercado brasileiro em 2012 é o lançamento do Fox BlueMotion, versão mais “ecologicamente correta” do veículo que chega com a grande promessa de ser bastante econômica, já que a montadora alemã afirma que o modelo pode rodar cerca de 20 km com apenas um litro de combustível, uma economia superior a 10%, quando comparado à versão “convencional”.

O responsável pelo desempenho é o motor 1.6 flex, que entrega 101 cv de potência quando movido a gasolina e 104 cv se abastecido a álcool. Ele é acoplado ao câmbio manual de cinco velocidades, que possui ajustes para ajudar na redução do consumo e na emissão de CO2. A velocidade máxima, de acordo com a VW, é de 185 km/h.

Além disso, o Fox BlueMotion possui outras alterações que também ajudam a obter bons níveis de economia, como a grade frontal com passagens de ar mais estreitas e os pneus 175/70R14, que utilizam compostos diferenciados, para reduzir o atrito e aumentar a capacidade de rolagem.

De série, a versão traz calotas com design renovado, computador de bordo, direção hidráulica, desembaçador traseiro e ajuste de altura para o banco do motorista. Entre os opcionais, é possível adicionar trio elétrico, alarme, ar condicionado, sistema de som e chave com controle remoto, além de outros acessórios.

O Fox BlueMotion já está disponível nas concessionárias Volkswagen de todo o Brasil e tem preços sugeridos de R$ 36.730,00 na versão de duas portas e R$ 38.300,00 no modelo de quatro portas.

Por André Gonçalves

Fonte: AutoEsporte


A Volkswagen colocou seu espírito empreendedor para funcionar em prol da segurança dos motoristas. Além de conforto e praticidade, cada dia mais a fabricante mais famosa de carros da atualidade procura dar também modernidade para quem dirige seus automóveis.

Entre os itens de conveniência inventados pela montadora, o novo dispositivo que inclui sensores de chuva e crepuscular, dotado de sistemas ópticos modernos, destaca-se. Ele está disponível para os seguintes modelos: Polo, Golf e família Fox com sistema coming / leaving home, além da linha Jetta e todos os carros do segmento Premium (Passat, Passat Variant, Passat CC, Tiguan e Touareg).

Sua localização é bastante precisa, ficando na parte superior do para-brisa dianteiro, bem na base de fixação do retrovisor interno no vidro. Esse é o lugar ideal para os sensores já que eles catalisam a existência de muita ou pouca luz capaz de acionar o dispositivo crepuscular. No caso de chuvas, ele é o primeiro a ativar o sensor do limpador de para-brisa.

Todo esse mecanismo tem um só foco. Aumentar a visibilidade do usuário ao máximo, a fim de protegê-lo nas estradas escuras e chuvosas.

Por Jéssica Monteiro

Fonte: Brasil 247


A Volkswagen foi um dos destaques na 14º Eleição dos Melhores Carros promovido pelo site Best Cars. A montadora foi campeã em três categorias. Todas as vencedoras foram escolhidas por usuários da internet em todo o Brasil.

Os modelos admirados pelo público foram o Jetta, escolhido como o Melhor Sedã Médio, a Saveiro, como a Melhor Picape Pequena, e a Amarok, como a Melhor Picape Médio/Grande. Ao todo a votação contou com a participação de 31.925 internautas. 

A Amarok já conta com cinco versões, sendo que a com cabine dupla é equipada com um motor 2.0 TDI Turbo Diesel de 4 cilindros. Esta versão conta ainda com opções de tração 4×2 e 4×4.

A linha Amarok ainda tem as versões Trendline e Highline, que apresentam motor 2.0 TDI Bi-Turbo Diesel, com 4 cilindros e 163 cv. 

Já o modelo Jetta, que foi totalmente renovado em 2011, foi projetado na Alemanha e ganhou uma versão maior e com design esportivo. Possui duas versões distintas, a Highline que apresenta um conjunto de motriz de motor 2.0 TSI com 200 cv e transmissão DSG com dupla embreagem e seis marchas (essa é considerada a versão mais potente da categoria). 

A Saveiro também passou por um processo de renovação em 2009 e foi projetada visando maior versatilidade para os usuários. Ela conta com duas versões, a com cabine simples e outra com cabine estendida. Além dessas duas foi criada a Saveiro Cross voltada para um público mais aventureiro e esportivo. 

Por Joyce Silva


A Volkswagen está em Detroit, no North American International Auto Show, lançando o Jetta Hybrid, um automóvel movido por um motor a gasolina e um motor elétrico sem emissões.

Segundo a fabricante, o Jetta Hybrid pode atingir um índice de consumo de 19 quilômetros por litro em circuito combinado cidade/estrada, ou seja, ele consome cerca de 20% menos combustível que um carro com propulsão tradicional.

Quando o carro para nos semáforos ou fica no “para e anda”, o motor a gasolina é imobilizado.

Outra vantagem é que no trânsito urbano, a economia sobe para 30%. O carro também pode ser utilizado no modo elétrico puro, sem emissões. Pode percorrer até dois quilômetros nesse modo.

Uma bateria de íons de lítio é responsável por fornecer energia para movimentar o motor elétrico. O sistema de baterias fica atrás do banco traseiro, evitando assim comprometer o espaço interno do veículo.

O novo modelo será lançado em novembro deste ano, primeiramente nos Estados Unidos e Canadá.

O Jetta Hybrid inclui ESP (programa eletrônico de estabilidade), sistema de freios antibloqueio (ABS) e seis airbags podendo ser ampliado, opcionalmente, com airbags laterais e nas portas traseiras.

Por Natali Alencar


A Volkswagen vinha fazendo suspense nos últimos dias para a apresentação de uma nova versão da picape Amarok na Argentina, liberando alguns “teasers” na internet, que pouco mostravam. Muitos chegaram a especular que se tratava de uma versão com motor movido a gasolina ou um modelo com câmbio automático. Falou-se também em uma versão SUV baseada na picape. Porém, o que a montadora alemã apresentou foi a Amarok Maxi Concept, uma versão conceitual, com caçamba estendida, que ainda não tem previsão de ser produzida.

A novidade é que o modelo tem uma caçamba com cerca de 65cm mais longa que a versão convencional, abrindo um bom espaço para o transporte de cargas. O protótipo revelado é de cabine dupla, mas caso ele ganhe a linha de produção, também haverá uma versão em cabine simples, conforme informações da imprensa argentina. O modelo é equipado com o motor TDI 2.0 litros, que gera 122 cv de potência, acoplado à transmissão manual de seis velocidades, bloco idêntico ao já utilizado na linha atual.

O interior da picape conceitual, assim como os detalhes sobre o desempenho do propulsor não foram divulgados pela Volkswagen, mantendo, de certa forma, o suspense em torno da Amarok Maxi Concept.

Por André Gonçalves


A pick-up Amarok é vendida no país em três versões: básica, Trendline e Highline; fazendo com que esteja disponível quatro modelos para o consumidor, com diferenciais em seu espaço interno e no da caçamba; além de um novo nível de segurança para o segmento.

A versão básica possui motor 2.0 TDI Turbo Diesel de 4 cilindros e 16 válvulas, sistema de injeção Common Rail, com um único turbo compressor que atinge potência máxima de 122cv. Ela chega com preço sugerido de R$88.900 para tração 4×2 e R$92.990 para tração 4×4. Ela aparece com ar condicionado, direção hidráulica, protetor de cárter, CD com entrada para MP3, SD-card, USB, BLUETOOTH, entre outros itens de série.

Já as versões superiores Trendline com preço sugerido de R$102.990 e Highline a R$119.490 são equipadas com motor diesel TDI de 2 litros, 4 cilindros e 16 válvulas, com potência de 163cv; além de sistema de injeção Common Rail de alta performance e alimentado por dois turbos compressores.

Ambas também possuem a tração 4×4 selecionável com reduzida e como itens de série airbags para motorista e passageiro, piloto automático, computador de bordo, travamento central com controle remoto, vidros com acionamento elétrico e demais itens.

Entre os novos padrões de segurança para o segmento, estão os itens: airbags do motorista e do passageiro dianteiro e cintos com pré-tensores nos bancos dianteiros; além do ABS off road, Sitema de Assistência à Frenagem, Sistema de Controle de Tração e Bloqueio Eletrônico do Diferencial.

Outras informações podem ser encontradas no site www.vw.com.br.

Por Danielle Vieira


Durante muitos anos, em meados da década de 70, o velho Passat, da Volkswagen, foi um dos modelos mais procurados pelos brasileiros. De porte pequeno, mas extremamente elegante, o exemplar antigo foi substituído pelo novo Passat, de design mais agressivo e altamente competitivo diante de um mercado tão vasto.

Nas próximas semanas, as concessionárias Volkswagen recebem o novo Passat, que chega aos motoristas em duas versões, a Variant e a Sedan. Em princípio, novidades internas e externas regadas a muita tecnologia, tais como o sistema Park Assist II (opcional), que realiza a baliza automaticamente sem que o condutor precise pisar no freio, no acelerador, girar o volante para a esquerda e para a direita.

O console do novo Passat foi redesenhado e passa a contar com relógio analógico em destaque, sistema de infotainment (touchscreen) e sistema de navegação integrado caso o motorista o queira. Botões de freio de estacionamento e de partida do motor fazem parte do modelo.

Em termos de motorização, o novo Passat apresenta melhorias. Com motor 2.0 TSI capaz de desenvolver 211 cavalos de potência, 11 a mais que a versão anterior, o carro pode chegar a 210 quilômetros horários e levar 7,6 segundos para percorrer de zero a 100 km/h.

A transmissão DSG, outro diferencial nas duas versões do veículo, é de seis marchas, ideal para quem deseja economizar e obter ótimo desempenho em cidades e estradas.

A Volkswagen informa que o preço dos modelos parte de R$ 106,7 mil.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Volkswagen (Assessoria de Imprensa)


Os novos VW Passat 2011 e VW Touareg 2011 devem estrear no Brasil até o final do mês de maio. Os modelos, importados da Europa, vêm com o novo design global da marca, baseado principalmente nas linhas horizontais e com muita tecnologia, para melhorar o desempenho dos carros e garantir a segurança de motoristas e passageiros.

O VW Passat 2011 conta com novas rodas aro 18, faróis com lâmpadas de LED, acabamento interior com novos materiais, sistema que alerta sobre a troca involuntária de faixa, frenagem de emergência e sistemas para manter a distância em relação ao carro da frente e para detectar se o motorista está cansado. Inicialmente, o novo sedã deve vir com motor turbo 2.0, que desenvolve 210 cv de potência, associado ao câmbio de dupla embreagem.

No caso da nova geração do Touareg, a principal novidade é a perda de peso. Ele está 208 kg mais le0ve, devido a algumas mudanças mecânicas e estéticas. O utilitário esportivo tem três opções de motor, sendo um deles híbrido, que apresenta consumo médio em torno de 12,2 km/l, desempenho relativamente bom, para um motor com mais de 350 cv de potência.

Ambos ainda não tiveram os preços definidos.

Por André Gonçalves


Finalmente foi apresentada a nova geração do VW Beetle, que deve chegar ao Brasil no primeiro semestre de 2012. O modelo, que também é chamado de “The 21st Century Beetle”, ou ainda Beetle 2012, não tem mais o “New” em sua nomenclatura. Outra novidade é a cara mais esportiva que ele ganhou, no estilo cupê esportivo, inclusive lhe deixando com o design um pouco parecido ao também alemão Porsche.

As novas características são marcadas pelas maiores medidas no tamanho e na largura, além do teto rebaixado. Há também uma dupla saída de escapamento, lanternas traseiras com desenho renovado (o estilo oval perdeu espaço), faróis dianteiros com lâmpadas de LED de iluminação diurna, spoiler traseiro e novas rodas. Do lado de dentro, a renovação foi praticamente completa, com destaque para os bancos mais largos, revestidos em couro e com apoios laterais, novos painel de instrumentos e console central e para o volante multifuncional, de base achatada.

No motor, serão três opções a gasolina, dentre os quais o 2.0 litros top de linha, que alcança 200 cv de potência, e duas opções a diesel (1.6 e 2.0). A transmissão é a automática DSG, de dupla embreagem.

Veja as fotos no site Autoblog.

Por André Gonçalves


A Volkswagen está introduzindo no mercado automobilístico o Novo Jetta, um modelo com design clássico, aliando conforto e elegância, que possui motores em duas versões: 2.0 Total Flex e TSI de 200 cv. O novo modelo também possui sistemas ABS, ASR, ESP e 06 airbags para proporcionar uma melhor segurança aos usuários.

Há também teto solar, câmbio automático DSG com 06 velocidades, ar condicionado com duas zonas de temperatura, novo rádio touchscreen com Bluetooth e entrada USB.

A  Volkswagen está com uma promoção válida até o dia 30 de abril deste ano, onde é possível adquirir o Novo Jetta zero km por um preço à vista a partir de R$65.755, com pintura sólida e frete incluso. Mais informações podem ser obtidas através do telefone 0800 019 5775.

Por Elizabeth Preático


As montadoras têm apostado definitivamente no mercado brasileiro como um dos melhores na atualidade. Os expressivos índices de crescimento no último ano atraíram o interesse de fabricantes até então inéditas por aqui, como é o caso das chinesas Lifan, Chery e, mais recentemente, da JAC Motors.

Essa emigração passa a preocupar as empresas do ramo instaladas há muitos anos no país, embora sejam necessários décadas para equiparações entre “novas” e “antigas”. A Volkswagen do Brasil, consolidada por aqui, aumentou as opções em torno da picape Amarok, passando a dispor uma versão mais básica.

Aprovisionada com motor 2.0 Turbo Diesel capaz de gerar 122 cavalos de potência, a novidade da VW agrega tração 4×2 traseira ou, ainda, 4×4 selecionável. O modelo é disposto aos consumidores com cabine dupla num custo sugerido entre R$ 88.990 e R$ 92.990.

A Volks cerceia no novo Amarok Bloqueio Eletrônico do Diferencial (EDL), Sistema de Assistência à Frenagem (BAS), Sistema de Controle da Tração (TCS), Controle Eletrônico de Frenagem (EBC) e Distribuidor Eletrônico da Força de Frenagem (EBD) entre os itens de segurança.

Na parte mais visual do carro, grosso modo, o Amarok conta com ar condicionado Climatic, ajuste de altura para o banco do condutor, transmissão manual de seis velocidades, direção hidráulica e rádio com disposição CD & MP3 e entrada para equipamentos USB e cartões de memória tipo SD. Além destes, o sistema Bluetooth também está presente tanto na versão 4×2 como na 4×4.

As cores disponíveis à versão básica do modelo são Branco Cristal e Verde Tropical como sólidas e Azul Island, Cinza Iron, Marrom Safari, Prata Sargas e Prata Vegas como tonalidades metálicas. Ainda há a opção perolizada Preto Mystic.

Por Luiz Felipe T. Erdei


A partir do mês de abril, quem for às concessionárias Volkswagen do Brasil poderá conferir a nova linha de modelos 2012, que inclui inovações nos itens de série, além de um pacote de opcionais, chamado de I-trend, que proporciona mais recursos tecnológicos. A montadora investiu também em segurança para seus veículos trazendo uma novidade que é o mecanismo de luz de emergência, que liga o pisca alerta quando o condutor precisa frear bruscamente em situações emergenciais.

Entre os novos modelos, destacam-se, para o público jovem, o BlackFox e SilverFox que vêm com cores especiais, motor 1.0 e rodas de liga leve. O espaço interno ganhou contornos modernos, como volante de visual exclusivo, além do teto e colunas em cores mais escuras.

O Gol 2012 também passou por mudanças em suas versões. Tanto a Power quanto a Rallye apresentam um revestimento em couro sintético na parte interna. Já a versão básica vai ter rodas de aço de 15 polegadas, som com entrada para iPod e volante diferenciado como opcionais.

A Volkswagen decidiu manter todas as versões do Golf que agora vão contar com os sistemas de segurança: airbag frontal e freio ABS nas sete versões do veículo. Mas as novidades não param por aí, a versão Golf GT 2.0 tem sensor de chuva e outros diferenciais. A Sportline ganhou novos revestimentos internos, faróis de neblina e um visual mais esportivo.

Saiba mais sobre outras novidades da linha 2012 da Volkswagen através do endereço eletrônico www.vwbr.com.br/blogdavolkswagen.

Por Andrea Gomes


A Volkswagen lançou oficialmente no Brasil o Novo Jetta, que será vendido em três versões de acabamento. A montadora quer dar um salto nas vendas no segmento de sedãs médios no país, que é liderado pelo Toyota Corolla e seguido de perto pelo Honda Civic. Para tanto, reduziu o preço da versão de entrada, a Comfortline, que tem preço sugerido a partir de R$ 65.755, com câmbio manual, ou R$ 69.900 com transmissão automática.

Dentre os itens de série da Comfortline estão a direção hidráulica, computador de bordo, sensores traseiro e dianteiro de estacionamento, ar condicionado, trio elétrico, som com player de CD e MP3, seis alto-falantes, Bluetooth, USB, airbags laterais e dianteiros, além de freios ABS. O motor é o 2.0 litros, que desenvolve 120 cv de potência.

Já a versão top de linha, a Highline, tem rodas aro 17, sensores de chuva, estacionamento e crepuscular, piloto automático, sistema de som completo, ar condicionado Climatronic, escapamento com saída dupla cromada, volante multifuncional, seis airbags e freios ABS, dentre outros. O motor é o TSI 2.0 turbo, de 200 cv de potência, acoplado ao câmbio automático DSG, de seis marchas. O preço sugerido para a versão é de R$ 89.520

Por André Gonçalves


A Volkswagen apresentou a segunda geração no Brasil do seu sedã Jetta, que inclusive irá substituir o Bora com a sua versão de entrada Comfortline.

Os preços divulgados pela montadora alemã vão de R$ 65.750 (versão Comfortline), até R$ 89.520 (versão topo de linha Highline).

O Jetta teve ganho em seu tamanho, passando para 4,64m de comprimento e 2,65 m de entre-eixos. Com isso, o carro ganha 9 cm no comprimento e 8cm de entre-eixos em relação a versão anterior.

A versão Comfortline terá motor 2.0 aspirado flex com 116 cv de potência na gasolina e 120 cv de potência com etanol. A versão Highline terá motor 2.o TSI com turbo e injeção direta de combustível com 200 cv de potência somente na gasolina.

Por Henrique Pereira


A Volkswagen celebra o sucesso de vendas do seu hatch nesses 12 anos. Fabricado em terras brasileiras desde 1999, o Golf atingiu o número de 500 mil unidades produzidas na fábrica da Volkswagen situada em São José dos Pinhais, no Paraná.

Atualmente, o Golf é vendido nas versões 1.6 e 2.0 e vem cheio de equipamentos de série, além de ser considerado um veículo seguro, confortável e silencioso. Além disso, o carro tem seis versões de acabamento à escolha do cliente, bem como opções de câmbio automático ou manual.

Ainda para este ano, entre maio e junho, a montadora pretende começar a fabricar do modelo Golf Limited Edition que é a série limitada equipada com motor 1.6 flex e inspirada no modelo Sportline 1.6.

Só para recordar, o Golf era antes importado do México, lá pelos anos de 1994, quando foi lançado aqui no Brasil na versão esportiva GTI de duas portas. E em 2003, a Volkswagen produziu apenas 99 unidades do cotado Golf GTI VR6 com motor de 200 cavalos de potência.

Por Andrea Gomes


Os sedãs normalmente têm um visual mais comportado e clássico e um conjunto mecânico, que muitas vezes pode ser até bem potente, mas não possuem um ronco assim tão “enfurecido” quanto dos carros esportivos de nascença.

No entanto o Passat CC R-Line, que já está a venda no mercado nacional, promete em doses comedidas e equilibradas, dar um pouco mais de esportividade a um sedã de classe. Seu desenho clássico de linhas alongadas, diferentemente do Passat CC, seu irmão menos rebelde, ganhou alguns atributos esportivos como spoilers e saias laterais além de lanternas escurecidas, que nesta versão compõem um conjunto bem mais esportivo e menos formal sem deixar de ser elegante e bonito.

Seu propulsor é um possante 3.5 Litros V6 que pode produzir 300 Cv de potência composto por câmbio DSG de seis velocidades com dupla embreagem. Conforme informações da montadora seu poder de arranque vai de 0 a 100 Km/h em excelentes 5,6 segundos podendo atingir a máxima de 250 Km horários.

Bonito, esportivo e potente. Bons motivos também para guiá-lo com consciência dentro dos limites de velocidade e de acordo com as regras de trânsito. O Passat CC R-Line também dispõem de bons sistemas de conforto e segurança como sensor de chuva e câmera de ré, que ajuda na hora de estacionar. Pouco mais caro que a versão Passat CC convencional que já está no mercado brasileiro há algum tempo, o CC R-Line apresenta o preço de R$ 189.130.

Foto: Dream Car

Por Mauro Câmara


O Porsche é mais do que um carro, é mais do que uma marca, é um sonho, um mito! A marca foi criada em 1931 pelo engenheiro Ferdinand Porsche que, por ironia do destino, também projetou o “fusquinha” da Volkswagen. Atualmente, o Porsche pertence praticamente ao grupo Volkswagen.

Depois do Porsche 356 de 1948, foi criado em 1963, o modelo 911 numa proposta de carro mais potente luxuoso. Nas mãos de um piloto profissional, o modelo 911 numa curva exigia evitar tirar o pé do acelerador de maneira brusca, já em curva mais baixa, era necessário frear o mais tarde possível.

O carro passou por outros modelos e modificações, mas o modelo 911 tem sido considerado, até os dias de hoje, como um passo marcante na história da marca.

Por Cintia Rebouças


Uma das maiores fabricantes de carros do mundo, líder de vendas em muitas capitais e cidades do Brasil, a Volkswagen preparou inovações para os seus novos modelos 2011. É de admirar como a empresa tem ocupado tanto espaço no mercado automobilístico mundial desde a sua fundação, na Alemanha. A idéia inicial seria a produção de um carro acessível para a população alemã, hoje ela oferece carros sofisticados que caem no gosto de motoristas em todo o mundo.

É impressionante como as máquinas da multinacional tem agradado aos brasileiros, e isso é tão real que a própria  empresa homenageou a sua invenção  na década de 80, com o Dia Nacional do Fusca no Brasil, cuja data é comemorada no dia 20 de Janeiro. Vale ressaltar que o fusca permaneceu durante 24 anos seguidos entre os mais vendidos do Brasil, e quase 22 milhões  de modelos vendidos no mundo.

Hoje são 23 modelos atuais a disposição dessa nova geração de motoristas. Entre eles a empresa oferece: Gol 4, novo Gol, Saveiro, Voyage, Parati, Fox, CrossFox, Polo (hatch e sedan), Golf e Kombi; já o SpaceFox e a Amarok são produzidos na Argentina; enquanto o Passat Variant, Passat, Passat CC e Tiguan são produzidos na Alemanha; o Touareg é produzido na Eslováquia; Bora, Jetta, Jetta Variant e New Beetle são produzidos no México e o Eos é produzido em Portugal.

Para que você possa ter as melhores ofertas do mercado a empresa, em seu site oficial, faz ofertas de acordo com a sua região. Vale a pena consultar as propostas.

Por Gutenberg Feitosa


Amantes de veículos automotores tratam seus carros como verdadeiros xodós. Alguns, inclusive, indicam nomes a seus bens. Existe uma parcela dentre esses que equipam seus automóveis com diversos acessórios, desde aqueles diretamente relacionados aos motores até outros para repaginar seu exterior.

Especializada em tunning, a companhia APS anunciou o desenvolvimento de um kit de performance para o Golf R, da Volkswagen, batizado de Stage 2. Dividido em duas possibilidades para o sistema de exaustão, o condutor pode optar pelo rendimento com 320 ou 330 cavalos de potência.

Além dessa configuração, de acordo com o portal Carro Online, o Stage 2 abrange sistema de escape de maior fluxo, afinação do motor 2.0 TSI, novo turbo, abafador em aço inoxidável e catalisadores na modalidade esportiva.

A APS também disponibiliza aos interessados o Stage 1, também para o Golf R, que proporciona 308 cavalos de potência.

Por Luiz Felipe T. Erdei


A Volkswagen tem grandes planos para 2011 e nem mesmo o pequeno mercado do New Beetle foi deixado de fora. A nova família do modelo poderá incluir uma versão wagon, uma versão cabriolet e uma versão esportiva. Umas das principais novidades do New Beetle são as suas linhas modernas, inspiradas pelo Volkswagen Up!, com sistema ótico de faróis de LED e maior distância e entre eixos.

O New Beetle 2012 também terá maior espaço interno, motorização da mesma linha do Golf de 1.4 litros, com sistema de dupla embreagem DSG, que é a sigla de “Direct Shift Gearbox”, o sistema de embreagem mais eficiente do mercado. O único modelo existente até agora do Beetle possui câmbio de seis velocidades, o que é de se esperar no New Beetle, aumentando o prazer em dirigir e possibilitar menores consumos de combustível.

Com essa iniciativa da montadora, parece mesmo que o Beetle veio para ficar.

Por Gerson de Morais


Aproveitando a proximidade da Copa do Mundo, a montadora alemã lança uma versão do Gol 2011 em homenagem a seleção Brasileira que vai ao Mundial da África do Sul. É o Gol Seleção, que vem com uma série de itens exclusivos. Para começar o emblema da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) vem bordado nos bancos dianteiros e nas portas da frente. As rodas são de aro 14, especial para esta versão e trazem pneus 185/60R. Mantendo o tom esportivo, os faróis, assim como as lanternas traseiras são escurecidos. A pintura também pode ser especial, podendo vir em um tom que lembra a camisa da seleção, o azul boreal, mas pode vir também em todas as outras cores disponíveis para o modelo e suas versões.

Além disso poderá ter freios ABS, sensores para manobras de estacionamento, Airbag duplo e ar condicionado entre outros equipamentos. E traz também a sensação de dirigir um carro que homenageia a seleção nacional. Uma forma elegante de torcer nesta Copa do Mundo. Seu preço parte de R$ 33.790,00.

Mas o Gol 2011 não terá apenas a versão Seleção. Será lançada também uma versão onde o foco é a economia de combustível e a ecologia. É o Gol Ecomotion, que tem a carroceria G4 da quarta geração e vem com pneus 165/70R “verdes”, que oferecem menos resistência e indicador de painel que ajuda a chegar a até 10% de economia em relação ao Gol básico. Chega com preço a partir de R$ 27.350,00.

Estas duas versões trazem os mesmos motores 1.0 com 71 cavalos, quando movido a álcool.

Por Mauro Câmara

Fonte : Revista Auto Esporte





CONTINUE NAVEGANDO: